Vintage #88 – Dead Man Walking (5)

Batista tinha recuperado o seu título vencendo Edge, e Taker viria a intrometer-se novamente na rota do trofeu, reatando a sua velha rivalidade com Batista. Ambos enfrentaram-se em dois PPV, o Cyber Sunday e o Survivor Series e, aqui neste último, é que a interferência de Edge viria fazer novamente moça a Undertaker. Edge custou a conquista do World Title a Taker, intervindo no combate, mas o deadman tinha uma surpresa no Smackdown dessa semana. Um épico tombstone a Vickie Guerrero.

Quem não se lembra do Tombstone em Vickie Guerrero.

Tombstone a Vickie Guerrero: https://youtu.be/zJ5if2wbzT8

No PPV Armageddon, os três enfrentavam-se numa ameaça tripla, onde Edge sairia campeão, com mais uma investida oportunista bem característica dele. Undertaker teria que ter uma oportunidade para se vingar, e para isso acontecer, teria que vencer o Elimination Chamber, para ter uma oportunidade para enfrentar Edge. O objectivo não era só conquistar o World Heavyweight Title, mas sim, fazer “pagar” o Rated R Superstar, pela audácia de ter cobrado o seu Money in the bank, quando o deadman estava debilitado e, ter impedido a sua vitória no Survivor Series.

Na Chamber, Taker enfrentou adversários como: Finlay, Great Khali, Big Dady V, MVP e o seu eterno rival Batista. Undertaker superou esta prova, sendo o grande vencedor, e assim seguiria para a Wrestlemania, para tentar reconquistar o seu título e também manter a sua streak imaculada.

Elimination Chamber: https://youtu.be/D5yEba2YFRo

Undertaker teria uma tarefa muito difícil, pois Edge estava protegido por Vickie Guerrero, que era actual General Manager da Smackdown e sua “namorada”. Mas nem sempre foi vantajoso para Edge esta associação a patroa da brand azul, como vamos constatar mais a frente.

Edge estava protegido pelo grupo La Família, constituído pelos seus Edge Heads – Curt Hawkins e Jack Rydder, Chavo Guerrero e a matriarca da família – Vickie Guerrero.

A preparação para o embate entre ambos na Wrestlemania foi bastante intensa. Ataques furtivos da La Família em Taker foram bastante recorrentes, um deles com o lendário ataque de cadeira – concheirito na cabeça do deadman.

O combate foi de extrema qualidade, onde a submission Hells Gate viria a ser o grande momento do combate, com a desistência de Edge. Ele seria a décima sexta vítima do deadman.

Wrestlemania 24: https://youtu.be/g2whmZ29YQ4

Por esta época existia o PPV Backclash, que era o PPV onde quase todos os combates eram desforras da Mania. Como seria de prever, Undertaker e Edge enfrentaram-se, mas a vitória seria novamente de Taker, novamente com o submission move Hell´s Gate. Esta seria a segunda ocasião que esta manobra era decisiva. Infelizmente para o campeão, Vickie Guerrero proibiu este golpe, inutilizando uma das principias armas do arsenal de Taker e, abusou da sua autoridade, retirando o titulo ao campeão.

Com o mesmo de vago, Edge e o Phenom, enfrentaram-se por mais duas ocasiões, uma no PPV Judgment Day, onde Rated R Superstar venceu via countdown onde nenhum dos dois conquistou o World Title e, no PPV TLC, onde o grupo La Família foi decisivo para a vitória de Edge e consequência a conquista do título. Fica sempre na retina, aquela queda de uma escada de Taker sobre varias mesas. Com esta derrota, Undertaker seria expulso da WWE mas com promessa de mais uma vendeta para com Edge…

O momento em que Undertaker cai sobre várias mesas.

TLC: https://youtu.be/c2r_k2MIQnI

Recordam-se anteriormente de ter mencionado que nem tudo era uma “mar de rosas” para Edge, quando este tem como “namorada” a patroa? Bem foi o que aconteceu com o irreverente Edge mais tarde, quando foi exposta por Triple H uma traição com uma diva feminina do roster, não seria ele o único a trair, pois a própria Vickie teve um caso com Big Show, num enredo cómico deixando Edge mais louco do que ele já era.

Undertaker, mais tarde, voltaria a ser adicionado ao roster da WWE por Vickie Guerrero, onde o deadman nunca chegou a perdoar, e apesar de ter uma breve feud com Big Show, o deadman teria o maior adversário na sua carreira na Wrestlemania.

HBK colocou-se a disposição de enfrenta-lo no maior palco de todos, com o objectivo de quebrar a imperial streak.

Um combate que foi épico, considerado um dos melhores de sempre pela WWE. No festejo dos 25 anos de Wrestlemania, HBK tornou-se na décima sétima vitima, mas que foi dos únicos a estar muito próximo de quebrar a mesma.

Cartaz alusivo ao combate entre HBK vs Undertaker na Wrestlemania 25.

Wrestlemania 25: https://youtu.be/gCHbbw8CcXg

Apesar de muitos pensarem que esta seria a ultima vez que assistiam a um combate entre estas duas lendas vivas, enganem-se! Undertaker, depois da Mania 25, esteve sempre na rota do World Heavyweight Title, tendo o conquistado no PPV Hell in a Cell vencendo o recente campeão CM Punk. Este reinado de Taker foi bastante intenso, pois defendeu o seu Championship em vários PPV. Chegado ao Elimination Chamber teria a surpresa da sua carreira, pois um ataque furtivo do seu ex oponente da Wrestlemania – HBK, ditava o fim do seu reinado, tendo Chris Jericho vencido o mesmo. Neste PPV aconteceu o acidente na pirotecnia, onde na sua entrada, Undertaker ficou gravemente ferido, mas mesmo assim conseguiu realizar o combate.

Ataque de HBK no Elimination Chamber: https://youtu.be/NLN_MIgDBmw

Acidente na pirotecnia: https://youtu.be/-QDpOGE8dww

Michaels justificou este ataque pela “azia” de ter perdido o combate na Wrestlemania 25, querendo uma desforra, nem que fosse o seu último combate da carreira. Undertaker esteve relutante em aceitar e, pela primeira vez publicamente, o Phenom respeitava um oponente, e por consequência recusava o desafio.

HBK nunca aceitou essa resposta, tendo variadíssimas vezes jogado sujo para alcançar o seu objectivo. A sua persistência deu resultados, com a aceitação do pedido por parte de Taker mas, havia uma contrapartida. A carreira de HBK estaria em jogo…Undertaker venceu e reformou o Mr Wrestlemania!

Wrestlemania 26: https://youtu.be/hs00VgDO5VQ

Este combate teve um peso emocional muito intenso, pois era um combate de dois lutadores da mesma geração e um deles iria aposentar-se. Undertaker depois deste combate teve algumas interações com Kane e Rey Misterio, tendo sido gravemente lesionado num combate contra este último.

A carreira do Phenom teve alguns precauços pelo caminho, e mais uma vez na sua carreira seria “enterrado”, perdendo um combate contra Kane, no PPV Bragging Rights, com ajuda dos Nexus. Estávamos no ano 2010 e o ritmo alucinante da sua carreira iria abrandar drasticamente.

Bragging Rights: https://youtu.be/1lLtoeGQ1Jc

A sua carreira começou a basear na defesa da sua streak. Ano após ano, vários wrestlers tentaram derrubar a histórica serie de vitórias na Mania. Alguns adversários não tiveram “peso” histórico como HBK e, seria nesta fase da sua carreira, que Taker defrontaria lutadores com o impeto e capacidade para derrubar a sua streak. Um deles era Triple H.

Undertaker regressava de um hiato prolongado depois do combate contra Kane. Logo após o Royal Rumble de 2011, e a sua chegada era presságio de um combate pela defesa da sua streak.

Triple H foi incisivo ao anunciar que seria ele o adversário, sem grandes alaridos e com um simples apontar de dedo para o logo da Wrestlemania.

Wrestlemania 27: https://youtu.be/R9_EyaYi1Ms

Tal como aconteceu com Michaels, Triple H desafiou novamente Taker para um embate na Wrestlemania 28. O combate teve vários interesses, tal como ser realizado num Hell in a Cell e um arbitro muito especial – o adversário da Wrestlemania 25 e 26 – Shawn Michaels.

End of an Era!

Um combate que marcou o novo corte de cabelo do phenom e um peso histórico ao redor, sendo apelidado como End of na Era!

Wrestlemania 28: https://youtu.be/XY-TRVczM5I

Como é do vosso conhecimento, Undertaker enfrentou CM Punk na Wrestlemania 29, onde o mote para a rivalidade foi a morte na vida real do seu eterno manager Paul Bearer. Na Wrestlemania 30, foi a “morte” da streak após derrota com a besta Brock Lesnar.

Para concluir o artigo, deixo o meu pensamento acerca do fim da streak, algo que escrevi numa edição do vintage.

(…)Não coloco Undertaker como um dos meus all-time, mas não consigo ficar indiferente ao seu legado e capacidade de ser único e intemporal. Os acontecimentos de ontem deixaram-me talvez por esta ordem: admirado, chocado, revoltado e triste. Triste, sim. A tristeza de ver o Deadman prostrado no ringue, abandonado, sobre o olhar atento de todos que estavam no Superdome e os milhões que assistiam noutros periféricos dos média ou internet. A tristeza foi sem dúvida, aquilo que ficou mais marcado em mim, pois nunca deveria ter sido assim…NUNCA!(…)

Espero que tenham gostado, numa serie de cinco artigos acerca da carreira do deadman.

Dead Man walking forever….This is Vintage!

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

19 Comentários

  1. José Sousa - há 2 anos

    Excelente trabalho meu caro. O Undertaker será sempre imortal, apesar da Strek não ser. Espero que comentar com um avatar do homem que acabou a streak não seja provocação, mas sempre fui admirador do enorme atleta que é o Brock Lesnar.

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Não amigo de todo!

      Eu sou daqueles que defendia a streak e não aceitei muito bem a conquista do Lesnar.

      • José Sousa - há 2 anos

        Sem dúvida. Mas agora que se use isso para algo: Criar uma estrela nem que seja o Reigns(mesmo que ele não seja consensual).

  2. Mort Nobody - há 2 anos

    Excelente artigo, meus parabéns por escrever sobre um dos maiores wrestler de todos os tempos, The Undertaker. O seu legado permanecerá para sempre.

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Obrigado pelo comentário.

      O objectivo destes artigos foi esse. Tentar mostrar o grande legado de Undertaker.

  3. Vitor Oliveira - há 2 anos

    Ficou perfeito o artigo desde a primeira parte até a quinta. Meus parabéns.

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Obrigado por teres acompanhado. Eu próprio estou a ler os 5 artigos para ver como ficou e…fiquei contente com o resultado.

  4. jocivalter Hagedorn - há 2 anos

    Eu também não gostei que o Taker perdeu,mas tomara que ele lute mais uma vez ainda.

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Acho que foi mau demais a derrota perante o Lesnar, muito devido ao final do combate.

  5. igorabsolute - há 2 anos

    Gostei muito de acompanhar este artigo aqui no wrestling pt mesmo ele se trata do meu wrestler favorito , o momento em q taker faz o suicide dive na wm 24 foi um dos momentos mais awesome do match , e no caso do seu acidente ele foge das chamas e imediatamente volta a personagem

    • MR Perfection André Santos - há 2 anos

      Ele ainda sofreu queimaduras graves, mas mesmo assim escapou de boa!

      Obrigado por leres!

  6. Diogo Teixeira - há 2 anos

    Grande trabalho André, os artigos ficaram espetaculares, o Undertaker teve sem dúvida uma carreira inigualável, histórica.
    Não tinha conhecimento do acidente com a pirotecnia, mas como já disseram, foi muito profissional a maneira como ele rapidamente volta à personagem. O meu combate preferido dele foi contra o Michaels na Wrestlemania 26, embora concorde que o da Wrestlemania 25 foi melhor a nível de wrestling, o da Wrestlemania 26 teve uma carga emocional enorme, a estipulação de Streak vs Carrer aumentou logo o interessa no combate, apesar de o combate só pelos seus intervenientes ser dos mais importantes da Mania.
    Continua com os teus excelents artigos.

  7. lmfcp2012 - há 2 anos

    mais um excelente artigo.
    já passou quase um ano desde o fim da streak e sempre que penso na vitoria do lesnar so me apetece fazer um tombstone ao vince , porque a streak e daquelas coisas que nunca devia acabar, a streak devia de ser como o hogan IMORTAL

  8. Cenllas - há 2 anos

    Como se pode notar com o meu avatar, é o meu wrestler predileto de todos os tempos.
    Já tinha comentado na 4º parte, mas volto a comentar nesta, que é a última.
    Tenho de concordar que não deveria de ser assim que devia de ter acabado. O Brock Lesnar é um bom atleta, mas não deveria de ter sido ele. Ele e o Undertaker nunca se deram bem cá fora….
    Sinceramente, penso que ninguém devia ter acabado a streak. Penso que o Undertaker devia de ter feito algo (combate, declaração, etc) com que se ia aposentar e que ia deixar um “discípulo”. O indivíduo que vejo mais propício a o ser: Bray Wyatt.

    Mas visto que o que está feito, feito está, concordo que tanto o Undertaker como os fãs não merecem que ele nunca mais apareça. Uma despedida assim? Com uma derrota? Humm, penso que não.
    Ele TEM de aparecer mais uma vez. Nem que seja só como “mentor” da Wrestlemania, devido ao seu streak. Que faça aparições durante a Road To Wrestlmania. Dando conselhos (não parece ser muito dele, mas pronto), aparições “à lá” Undertaker.

    Ele merece aparecer mais uma vez. Para sair em força e com o devido mérito que merece.

  9. danielLP21 - há 2 anos

    Muito bom, André! Só faltou a referência ao combate “Hell In A Cell” contra o Edge, no final da memorável rivalidades entre eles.

    É um dos meus favoritos, só não gostei da fase 2002-2003 dele. O seu reinado como campeão da WWE em 2002 foi fraquinho, mas sempre deu para elevar o Jeff Hardy com aquele combate de escadote.

    De resto, uma carreira épica, uma atleta incrível, um legado tremendo.

    PS: não sabia do acidente com a pirotecnia… Estou sempre a aprender :D

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador