Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Vintage #77 – Review: Unforgiven 2006 (1)

Querendo trazer de volta as analises a PPV passados e esmiuçar cada combate pertencente a esses mesmos, hoje decidi que iremos debruçar sobre o PPV realizado em 2006 de seu nome UNFORGIVEN. Um PPV que muitos se recordaram pelo Main-Event entre John Cena e o irreverente Edge. Decerto que irão gostar, pois tem inúmeros pontos de interesse, ainda mais por ser realizado em Toronto-Canada, terra natal de Edge. Outros combates estiveram em destaque como o embate entre Jeff Hardy e Johnny Nitro (John Morrison,) o embate entre os D-X e a equipa do Chairman, bem como o embate das melhores performers femininas da história da WWE.

Espero que gostem, sejam bem-vindos ao Vintage que será decerto Unforgiven!

Realizado a 16 de Setembro de 2006 teve como características 7 combates, com destaque para 1 embate Hell in a Cell e 1 combate TLC.

Cartaz oficial do PPV

Música oficial do PPV: “Run” by day of fire

Arena: Air Canada Center – 16,000 espectadores

Intercontinental Title: Johnny Nitro com Melina vs Jeff Hardy

http://dailymotion.com.com/video/xqdlst

Um embate entre dois exímios highflyer’s com algumas características semelhantes pois ambos, conseguem ter spots brilhantes, especialmente manobras atléticas e aéreas. Sacrificam o corpo literalmente em prol de um bom espetáculo e, este combate não fugiu a regra. O Intercontinental Title esteve em jogo e abriu o PPV da melhor maneira.

Com Melina ao seu lado, Nitro tinha uma vantagem que no passado deu-lhe lucro. A conquista do prestigiado Intercontinental Title deveu-se muito a este equaliser de saias, que ajudou o seu guy a vencer Shelton Benjamin e Carlito no PPV Vengeance. Por esta altura Nitro já tinha conquistado o I.C e, anteriormente o WWE Tag Team Champion com Joe Mercury. Após lesão gravíssima deste último e também rutura com Mercury, envergou pelos ringues a solo ou melhor, acompanhado por Melina.

Não foi a primeira vez que se enfrentaram, pois num prazo de um mês, o I.C mudou de mãos, ou seja, o Charismatic Enigma tinha vencido Nitro mas também perdeu nesse período de tempo. Foi uma “dança de título”, mas teria um fim no Unforgiven.

Hardy era um top-mid card e o seu regresso aos ringues da WWE ainda estava fresco, por essa razão, andava englobado no título secundário da RAW e teve a primeira oportunidade de o vencer após longa ausência.

Na minha opinião um dos 10 melhores combates onde o I.C teve em jogo onde os quase 20 minutos de combate vão passar como um flash. Ah! Claro que a cobra sexy da Melina tinha que fazer alguma matreirice…

Kane vs Umaga com Armando Alejandro Estrada

http://dailymotion.com.com/video/xqdm16

Este foi o combate entre dois mastodontes. Não foi uma prima-dona, mas teve a função de manter uma rivalidade acesa até ao RAW seguinte. Umaga andava a colecionar vitimas e nenhuma tinha a qualidade e o arcaboiço de Kane. Apesar de não ter havido um vencedor, pois ambos andaram a lutar fora do ringue, deu para credibilizar mais ainda Umaga, que mais tarde viria a enfrentar o campeão John Cena. Kane, que era um veterano nestas andanças nunca se sobrepôs ao Samoa Buldozer e, acredito que esse foi o intuito desde o início para esta rivalidade. O invicto Umaga continuou a senda de vitórias depois desta rivalidade fugaz. 7 Minutos de socos e mais alguma coisa menos interessante…

World Tag Team Titles – The Spirit Squad (Kenny/Mikey) vs The Highlanders

http://dailymotion.com.com/video/xqedve

As ladies…sorry, Spirit Squad assim está correcto, estavam numa maré de sorte e cheios de pujança por vencerem um ex campeões Big Show e Kane. O curioso é que toda a stable era considerada campeã de duplas.

Os Highlanders não foram a melhor escolha como adversários na minha opinião, apesar de os “primos” Robbie e Rorie terem vencido um combate de Tag Team Triple Threath para um shot dos World Tag Team Titles não viriam a ser a melhor decisão, pois 10 minutos foram pouco para vermos algo de positivo dos escoceses. A partir deste PPV estes últimos desapareceram por completo do panorama da WWE. A claque preferida do Chairman-Spirit Squad viria a reter os seus trofeus e continuarem a cantarolar por algum tempo. Uma curiosidade. Um dos membros da claque masculina é o actual I.C-Dolph Ziggler.

Handicap Hell in a Cell – D-X vs Mr McMahon & Shane McMahon & Big Show

http://dailymotion.com.com/video/xy5skh

Estamos a meio do PPV, e é a partir deste momento, este evento começa seriamente a tornasse um dos melhores que já tinha visto enquanto fá.

É de conhecimento geral a atitude da dupla D-X, composta por HBK e Triple H, e com a reunião de ambos, começou o caos nos ringues e bastidores da WWE. A vítima poderia ser algum wrestler, ou outro interveniente mas não, a picardia foi logo com o chairman da companhia. Escolhas típicas dos D-X.

Este combate foi o segundo desta rivalidade e foi um ponto final na mesma. Shane e Vince tinham enfrentado os D-X no PPV SummerSlam e este seria o tira-teimas para a rivalidade, só que desta vez os Corporate tinham uma ajuda de peso. Literalmente um atleta de peso, que estava com a reputação em alta na brand ECW, pois era o actual campeão. Não sou grande fá do Show, pronto, não gosto nada do Big Show mas, tenho que admitir que foi bastante positivo esta fase na ECW e crescimento da mesma.

Este handicap match foi eleito como dos melhores combates Hell In a Cell da história da WWE e não podia estar mais de acordo.

Um embate brutal, violento e intenso foi um aperitivo para o que vinha a seguir no PPV e, quando tudo encaminhava para um mesmo aborrecido e sem história, fomos brindados com este combate.

Apesar de terem um membro a mais e extremamente mais forte, o combate foi taco-a-taco, com alguns momentos que decerto a maioria de vocês recorda. Desde a “introdução” e paro agora um bocado o meu pensamento para dar-vos o significado da palavra introdução: início de algo, começo de algo, aquele que introduz, ALTO! Bem é isso mesmo, ou seja … uma imagem vale mil palavras…

I can see the black hole over here!

Uma pequena vendeta dos D-X após HBK ter sido forçado a beijar o “respectivo” de Vince.

Vale a pena ver este combate com um final épico e tremendo para o Chairman, que depois ficou desaparecido durante imenso tempo. 25 Minutos de acção!

Com este combate terminamos a primeira parte do artigo, onde para a próxima semana teremos o restante card: Trish vs Lita (Womens Championship), Randy Orton vs Carlito e o Main Event –John Cena vs Edge , um TLC Match para o WWE Championship.

Espero que tenham gostado desta primeira parte e até para semana com inúmeros pontos de interesse. Até lá tenham uma boa semana.

This is Vintage!

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

18 Comentários

  1. Lionheart...Stealing the Show! - há 2 anos

    PPV excelente, época em que a WWE fazia um produto de qualidade. Agora uma coisa que venho reparado muito, é que a WWE costuma usar música de bandas de rock cristão como tema, very nice *—*

  2. Aleixo - há 2 anos

    Foi o primeiro PPV que vi e é um dos meus favoritos.
    Muito subvalorizado ao meu ver.

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Sim sem duvida, um PPV que foi extinto mas deveria de ser considerado dos melhores de sempre pela WWE.

  3. Vitor Oliveira - há 2 anos

    Ótimo artigo, muito bom relembrar grandes acontecimentos

  4. JoãoRkNO - há 2 anos

    Olha que poderias fazer de vez em quando este formato , gostei bastante . Colocavas 2 ou 3 PPV’s e o pessoal votava .

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      De vez em quando lá apresento João. Penso que este será o meu 3º artigo. Vou relembrar também o Funny Moments e o Stupid Vintage Debuts

      • JoãoRkNO - há 2 anos

        Sim , ambos de qualidade .

  5. Hildo - há 2 anos

    Gosto muito das analises de PPV, André.
    Esse PPV foi um dos melhores de sempre na minha opinião, a primeira parte foi boa, com Hardy vs Nitro e a Hell in a Cell, mas a próxima parte é fantástica, com a despedida da Trish em um dos melhores combates femininos de sempre. O Ambiente foi brutal, e muito emocionante durante todo o PPV.

  6. Mafi - há 2 anos

    Adorei a abordagem e melhor ppv não podias ter escolhido! Um dos meus ppvs favoritos e cá espero a 2° parte! :)

  7. john3:16 - há 2 anos

    Gostei de relembrar esse hell in a cell match, fantástico de facto grandes tempos

  8. AwesomeTheMiz - há 2 anos

    Excelente trabalho, André! Sempre fico em dúvida se esta edição ou a de 2005 é a melhor

  9. danielLP21 - há 2 anos

    Um dos melhores PPV’s de sempre! Excelente escolha André. Falta a 2ª parte, que é, para mim, a melhor.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador