Visão Brasileira #295 – Retrospectiva 2016

Pessoal, neste ano de 2016, tivemos um ano em que meu primeiro Visão Brasileira foi a edição de número #244, onde abordei sobre o fim da mística sobre a Royal Rumble Match, onde o WWE World Heavyweight Champion Roman Reigns teria que defender o seu cinturão na Royal Rumble Match. No último artigo deste ano, abordarei o ano de 2016 na WWE. Tratarei sobre os reinados dos campeões deste ano na WWE. Em um ano que voltamos a ter o draft e a separação dos campeões em suas respectivas brands.

Uma das novidades deste ano de 2016, foi o ressurgimento da divisão Cruiserweight, algo que era a muito tempo pedido por alguns fãs do universo WWE e que após o draft, foi incorporado ao Raw. A definição do primeiro campeão se deu através de um torneio, no programa Cruiserweight Classic.

O primeiro Cruiserwight Champion foi T.J. Perkins que na final do torneio no Cruiserweight Classic derrotou Gran Metalik e assim tornou-se o primeiro campeão, da divisão que após isso foi incorporada ao Raw. Perkins acabou tendo um reinado de 46 dias.

T.J. Perkins vs. Gran Metalik – Cruiserweight Classic

No PPV Hell in a Cell, Brian Kendrick tornou-se o novo WWE Cruiserweight Champion ao derrotar T.J. Perkins. Ao final, Kendrick fingiu uma lesão no joelho e surpreendeu Perkins com uma cabeçada e, em seguida aplicou o Captain’s Hook, fazendo Perkins desistir. O reinado de Kendrick teria 31 dias.

T.J. Perkins vs. Brian Kendrick – Hell in a Cell

Quem esta com o Cruiserweight Championship agora é Rich Swann que derrotou The Brian Kendrick na estreia do novo programa da WWE, o WWE 205 Live. Eele já defendeu o cinturão com sucesso no Roadblock e agora começará 2017, como o campeão da divisão.

Brian Kendrick vs. Rich Swann – 205 Live

O Cruiserweight Championship, teve três campeões, sendo estes T.J. Perkins, Brian Kendrick e Rich Swann. Já sabemos que 2017 começará tendo Swann a rivalizar com Neville.

A grande questão é saber se a WWE decidirá apostar em Swann ou se Neville poderá ser o nome a carregar a divisão neste período importante, para quem sabe proporcionar um grande combate na Wrestlemania. Espero que a WWE continue a dar destaque a esta divisão, que voltou muito bem, para nos presentear com bons combates.

Sobre a divisão de duplas os WWE Tag Team Champions que iniciaram 2016, foram The New Day, que conquistou o cinturão em 2015, no PPV SummerSlam, em uma Fatal 4-Way Match. Eles aliás tiveram um reinado soberbo e elevaram muito bem a divisão de duplas, ficando mais adiante como os Raw Tag Team Champions e assim chegando a um reinado de 484 dias.

Cesaro & Sheamus shock the WWE Universe and defeat The New Day.

O reinado do New Day, viria a ter seu fim no PPV Roadblock, o último de 2016, quando vieram a ser derrotados Cesaro e Sheamus, que deram fim ao mais longo reinado de uma tag team na história da WWE. Agora começaremos 2017 com estes campeões, que chegaram a rivalizar entre si e que foram unidos por Mick Foley e vamos ver até quando continuarão como campeões.

New Day vs. Cesaro e Sheamus – Roadblock

O Raw Tag Team Championship, teve dois campeões, sendo estes New Day e Cesaro e Sheamus. Não sabemos quem serão em 2017, os primeiros grandes rivais dos campeões, depois da rivalidade contra New Day.

Claro que a primeira rivalidade deverá ser com New Day, mas acredito que Cesaro e Sheamus terão um reinado de transição, resta saber quem poderá ser a dupla a vir ter chances de lhe retirar os cinturões na Wrestlemania, eu tenho dois bons nomes, Big Cass e Enzo Amore e The Club.

Em relação a divisão de duplas no Smackdown, foi criado um torneio para se decidir quem seria os primeiros campeões. Na final do torneio tivemos Heath Slater & Rhyno a enfrentar The Usos, no final após um gore de Rhyno sobre Jimmy, Slater fez o pinfall, tornando assim Rhyno e Slater os primeiros campeões de duplas do Smackdown, onde tiveram um reinado de 84 dias.

Heath Slater e Rhyno vs The Usos – Backlash

At the conclusion of the match, Wyatt's distraction of Rhyno allows Orton to hit The Man-Beast with an RKO outta nowhere.

O reinado de Slater e Rhyno, viria acabar no PPV TLC, por uma aliança que vimos surgir entre Randy Orton & Bray Wyatt. Orton passou a fazer parte da Wyatt Family e esta stable, após muito tempo, finalmente conseguiu conquistar os cinturões de duplas. No final, Rhyno foi aplicar um Gore em Randy Orton, mas Luke Harper empurrou Orton, salvando-o. Rhyno voltou ao ringue, foi distraído por Bray Wyatt e Orton aproveitou-se para aplicar o RKO. Em um reinado que esperava ser longo, mas que durou apenas 24 dias.

Heath Slater e Rhyno vs Wyatt Family – TLC

Eis que após eu ter já finalizado este artigo, enquanto acompanhava o Smackdown desta semana, tivemos uma Four Corners Elimination Match pelos SmackDown Tag Team Championships. Onde a Wyatt Family, enfrentaram Heath Slater & Rhyno, The Usos e The American Alpha. Tivemos mudança de cinturão, onde os American Alpha venceram sagrando-se os novos campeões.

O Smackdown Tag Team Championship, teve três campeões, sendo estes Rhyno e Heath Slater, Wyatt Family e The American Alpha.

Esperva de um grande reinado da Wyatt Family, mas fico feliz que Chad Gable e Jason Jordan tenham conquistado os cinturões, eu sinceramente teria deixado tal feito para a Wrestlemania.

Só espero que não venhamos a ter uma alternância de campeões a cada PPV e que este possa ser o inicio de um grande reinado aos America Alpha.

Sobre o United States Championship, quem começou 2016 como campeão foi Alberto Del Rio, que retornou a WWE no PPV Hell in a Cell e derrotou John Cena. Este reinado de Del Rio começou em 25 de outubro de 2015 e em 2016 durou apenas 11 dias.

Em 11 de janeiro no Raw, Kalisto surpreendeu a todos e acabou vencendo Alberto Del Rio, para se tornar o novo United States Champion. Mas infelizmente a WWE não deu nem tempo de Kalisto ter um reinado decente, pois na mesma semana, três dias depois no Smackdown ele perderia o cinturão para Del Rio.

Alberto Del Rio vs. Kalisto – Raw de 11 de Janeiro

No Smackdown da mesma semana, Alberto Del Rio recuperou o cinturão, graças a interferência da League of Champions. Assim numa mesma semana vimos Kalisto a conquistar o cinturão no Raw e depois Alberto Del Rio no SmackDown. Este novo reinado de Del Rio perduraria por apenas 10 dias.

Kalisto vs. Alberto Del Rio – Smackdown de 14 de janeiro

No PPV Royal Rumble, tivemos Kalisto a recuperar o cinturão e se tornar mais uma vez o United States Champion. Del Rio teve o domínio por boa parte do combate, mas ao final, após um Salida del Sol, vimos Kalisto recuperar o cinturão. Este novo reinado de Kalisto teve 119 dias.

Alberto Del Rio vs. Kalisto – Royal Rumble

O novo campeão viria a ser Rusev, que no PPV Extreme Rules, conquistou pela segunda vez o United States Championship após vencer Kalisto após um Accolade. O novo reinado de Rusev teria 127 dias.

Kalisto vs. Rusev – Extreme Rules

Quem derrotou Rusev e tornou-se o novo United States Champion e que começará 2017 como campeão é Roman Reigns. Reigns conquistou o cinturão no PPV Clash of Champions, em um grande combate e que ao final após um spear, venceu o combate.

Rusev vs. Roman Reigns – Clash of Champions

O United States Championship, teve quatro campeões, sendo estes Alberto Del Rio, Kalisto, Rusev e Roman Reigns.

A grande questão para mim é que a WWE deveria fazer com que Reigns ficasse a cuidar apenas de seu cinturão e não ficar como por exemplo esta atualmente a disputar o Universal Championship. A situação da valorização ou não do cinturão vai passar por isso, pois não temos atualmente em vista nenhum potencial lutador a rivalizar com ele por este cinturão.

O Intercontinental Championship, começou em 2016, tendo como campeão Dean Ambrose, que derrotou Kevin Owens no PPV TLC. O reinado de Ambrose como campeão foi de 64 dias.

Quem viria a conquistar o Intercontinental Championship em 15 de fevereiro no Raw, foi Kevin Owens. Owens venceu uma Fatal Five-Way Match onde derrotou Dean Ambrose, Tyler Breeze, Dolph Ziggler e Stardust para assim recuperar o Intercontinental Championship e começar um reinado que teve 48 dias.

Fatal Five-Way Match – Raw de 15 de fevereiro

Na Wrestlemania 32, tivemos a Ladder Match, pelo Intercontinental Championship, onde o campeão Kevin Owens tinha como adversários, Sami Zayn, Dolph Ziggler, Stardust, The Miz, Sin Cara e Zack Ryder. No fim da luta, Zack Ryder, derrubou The Miz, pegou o cinturão e tornou-se o novo Intercontinental Champion. Uma pena que seu reinado veio a acabar na noite seguinte no Raw.

Intercontinental Ladder Match – Wrestlemania 32

Now five-time Intercontinental Champion, The Miz celebrates with his wife.

No dia seguinte no Raw, tivemos o retorno de Maryse, que veio a acompanhar The Miz e veio a interferir, no combate em que Zack colocou seu Intercontinental Championship em jogo, contra Miz e foi derrotado. Assim Miz teve inicio a seu reinado que teve 188 dias.

Zack Ryder vs. The Miz – Raw de 4 de abril

Despite the distractions, a well placed superkick by The Showoff was enough to lay out Miz and allow Dolph to remain on SmackDown LIVE.

O reinado de Miz perduraria até o PPV No Mercy, já com o cinturão sendo exclusivo do Smackdown, após a brand split. Dolph Ziggler aliás colocou sua carreira em jogo neste combate. Após um Superkick Ziggler conseguiu a vitória inesperada e chegou a seu quinto reinado como Intercontinental Champion, que teve 37 dias.

The Miz vs. Dolph Ziggler – No Mercy

No episódio de numero 900 do SmackDown, em 16 de novembro, graças as interferências de Maryse e dos Spirit Squad, The Miz conseguiu derrotar Dolph Ziggler e assim recuperar o cinturão mais uma vez e assim ele começará 2017 como o Intercontinental Champion.

Dolph Ziggler vs. The Miz – Smackdown 900

O Intercontinental Championship, teve cinco campeões, sendo estes Dean Ambrose, Kevin Owens, Zack Ryder, Dolph Ziggler e The Miz.

Diria que o cinturão começou o ano muito bem valorizado, e depois The Miz o carregou com maestria, mesmo ele não tendo rivalidades de grande relevância, mas ele soube muito bem se destacar. Agora veremos possivelmente The Miz a rivalizar com Dean Ambrose, o que poderá contribuir muito para que este cinturão continue a ser valorizado.

A divisão feminina começou 2016, ainda com o Divas Championship e quem começou 2016 como campeã foi Charlotte, que derrotou Nikki Bella no PPV Night of Champions, após um Figure-Eight Leglock. Como não poderia deixar de ocorrer, seu pai Ric Flair veio celebrar a conquista. Seu reinado teve 196 dias até a Wrestlemania 32.

No Kickoff da Wrestlamania, ficou definido que teríamos o surgimento do Women’s Championship. Quem acabou conquistando o cinturão foi Charlotte, ao derrotar Sasha Banks e Becky Lynche em uma Triple Threat Match na WrestleMania 32. Assim Charlotte começava seu reinado de 114 dias.

Charlotte vs. Sasha Banks vs. Becky Lynch – Wrestlemania 32

Na Raw de 25 de julho, Sasha Banks começou a Raw’s New Era após acabar com o reinado de Charlotte, que juntando o período do Divas Championship, mais o Women’s Championship alcançou os 300 dias. Sasha Banks venceu por submissão após um Bank Statement. Este reinado viria a ter apenas 27 dias e neste momento começaríamos a alternância de campeãs com o cinturão feminino do Raw.

Charlotte vs. Sasha Banks – Raw de 25 de julho

Another Bank Statement seems to signal a win for the champion, but Charlotte reverses the hold into a pinfall to score the win and the WWE Women's Title.

No SummerSlam, Charlotte tornou-se pela segunda vez Raw Women’s Champion ao vencer Sasha Banks após conseguir reverter um Bank Statement e conseguir realizar um pinfall. Este novo reinado de Charlotte perdurou por 44 dias.

Sasha Banks vs. Charlotte – SummerSlam

Em 3 de outubro, mais uma vez em um Raw, Sasha Banks viria a se tornar pela segunda vez, a nova Raw Women’s Champion ao derrotar Charlotte após aplicar um Bank Statement e forçar Charlotte a desistir no combate do Main Event do Raw. Assim Sasha vencia mais uma vez o cinturão no Raw e daria inicio a seu reinado de 28 dias.

Charlotte vs. Sasha Banks – Raw de 3 de outubro

No PPV Hell In a Cell, pela terceira vez no ano, Charlotte conquistaria o Raw Women’s Title após derrotar Sasha Banks em uma histórica women’s Hell in a Cell Match. Charlotte jogou Sasha em uma mesa que estava no canto do ringue, aplicou o Natural Selection e venceu o combate, começando mais um reinado que duraria 30 dias.

Sasha Banks vs. Charlotte – Hell in a Cell

No Raw de 28 de novembro, teríamos mais uma vez Sasha Banks a conquistar pela terceira vez o Raw Women’s Championship após forçar Charlotte Flair a desistir em uma espetacular Falls Count Anywhere Match. este terceiro reinado de Sasha Banks, teria apenas 20 dias.

Charlotte vs. Sasha Banks – Raw de 28 de novembro

No último PPV de 2016, o Roadblock, Charlotte Flair venceu pela quarta vez o Raw Women’s Championship após uma grande 30-Minute WWE Iron Man Match onde acabou derrotando Sasha Banks por submissão após a prorrogação do combate, que havia acabado em 2 a 2. Assim após um novo Figure-Eight leg lock, ela acabou vencendo por 3 a 2.

Sasha Banks vs. Charlotte – Roadblock

O Raw Women’s Championship, neste ano teve apenas duas campeãs, sendo estas Charlotte e Sasha Banks. Já sabemos que 2017 começará tendo Charlotte a rivalizar com Bayley.

A grande questão deste cinturão é saber se Charlotte continuará sendo vencedora somente nos combates em PPVs e derrotada e perdendo o cinturão, somente em combates do Raw. Dentre todos os campeões da WWE eu diria que Charlotte foi a que teve maior destaque e ajudou muito a elevar a divisão feminina, dentro da WWE.

Após a brand split, ficou definido que também teríamos uma nova Smackdown Women’s Champion e a definição ocorreu no PPV Backlash. Em uma Elimination Six-Pack Challenge, tivemos a combater Alexa Bliss, Becky Lynch, Carmella, Naomi, Natalya e Nikki Bella. Ao final Becky Lynch aplicou o DisArmHer em Carmella que desistiu e assim Becky Lynch se tornou a primeira campeã, com um reinado de 85 dias

Elimination Six-Pack Challenge – Backlash – Parte 1Parte 2

Bliss raises the SmackDown Wormen's Title in a flurry of emotion.

No PPV TLC, em uma Tables Match, vimos Alexa Bliss a derrotar Becky Lynch e assim tornar-se a segunda SmackDown Women’s Champion e que começará 2017 como a nova campeã. Bliss venceu após aplicar um Powerbomb em Lynch em uma mesa do lado de fora do ringue.

Becky Lynch vs. Alexa Bliss – TLC

O Smackdown Women’s Championship, neste ano teve apenas duas campeãs, sendo estas Becky Lynch e Alexa Bliss. Deveremos começar 2017 com as duas em volta ao cinturão.

Estou curioso por este reinado de Alexa Bliss e espero que não tenhamos a alternância de campeã, somente entre ela e Lynch. Espero que a rivalidade entre as duas acabe logo, para que tenhamos novidades na disputa por este cinturão. Só espero que não venhamos a ter em um período tão próximo Nikki Bella a vir disputar o cinturão.

O principal cinturão do Smackdown é o WWE World Heavyweight Championship ou podemos denominá-lo apenas de WWE Championship. Quem começou 2016 como campeão foi Roman Reigns, que derrotou Sheamus, no Raw de 14 de dezembro, um dia após o PPV TLC. Após um Superman Punch em Vince McMahon e um Spear em Sheamus, ele venceu e se tornou o WWE World Heavyweight Champion, em um reinado que durou 41 dias.

Triple H became the new WWE World Heavyweight Champion by winning the 2016 Royal Rumble Match

O reinado de Roman Reigns acabou na Royal Rumble Match, que acabou vencida por Triple H. The Game entrou como numero 30 eliminou Roman Reigns e ao final eliminou Dean Ambrose para se tornar o campeão com seu 14º reinado, que teve 70 dias.

Royal Rumble Match 2016 – Royal Rumble Parte 1Parte 2

Na Wrestlemania, o tão esperado momento de Roman Reigns, se confirmou e ao final do combate, Reigns se esquivou do ataque de Triple H e aplicou um Spear, conseguindo fazer o pin e conquistar o WWE Championship, em um reinado que teve 77 dias.

Triple H vs. Roman Reigns – Wrestlemania 32

After two Pedigrees, Seth Rollins is once again WWE World Heavyweight Champion. But ...

O reinado de Reigns acabaria no PPV Money In The Bank, onde Seth Rollins venceu após reverter um spear e aplicar um Pedigree para vencer e se tornar o novo WWE World Heavyweight Champion, vencendo de forma limpa. Em um reinado que veio a durar apenas dois minutos, devido ao cash-in.

Roman Reigns vs. Seth Rollins – Money In The Bank

Sem título

Enquanto Rollins celebrava a vitória, a música de Dean Ambrose tocou e Rollins ficou o aguardando, vindo da rampa de entrada, mas ele surgiu do meio do público e atacou Rollins com a pasta do Money In The Bank e solicitou seu cash-in. No combate, Ambrose aplicou o Dirty Deeds e venceu tornando-se o novo WWE World Heavyweight Champion, em um reinado de 84 dias, onde Ambrose foi draftado ao Smackdown e tornou-se o principal campeão da brand azul.

No Backlash, AJ Styles viria a conquistar o WWE Championship, após derrotar Dean Ambrose, no final do combate, AJ Styles aproveitou que o juiz não estava vendo e aplicou um golpe baixo em Ambrose e depois fez o Styles Clash e venceu o combate, tornando-se o novo WWE Champion e AJ Styles começará 2017 como o campeão.

Dean Ambrose vs. AJ Styles – Backlash

O WWE Championship, teve cinco campeões, sendo estes Roman Reigns, Triple H, Seth Rollins, Dean Ambrose e AJ Styles.

Espero que AJ Styles continue tendo merecido destaque que tem recebido da WWE e que continue seu reinado, quem sabe até a Wrestlemania, e que John Cena venha a derrotá-lo. Também não acredito que o vencedor da Royal Rumble Match, venha a querer disputar o principal cinturão do Smackdown.

A grande questão é quem a WWE irá escolher para terminar seu reinado, uma vez que o Smackdown, possui poucos nomes com potencial, que poderiam lhe proporcionar uma grande rivalidade, se a WWE optar por John Cena, sinceramente para mim será uma péssima escolha.

Bálor seals the win with a dropkick, stomp and Coup de Grace.

O principal cinturão do Raw é o WWE Universal Championship, que teve seu primeiro combate para decidir o novo campeão no SummerSlam, onde Finn Bálor derrotou Seth Rollins em um grande combate. Ao final, Bálor aplicou um Coup de Grâce e para delírio do público conquistou o cinturão, tornando-se o primeiro Universal Champion. Porém ficamos sabendo que durante o combate, Bálor acabou se lesionando e teve que abrir mão do cinturão no dia seguinte.

Finn Bálor vs. Seth Rollins – SummerSlam

Ficou então decidido que teríamos o novo Universal Champion em uma Fatal 4-Way Elimination Match, no Raw. No combate Kevin Owens derrotou Seth Rollins, Roman Reigns e Big Cass, no Raw de 29 de agosto, graças a interferência de Triple H, que atacou inicialmente Roman Reigns e mais adiante a Seth Rollins. Assim Kevin Owens se tornou o novo campeão e chegará 2017, com o principal cinturão do Raw.

Fatal 4-Way Elimination Match – Raw de 29 de agosto

O Universal Championship, teve apenas dois campeões, Finn Bálor e Kevin Owens. Foi uma lástima Bálor ter se lesionado ao vencer o cinturão.

Owens está em meio a rivalidade com Roman Reigns e espero que ele vença com maestria o combate no Royal Rumble e estou curioso para ver quem será seu rival na Wrestlemania, vai depender muito do vencedor da Royal Rumble Match.

O principal cinturão do Raw esta em muito boas mãos, se bem que para mim a WWE poderia estar explorando Kevin Owens de uma forma muito melhor, pois todos sabemos de seu potencial e toda esta covardia que ele demonstra atualmente é bem distante do que ele pode nos proporcionar.

Dos grandes momentos de 2016, podemos lembrar do debut de AJ Styles na WWE, durante a Royal Rumble Match, o retorno de Shane McMahon a WWE, para seu combate contra Undertaker na Wrestlemania. A subida de vários superstars do NXT na Raw Pós-Wrestlemania, como Enzo Amore e Big Cass. Os grandes combate entre Kevin Owens e Sami Zayn nos PPVs Payback e Battleground, o retorno de Seth Rollins no Extreme Rules, o cash-in de Dean Ambrose no Money In The Bank.

Após isso tivemos o draft e tivemos Finn Bálor a se tornar o Universal Championship no SummerSlam e AJ Styles a derrotar John Cena. AJ Styles a conquistar o WWE Championship no Backlash, o embate final da Best of Seven Series, entre Cesaro e Sheamus no Clash of Champions que acabou empatada, a definição dos primeiros campeões dos novos cinturões do Smackdown no No Mercy, a Hell in a Cell Match histórica entra Charlotte e Sasha Banks. O squash de Goldberg sobre Brock Lesnar no Survivor Series, a conquista da Wyatt Family dos cinturões de duplas no TLC e a vitória de Charlotte na 30-Minute Iron Man Match sobre Sasha Banks.

O ano foi bem interessante para a WWE, pois tivemos o surgimento de diversos superstars, o retorno da brand split, definindo assim campeões distintos para cada um dos shows, um grande destaque a divisão feminina, que não víamos desde os combates entre Lita e Trish Stratus e a afirmação de alguns bons nomes, em que a WWE deveria apostar mais, mas parece que eles sempre que podem recorrem aos veteranos, eu confesso que para 2017, gostaria de uma mudança de atitude da WWE.

Visão Brasileira #159 Quem ficará em pé?

Agora vamos ao espaço para interagirmos e trocarmos opiniões:

– O que vocês acharam do ano da WWE?
– Qual o momento mais marcante do ano?
– Qual a grande decepção deste ano?
– A brand split foi benéfica a WWE?
– Qual foi o melhor reinado deste ano?
– Qual o melhor PPV deste ano?
– Qual o melhor combate do ano?

Assim encerro esta retrospectiva 2016 e vamos rumo a 2017, peço desculpas pela extensão do artigo, mas espero que apreciem. Desejo a todos um grande Ano Novo e até o próximo Visão Brasileira.

Sobre o Autor

- Autor da Coluna Visão Brasileira e da pesquisa dos combates em listas elaboradas pela WWE. Um grande fã da WWE, desde os anos 90. Geógrafo de formação, um riograndino, que vive em Porto Alegre.

12 Comentários

  1. ANDRÉ - há 3 meses

    Ótimo artigo Mario e um feliz 2017 a vc e sua família

    O que vocês acharam do ano da WWE?
    Resp: Muito oscilante, porém melhor que o ano passado. Nota 8,6.

    – Qual o momento mais marcante do ano?
    Resp: Vou ficar com o surpreendente resultado de Goldberg vs Lesnar no Survivor Series mas o debut do AJ Styles no Royal Rumble foi bem OMG também.

    – Qual a grande decepção deste ano?
    Resp: Vou ficar com os eventos pós-WM como Shane assumindo o Raw mesmo perdendo para o Taker, o reinado de um dia do Ryder e outros mais.

    – A brand split foi benéfica a WWE?
    Resp: Sim. Porem esperava mais disso.

    – Qual foi o melhor reinado deste ano?
    Resp: Vou dividir entre o reinado do AJ Styles e o reinado do Miz como IC. Não esperava esta repaginada do Miz.

    – Qual o melhor PPV deste ano?
    Resp: Vou dividir entre MITB e Battleground.

    – Qual o melhor combate do ano?
    Resp: Em termos de luta KO vs Zayn no Battleground. Botando na balança tudo que engloba o universo do PW fico com a primeira HIAC feminina.

    • Muito obrigado André e um grande 2017 a todos nós, com muita saúde e felicidades.

      Este ano da WWE para mim foi interessante e como um dos momentos do ano vou ficar com o debut do AJ Styles e os combates entre Owens e Zayn, nos PPVs.

      Ryder ter o reinado de um dia foi mesmo uma decepção.

      Sobre os reinados concordo contigo AJ e Miz foram os grande nomes. Miz felizmente mostrou estar motivado mais uma vez e teve maestria em seu reinado.

  2. – O que vocês acharam do ano da WWE?
    Ano de mudanças. Foi um dos mais úteis dos últimos tempos. A wwe estava um limbo danado, teve anos horríveis, com a ausência de algo novo. Vamos esperar que em 2017 a suba alguns do nxt e fortaleça o card, nos dando, assim, boas lutas.

    – Qual o momento mais marcante do ano?
    Vitória de Zack Ryder na WM. Por essa ninguém esperava. Para falar a verdade, ngm esperava que ele fosse para a wm.

    – Qual a grande decepção deste ano?
    Brock Lesnar. Sim, não por ter perdido no SS de forma humilhante, isso tbm conta. Mas sim pelas suas aparições : poucas e insignificantes. Summerslam, WM (luta fraca). A wwe o vende como aquele que quando aparecer fará algo grandioso, até então mesmo aparecendo pouco nos últimos anos ele realmente fazia grandes coisas, nesse ano nada disso aconteceu.

    – A brand split foi benéfica a WWE?
    Sim, porque antes era muita gente para pouco espaço. Agora a coisa podem ser melhor trabalhada, alguns wrestlers podem ser desenvolvidos ( se a wwe assim fizer). Em suma a wwe tem mais tempo para desenvolver seus programas e seus lutadores, dando a cada um o tratamento mínimo que eles merecem.

    – Qual foi o melhor reinado deste ano?
    New Day, sem dúvidas. Dos individuais os únicos que se destacaram foi Miz e AJ, sendo comum.
    Isso por que os demais foram patéticos. A começar de RR com o seu título dos EUA que não serve de nada, e de seu reinado como campeão da wwe que foi fraco.DA como campeão da wwe. Dz como campeão intercontinental. KO como campeão universal. A W. F como tag team champion do SD…. tudo ruim, horrível.

    – Qual o melhor PPV deste ano?
    Battleground.

    – Qual o melhor combate do ano?
    SZ vs KO — Battleground.

    • Realmente neste ano a WWE teve uma boa renovação e espero ainda mais por ela agora em 2017.

      A vitória do Ryder realmente foi uma grande surpresa, foi uma pena o seu reinado ter acabado no dia seguinte. O Lesnar este ano foi muito mal aproveitado mesmo, eu confesso que a WWE até poderia nem utilizá-lo mais, ou então quem sabe apenas em House-Shows, pois para já que ele não participa do Raw em tempo integral, não faria muita diferença.

      Sobre os reinados, New Day levou muito bem o cinturão de duplas com maestria, assim como AJ e Miz, diria que estes foram os grandes campeões deste ano, os outros reinados foram bem abaixo do esperado.

  3. BootyOs - há 3 meses

    – Qual o momento mais marcante do ano?
    Lesnar vs Goldberg

    – Qual a grande decepção deste ano?
    Summerslam, Bookagem de Owens/Styles como campeões.

    – A brand split foi benéfica a WWE?
    Sim
    – Qual foi o melhor reinado deste ano?
    Miz como IC e 3º reinado de Reigns como WWHC.

    – Qual o melhor PPV deste ano?
    Payback, Extreme Rules e MITB, foi a melhor época do ano, com nenhum único raw ruim e ótimas feuds, ótimos combates, único ponto fraco foi a rivalidade Natalya x Charlotte
    – Qual o melhor combate do ano?
    DIY vs Revival, Owens vs Zayn, 5 vs 5 traditional survivor series, womens triple threat wm, sasha vs charlotte HiaC, AA vs Revival, AJ vs Reigns (ambos payback e ER).

    • Lesnar vs Goldberg, foi realmente inesperada a forma como acabou abruptamente o combate. O booking do Owens como campeão eu concordo que foi decepcionante, já o do Styles, o momento em que decidiram colocar o James a vencê-lo realmente foi bem ruim, mas em outros momentos AJ pode mostrar sua qualidade.

  4. João Araujo - há 3 meses

    – O que vocês acharam do ano da WWE?
    Um ano muito bom,apesar de ter caido de rendimento em Dezembro,ate a Brand Split estava excelente,depois enfraqueceu mas manteve-se regular.Foi melhor que 2015.

    – Qual o momento mais marcante do ano?
    O retorno de Triple H no Raw,batendo em Roman Reigns e depois traindo Seth Rollins fazendo Kevin Owens se tornar Universal Champion.

    – Qual a grande decepção deste ano?
    A rejeição com Roman Reigns,a WWE precisa fazer algo pra que melhore o pop dele com a crowd rapido.

    – A brand split foi benéfica a WWE?
    Apesar de ter pontos negativos,tem positivos também,os mais positivos são o aproveitamento de mais superstars e o SmackDown se tornando um show importante.

    – Qual foi o melhor reinado deste ano?
    New Day e o 1° reinado do Miz,mas fico com o do New Day.
    – Qual o melhor PPV deste ano?
    WrestleMania,apesar do main event chato,gostei da maior parte do show.

    – Qual o melhor combate do ano?
    The Miz x Cesaro x Kevin Owens x Sami Zayn pelo Intercontinental no Extreme Rules

    • João, é normal que em dezembro a WWE dê uma estagnada, até para que possamos ter um grande arranque para a Road to Wrestlemania. A Brand Split foi benéfica para alguns e pode ter sido prejudicial a outros, mas acredito que pode dar mais oportunidades, devido a termos mais cinturões a disposição.

      O ataque de Triple H a Rollins foi um grande momento e isto claro ficará interessante na Road to Wrestlemania, com Rollins vs. Triple H. Sobre a rejeição ao Roman Reigns, o problema é que a WWE não ajuda com o booking e tenta forçá-lo constantemente a buscar o Universal Championship, então que ele nem tivesse conquistado o United States Championship, que para ele é um mero acessório.

  5. BRUNOju. - há 3 meses

    – O que vocês acharam do ano da WWE?
    Foi um ano excelente, grandes estreias, combates fenomenais, e vários momentos marcantes.

    – Qual o momento mais marcante do ano?
    Quando a Sasha Banks venceu o cinturão pela primeira vez! :)

    – Qual a grande decepção deste ano?
    A vitória da Charlotte na Wrestlemania.

    – A brand split foi benéfica a WWE?
    Sim! Muito. Principalmente para o smackdown que consegue apresentar um programa semelhante ao que vemos no NXT nos últimos anos… o Raw volta e meia nos surpreende com um show bom, mas a forma como levam as rivalidades continua a mesma na Brand vermelha.

    – Qual foi o melhor reinado deste ano?
    Há vários que poderiam ser mencionados, mas, o reinado do New Day é histórico. Fico com este.

    – Qual o melhor PPV deste ano?
    Não houve nenhum PPV melhor que os outros que eu possa dizer com 100% de certeza. Os melhores, na minha opinião, foram Royal Rumble, Extreme Rules, Backlash e TLC.

    – Qual o melhor combate do ano?
    Feminino: Sasha vs Charlotte – RAW pós-Draft.
    Masculino: Fatal 4-way no extreme Rules pelo título intercontinental.
    Duplas: #DIY vs THE Revival TakeOver:Toronto.

    O melhor de todos, não consigo opinar. Mas, escolho o confronto das duplas citadas acima, foi incrível!

    • Eu também gostei muito deste ano para a WWE. Sobre o grande momento, foi mesmo muito bonito ver Sasha Banks conquistar o cinturão, uma pena que a WWE não permitiu a ela ter um reinado decente e com um vitória pelo menos em PPVs, restringindo-a a vencer o cinturão apenas no Raw.

      A vitória da Charlotte na Wrestlemania, realmente foi um pouco sem propósito, ainda mais que tínhamos a mudança do cinturão, mas depois vendo como foi o ano, com Charlotte sempre a vencer os combates grandes em PPVs, fica fácil de entender porque ela venceu no Wrestlemania.

      O Smackdown foi o grande beneficiado da Brand Split, pois reviveu, deixando de ser a repetição dos combartes do Raw. O Raw, por vezes tem bons combates, mas não sai daquele marasmo, típico dele.

      Dos reinados, o do New Day mesmo foi histórico, para eles, Miz e AJ foram os bons reinados do ano. Dos combates, todos que citaste foram mesmo estupendos e eu só incluiria o do Owens vs. Zayn do Battleground.

  6. Kick_Ass - há 3 meses

    – O que vocês acharam do ano da WWE?

    Foi bom, teve coisas muito boas como a brand split, as muitas estreias e o retorno do Goldberg e do Shane

    – Qual o momento mais marcante do ano?

    O retorno de Shane McMahon a WWE, a casa foi a baixo completamente.

    – Qual a grande decepção deste ano?

    O reinado do Dean Ambrose acho que toda a gente esperava que fosse muito bom ! e no final saiu completamente o contrario.
    Espero que faça o heel turn pois bem precisa!

    – A brand split foi benéfica a WWE?

    Sim e MUITOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO !

    – Qual foi o melhor reinado deste ano?

    O dos New Day sem dúvida.

    – Qual o melhor PPV deste ano?

    Battleground ou Royal Rumble… escolho este porque é o formato que mais gosto.

    – Qual o melhor combate do ano?

    KO vs Sami Zayn no Battleground, DIY vs The Revival no Takeover Toronto, The Miz vs Cesaro vs Kevin Owens vs Sami Zayn no Extreme Rules

    • O retorno do Shane foi realmente algo espetacular, ainda mais que era algo que ninguém praticamente esperava. O Ambrose realmente teve um reinado bem abaixo do esperado. Sobre os PPVs que citaste e os combates realmente foram de gande valia a este da WWE.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Desenvolvido por Luís Salvador / Wrestling PT © 2006-2017