Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Visão Brasileira #10 – WWE Championship

Pessoal esta semana escrevo minha décima crônica, estou feliz por chegar aos dígitos finalmente. Esta semana escrevo sobre o WWE Championship, uma vez que o Título esta vago, após a vitória de CM Punk, no Money In The Bank, pois Punk deixou a WWE.

Historicamente o WWE Championship é o cinturão mais histórico da WWE. Criado em 1963, o WWE Championship foi concedido pela primeira vez a Buddy Rogers depois de ter vencido Antonino Rocca na final de um torneio. Desde esta data, os maiores nomes da WWE, tem conquistado o WWE Championship, incluindo grandes estrelas como Bruno Sammartino, Andre the Giant, Bret Hart, The Rock, Stone Cold, entre outros.

Originalmente este título era conhecido como o  World Wide Wrestling Federation (WWWF) World Heavyweight Championship. Em 1971, a WWWF reagrupou-se com a National Wrestling Alliance, e o título passou a ser denominado WWWF Heavyweight Championship. Em 1979, a empresa acabou com o “Wide” do seu nome, levando à renomeação do título para World Wrestling Federation (WWF) Heavyweight Championship. Após a WWF abandonar a NWA em 1983, o título passou a ser conhecido por WWF World Heavyweight Championship.

Nos anos 90, o título passou a ser chamado de WWF Championship. Quando o título mudou para o cinto “Attitude” em 1998, neste lia-se World Wrestling Federation Champion, não mais tendo as palavras World Heavyweight. O cinturão foi unificado com o World Championship, que também era conhecido como WCW World Heavyweight Championship, no dia 9 de Dezembro de 2001 quando Chris Jericho, derrotou Stone Cold Steve Austin e The Rock na mesma noite, no PPV Vengeance.

Durante o período que ficaram unificados, estes títulos eram utilizados e defendidos sob o nome de WWF Undisputed Championship até Abril de 2002, quando Ric Flair apresentou o campeão Triple H com apenas único cinturão, representando os dois títulos. Durante o reinado de Hollywood Hulk Hogan, razões judiciais forçaram a companhia a mudar o nome para World Wrestling Entertainment (WWE), sendo que o título também teve que ser renomeado, tendo o logo modificado de WWF para WWE, durante o reinado de The Undertaker.

O estilo do cinturão manteve-se e o título combinado passou a ser o WWE Undisputed Championship até Agosto de 2002, quando o campeão, Brock Lesnar, recusou-se a lutar pelo título contra um lutador da RAW, após um combate pelo número um contender, que foi vencido por Triple H. Lesnar disse que poderia defender o seu título apenas contra lutadores da SmackDown, apesar dos anteriores campeões defenderem o seu título contra wrestlers de ambas as brands.

Após esta atitude de Lesnar, o General Manager da RAW Eric Bischoff deu o World Heavyweight Championship a Triple H em 2 de Setembro de 2002, declarando-o como o primeiro campeão da RAW. Isto fez com que Brock Lesnar fosse apenas WWE Champion (Campeão da WWE). Ambos tornaram-se assim exclusivos a cada marca.

Quando John Cena foi draftado para a RAW em 6 de Junho de 2005, ambos os títulos foram para a RAW até Batista, que era o World Heavyweight Champion, foi mandado para a SmackDown em 30 de Junho de 2005. O WWE Championship em um pequeno período de 2006 foi partilhado entre RAW e ECW, mas voltou a ser exclusivo da RAW em Julho de 2006, após Edge derrotar o ex-campeão Van Dam e ainda John Cena num No Disqualification Triple Threat Match. O WWE Championship retornou a SmackDown no draft de 2008, quando o campeão Triple H foi draftado para a SmackDown. No ano seguinte, dia 13 de Abril, Triple H retornou à Raw no Draft de 2009, fazendo com que o título voltasse novamente a RAW.

Agora vou falar das vezes em que o WWE Championship ficou vago, como após o Money In The Bank deste domingo. A primeira vez é óbvio, foi quando sua disputa esteve em jogo pela primeira vez, quando Buddy Rogers ganhou o título quando venceu Antonino Rocca na final de um torneio no Brasil para se tornar o primeiro WWWF World Heavyweight Champion.

A primeira vez que o cinturão ficou vago foi em 1979, quando Bob Backlund venceu Inoki, mas o presidente da WWF Hisashi Shinma declarou que a luta havia acabado por desclassificação quando Tiger Jeet Singh entrou no ringue. Depois voltou a ficar vago em 1981, quando Bob Backlund teve seu Título retirado após uma luta com Greg Valentine, quando o árbitro deu a este o título, mesmo após Backlund ter vencido a luta.

Em 1988, o cinturão ficou vago imediatamente após Andre The Giant, vencer o título de Hogan. André deu o título para Ted DiBiase. O presidente da WWF Jack Tunney anulou a decisão e declarou o título como vago, que depois foi vencido por Randy Savage no Wrestlemania. No ano de 1991, o cinturão ficou vago, quando Hulk Hogan teve o título retirado por Jack Tunney no Superstars. Após isto quem ganhou o título foi Ric Flair no Royal Rumble.

Depois somente em 1997 voltamos a ter o cinturão vago, quando Michaels entregou o título após uma lesão no joelho, para definir o novo Campeão ocorreu uma Fatal-four-way eliminatório entre Bret Hart, Steve Austin, The Undertaker e Vader, com vitória de Bret Hart. Em 1998 o cinturão voltar a estar vago na RAW is WAR após Kane e The Undertaker vencerem ao mesmo tempo Stone Cold Steve Austin, na noite anterior. Quem se tronou Campeão em um torneio na Survivor Series, foi The Rock, ao vencer Mankind na final. Em 1999, após o o título de Mr. McMahon, ele declarou vago na RAW is WAR. O título esteve em  jogo em uma Six-Pack Challenge no Unforgiven, onde o vencedor foi Triple H, onde também participaram The Rock, Mankind, Big Show, The British Bulldog e Kane.

As duas últimas vezes em que o WWE Championship esteve vago, em ambas as vezes foi por lesão. Em 2007, ficou vago na ECW, quando foi revelado que Cena havia rasgado o tendão, quem ganhou o título de Vince McMahon no No Mercy, foi Randy Orton. Em 2008, ficou vago mais uma vez na ECW quando foi revelado que Batista havia rasgado o Bíceps. Para se definir o novo campeão, foi marcado uma Fatal Four-Way match na RAW, entre Big Show, John Cena, Randy Orton e Triple H, tendo como vencedor mais uma vez Randy Orton.

Voltando ao presente da WWE, no último domingo em um PPV, que surpreendeu a muitos, tivemos as duas lutas das malas da RAW e da Smackdown, onde saíram vencedores Daniel Bryan, uma surpresa para muitos, mas que tinha minha torcida, espero que ele mantenha-se com a mala por um bom tempo. Na mala da RAW, venceu Alberto del Rio, que estava merecendo a muito tempo esta oportunidade, venceu de forma impressionante, ao retirar a máscara de Rey Misterio, espero que Del Rio já utilize a mala no próximo PPV.

Na luta pelo WWE Championship, tivemos uma vitória emocionante de CM Punk, que deixou a WWE, com o Título. Mr. McMachon tentou impedir a vitória de CM Punk, primeiramente tentando intervir na luta e depois fazendo o chamado a Alberto Del Rio, para que o mesmo fizesse o cash-in, mas ambas as tentativas foram em vão, Punk deixou o ginásio pelo meio da torcida e levou consigo o WWE Championship.

Na Raw desta semana ficou definido que o novo WWE Champion será definido em uma WWE Championship Tournament Bracket, entre oito lutadores. Estavam na disputa:  Alberto Del Rio, Alex Riley, Dolph Ziggler, Jack Swagger, Kofi Kingston, R-Truth, Rey Misterio e The Miz.

Na primeira luta das quartas de final, The Miz venceu Alex Riley, na segunda luta da noite R-Truth venceu Jack Swagger, na terceira luta Kofi Kingston venceu Alberto Del Rio e na quarta luta Rey Misterio venceu Dolph Ziggler. Nas semi-finais, The Miz venceu Kofi Kingston e Rey Misterio venceu Dolph Ziggler.

Quando todos estávamos esperando a definição do novo WWE Champion, entre Rey Mysterio e The Miz, quem apareceu foi Mr. McMahon que exigiu que o ring fosse esvaziado e que tinha negócios importantes para conduzir. Depois de explicar os acontecimentos tumultuosos que aconteceram na noite anterior no Money in the Bank. O Presidente ordenou que o ex-WWE Champion John Cena viesse ao ringue.

Antes de Mr. McMahon demitir Cena, quem surgiu foi Triple H, que não aparecia na Raw a mais de três meses, The Game, executivo da WWE e marido de Stephanie McMahon, disse ao presidente que suas decisões nos últimos tempos têm sido analisadas pelos membros da WWE. Ele então soltou uma notícia bombástica para Mr. McMahon e o Universo WWE. O Presidente da WWE foi oficialmente dispensado de suas funções.

Agora é esperar os novos rumos do WWE Champion, uma vez que John Cena não foi demitido, e teoricamente teria direito a sua revanche pelo Título, temos Alberto Del Rio, que está esperando o momento certo, para utilizar sua mala e finalmente chegar ao seu destino. E a grande decisão ficou para a semana que vem entre The Miz e Rey Misterio, quem vencerá a luta? Alberto Del Rio utilizará a mala já na próxima semana? John Cena terá direito ou não a uma revanche? E CM Punk retornará, ou está fora de vez da WWE?

Espero que gostem da crônica, abraços.

Sobre o Autor

- Autor da Coluna Visão Brasileira e da pesquisa dos combates em listas elaboradas pela WWE. Um grande fã da WWE, desde os anos 90. Geógrafo de formação, um riograndino, que vive em Porto Alegre.

11 Comentários

  1. Milho - há 5 anos

    Quem vai ganhar o titulo é o The Miz e o Alberto del Rio não vai usar a mala na proxima semana.

    O Triple H contrata o CM Punk e mais alguns lutadores.

  2. Boa cronica que da a conhecer muito bem a história do WWE Championship.

    Para mim quem vai ser o proxima WWE Champion sera Rey Mysterio ele ja merece por tudo que fez pela empresa mas se for The Miz tambem não fica nada mal.

    Quanto ao ultimo ponto eu por mim o Cena não merecia a oportunidade. É verdade que perdeu o título mas não foi so isso que fez alem de perder o título deixou que um lutador o “leva-se” para fora da empresa.

    Portanto agora era bom ter um “começar de novo” e deixar para tras o que é passado.

  3. Killswitch - há 5 anos

    Eu acho o contrário: quem ganha o título é o Rey, mas o Del Rio faz cash-in, daí aparece o Cena, e começam a feud que cria Cena vs. Del Rio no SummerSlam.

    E se é mesmo verdade que o contrato do CM Punk só expira em Setembro, eu prevejo um combate entre ele e o HHH – ou quem sabe, o Vince McMahon.

  4. Fabrício - há 5 anos

    Então o Mr.McMahon não é mais presidente da WWE?

  5. Ricardo Macedo - há 5 anos

    Antes de dar a minha opinião sobre quem será o novo campeão, eu acho que este titulo será uma espécie de titulo interino. Isto porque acho que quando o Punk voltar ele voltará com o cinto que ganhou e “irá dizer” que é o é o verdadeiro campeão já que nunca perdeu o titulo, e isso dará lugar a um combate entre o Punk e o campeão na altura para decidir quem é o campeão incontestável.
    É a minha opinião e a forma como as coisas se estão a desenvolver penso que será esse o caminho, já que vão coroar um novo campeão sem retirarem o titulo ao Punk. Recuando uns anos, a Trish ganhou o titulo feminino no seu ultimo combate, renunciando depois ao titulo e deixando vago. E com o Punk não se passou isso, a storyline é que o campeão saiu e levou o titulo não é que saiu e deixou o titulo vago.

    Dito isto, tendo em conta que se fala que o Rey vai ter um push é provavel que ele ganhe, mas a minha preferência seria o de The Miz.

    • Zé Pedro - há 5 anos

      Tambem já me tinha lembrado que isso podia acontecer , o Punk regressar com o titulo e afirmar que ele era o campeão ;)

      • Ricardo Macedo - há 5 anos

        Não acredito que ele volte e esqueçam que ele levou o titulo. Para mim tem toda a lógica, ele não perdeu o titulo, nem lho tiraram. A WWe reconhece o Punk como campeão e esta a fazer passar a mensagem de que ele saiu e levou o titulo, e que agora há necessidade de apurarem um novo campeão.

  6. Mario Magalhaes - há 5 anos

    Pelas aparições de Punk, é bem possível que retorne a WWE e diga que é o Campeão de Direito e enfrente o Campeão de momento no seu retorno.
    Torço para que Rey Misterio vença e que não ocorra o cash-in de Del Rio.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador