Visão Brasileira #59 – Fora de Cena

Pessoal, neste último domingo, tivemos o PPV No Way Out, um PPV que retornou este ano e não nos decepcionou, com grandes combates. Em relação aos seus resultados todos me agradaram muito, apesar destes resultados serem bem previsíveis e todos praticamente favoráveis aos faces. Na crônica desta semana, tratarei sobre os momentos do PPV, que foi finalizado com um momento que todos fãs do universo WWE aguardavam, a vitória de John Cena sobre Big Show e assim tivemos a tão esperada demissão de John Laurinaitis.

Conforme já estava agendado pela WWE, o combate do Pré-Show era entre Brodus Clay contra David Otunga. Sobre este combate, estava em dúvida se os ataques de Otunga a Clay, no último Smackdown iriam lhe favorecer, mas o que vimos é que isso não lhe trouxe grande vantagem. O que acabou ocorrendo no combate, foi que Otunga acabou desistindo de lutar e deixou o ringue. Assim Brodus Clay alcançou a vitória por count-out.

Espero que estes dois lutadores não voltem mais a se enfrentar, eu queria muito que Otunga também tivesse que deixar a WWE juntamente com Laurinaitis. Sobre Clay, por estar agora apenas no Smackdown, gostaria que ele entrasse em uma rivalidade com Damien Sandow ou até mesmo com Ryback.

Assim caminhávamos para o início do evento, e o que presenciamos para minha surpresa, foi que o primeiro combate do PPV seria a disputa do World Heavyweight Championship,onde o campeão Sheamus tinha como adversário, Dolph Ziggler. Conforme já esperava tivemos um grande combate, onde ambos estiveram muito perto da vitória, mas ao seu final Sheamus confirmou a vitória após um White Noise seguido de um grande Brogue Kick.

A vitória de Sheamus, era mais do que esperada, ainda mais que Ziggler acabou se tornando o nº1 contender na semana do PPV, devido a lesão de Alberto Del Rio. Agora deveremos esperar pelas próximas semanas, para saber quem será o novo desafiante de Sheamus, penso que deveria ser Alberto Del Rio ou Cody Rhodes. Para Ziggler, gostaria que ele disputasse o combate do Money in The Bank e fosse o vencedor.

Como segundo combate da noite, tivemos um dos momentos comédia do PPV, onde em uma Tuxedo Match, o United States Champion Santino Marella enfrentou Ricardo Rodriguez. Como todos esperavam, Santino venceu após aplicar um Cobra com o pé. Ainda tivemos que ver Ricardo Rodriguez com a cara de Del Rio em sua cueca na parte de trás.

Não sei o que a WWE reservará para Santino, pois ele carrega o United States, mas faz um bom período que não coloca seu cinturão em jogo e não sou muito favorável que ele carregue este cinturão, uma vez que ele acaba desvalorizando o título. Como pudemos ver na ultima Raw, Del Rio venceu Marella, o que deve decretar o final desta rivalidade. Também existe a possibilidade da WWE colocar Alberto Del Rio como futuro adversário de Marella e assim ele poderia se tornar o novo United States Champion, mas acho pouco provável.

 Na terceira luta da noite tivemos o combate onde o Intercontinental Champion Christian teve como adversário Cody Rhodes. Em um combate muito técnico, que a muito tempo não via uma luta tão boa por este cinturão. Após muitas reviravoltas, tivemos a vitória de Christian após um spear, retendo assim seu cinturão.

Espero que Christian mantenha seu reinado pelo menos até o PPV SummerSlam, mas não consigo pensar ainda em quem seria seu próximo adversário. Para Rhodes gostaria que ele fosse o novo desafiante de Sheamus pelo World Heavyweight Championship, pois já esta mais do que na hora para ele rumar ao main event. Mas também temos a possibilidade de Rhodes participar da Money in The Bank, pois ele pode ser um potencial vencedor.

Depois chegamos ao combate que foi marcado durante o Pré-Show, uma Fatal 4-Way Tag Team Match, onde estava em jogo o nº1 contenders aos WWE Tag Team Championship. Neste combate tínhamos Primo e Epico, Titus O’Neil e Darren Young , The Usos e Tyson Kidd e Justin Gabriel. Sinceramente neste combate estava a torcer para qualquer uma das duplas, menos para a dupla de O’Neil e Young. Para minha tristeza, quem acabou vencendo o combate, foram eles, após a ajuda de Abraham Washington que acabou traindo seus pupilos Primo e Epico, e ajudou O’Neil e Young a vencer, tornando-os os novos desafiantes de Kofi Kingston e R-Truth.

Sobre os caminhos futuros deste lutadores, Primo e Epico entrarão em rivalidade com Titus O’Neil e Darren Young, o que poderá culminar em um combate destas duplas com os WWE Tag Team Champions R-Truth e Kofi Kingston. Sobre as outras duas duplas, me agrada muito a dupla Tyson Kidd e Justin Gabriel e The Usos ainda tornarão-se o WWE Tag Team Champions, mas penso que ainda não é seu momento.

Quando tivemos a entrada de Triple H, no PPV, todos esperavam por o que The Game vinha para dizer. Para minha satisfação, a presença de Triple H confirmou o que já esperava, a definição de seu combate com Lesnar, para o PPV SummerSlam. Mas achava que teríamos a presença de Heyman para uma batalha verbal, o que acabou ocorrendo apenas na Raw Pós-PPV.

Espero que tenhamos grandes promos para que tenhamos um espetacular combate no SummeSlam, espero que Triple H de uma grande lição em Lesnar, mas não sei se Lesnar retornou a WWE, apenas para perder combates, uma vez que já foi derrotado por Cena no PPV Extreme Rules.

No combate em que tivemos a Divas Champion Layla contra Beth Phoenix, sobre esta luta,  gostaria que Beth vencesse e retornasse a ser campeã, mas não foi o que ocorreu. No combate, quando Beth Phoenix esteve prestes a vencer, tivemos a vitória de Layla, que assim conseguiu reter seu cinturão.

Esta rivalidade deverá continuar por alguns meses e só deve acabar com o retorno de Kharma, volto a dizer que a divisão de divas da WWE esta resumida a Layla, Beth Phoenix e Kelly Kelly. Com a demissão de Laurinaitis pode ser que Eve volte a combater, mas não consigo ver Beth Phoenix fora da disputa pelo cinturão no PPV Money in The Bank.

 Na sequência do PPV, tivemos mais um dos combates que não estavam previamente marcados, mas que eu já esperava. Tivemos o retorno de Sin Cara aos PPVs. Neste evento Sin Cara teve como adversário, mais uma vez Hunico. Em um combate com grande nível, bem ao estilo da lucha mexicana, tivemos a vitória de Sin Cara.

Este combate aliás, já presenciamos por diversas vezes e espero que em alguns meses a WWE coloque Sin Cara em novas rivalidades e na rota primeiramente dos títulos secundários da WWE. Algo que eu gostaria muito de ver seria a união de Sin Cara com Rey Mysterio, que para mim seria uma grande dupla. Não partilho da opinião de que Sin Cara e Mysterio entrassem em uma rivalidade. Sobre Hunico, penso que deveria juntar-se de vez com Camacho em dupla e entrasse na disputa pelo título de duplas.

Chegamos a um dos combates mais esperados da noite, a luta pelo WWE Championship. Onde em uma Triple Threat Match, o WWE Champion CM Punk, teve como adversários, Daniel Bryan e Kane. Para apimentar ainda mais este combate tínhamos a presença de AJ, que antes do combate veio a beijar os três lutadores, em momentos distintos, o que deixou uma grande pergunta. Quem AJ iria favorecer?

Em um grande combate, tudo corria muito bem, quando ao final, AJ acabou sendo arremessada da beira do ringue por Kane, que havia sido em empurrado por Punk. Com isso Kane acabou distraindo-se, o que permitiu a CM Punk aplicar um Go To Sleep, para alcançar a vitória e assim reter seu cinturão.

Punk assim continua como campeão, e teremos que aguardar para ver quem será deu desafiante para o PPV Money In The Bank. Isso dependerá muito de Bryan e Kane venham a participar do combate Money in The Bank, pois penso que Bryan seria um participante em potencial deste combate, mas não sei se seria vencedor, uma vez que no ano passado ele já venceu a mala do Smackdown. Resta saber se neste ano devido a união das brands se teremos dois combates ou apenas um pela tão desejada mala.

Para Kane deveremos ver como seguirá sua história com AJ, uma vez que ela na última Raw entrou vestida de Kane, deu apenas uma volta no ringue e foi embora, distraindo Kane mais uma vez e custando-lhe mais uma vitória. Penso que CM Punk perderá seu cinturão apenas pelo cash-in.

Quando todos já estávamos ansiosos pelo main event, a WWE insistiu em mais uma vez, assim como no PPV passado em colocar Ryback a massacrar dois lutadores locais. Pura perda de tempo para o evento.

Ryback continua a não enfrentar ninguém expressivo, não sei até quando vai essa situação, penso que Clay poderia ser o grande adversário de Ryback, uma vez que ambos estão no Smackdown e estão com grandes invencibilidades. Seria interessante uma rivalidade entre estes dois monstros.

Assim chegamos ao tão aguardado main event, onde em uma Steel Cage Match, John Cena iria enfrentar Big Show. Além dos dois tivemos antes do combate as entradas de John Laurinaits e de Mr. McMahon. O combate em si não foi de grande nível técnico, mas trouxe grandes momentos. Quando Cena este prestes a vencer, Laurinaitis não permitiu que ele saísse pela porta.

Depois Big Show esteve prestes a vencer, mas acabou nocauteando o árbitro e John Cena. Quando Show esteve prestes a vencer, quem surgiu foi Brodus Clay com uma cadeira, e depois Santino Marella, Zack Ryder e Alex Riley vieram impedir que Show subisse para sair da jaula, mas sem sucesso. Show continuou a escalar e quem apareceu e o acertou com vários chutes, fazendo com que Show caísse no ringue foi Kofi Kingston. No final John Cena deu um Attitude Adjustment em Big Show e conseguiu deixar a jaula, vencendo a luta.

Após a vitória de John Cena, todos aguardavam o tão esperado momento da demissão. Assim que Cena segurou Laurinaitis, Mr. McMahon demitiu Laurinaitis e Cena aplicou-lhe um Attitude Adjustment na mesa dos comentaristas espanhóis, que sempre é destruída, assim chegamos ao final do PPV, que foi totalmente favorável aos campeões.

Os rumos de John Cena e de Big Show, para o próximo PPV ainda são uma incógnita, teremos que aguardar as próximas semanas, pois Big Show resolveu não lutar a handicap match ao lado de Laurinaitis na última Raw. Espero que Big Show não seja acrescentado ao combate do Money in The Bank. Para John Cena, espero que a WWE não o coloque em rivalidade contra o WWE Champion CM Punk, mas sobre quem poderia ser seu próximo adversário, gostaria que Cena enfrentasse Chris Jericho.

Falando em Jericho, finalmente teremos seu retorno após o incidente ocorrido aqui no Brasil, espero que ele retorne aos combates e seria muito interessante uma feud dele contra John Cena, ou até mesmo que ele venha a participar do combate do Money in The Bank, não para vence-lo, mas por ser um grande lutador e que poderá elevar ainda mais o nível deste combate.

Para finalizar este artigo, fiquei muito feliz de ver a presença de Roddy Piper, lenda que já falei de sua carreira no Visão Brasileira #5, gosto muito quando a WWE valoriza seu antigos lutadores. Sobre o final da Raw, foi muito bom ver John Cena dar uma grande lição em John Laurinaitis, algo que todos nós do universo WWE aguardávamos desde o main event do PPV Over The Limit. Finalmente tivemos o final da Era Laurinaitis, algo que já vai tarde e não nos deixará nenhuma saudade. Desejo a todos uma excelente semana e até o próximo Visão Brasileira.

Sobre o Autor

- Autor da Coluna Visão Brasileira e da pesquisa dos combates em listas elaboradas pela WWE. Um grande fã da WWE, desde os anos 90. Geógrafo de formação, um riograndino, que vive em Porto Alegre.

17 Comentários

  1. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Ótimo artigo em todos os sentidos, queria saber o que você acha do retorno de Cena a rota de títulos que acontecerá no Night Of Champions e queria saber o que você tem contra ao futuro da WWE, a dupla que se tornará campeã no No Way Out, The Primetime Players, Darren Young e Titus O’Neil, essa é minha dupla favorita junto com Tyson Kidd e Justin Gabriel!

    • Mario Magalhaes - há 4 anos

      Vinícius, penso que Cena, poderia até mesmo no SummerSlam retornar a rota dos títulos, mas a questão é q após o PPV Money in The Bank, teremos alguém com o poder da mala, aí a WWE pode pensar em fazer Cena lutar novamente por título, vencer e depois perder através do cash-in e entrar em uma grande rivalidade com o vencedor da mala.

      • Vinícius Nunes - há 4 anos

        Eu falei sobre essa volta do Cena a rota de títulos, que é algo que eu não gosto, é que eu vi uma notícia em que Cena estará no evento principal desse PPV, mais uma vez, disputando o título, já que esse evento parece que vai ser em Boston!

  2. Miguel Carlos - há 4 anos

    Godbye, litle Johnny

  3. Foto de perfil de Facebook

    Flavio Bruniera - há 4 anos

    Grandes observações Mario…

    Mas quer que eu seja sincero? Gostei realmente de ver Roddy Piper aparecer, mas poderia ser numa situação melhor! O Slater, com esse tipo de aparição, só confirma cada vez mais seu papel de jobber… quanto ao segmento com o retorno da Cyndi Lauper na RAW foi terrível e desnecessário. Esperava mais desse retorno, e a participação dele (Roddy) e dela (Cyndi) foi muito, digamos, ‘insignificante’.

    Assim, foi bom vê-los, mas esperava mais… só isso!

  4. Miguel Carlos - há 4 anos

    Foi, no geral, um bom PPV, sendo que houve 6 bons combates e 5 “maus combates”.

    Como tem sempre acontecido: o melhor combate é o pelo WWE Championship, o Squash de Ryback é o penúltimo e Cena continua numa de perder num PPV e ganhar no a seguir ou vice versa.

    Acho que é 50% provável que o MITB seja só um e também que as Elimination Chambers se chamem WWE Championship EC e World Heavyweight Champion EC.

    Eu não percebo o que se passa com uma empresa genial. Acabar com a PG Era, ok. Separar as brands, ideia de um velho chamado Vince. Recontratar Big Show, sabendo que teria de ser despedido no OTL, daaaaaaa.

  5. DX Rules - há 4 anos

    Já repararam que o main-event da RAW foi um combate que o Laurinaitis fez antes de ser despedido?
    Isso quer dizer que ele já sabia que o Big Show ia perder, porque se não
    não marcava o combate já que se o Big Show ganha-se o Cena era despedido!!
    Enfim isto é exatamente igual quando ele disse que conttratou o Big Show no sábado

    • Não propriamente. Era um combate que fazia sentido quer John Laurinaitis fosse despedido ou não. Imagina que John Cena perdia o combate e que Laurinaitis ia despedi-lo na noite seguinte e queria dar-lhe uma prenda antes do despedimento que era esta estendido no chão. Basicamente, Laurinaitis perdeu, McMahon despediu-o e foi mesa adentro e podia ter pensado algo do genero.

      • DX Rules - há 4 anos

        Percebo o teu argumento mas o Vince é que tinha de despedir o Cena nesse caso e tinha-o do despedir na hora acho eu

      • Não, o John Laurinaitis tinha autoridade para despedir o Cena tanto que foi disse que o faria se perdesse contra o Big Show. Quando perdeu John Cena perdeu o título para CM Punk no MITB só ia ser despedido na noite seguinte, só não foi porque outras coisas aconteceram mas estava marcado para o dia seguinte.

  6. Carlos Antunes - há 4 anos

    Finalmente vejo alguem que tem a mesma opiniao. Muito bom artigo e concordo com tudo.
    Tambem achei um bom PPV. Foi dos melhores que ja tivemos? NAO…
    Mas comparados com outros que tambem foram previsiveis ate foi muito bom. Ja tivemos outros bem piores.
    Se so o resultado final de cada luta e que tivesse interesse nao valia apena ninguem ver.
    E acho que neste momento ja nem podemos avaliar um PPV de mau por causa de certas lutas que nao tem sentido nenhum porque infelizmente ja vemos isso em todos os PPV nos ultimos tempo e em quase todoas as Raws. SO temos de continuar a esperar que as outras sejam boas o suficiente para poderem compensar aquelas que nao deviam ser feitas porque se nao o caso começa a ficar muito mal.

    A WWE precisa mesmo de mudar muitas coisas. Ou arranja mais lutadores e de jeito de preferencia, para ter masi opçoes ou entao da mais valor e tempo a alguns que andam la a passear e que tem qualidade suficente para aparecer nas Raws ou samckdowns, mesmo que nao seja para os titulos principais que seja para os outros ou ate mesmo juntarem lutadores e lutarem pelo titulo tag team. Por exemplo o camacho e unico, o Tyson Kidd e Justin Gabriel, o Mayson que nao anda la a fazer nada podiam juntar com alguem, entre outros.

    Isto de meterem alguns de lado e a falta de numero e qualidade de alguns so faz com que usem sempre os mesmos e repitam constantemente a mesma coisa e depois com o fim da separaçao de brands infelizmente o que se ve na smackdown e quase a repetiçao da Raw anterior.

    • Mario Magalhaes - há 4 anos

      Concordo Carlos, não vai entrar para a história como um dos maiores PPVs de sempre, mas para o que temos visto ultimamente foi um bom PPV.

  7. TWWE - há 4 anos

    UMA Fatal Four Way pelo titulo de Divas no Money in the Bank seria otimo imaginem: Beth Phoenix vs Layla vs Kelly vs Eve e um retorno de Kharma seria fenomenal

  8. 619 D-generation X - há 4 anos

    puxa,confesso que tive umas surpresas nesse PPV,primeiramente achei que Young e O’Neil fossem os novos tagtem champions(ainda bem que eu estava errado) e achei também que D.Bryan se tornaria o novo WWE Champion

  9. Tomás Carneiro - há 4 anos

    Eu sinceramente acho que o maior erro deste PPV foi a previsibilidade dos resultados, mas também o excessivo número de vitórias de faces, mas também se não fosse o caso talvez não teriam muita lógica tal como no WHC match. Tal como tu espero que o Ziggy ganhe a MITB e acho sinceramente que para o Sheamus ganhar credibilidade precisa de ter uma feud contra alguém de maior nome na WWE, como Randy Orton ou Christian, e nesse caso teria que existir um heel turn de alguém e agradava qualquer um que seja o heel turn. Apenas acho uma vergonha o WHC match abrir um PPV.
    Do Intercontinental Championship estou extremamente contente da maneira como este título está a ser valorizado e agora Christian tem que passar o testemunho a alguém recente tal como Damien Sandow, etc…
    Os restantes combates, satisfeito, principalmente com o WWE match, na minha opinião, muito bom, excepto o squash de Ryback. Com o ME, tendo em conta a qualidade dos combates, foi fraco, mas pronto.

    Parabéns pelo excelente artigo.

  10. Moutinho-Kun - há 4 anos

    Eu acho que foi um ppv fraquinho sinceramente.

    Um ME muito mau, 3 ou até 4 combates que não deviam estar em ppv, acham isto um ppv positivo?

    Tivemos 3 bons combates, WHC, WWE Champ e IC, e dois combates médios, o do Womens champ, que é simples, a layla não consegue atingir os níveis da beth, e até porem a beth vs natalya, ou a kharma voltar, um combate feminino nunca vai chegar a um nível que depois do combate consigamos dizer “Bom combate!”. E o tag, que é um combate que na minha opinião não devia ter acontecido no ppv, porque é um combate sem títulos em jogo, um nr 1 contender match, faz-se normalmente num raw ou smackdown, e não num ppv, além de que o próprio combate não faz muito sentido, fatal-four-way tag team, mas só com 2 homens no ringue? Mas gostei do combate em si, teve bons spots, e gostei da vitória dos MILLIONS OF DOLLARS! :D

    Sobre os combates que não deviam ter acontecido de certeza é simples, ryback a squashar, sin cara vs hunico e santino vs rodriguez.

    E nem falo do pre-show, que pronto, nem pertence ao show mesmo, mas também não devia ter acontecido.

    • Mario Magalhaes - há 4 anos

      Moutinho-Kun

      Como seria no atual momento da WWE um PPV bom para ti, para achares este PPV fraquinho?

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador