Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Wrestling For All #18 – As Injustiçadas

Bem, primeiramente gostaria de pedir desculpa por essa semana não ter tido artigo, tive problemas pessoais junto com o meu trabalho que estava me matando, com as coisas mais calmas por aqui, resolvi escrever um artigo que já havia planejado a um bom tempo.

Poucas sãos as lutadoras que conseguem chegar nas companhias de topo dos Estados Unidos (WWE, TNA, WCW, ECW) e muitas vezes as habilidades em ringues não são os mais valorizadas, principalmente nos anos 90 quando boa parte das personagens femininas eram Managers, e contavam mais a aparência do que a qualidade do Wrestling, nos anos 2000 a WWE teve um bom período, mas as companhias não investiam em nomes que apareciam no circuito independente e acabou que muitos nomes importantes passaram despercebidos pelas grandes companhias, ou tiveram uma participação mínima dentro das mesmas e que atualmente estão muito perto da aposentadoria e alguns até aposentadas.

ANGEL ORSINI

Angel sempre foi bastante envolvida com esportes, praticando Aikido e Tae Kwon Do e se tornando especialista nesses estilos de artes marciais, com em 96 a treinar MMA e competir em várias competições por todo o mundo, inclusive no Japão, ainda no Japão uma Wrestler Feminina conhecida como Reggie Bennett viu o talento de Angel e a pediu para treinar com Wrestlers Japonesas, assim o fez até 97 quando voltaria para os Estados Unidos.

Quando voltou já querendo viver do Wrestling entrou na Fabulous Moolah’s Ladies International Wrestling Federation, uma das companhias independentes mais importantes da época, a mesma chegou a ganhar vários títulos em diversas companhias independente, inclusive contra Lunna Vachon em 97, Angel foi a treinadora da Wrestler que mais tarde ficaria conhecida como Molly Holly, chegou a voltar a competir no MMA, mas sua verdadeira paixão estava no Wrestling.

Paul Heyman sempre com sua visão para caçar bons nomes, viu em Angel Orsini uma Wrestler talentosa e a contratou para a ECW, estreou sendo manager da Stable conhecida como Sideshow Freaks formada por Simon Diamond, Johnny Swinger, The Muskateer, Tom Marquez e Bilvis Wesley, após isso chegou a ter uma feud com Jazz, também chegou a lutar contra homens, inclusive participou de um momento digno de ECW quando Jerry Lynn usou um piledriver na sua última aparição na ECW arena, devido a um acidente de carro que deixou ela machucada por um tempo, sua passagem na ECW não chamou muita atenção.

Após o fim da ECW começou a competir em varias companhias independentes pelo mundo, já que por ser uma ótima Wrestler era bastante requisitada, até que em 2004 ela decidiu se mudar para a Europa, mais precisamente em Rotterdam e começou a competir no circuito independente Europeu, lutando em países como Belgica, Inglaterra, Escocia, entre outros e ganhando alguns títulos, ainda quando voltou para os Estados Unidos é fez parte da OVW na esperança de conseguir um contrato com a WWE o que não ocorreu, o que foi uma grande perda de qualidade em ringue para a WWE, sem conseguir o contrato continuou competindo nas companhias independentes até ter uma grave lesão que quase acaba com sua carreira ficando 14 meses fora de atividade, voltando em 2007 para participar de uma nova companhia independente exclusivamente de Wrestling Feminino.conhecida como WSU (Women Superstars Uncesored).

Na WSU apesar de ter uma idade mais avançada teve uma passagem bem marcante pela companhia, a primeira feud de Orsini foi com sua amiga Amy Lee, as duas ficaram em feud por algum tempo até que na luta final Amy Lee e atacada por uma mascarada que se revelaria como Mercedez Martines, com que Angel formaria Tag e venceria o Título de Tags da WSU, já em 2008 Angel Orsini venceria o principal título da WSU quando derrotou Nikki Roxx, perdendo somente alguns meses depois para Mercedes Martinez.

Em 2009 Orsini ganharia o torneio anual da WSU conhecido como J-Cup, a vitória deu o 1° contender ao título de Mercedes, e uma Iron Woman Match de 70 minutos surpreendeu a todos, Orsini continuaria lutando inclusive criando mais um título para a WSU, o All Guts & No Glory Championship que mais tarde seria unificado quando Orsini lutaria novamente com  Mercedes em uma Ladder Match

Angel Orsini era uma Wrestler extremamente habilidosa que em sua carreira conquistou no total 15 títulos em diversas companhias independentes, uma verdadeira lenda do circuito, infelizmente não teve o reconhecimento merecido.

– Angel Orsini vs Mercedes Martinez Ladder Match: http://youtu.be/88gusvmrsKs

MALIA HOSAKA

Essa lutadora Americana de descendência Japonesa é uma das mais injustiçadas Wrestlers de todos os tempos, digo isso porque possuía grande habilidade em ringue, , se adaptou rápido ao estilo Americano, outra curiosidade e que a mesma chegou a lutar em todas as grandes companhias de Wrestling, mas em nenhuma teve o destaque merecido.

Malia começou treinando Wrestling com Killer Kowalski no final dos anos 80, em 1990 começaria sua vida no circuito profissional fazendo parte Ladies Professional Wrestling Association, chegou a lutar junto com Bambi nessa organização, devido a sua habilidade foi convidada a participar de várias companhias independentes que tinham em suas fileiras Wrestling Feminino e começou a fazer seu nome ainda nos anos 90.

Em 1993 chegou a participar da ECW no NWA Bloodfest e derrotou Molly Mcshane, também no mesmo ano chegou a lutar com Sherri Martel, mas ficou pouco tempo na companhia.

Pelas sua boas exibições no circuito independente foi chamado para competir na divisão Feminina da WCW que se formava a pouco tempo, ela participou do torneio para coroar a primeira campeã da divisão em 1996, foi logo eliminada por Zero, ela como muitos dos Wrestler de origem Japonesa da WCW teve como Manager Sonny Onoo e lutou frequentemente nos programas da WCW enfrentando  nomes como Madusa, Leilani Kai e Akira Hokuto que tinha se sagrada a 1° Campeã da divisão.

Em 1997 chegou a final do torneio pelo WCW Women’s Cruiserweight Championship sendo derrotado por Toshie Uematsu, mas o que a marcou nesse ano foi sua rivalidade com Madusa que foi bastante intensa, 1 ano depois conquistaria o New Dimension Wrestling Women’s Champion derrotando Debbie Combs, como sempre a divisão Feminina da WCW era uma confusão e algum tempo depois ela saiu da WCW.

Em 1999 Malia conseguiu assinar um contrato de Desenvolvimento com a WWE, chegou a lutar algumas Dark Matchs, mas sem muita importância, sua primeira aparição foi no Raw is War do dia 28 de Junho de 1999, desafiando a WWF Women´s Champion Ivory, sendo atacada por ela e por Nicole Bass, ficou algum tempo sem ser utilizada, até que decidiram que ela acompanharia Essa Rios e teria o nome de Aphrodisia, só que acabaram dando esse papel para uma tal de Amy Dumas, que mais tarde se tornaria Lita, bem e o resto é história,  Malia foi dispensada da WWE por a companhia não saber o que fazer com ela.

Ficou mais um tempo competindo no circuito independente, até que em 2003 teve uma proposta para lutar em uma companhia que começava a crescer conhecida como TNA, mas na mesma só fez uma luta contra Trinity e foi derrotada.

Em 2007 a mesma começou a lutar pela Shimmer onde formou uma equipe com Lexie Fyer, onde ficaram invictas por 5 lutas e agora possuíam um nome a equipe era conhecida por Experience, a primeira derrota foi contra Cheerleader Melissa e Mschif, depois tiveram mais uma boa sequencia de vitórias somente sendo derrotadas por Ashley e Nevaeh, continuou a lutar pela Shimmer sempre tentando elevar novos talentos, em 2009 foi empossada no Hall of Fame da WSU que tem como objetivo reconhecer Wrestler que foram importante para o Wrestling Feminino.

No dia 17 de Fevereiro de 2012, depois de 25 anos dedicados ao Wrestling, Malia decidiu parar e agradeceu a todos os fãs que apoiaram a carreira dela, um grande nome que poderia ter tido melhores oportunidades nas grandes companhias, mas teve sua importância conquistando 10 títulos nessa grande carreira.

– Malia Hosaka vs Miss April (AJ Lee): http://youtu.be/q79pyKfD_fU

APRIL HUNTER

April Hunter é um bom exemplo que nem sempre modelo serão Wrestler ruins, ela começou sua carreira no Wrestling em 1999 quando foi contratada pela WCW para fazer parte da NWO Girls, o motivo da contratação dela foi ter aparecido na Playboy, o grupo era formado por quatro modelos Tylene Buck, Kim Kanner, Midajah e Pamela Paulshock.

April Hunter chamava muita atenção pelo seu físico, bastante forte tinha característica para se tornar uma grande Powerhouse, para melhorar suas habilidades começou a treinar com Killer Kowalski em Boston, sendo a única mulher das pessoas que treinavam por lá, logo começou a trabalhar no circuito independente em 2003 formaria uma tag team com Nikki Roxxi na World Xtreme Wrestling conhecida como The Killer Babe, na mesma companhia april se tornaria campeã em 2003 quando ganhou um torneio e na final enfrentou uma tal de Beth Phoenix.

Antes disso em 2002, ela teria sua primeira pequena passagem pela TNA, a estreia foi em um desafio contra Miss TNA Bruce, que a derrotou chegou a fazer outras lutas contra nomes como Desire, Eric Watts e John Walters.

April Hunter começava a fazer seu nome no circuito independente e devido a seu físico lutava frequentemente com homens, em 2004 viraria manager de Slyck Wagner Brown e juntos conquistariam o  Pro-Pain Pro Wrestling’s 3PW Tag Team Championship e o Jersey All Pro Wrestling’s JAPW Tag Team Championship, nesse momento April se tornava a primeira mulher na história do Wrestling profissional a manter um título de Tag Team Masculino.

Em 2005 faria sua primeira viagem para o Canadá roteiro que mais tarde ficaria frequente em suas tours, trabalhando para a Action Wrestling Entertainment derrotando Sarah Stock, em 2006 formaria uma das Tags mais marcantes do Wrestling Feminino ao lado de Talia Madison (Velvet Sky) elas ficariam conhecidas como T & A, no dia 6 de April derrotou a equipe Blondage formado por Âmbar O’Neal e Lollipop conquistando o WEW Tag Team Championship, Talia e April fizeram várias tour juntas, seja como Tag Team ou se enfrentando e se criou uma boa amizade entre as duas.

April Hunter continuou competindo em diversas companhias independentes conquistando Queens of Chaos’s World Queens of Chaos Championship derrotando Sweet Saraya, em 2005 ganharia o premio de “Best Independent Female Wrestler” mostrando que o seu trabalho duro estava dando resultados, em 2008 decidiria se aposentar do Wrestling e aproveitar um pouco a família, mas 1 ano depois teve que voltar devido ao câncer que sua mãe adquiriu de modo que pudesse pagar o tratamento.

Em 2009 April Hunter faria parte da American Rampage Wrestling tour na Europa junto com Rob Van Dam, Sid Vicious e Sabu, devido ao sucesso da tour ela novamente se repetiu, mas com outros lutadores, na edição de 2010 participaram Booker T, Sandman, Scott Steiner e Kai.

Em 2009 April Hunter faria mais uma aparição na TNA quando junto de Lorelei enfretaram a TNA Knockouts Tag Team Champions Sarita e Taylor Wilde, perdendo a luta, a TNA queria contratar ela que não achou a proposta da companhia boa o bastante para ficar exclusivamente na empresa e em 2011 também entraria para o Hall of Fame da WSU.

Nos anos seguintes April Hunter continuou competindo em várias companhias independentes se aposentando oficialmente dos ringues em 2012, mas ainda vem fazendo o papel de Manager inclusive da Stable Valkyrie que atuam na Shine e é formada Rain, Alysin Kay, Ivelisse e Taylor Made, April Hunter em toda sua carreira conquistou mais de 15 títulos em companhias independentes, alguns de duplas e outros individuais.

– April Hunter vs La Tigresa:

SWEET SARAYA

Julia Hamer-Bevis tem uma história de vida bem interessante, em 1990 ela saiu de sua casa em Halifax ao aceitar um emprego de Chefe de Cozinha no acampamento de férias em Pontins, e lá ela conheceu Ricky Knight que lutava no circuito independente e se apaixonou por ele, Julia largou tudo e foi acompanhar Ricky em tempo integral em uma atitude digna de filme de romance Juvenil.

Com um tempo ela foi se envolvendo no mundo do Wrestling e se tornou manager de Ricky e fez sua estreia com o nome Saraya, depois virou manager dos Sensational Superflys (Ricky e Jimmy Ocean), perguntaram para ela se a mesma não queria começar a lutar, ela respondeu que sim e começou a treinar pesado, ela estreiou no final de 1993 contra Nikki Best, com o tempo foi se aperfeiçoando no Wrestling e lutando em várias companhias independentes pela Europa.

Nos Estados Unidos só faria sua estreia por volta de 2005, mas por incrível que pareça a passagem mais marcante aconteceu em 2011, quando viajou para competir na Shimmer e aproveitou e levou sua filha uma tal de Britani Knight (Paige), as duas estrearam vencendo Nikki Roxx e Ariel, só que logo depois perderam para the Seven Star Sisters (Hiroyo Matsumoto e Misaki Ohata), após isso Britani Knight teria uma sequencia de derrotas fazendo Sweet Saraya trair ela, inclusive a ultima participação de Britani Knight antes de ir para a FCW foi em uma luta contra Sweet Saraya, no qual a filha ganhou da mãe em uma no Desqualification Match, as duas já haviam tido rivalidades antes em várias companhias independentes pela Europa, só que essa foi marcante devido a ser possivelmente a última luta que as duas fariam.

Voltando para a Shimmer após a derrota para sua filha Sweet começou uma Feud com Cheerleader Melissa e foi inspirado em uma feud que as duas tinha tido no circuito Europeu em 2007, quando Melissa quase acabou com a carreira de Saraya que teve um serio machucado no Joelho, as duas se enfrentaram com Saraya a vencer e conquistar Shimmer Championship, o principal título da federação.

A primeira defesa de Saraya foi no 4° PPV da Shine, quando ela derrotou Jazz, após isso defenderia contra MsChif, Athena, Kellie Slater e Hiroyo Matsumoto, após manter o título por alguns meses, Melissa pediu uma revanche e venceu a luta recuperando o título em uma Steel Cage Match, Sweet Saraya estar nas Quartas de final pela disputa do título da Shine, onde enfrentará Jessicka Havok que tem tudo para ser uma grande luta.

Sweet Saraya reviveu em 2011 a promoção feminina da WAWW, o primeiro show foi chamado de “o Retono” e teve como Main Event uma luta entre Alisson Danger e Sweet Saraya. Pela Europa continua participando de várias companhias independentes como Bellatrix onde enfrentou a Shanna e como sempre destacando vários talentos.

A Família Knight estar se tornando cada vez mais conhecida pelo Wrestling, todos os filhos do casal Knight também estão inseridos nesse mundo, Britanni Knight (Paige) atualmente estar na NXT e considerado por muitos uma das melhores da atualidade na WWE, Zak Zodiac se tornou extremamente conhecido no circuito Europeu de Wrestling e Roy Knight e um dos maiores Campeões do Circuito independente Inglês.

Sweet Saraya já estar com 42 anos, mas em uma forma física muito boa, mas com essa idade sabemos que não terá mais muito tempo, a indiquei nessa lista porque ela merecia ter competido em grandes companhias de Wrestling (WWE ou TNA), apesar de ser uma lenda do circuito inglês. seu estilo e extremamente técnico e se fosse comparar com alguém no Wrestling Masculino eu falaria de William Regal, sempre fazem ótimas lutas e são o primor tecnicamente, até o momento Saraya já conquistou 8 títulos, mas ainda mais surpresas virão para a Mãe de Paige.

– Sweet Saraya vs Alison Danger: http://youtu.be/ghgM8Q24K4s
– Sweet Saraya vs Britanny Knight Feud Shimmer: http://youtu.be/ghAQMY5eOgM

PERGUNTAS

Qual Wrestler Feminino você considera como Injustiçada, aquela que você acha que merecia mais?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Wrestling For All”.

15 Comentários

  1. Fernando Martinho - há 3 anos

    Bom artigo! Concordo contigo, pois as principais companhias preferiam sempre a beleza à qualidade no ringue (veja-se o caso da Kelly Kelly: 0 a combater). Isso levou a que muitas lutadoras espetaculares tivessem tido carreiras dececionantes.

    • Roberto Barros - há 3 anos

      Sim, eu já falo isso a muito tempo, principalmente a WWE que continua a utilizar o Divas Search para ir atrás de lutadoras

  2. GJD - há 3 anos

    Excelente artigo, mereciam grandes oportunidades mas não a tiveram como grandes lutadores do passado

  3. Miguel Silva - há 3 anos

    Não sabia que a mãe da Paige também era lutadora…

    Excelente artigo!

    • Roberto Barros - há 3 anos

      Sim Miguel, ela é uma excelente lutadora e a principal treinadora da Paige antes de ir para FCW, as lutas que as duas tiveram na Shimmer e muito boa.

  4. akujy - há 3 anos

    Vou tentar colocar isto da forma mais constrútivel possivel, pq a idea é mesmo essa, a ver se não há mal entendidos. Não estou a tentar ser o próximo heel do wrestling.pt, já cá temos disso. xD Com isto em mente, passarei á analise.

    Acho que precisas melhorar a parte gramatical. Não deves ter medo de usar pontos finais, ou outras formas de separar frases, caso contrário corres o risco de congestionar muitas coisas na mesma frase e acabas por não fazer passar tão bem as ideias. Acabas por parecer um pouco perdido e o artigo fica mais dificil de seguir. De referir que quando falo em melhorares gramaticalmente refiro-me á estrutura das frases e não ás claras diferenças entre o portugues original e o brasileiro. Essas diferenças são normais, como é óbvio, e em nada prejudicam o texto.

    De resto gostei bastante. Foi um belo tema que exploraste bem e tinhas os teus factos em dia. Deste a imagem de que claramente sabes do que estás a falar e essa deve ser a principal reacção esperada num artigo. Por isso acho que com essas ligeiras correcções que apontei, tens imenso potencial para melhorar e continar a fazer bons textos. Bom trabalho.

    • MicaelDuarte - há 3 anos

      Vês akujy? Era esta forma de crítica a que eu me referia quando “discutimos” no outro dia, aquando do artigo relacionado com o sucedido no Payback entre o Ziggler e Del Rio. Agora fizeste uma crítica construtiva e não disparaste “em todas as direcções”, por assim dizer. Tenho a certeza que o autor vai reflectir sobre o teu conselho.

      E não estou a dizer isto por no final teres dito que gostaste bastante do artigo!

      • akujy - há 3 anos

        Eu disse que gostei pq gostei. Quem m conhece sabe k n tenho problemas em dizer quando n gosto. xD

      • akujy - há 3 anos

        Já agora, devo acrescentar que naquele artigo m excedi e já o admiti. Não tou a tentar fazer heel turns. xD Infelizmente ja ca temos disso a mais. xDDD

    • Roberto Barros - há 3 anos

      Primeiro tenho que agradecer akujy pela ótima Critica construtiva, esse artigo fiz com um pouco menos de tempo e depois percebi que poderia ter revisado ele melhor, outro problema foi ajeitar o número de informações que tinha sobre as Wrestlers citadas, e talvez isso pode ter me dado mais trabalho, sem querer dar desculpas sobre os erros, mas acho que foram casos específicos.

      Agradeço novamente pela critica e fico feliz que a tenha, tentarei evitar que isso aconteça na próxima semana.

  5. danielLP21 - há 3 anos

    A Malia Hosaka parecia ser uma lutadora bem interessante…

    • akujy - há 3 anos

      Sem duvida. E alguem sabe o k aconteceu á Orsini? Ainda luta? È k ha mt k n ouço falar nela.

      • Roberto Barros - há 3 anos

        Sim, a Malia era uma ótima lutadora, sobre Angel Orsini desde de que ela se reformou (sim, ela se aposentou em 2011) não tenho mais informações.

  6. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Roberto grande artigo e parabéns pela pesquisa e temas que apresentas!Desconheço todas as lutadoras mas com o teu artigo estou a ficar bem mais culto!

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador