Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Vintage #78 – Review: Unforgiven 2006 (2)

Chegamos a segunda parte do vintage, concluindo o artigo da semana passada. Uma primeira parte que terminou com um combate “apetitoso”, deixando “agua na boca” para o que se avizinha a seguir.

WWE Womens Championship – Trish Stratus vs Lita

http://www.dailymotion.com/video/xl51ns_unforgiven-2006-trish-stratus-vs-lita_sport

Este embate de titãs, lendas e incontornáveis ícones do wrestling feminino, enfrentaram-se para mais um combate épico e principalmente inesquecível!

Uma rivalidade com um passado rico de combates, seja em PPV, ou numa RAW onde Lita venceu a sua némesis, num combate épico e memorável. Duas rivais que na vida real são amigas, quase irmãs de sangue.

Mas o Wrestling vive disto, de personagens que marcaram eras, ou períodos de tempo consideráveis, onde estas duas são prova, que não só do wrestling masculino teve parte importante na história. Sejam bem-vindos a um combate que a maioria de vocês lembram-se com um sorriso na face.

Os aperitivos estavam lançados em cima da mesa e em nada desfraldou as expectativas dos fás. O Air Canada estava ao rubro e, Toronto (cidade natal de Trish) agradecia antes do combate tudo que tinha proporcionado aos fás.

Infelizmente este combate era um chapéu de dois bicos, pois também foi o combate da reforma de Trish mas por breves instantes, essa notícia não pesava na consciência dos fás, querendo somente assistir ao embate de duas lendas.

A irreverente Lita, a rebelde de saias de Edge, enfrentava a super sexy Trish, que não lutava aproximadamente à dois anos, regressando aos ringues para finalizar a sua carreira em grande.

“Thank You Trish”,”Thank You Trish”, eram os canticos vindos da bancada do Air Canada.

O combate inicia-se com muita intensidade e picardias entre as duas wrestlers com Lita a empurrar violentamente Trish mas esta não se intimida aplicando um dos seus signature moves na perfeição. Lita tenta se recompor fora dos ringues mas Stratus impede a recuperação aplicando um Lou Thesz Press, deixando sem fôlego Lita. Ataques com uma precisão só ao alcance dela.

A rockeira Lita consegue inverter este impeto com ataques fortíssimos e furtivos na zona abdominal. J.R menciona que nada daria mais prazer a Lita senão a vitória na terra natal de Stratus. É curioso a previsão de J.R ao mencionar que um dia Trish estará no Hall of Fame, o que veio acontecer.

Vários signatures moves são utilizados de ambas as partes e, com parada e resposta, o uso do sharpshooter (finisher de Bret Hart) seria o fim para Lita, fazendo o tap out! Trish conquista o seu sétimo título ultrapassando The Fabulous Molah.

A plateia agradece com uma ovação inesquecível para a rainha Stratusfaction.  Cerca de 12 minutos de combate que decerto passaram bastante rápido.

Carlito vs Randy Orton

http://www.dailymotion.com/video/xqflmw_wwe-unforgiven-2006-randy-orton-vs-carlito_sport

Ora aqui está um combate para recuperar o fôlego de um combate estrondoso e bastante sentimental.

Um combate com pouco acrescentar para um PPV, talvez nem seja de qualidade do mesmo. Carlito que se tinha tornado face entrou em picardias em semanas anteriores com o já consolidado wrestler Randy Orton. Um embate que trouxe bastantes manobras aéreas de Carlito mas terminou como muitas vezes termina os combates do Viper. Um contra- ataque com um RKO, após uma manobra aérea por parte do adverásrio.

Não deixou de ser um combate interessante e por alguns momentos fez crer que Caribian Cool podia derrotar Orton. Um combate com menos de 10 minutos de duração. Perfeito para preparar uma plateira para um Main Event.

TLC Match for the WWE Title :John Cena vs Edge

http://www.dailymotion.com/video/xvn8io_edge-vs-john-cena-tlc-wwe-championship-match-unforgiven-2006_sport

Chegou a hora do Main-Event. O combate mais esperado pelos fás de Toronto e também aqueles que viam via T.V. Eu era um deles, e lembro-me de estar a torcer ferverosamente por Edge. Não queria mais um reinado curto e fugaz. Desejava uma grande vitória do Rated R-Superstar, o inovador do Money In The bank, o meu lutador favorito nestes tempos.

A rivalidade entre ambos foi muito pessoal, com trocas de títulos entre ambos, onde Edge estava “por cima”. Vários factores de interesse rodeavam este combate:

1: TLC era a especialidade do irreverente Edge;

2: Combate realizado no País Natal de Rated R-Superstar;

3: Ambos encontravam-se no topo da sua forma;

4: Uma rivalidade acesa;

5: A tira teima em relação ao WWE Title;

6: Ambiente hostil para Cena.

Talvez mais factores estivessem em cima da mesa, mas estes talvez sejam os mais relevantes em redor a estes wrestlers.

Começava nesta fase haver os cantigos a favor de Cena mas, também um nascimento anti Cena, algo que talvez tenha começado na rivalidade com Edge, ou pelo menos se acentuou com a partilha de ambos nesta rivalidade.

Os spots do combate foram deveras fenomenais, com gritos de êxtase em qualquer move de Edge e, pelo outro lado, manifestações de desagrado, quando Cena ganhava vantagem. Um combate que ficará marcado pelo spot final de Cena a pegar em Edge e aplicar o ainda conhecido F-U em cima de duas mesas, prostrando Edge no ringue sem peso nem agrado…

Cena ganhou este combate marcando uma rivalidade, considerada por muitos das melhores da história da WWE. Tive pena pelo resultado, por não ver aquele cinturão customizado à imagem de Rated R-Superstar. Mas os créditos têm que ser dados a quem merece, mesmo que custe muito. John Cena ganhou e ao mesmo tempo afirmou e reforçou seu estatuto na WWE e no wrestling em geral. Aproximadamente 26 minutos foi a duração deste combate.

Avaliação do PPV pelos entendidos na matéria:

Revistas, tv shows ou outros entendidos da matéria avaliaram este PPV com uma nota positiva mas não muito elevada. De 0 a 10, atribuíram nota 6 ou 7, muito devido a 3 combates. O combate onde os D-X enfrentaram a equipa do Chairman, Lita vs Trish e o Main-Event tiveram nota elevada, onde os restantes combates só sobressaiu o embate entre Nitro e Hardy.

Eu dou nota 9 em 10. Apesar de haver combates para “encher chouriços”, esses mesmos não foram maus, excluindo somente o combate entre Kane e Umaga, pois esse foi o pior da noite.

Como li em alguns dos vossos comentários, muitos de vocês acharam este PPV muito subvalorizado e não podia estar mais de acordo. Não podemos esquecer que nesta fase ainda havia as brand e este PPV era pertencente a RAW e, talvez não tenha cativado muito dos fás, pois não viram alguns dos wrestlers da Smackdown. Bem é muito subjectivél e podíamos tirar muitas conclusões mas o que marcará este PPV é sem dúvida alguma o ambiente e a carga emocional presente no Air-Canada.

Espero que tenham gostado, até para semana. Deixo-vos com uma galeria de fotos.

This is vintage!

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

8 Comentários

  1. cdcabana - há 2 anos

    “Thank You Andre Santos ”,”Thank You Andre Santos”, eram os canticos vindos da minha boca

  2. Hildo - há 2 anos

    Excelente artigo André!

    concordo com grande parte do que disse, mas não percebi a frase ”Trish, que não lutava aproximadamente à dois anos” Se não me engano ela lutou até o Backlash do mesmo ano antes de se lesionar. O combate foi fantástico, como já disse o meu combate feminino favorito de sempre, o publico esteve brutal, simplesmente Fantástico!

    Randy Orton vs Carlito teve um ritmo muito elevado e com bons momentos, principalmente o RKO.

    Edge vs John Cena foi brutal, um dos melhores combates de 2006, tal como o Edge disse em uma entrevista, as expressões dele do começo para o final do combate são nitidamente perceptíveis, ele não tinha aquela expressão de Heel no final do combate. Imagino o arrepio que ele deve ter sentido com aquele publico…

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Correcção, depois deste combate esteve 2 anos sem lutar.Lutou em 2008 fazendo dupla com Cena.

      Obrigado Hildo!

  3. José Sousa - há 2 anos

    Este combate entre o Edge e o Cena é brutal, claro que o resultado foi o normal. Mas foi um combate do caraças, e onde um dos meus preferidos de sempre mostrou-se a grande nível.

  4. danielLP21 - há 2 anos

    As lágrimas do Edge quando ouve o público do Canadá a ovacioná-lo ficarão sempre para a posteridade. Ah, e este é o único combate da carreira do Edge em que ele perdeu os sentidos durante uns segundos.

    O combate feminino foi o melhor de sempre. Só isso.

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Excelente pormenor que referes acerca do Edge! Concordo contigo acerca do combate entre Trish e Lita.Good Old days!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador