Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Wrestling For All #42 – A rockeira no Hall of Fame

Olá a todos os leitores do Wrestling for All, peço novamente desculpa em não ter postado o artigo na semana passado, mas voltando o tema dessa semana será sem surpresas, talvez o maior acontecimento em relação ao wrestling feminino desse ano.

Uma roqueira que tinha desistido do colégio e passava por várias bandas, mas aquele futuro era muito incerto para qualquer, o mundo da música também não é dos mais fáceis, então assistindo a WCW Monday Nitro se encantou pelo wrestling, principalmente pela agilidade da lucha, o nome que a inspirou foi simplesmente Rey Mysterio.

Depois de se apaixonar pelo wrestling, um mundo tão difícil quanto o mundo da música, pouco conseguem chegar no topo, mas ao invés de tentar as Majors Americanas (WCW ou WWF), preferiu ir para o Mexico treinar a Lucha,  em 1998 no país da Lucha treinou com nomes como Kevin Quinn, Miguel Pérez e Ricky Santana, fazendo várias participações no Consejo Mundial de Lucha Libre (CMLL).

Em 1999 já tinha voltado para os Estados Unidos onde começou a participar do circuito independente Americano, um dos momentos mais curiosos dessa sua passagem foi na Maryland Championship Wrestling (MCW) quando era valet de Christopher Daniels, mas foi na NWA Mid-Atlantic que conheceu Matt e Jeff Hardy que se ofereceram a treinar junto com ela.

Lita ECW

Antes de ir para WWF, Dumas teve uma breve passagem pela ECW, onde teve contato com o lado mais extremo do wrestling, onde teve envolvimento em uma história com RVD e Dory Funk Jr. Funk chamou Dumas para sua escola de wrestling, a The Funkin’ Conservatory, ela se formou na escola junto com outros 23 homens, Funk e sua esposa compilou imagens do vídeos de Dumas e mandou para a WWF que ficou impressionado com sua habilidade e a contratou no dia 1° de Novembro de 1999.

Dumas treinou na MCW, mas devido a sua grande habilidade logo subiu para o roster principal, seu primeiro papel foi ser manager de Essa Rios, os dois estrearam no começo dos anos 2000 e em um Heat, Rios ganhou o WWF Light Heavyweight Championship  de Gillberg. Dumas e Rios ainda chegaram a ter feud com Eddie Guerrero e Chyna, logo depois se separariam, inclusive com Rios atacando Dumas.

Lita e Essa

O que viria a seguir para ela foi o inicio de sua ascensão na WWF, Dumas se juntaria a seus amigos Jeff e Matt Hardy, e os 3 fundariam o Team Extreme, sendo que a mesma uma das wrestlers femininas que mais chamava atenção, participando inclusive de vários segmentos ditos perigosos para uma mulher, ela ultrapassou uma barreira que poucas conseguiram em majors americanas, puxando na memória só me lembro de Luna Vachon e Chyna fazer segmentos perigosos, mas não no nível que Amy Dumas atuava.

Em 2000 tivemos a primeira feud marcante de Dumas com outra mulher, no caso Trish que na época era manager do T & A, após essa feud, lançaram Dumas como Wrestler “individual” e pela primeira vez na história da RAW teríamos um Main Event com luta feminina, valendo o Women´s Championship de Stephanie, depois de uma luta com muitas interferências, ela conseguiu conquistar pela primeira vez na carreira o Women´s Championship.

Dumas manteve o título por 73 dias defendendo contra Jacqueline, e vencendo em uma hardcore Match, também continuaria ajudando os Hardy Boyz que se envolveriam em uma feud com Edge e Christian, os mesmo interfeririam em uma luta valendo o título de Lita e faria ela perder para Ivory.

Team Extreme

Em 2001 ela se envolveu em uma feud com Dean Malenko, o derrotando com interferência de Matt Hardy e assim como na vida real teria uma relacionamento com ele. No ano da Invasion, as mulheres também teriam seu espaço, no caso Lita e Trish venceriam Kiebler e Torrie Wilson em uma Tag Team Bra and Panties Match, tudo terminou no Survivors Series quando aconteceu uma six pack challenge pelo WWF Women’s Championship, que havia se tornado vago por Chyna no início do mês, Dumas participaria da luta, mas quem ganharia era Trish.

Depois acabaria envolvida na feud entre Jeff e Matt, sendo a referee da luta, que acabaria de modo polemico, com lita a contar o Pin sem perceber que Matt estava com os pés na corda, a feud continuaria até Lita se machucar, algo que se tornou frequente em sua carreira devido às manobras arriscadas que fazia durante segmentos e lutas. Uma das lesões mais seria de sua carreira aconteceu fora do wrestling, quando gravava uma participação especial na serie Dark Angel com Jessica Alba, no ensaio ela realizaria um hurricanrana, mas o duble dela falhou, fazendo ela sofrer uma lesão em seu pescoço e ombros, ele ficaria cerca de 17 meses de fora dos ringues, somente assumindo função de comentarista no Heat.

O retorno aconteceria em Setembro de 2003, quando ela salvaria Trish de um ataque de Gail Kim e Molly Holly. Lita e Trish venceriam Gail Kim e Molly Holly no Unforgiven, na época o título feminino pertencia a Molly, que teve uma feud com Lita e conseguiu manter seu título. A feud continuou com um ingrediente há mais que era o retorno de Matt Hardy, a mesma se envolveria em uma intergender tag team match contra Molly e Bischoff, valendo o título e se perdesse seria demitida, ela perderia quando foi traída por Matt Hardy, mas logo seria recontratada devido a interferência de Christian convencendo Bischoff a recontrata-la. 1 semana depois participou da primeira Steel Cage Match da Divisão feminina da WWE, perdendo para Victoria.

Depois dessa luta Dumas se envolveria com Christian enquanto Trish estava envolvida com Jericho, Trish ouviu Jericho fazendo uma aposta com Christian para decidir que dormiria com a mulher pela primeira vez, dessa história surgiu “a batalha dos Sexos” no Armageddon, com vitória dos homens, na RAW seguinte eles lutaram de novo, mas acabou em No Contest.

Lita e Trish

Em 2004 temos a feud entre Kane, Matt Hardy e Lita, com direito a Lita “grávida” de Kane, e casamento sendo decidido em uma luta que seria vencida por Kane, os dois se casam, mas a união veio quando devido a um acidente causado por Gene Snitsky, Lita teve que abortar.

Esse casamento com Kane e a gravidez, também apimentou a feud entre Lita e Trish, quando Stratus fazia papel de Heel a todo momento provocando Lita, no Survivors Series as duas se enfrentaram, acabando a luta por desqualificação já que lita se preocupou mais em machucar Trish do que em ganhar o título. No Main Event do RAW do dia 06 de Dezembro, em uma das melhores lutas da história do wrestling feminino, Lita conseguiria tirar o título de Trish, a feud continuou e Lita perderia o título no New Year’s Revolution, o planejado era fazer a feud até a Wrestlemania 21 e Lita vencer novamente o título, mas a mesma teve uma lesão, ficando de fora por alguns meses.

Ainda assim ela apoiou Christy Hemme na feud que a mesma teve com Trish, que originou a feud da Wrestlemania 21, mas ela ficou totalmente em segundo plano, quando a feud entre Trish e Lita continuava esquentando com Kane tentando atacar Trish várias vezes.

Lita e Edge

Lita se separaria de Kane tendo seu Heel Turn, quando ajudaria Edge a vencer Kane no final do Raw Gold Rush Tournament, a feud durou mais algum tempo, mas era definitivo agora Lita estava junto com Edge.  A WWE de modo bem inteligente usou uma história real para fazer uma feud entre Lita/Edge vs Matt Hardy, já que na vida real ela tinha traído o mesmo com edge, os dois se enfrentaram em uma boa luta no Summerslam, com vitória de Edge. Ela continuaria como valet de Edge durante todo o ano de 2005 e 2006, se envolvendo na feud com John Cena, e com a ECW,  principalmente naquela luta do One Night Stand de 2006. A de se lembrar outro momento marcante não citado no texto, quando Edge se tornou campeão, o mesmo prometeu sexo ao vivo no meio do ringue, fizeram as preliminares, mas foram interrompidos por Ric Flair, nesse dia a RAW teve a melhor audiência do ano.

Em 2006 Lita voltaria a fazer parte da divisão feminina e conseguiria conquistar novamente o título quando venceu Mickie James em um episódio da RAW, logo a seguir no Unforgiven de 2006 e anunciado a luta de aposentadoria de Trish Stratus, em mais uma grande luta com muita emoção e técnica Trish venceria e iria se aposentar como 7 vezes campeão do Women’s Championship.

Lita e Mickie

Com aposentadoria de Trish se criou um torneio que definiria a nova Women’s Champíon, Lita ganharia na final derrotando Mickie James e tendo seu 4° reinado com o título, a mesma anunciaria que sua despedida seria no Survivors Series, onde ela perdeu o combate para Mickie James, sendo humilhada pelos Cryme Tyme logo depois.

Após sua aposentadoria Amy Dumas apareceu algumas vezes em RAWs especiais como a de 15 anos do programa e a RAW 1000, quando a mesma venceu Heath Slater. No circuito independente fez participações na FWE e na UWF como referee.

Lita Hall of Fame

E a grande notícia veio no dia 10 de Fevereiro de 2014, quando Lita merecidamente foi empossada ao Hall da Fama, um ano depois de sua amiga e “rival” Trish Stratus, muito se fala quem será a pessoa que fará a apresentação de Lita, faria muito sentido que fosse a Trish, já que no ano passado o lugar de Stephanie deveria ter sido ocupado por Lita. O reconhecimento de uma pessoa que viveu para o Wrestling, a ligação com o rock também sempre foi bem estreita a mesma teve várias bandas e fã de rock e Heavy Metal, inclusive participando em um episódio de Headbangers Ball.

The Best of Lita: http://youtu.be/GtSslEsAklA
Lita Hall of Fame 2014: http://youtu.be/3NeGOoyi6fM

Perguntas

1 – Quais os momentos mais marcantes de Lita na WWF/E?
2 – Quem vocês acha que deveria empossar Lita no Hall da Fama?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Wrestling For All”.

10 Comentários

  1. matt biazin - há 3 anos

    Wou… otimo artigo, o momento mais marcante de Lita pra mim foi a vitoria dela em Trish ganhando o WC quando elas estavam em feud, e acho que Trish vai empossar Lita no HOF ^^

  2. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Excelente, Roberto! Excelente! Mostra bem o o porquê Lita de ser induzida ao Hall of Fame. O momento mais marcante para mim a ela foi este: http://www.youtube.com/watch?v=vztzLHmorX8

    Para mim ela deveria ser induzida por Edge.

  3. danielLP21 - há 3 anos

    Excelente artigo Roberto.

    Os momentos mais marcantes, a meu ver, foram todos aqueles meses que ela passou com o Edge e a “feud” com a Trish Stratus.

    A Lita foi uma atleta excepcional do ponto de vista técnico e atlético, o problema dela foram os seus erros fora dos ringues e o facto de ser horrível a falar ao microfone. Melhorou um pouco durante a sua “parceria” com o Edge, mas continuou num nível fraco.

    Sinceramente, não sou fã da Amy Dumas, mas, ainda assim, acho que a Lita merecia muito mais no momento em que acabou a sua carreira. Ok, era “heel”, mas não seria a primeira “heel” a ter ma despedida digna e com o público a ovacioná-la. A WWE optou por humilhá-la…

    Só vejo um nome para induzir a Lita no HOF: Trish Stratus.

  4. k2 - há 3 anos

    Muito bom.

    Não sei definir os seus momentos mais marcantes, porque foram “todos” bons. Adorava o Team Extreme em feud com T & A w/ Trish. Momentos ótimos com Stephanie, Ivory, Molly, Vic, Jacque, Torrie, Stacy, Jazz, e claro, Chyna. Os combates com a Chyna foram muito bons, eu realmente não sabia pra quem torcer. xD

    Ela também teve uma química muito boa com o Edge. Pra mim, a pior foi o fim da sua carreira mesmo, sendo humilhada, perdendo para a Piggie James que não tem 1% do talento dela.

  5. franckcarrazedo05 - há 3 anos

    Grande nome para o Hall of Fame

    Quais os momentos mais marcantes de Lita na wwe??
    N sei,prq so começei a ver wwe em 2009

    Quem devia emposar Lita no HoF??
    Eu tenho 2 escolhas, ou o Edge,ou a Trish Stratus…..Mas de ve ser a Sthepanie

  6. john 3:16 - há 3 anos

    Grande artigo, a Lita merece estar no Hall of fame

  7. TeamAJ - há 3 anos

    Fantástico artigo! Muito merecido! Lita é excepcional, única, foram tantos os momentos memoráveis, a Team xtreme,o casamento com Edge,a rivalidade com a Trish até agora para mim foi a melhor, o combate com Victoria na steel cage.
    Para mim seria a Trish ou Edge a introduzi-la.

  8. 434 Days - há 3 anos

    Para mim muito merecido esta homenagem. Depois da Trish, a Lita era melhor diva do locker room naquela altura. Gostei muito do periodo dela com o Edge (quem poderia esquecer aquele momento escaldante do Raw). Quanto á sua introdução entre o Edge ou a Trish, ficaria satisfeito com qualquer um dos dois. Excelente artigo

  9. Control - há 3 anos

    Muto merecido,creio que uns dos melhores tempos dela foi quando estava com os Hardy Boys,e também com Edge principalmente pois foi quando eu comecei a acompanhar wrestling e me marcou bastante,a indrodução devia ser feito por Trish já que elas tiveram um dos melhores combates/feuds que a divisão feminina já viu.

  10. Tunes9 - há 3 anos

    Bom artigo, Obrigado e Parabéns Roberto Barros. :-)

    A Lita, a par da Trish e Fabulas Moolah, são as melhores Divas de sempre e é óbvio que entraria no Hall of Fame, a duvida era quando seria, foi este ano e estou muito contente por ela, ela merece, Divas com a qualidade da Lita, a essas eu até chamo de Wrestlers Femininas e não Divas, são excelentes.
    A Lita com o seu visual único e a sua onda de rockeira, punk, tudo junto, mais o seu talento e a sua qualidade, também pela beleza, foi uma das Divas mais completas de sempre, dava gosto vê-la em ringue e ela arriscava o próprio corpo para nos divertir, com o seu Moonsault, com os springboards, etc, etc, é difícil não ter gostado da Lita e se há mulher que merece entrar no Hall of Fame, essa mulher é a Lita, Parabéns Lita!!!. :-)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador