Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Visão Brasileira #124 – Noite das Decepções

Pessoal neste último domingo tivemos o PPV Night of Champions, e conforme sua tradição, no evento tivemos todos os cinturões da WWE em disputa. Já não tinha grandes expectativas por este PPV, só que a WWE acabou frustrando minhas expectativas e tivemos um PPV bem abaixo do esperado. Foi um evento com alguns bons combates, mas nada de excepcional. Tivemos um resultado no main event, que poucos acreditavam e a grande espera da noite por quem seria o novo Paul Heyman Guy, acabou sendo a grande decepção da noite. Agora vamos agora as minhas aos opiniões em relação ao PPV.

Começando pelo Pré-Show, tivemos o combate que definiria os contenders ao WWE Tag Team Championship, na Tag Team Turmoil match, tivemos de início Tons of Funk e a 3MB, onde a segunda dupla foi rapidamente eliminada, depois tivemos a entrada dos Real Americans, que venceram os Tons of Funk e também The Usos. A última dupla a entrar foram os Prime Time Players e a seu favoritismo foi confirmado quando Young aplicou um Gutbuster em Jack Swagger, fez o pin e alcançou a vitória. Assim os Prime Time Players credenciaram-se a combater no PPV.

O PPV começou com Triple H e quando todos esperávamos que a Corporation viria demonstrar sua posição de força neste PPV, acabamos sendo surpreendidos pelo discurso de Triple H, dizendo que teríamos um combate limpo pelo WWE Championship, mas esperava que este discurso não fosse cumprido a regra.

Depois tivemos a entrada de Paul Heyman e este a suplicar, para que seu combate contra CM Punk fosse cancelado, o que não foi atendido pelo The Game, aliás após Curtis Axel o provocar, Triple H decidiu que, Curtis Axel deveria defender seu cinturão no PPV e que lutaria na abertura do PPV. Desta forma Axel teria dois combates para o PPV.

Assim quem surgiu como desafiante, foi Kofi Kingston, que aliás teve boas vitórias contra Axel, sem o cinturão em jogo. No combate de abertura, tivemos um bom combate e bem extenso e ao final vimos o campeão vencer o combate e assim continuar como Intercontinental Champion. Aqui vi um erro da WWE, acho que CM Punk deveria ter aproveitado a oportunidade de um Axel cansado e ter entrado para já combate-lo na Handicap Match, mas na verdade o combate ficou para mais tarde.

Na Fatal Four Way pelo Divas Championship, a campeã AJ, tinha um grande desafio pela frente, pois todas as desafiantes estavam unidas para lhe derrotar, aqui a decepção foi a sucessão de erros e o momento em que deveria ter sido aberta a contagem, quando Brie Bella estava sobre Naomi, pois desta mesma forma vimos outro resultado do PPV ser definido, logo depois vimos Natalya aplicar o Sharpshooter em Brie e Naomi ao mesmo tempo, onde pareceria que alcançaria a vitória, mas depois vimos AJ aplicar o Black Window sobre Natalya, que desistiu e assim AJ continua como campeã.

A única coisa boa deste combate foi ver AJ reter seu cinturão, sobre Natalya, o que inicialmente tinha me chateado, mas com o seguimento na Raw, pudemos ver que a rivalidade entre estas duas Divas continuará, espero que finalmente Natalya tenha a sua oportunidade de tornar-se Divas Champion. Mas vamos aguardar as próximas semanas, para ver se esta rivalidade atinja grandes níveis.

No combate em que tínhamos poucas expectativas, pois o reinado de Del Rio não esta e empolgar e a rivalidade com Rob Van Dam foi mal trabalhada, tivemos um bom combate, mas confesso que esperava mais destes dois superstars. Aqui a grande questão é porque foi permitido Ricardo Rodriguez acompanhar o desafiante, se ele havia sido proibido de estar no combate pela General Manager Vickie Guerrero? Estava com grandes dúvidas sobre quem poderia ser o vencedor deste combate.

A vitória acabou sendo de Rob Van Dan, pois quando Alberto Del Rio aplicou o Cross Arm Breaker, o desafiante segurou as cordas e Del Rio negou-se a parar de realizar a manobra, perdendo assim por DQ. Desta forma mesmo derrotado Del Rio continua como campeão. Após o combate, Del Rio seguiu atacando RVD quando ia ataca-lo com uma cadeira, foi atrapalhado por Ricardo Rodrigueze depois ele e Rob Van Dam atacaram o campeão, inclusive com o desafiante a realizar um Coast to Coast com a cadeira, depois erguendo o cinturão.

Aqui vem uma decepção desta noite, pois vimos um Alberto Del Rio caído e como uma presa fácil para o cash-in de Damien Sandow, mas não tivemos a presença do Mr. Money In The Bank no PPV, aliás onde ele estava, pois ele não terá uma oportunidade tão boa quanto a do último domingo. Na Raw Sandow apareceu, mas mais uma vez foi derrotado, desta vez por Rob Van Dam.

Da forma como acabou o combate, a tendência é que tenhamos a continuação da rivalidade Del Rio vs Van Dam, mas será que Sandow poderá ser uma ameaça real no próximo PPV? Ou será que este cash-in ficará para o final do ano, mas será Sandow o World Heavyweight Champion na Road to Wrestlemania?

Em um combate que já esperava, mas que não estava previamente marcado, vimos The Miz a enfrentar Fandango. Tivemos um razoável combate, com Miz vencer após aplicar o Figure 4 Leg-Lock. Mas confesso que gostaria de ver a rivalidade deste dois ocorrer, mas com ambos tendo atitudes contrárias, com Miz como heel e Fandango como face, pois ele tem o perfil de ser apoiado pelo público e Miz como face é muito artificial.

Miz aliás foi brutalmente atacado por Orton, no combate em que seus pais estavam presentes assistindo e que acabou sem vencedor, e deverá ficar afastado por algum tempo e quem sabe futuramente retorna como heel, onde é bem mais ameaçador e quem sabe poderia voltar para disputar o World Heavyweight Championship.

Orton descarregou toda sua raiva de ter perdido seu cinturão no combate do PPV de domingo e espero que ele demonstre toda sua fúria nas próximas semanas, mas acho que ele deveria ter sido renomeado o WWE Champion, mas isto será assunto para os parágrafos finais deste artigo.

Na handicap match, que era um dos combates mais esperados da noite tínhamos CM Punk a enfrentar o Intercontinental Champion Curtis Axel e Paul Heyman. Aqui vai meus parabéns a Axel, que combateu duas vezes no PPV e em foi bem nos dois combates, aliás eles e Punk nos proporcionaram bons momentos e vimos Punk vencer Axel e assim estava aberta a oportunidade de Punk colocar as mãos em Heyman e a chance de descobrirmos se teríamos ou não um novo Paul Heyman Guy.

Quando todos estávamos a espera de um novo supertar, ou o retorno de alguém a WWE, pois para min esta era a grande expectativa deste PPV, eis que surge Ryback, que ataca Punk e coloca Heyman sobre Punk, para vermos o pin e a vitória de Heyman. Aqui duas decepções, pois no combate das Divas vimos este mesmo movimento e sequer vimos a contagem, e a escolha por Ryback, foi a maior decepção da noite, pois qualquer outro dos superstars da WWE ou do NXT seriam uma melhor decisão do que o nome de Ryback.

Ryback, já ao lado de Heyman terá seu terceiro push em um ano, algo que é inacreditável, pois em podemos dizer que ele foi um fracasso nas outras duas vezes, apesar que acho que ele não teve sorte nas outras oportunidades pois teve que enfrentar CM Punk e John Cena pelo WWE Championship, não obtendo sucesso em nenhuma de suas tentativas. Em outros tempos diria que Ryback na verdade já deveria estar fazendo parte da Tons of Funk, pois superstars que tem o perfil igual ao seu, mas não receberam o mesmo numero de oportunidades dele.

Aqui fiquei decepcionado, pois já vimos Punk vs Ryback a um ano atrás, agora apenas o que a WWE fez foi inverter os papéis de face e heel, e teremos que ver Punk numa sequência de grande queda, pois enfrentou Lesnar no SummerSlam, Axel e Heyman no Night of Champions e agora possivelmente Ryback no Battleground e depois qual será o novo fardo para Punk?

A promo de Heyman foi boa, o engraçado foi ver ele beijar o rosto de Ryback, mas estou curioso para ver como vai desenvolver-se esta rivalidade, mas confesso que o último nome que gostaria de ver em rivalidade com CM Punk era Ryback. Primeiro porque ele estava apenas com rivalidades com pessoas comuns dos bastidores, e segundo pois este já lesionou o próprio Punk, afastando-o do combate no PPV TLC do ano passado.

Esta é a ultima chance de Ryback na WWE, pois se ele não se aproveitar da maestria de Heyman, que se torne logo um dos Tons of Funk. Por vezes parece que a WWE parece um pouco perdida e não sabe o que fazer com Punk e vai continuar mante-lo em rivalidade com Heyman, até que esta se encerre, mas e depois qual será o destino de Punk?

No combate em que o United States Dean Ambrose, tinha contra Dolph Ziggler, tivemos um bom combate, mas confesso que o achei curto para um PPV, mas eles demonstraram suas qualidades e deu o resultado lógico, uma vitória de Dean Ambrose, que assim continua seu reinado. Para Ziggler é uma pena ver um nome que estava com o World Heavyweight Championship, estar fora da disputa deste cinturão, que anda tão maltratado.

Na Raw o United States Dean Ambrose voltou a enfrentar Dolph Ziggler e desta vez vimos o desafiante a vencer e assim parece que o castigo a Dolph Ziggler, parece ter terminado e a chance desta rivalidade continuar é enorme. Tomara que Ziggler aos poucos consiga retornar ao main event, quem sabe uma futura conquista ao United States Championship possa ser o inicio desta caminhada. Nada contra Ambrose, mas acho que já o momento dos membros da Shield perder seus cinturões e passarem a ser apenas os cães de guarda da Corporation.

Por falar em Shield, os WWE Tag Team Champions, Roman Reigns e Seth Rollins, tiveram um bom combate contra a Prime Time Players, mas também achei que este combate poderia ter sido um pouco mais longo, ao final, Reigns aplicou um spear sobre O’Neil e depois vimos Rollins a fazer o pinfall, assim os campeões continuam seu reinado, mas acho que este esta com seus dias contados.

Isto porque o próximo desafio para os WWE Tag Team Champions será The Usos, que se credenciaram a serem os novos desafiantes ao vencerem o combate na Raw. Acho que será a grande chance deles tornarem-se os novos campeões, pois se olharmos eles foram a dupla que esteve mais perto de acabar com o reinado da Shieldno PPV SummerSlam e como terão esta nova chance isto esta me parecendo que termos uma nova dupla campeã.

No main event o combate que todos esperavam, o WWE Champion Randy Orton na sua primeira defesa contra Daniel Bryan, o superstar com grande apoio do público. Aqui a grande questão era, será que teríamos interferências neste combate a favor de Orton, para que este continuasse como campeão? Tivemos um grande combate, eles lutaram muito bem, mas a grande surpresa foi o resultado final.

Assistimos a Bryan vencer após uma contagem rápida do árbitro, desta forma Daniel Bryan era o novo WWE Champion, para delírio do público, aqui só fiquei decepcionado, com a forma que acabou o PPV, pois achava que teríamos Orton a continuar como WWE Champion, vencendo com a ajuda da Corporation, fosse por ajuda da Shield ou de Big Show, ou então do próprio Triple H, para reiniciar o combate devido a rápida contagem, mas não foi o que vimos, e o PPV acabou com a celebração de Bryan.

Confesso que fiquei decepcionado, não pela vitória de Bryan, mas sim pela forma que vimos a Corporation ser desprestigiada, pois toda a sua afirmação de força, através de todos os ataques realizados contra Daniel Bryan e contra quem quer que seja ao sistema, foi simplesmente dizimado, isto claro com a visão do final do PPV.

Na Raw tivemos as respostas e tivemos Triple H a esclarecer o final, digamos confuso do combate ao chamar o árbitro e este dizer que estava acordado com Bryan, para que este chegasse a vitória, aqui veio uma grande decepção, pois para que Bryan necessitaria desta ajuda para vencer o cinturão, pois se conforme já vimos em uma série de combates nos últimos vezes, Bryan venceu de forma limpa.

Isto foi uma grande manobra de Triple H, para que assim tenhamos agora o WWE Championship, declarado como vago. Aqui mais uma decepção, pois se Randy Orton era a cara da WWE, porque não tirar o cinturão de Bryan e o entregar a Orton, seu protegido, aliás onde foi parar a proteção da Corporation na noite de domingo?

Desta forma estamos sem WWE Champion, mas torçamos para que no PPV Battleground, tenhamos novamente possivelmente Daniel Bryan vs Randy Orton, ou então outro nome que passe a ser apoiado pela Corporation. Em relação a esta questão das novidades, pode ser um de meus delírios, mas  caso viesse a ocorrer, só não gostaria de ver Big Show a ser o novo nome apoiado pela Corporation para campeão. Mas a grande surpresa que se pudesse eu realizaria, seria Triple H a dar uma grande volta em todos e apresentar Cody Rhodes como o nova cara da WWE, trazendo-o de volta e dando um push espetacular a Rhodes, confesso que faria esta aposta.

Bryan teve como primeiro desafio após a perda de seu cinturão enfrentar Roman Reigns, e pela primeira vez antes do combate, vimos os supertars da WWE a apoiar Bryan. Sobre o combate ele foi de bom nível e Bryan venceu após interferência de Orton. Depois quando Orton e The Shield estavam a atacar Bryan, o público assim como eu estava a pedir CM Punk, mas ele não veio, mas finalmente vimos os supertars da WWE a salvar Bryan, algo que já era esperado, mas achava que seria apenas mais adiante.

Kofi Kingston, Usos, R-Truth, Prime Time Players, Zack Ryder, Rob Van Dam, Justin Gabriel e Dolph Ziggler, foram os supertars que vimos em ringue, será que todos eles serão futuramente punidos pela Corporation, isto só vamos saber no decorrer das semanas, possivelmente os primeiros a serem castigados serão Ryder e Gabriel, conforme os spoilers do Smackdown. Prime Time Players e R-Truth podem ser punidos mais adiante, e superstars como Ziggler, Kofi Kingston, Rob Van Dam e Usos, já encontram-se em rivalidade com campeões da WWE, sendo que alguns deles com os próprios membros da Shield.

Antes de encerrar, foi legal ver Dusty Rhodes, a vir defender a honra de seus filhos, desta vez ele foi a vítima da Corporation, com Stephanie McMahon a ameaçá-lo com The Shield e depois sofreu o ataque de Big Show. Por falar em Show, estes choros frequentes dele estão anos cansar e não sei até quando vai esta sua faceta de ser manipulado pela Corporation, mas isto já esta cansando. O por falar em Show, porque ele que esta envolvido com a Corporation sequer apareceu no PPV?

Em linhas gerais tivemos um PPV bem fraco, tivemos alguns bons combates, mas nenhum espetacular, achei o PPV mais fraco de 2013, e nem o comparem com a Wrestlemania, pois só Taker vs Punk já valeu mais que todo este PPV. Inclusive a Raw pós-PPV desta semana foi melhor o próprio PPV, só faltaram na Raw CM Punk e o World Heavyweight Champion Alberto Del Rio, que aliás é melhor que ele fique apenas para aparecer no Smackdown mesmo. Apenas o WWE Championship, mudou de dono na noite de domingo, todos os outros campões continuam seus reinados.

Sobre os grandes pontos altos da noite que eram ver como seria o final do combate pelo WWE Championship e quem seria o novo Paul Heyman Guy, acabaram decepcionando, o primeiro devido a contagem rápida, que acabou custando a perda do cinturão na noite seguinte e confesso que esperava uma vitória de Orton de forma suja e o segundo porque a WWE resolveu dar a última chance a Ryback, podendo ter oportunizado a qualquer outro superstar ser o novo Paul Heyman Guy, qualquer outro nome teria sido uma boa escolha, a minha teria sido Wade Barrett. Espero sinceramente que o PPV Battleground seja bem melhor.

Assim encerro este Visão Brasileira desejando a todos uma excelente semana, abraços.

Sobre o Autor

- Autor da Coluna Visão Brasileira e da pesquisa dos combates em listas elaboradas pela WWE. Um grande fã da WWE, desde os anos 90. Geógrafo de formação, um riograndino, que vive em Porto Alegre.

11 Comentários

  1. RkNO - há 3 anos

    Bom artigo Mário. parebéns.

    Destaco a parte do combate Miz/Orton, que poderá indicar um possivel retorno a Heel da parte do Miz, e elevá-lo ao patamar que ele merece.
    De resto, nada a acrescentar, foi um PPV que desiludiu muita gente, mas pronto.

    • Mario Magalhaes - há 3 anos

      Obrigado RkNO

      Tomara mesmo que Miz retorne como Heel, pois ele como face, ficou muito abaixo de sua antiga faceta.

      • RkNO - há 3 anos

        Sem dúvida, a personagem dele funciona claramente melhor com Heel.

  2. Louis - há 3 anos

    Concordo contigo no que diz respeito ao PPV mais fraco do ano.

    Espero mesmo que seja o fim do castigo à Dolph Ziggler, pois ele tem capacidade para estar numa posição melhor do que a que está(e também tem o cabelo de macarrão instantâneo que pode ajudá-lo bastante), mas acho difícil ele tirar o título do Ambrose.

    Sobre a rivalidade de CM Punk e Heyman, não acho que a WWE esteja perdida sobre o primeiro, já que esta vem sendo uma excelente estória. E o Goldberg, digo Ryback, esse cara parece herpes, sempre volta ¬¬.

    O resultado da luta pelo WWE Championship foi mais surpreendente e decepcionante que descobrir que o Papai Noel não existe.

    Enfim, bom artigo.

    • Mario Magalhaes - há 3 anos

      Foi um PPV que decepcionou.

      Tomara que o castigo a Ziggler esteja mesmo encerrado, apesar de termos visto ele ser atacado por Ryback no Main Event. Também acho improvável ele tirar o cinturão de Ambrose, mas quem sabe este não é começo de sua redenção.

      Quando quero dizer que a WWE esta perdida com Punk, é porque se olharmos a rivalidade com Heyman, ao invés de aumentar gradativamente a cada PPV, ela teve o efeito contrário e vem diminuindo seu ímpeto a cada PPV, pois começamos com Lesnar e um grande combate no SummerSlam, decresceu para a Handicap Match contra Axel e Heyman e agora decresceu mais ainda pois teremos, que aguentar Ryback vs Punk mais uma vez. Não sei porque a WWE da tantas oportunidades a Ryback e não a outros superstars, como por exemplo Wade Barrett.

      O resultado foi surpreendente mesmo, pois achava que este PPV seria apara a afirmação da Corporation, mas a decepção foi usar a rápida contagem e o “conluio” de Bryan com o árbitro, para que tivéssemos mais uma perda de cinturão de Bryan, desta vez em 24 horas.

      • Louis - há 3 anos

        A rivalidade Punk/Heyamn perdeu esse ímpeto mesmo, mas é normal, seu momento de ascensão foi no grande SummerSlam contra Brock lesnar, não se mantém o nível.

        O resultado da WWE Championship Match não só me foi surpreendente, mas também decepcionante, pois não havia necessidade de tirar o título do Randy Orton em sua primeira defesa, quando ele tem a Corporação ao seu lado, isso foi muito ruim. E esta storyline daria em uma das melhores dos últimos anos, mas agora já não tenho certeza sobre isso.

      • Mario Magalhaes - há 3 anos

        Louis

        Na verdade o normal seria o contrário, primeiro Punk vencer Ryback, depois Axel, para que o grande final desta rivalidade viesse a ser em um espetacular combate com Lesnar.

        Sobre o WWE Championship, a WWE perdeu uma boa oportunidade de demonstrar a força da Corporation, pois acho que isso só se tornaria interessante se eles apresentassem um novo nome para ser a cara da WWE, pois Orton não foi defendido pelo regime e saiu desprestigiado do combate.

      • Louis - há 3 anos

        Digo que é normal tendo em conta onde a rivalidade começou. É claro que a tendência é sempre melhorar o produto, mas nesse caso, como eu já disse, ela teve sua ascensão no grande SummerSlam e é plausível que depois tenha uma queda. A sequência teorizado por você é o “correto”, mas isso não foi possível, daí a rivalidade estar como está.

  3. J.Brooks - há 3 anos

    Bom Artigo Mário,como sempre.

    Eu não achei muito ruim a escolha do Ryback como PHG,claro que tinha opções melhores…e nao achei que ele foi um fracasso como face,ate que ele foi razoavel,estava com um ”pop” muito bom,mais a wwe estragou tudo.

    • Mario Magalhaes - há 3 anos

      Acho que Ryback já recebeu um número de oportunidades, que gostaria de ver outros superstars da WWE receber.

      Concordo que ele como face teve duas pedreiras pela frente ao ter rivalidades contra CM Punk e John Cena, mas escolher ele como Paul Heyman Guy, com tantos outros nomes que poderiam receber esta oportunidade, achei uma grande decepção.

  4. Malco Canedo - há 3 anos

    Eu esperava mais desse PPV, que os caras do Shield perdessem os títulos (os Prime Time Players receberam um momentum e agora serão esquecidos, é assim que funciona, MWHAAAHAHAHAHAHAHA!!!!), que o Drew McIntyre atacasse o Mahal e o Slater após a eliminação deles, voltasse como o The Chosen One e fosse o novo PHG e que a Corporation interferisse no combate pelo WWE Championship.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador