Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Wrestling For All #44 – O final que ninguém queria

Olá a todos que acompanham esse espaço que tem como principal tema o wrestling feminino, na semana passada falei de alguns nomes que  tiveram um final digno no wrestling, essa semana estarei falando do outro lado, de nomes que não tiveram o melhor final de suas carreira no wrestling ou em uma companhia.

São nomes que se dedicaram ao pro wrestling e que no momento do fim de suas carreiras foram totalmente esquecidas, ou tiveram finais que não foram “dignos” a dedicação e tempos que as mesma dedicaram ao show e mesmo assim não foram recompensados no final de suas carreiras na empresa ou no wrestling, nomes que são reconhecidos como grandes wrestlers e até hoje são citadas como influencia por outras wrestlers.

LITA

Lita

Acredito que o primeiro nome não poderia ser outro, Lita é uma das maiores wrestlers da história do wrestling feminino, arriscou o seu corpo como poucas faziam naquela época, especialmente nos Estados Unidos, virou uma lutadora no estilo High Fly de dar inveja a muitos homens que participavam daquele meio e rapidamente construiu seu espaço, tanto na divisão feminina como na função de manager.

Ela fez parceria marcantes com os irmãos Hardys, Kane e Edge, onde se envolveu em storylines que marcaram a história da WWF/E, além disso junto com Trish foram protagonista da maior rivalidade da história do wrestling feminino Americano, recheado de grandes lutas e segmentos que até hoje são lembrado, como não se lembrar de Trish empurrando Lita de cima da Ladder e caindo em uma mesa?

Bem, mais alguns devem se perguntar o porquê dela fazer parte dessa lista? Bem o final de Lita foi decepcionante e no mínimo humilhante para o personagem dela. Essa tal momento aconteceu no Survivors Series de 2006, poucos meses antes, Trish tinha tido em minha opinião uma das melhores  despedidas da história do wrestling, fazendo uma grande luta com Lita.

Voltando a Lita, ela enfrentaria Mickie James pelo título feminino que estava em sua posse, e assim como Trish, Lita já havia avisado que seria sua última luta, mas diferente de sua rival Lita perdeu, o que é bem normal de um wrestler que está encerrando carreira, o problema foi modo que ela foi humilhada pelo Cryme Tyme no final, em um segmento em minha opinião bastante ridículo.

Eu sei que a mesma era uma das heels mais odiadas da época, principalmente quando parceira de Edge, mas era um momento de despedida, de um fim de uma grande estrela, a WWE podia ter construído essa história melhor, e mesmo que perdesse deixasse ela fazer um discurso de despedida, nem que fosse no show seguinte.

Em 2014 Lita foi nomeado para o Hall da Fama da WWE, mas com certeza um momento que não será lembrado e esse final.

Lita vs Mickie James: http://dailymotion.com/video/xq5gql

MOLLY HOLLY

Molly Holly

Mais um nome da era de ouro do wrestling feminino da WWE, Molly Holly sempre mostrou amor e paixão pelo wrestling, apesar de ter começado no halterofilismo, mas logo encontraria sua vida no wrestling treinando com Dean Malenko, e fazendo lutas no circuito independente.

Em 1999 Kristina Greewald (verdadeiro nome de Molly Holly) assinaria com a WCW, sendo uma das managers de Randy Savage junto com Gorgeous George e Madusa formando o grupo Team Madness, sempre ajudando Savage em suas lutas, depois de perder uma luta Savage trairia Greenwald, depois disso ela se tornaria Mona e logo viraria a principal face da divisão e participou de algumas feuds na companhia, sendo dispensada devido à falência da WCW.

Em 2000 a WWF contrataria Greenwald a levando para seu território de desenvolvimento, inicialmente ela ficaria conhecida como Lady Ophelia, tendo função de ser manager de William Regal, depois de algum tempo com essa gimmick a WWF decidiu mudar a gimmick dela.

No final de 2000 é o ano que ela ficaria conhecida como Molly Holly, acompanhando os primos Bob Holly e Crash Holly, na época os dois estavam em rivalidade com T & A, sendo que esse tinham como manager Trish Stratus, tendo uma rivalidade com os Hollys, durante o ano de 2001 os Hollys tiveram rivalidades com Dudley Boyz e Dean Malenko.

Além dessas gimmicks citadas, a mesma interpretou uma ajudante de super herói em 2002, no caso ela sempre acompanhava hurricane, mas foi como uma heel puritana que conseguiu conquistar pela primeira vez o título feminino derrotando Trish Stratus no King of The Ring.

Molly conquistaria o título uma segunda vez quando derrotou Gail Kim em 2003, dessa vez tendo um reinado mais duradouro, só perdendo o título em Fevereiro de 2004 em uma Four-Way Elimination match, sendo derrotado por Victoria. A feud continuou até a Wrestlemania, quando  Molly iria perder para Victoria em uma Title vs Hair, tendo o seu cabelo cortado, um momento lembrando por muitos, a mesma afirmou que aquela tinha sido uma ideia sua, no qual Vince concordou, querendo criar algum fato chocante para a Wrestlemania.

Eu escrevi um pouco da história dessa camaleoa do wrestling, para muitos entenderem a importância da mesma, a mesma teve feuds com os melhores nomes da época (Trish, Lita, Victoria, Gail Kim, entre outras) e tecnicamente era uma das melhores da divisão.

Bem, mais você deve está se perguntando, porque ela está nessa lista? Bem depois da feud com Victoria, ela ficou totalmente em segundo plano na companhia, que começava a investir em modelos na divisão feminina, caso de Christy Hemme que em 2005 com pouca habilidade em ringue, foi logo tendo chance contra Trish Stratus.

E sabem qual foi a despedida de Molly Holly? Uma luta de Tag team como parceira de Trish, no qual perdeu para Christy Hemme e Victoria em um roll up feito por Hemme digno de Eva Marie, talvez Eva tenha aprendido com Hemme. Muitos comentam que o motivo de sua saída na época era que a mesma já via que a WWE estava mais preocupada na aparência das lutadoras, do que propriamente no pro-wrestling, alguns anos depois a profecia de Molly se realizou.

Mas será que não dava para a companhia ter feito uma homenagem a ela? Ter feito a despedida com alguma feud ou em uma luta, a mesma sempre tinha se doado a empresa, inclusive cortando o cabelo em plena Wrestlemania merecia um final melhor.

Trish Stratus & Molly Holly vs. Christy Hemme & Victoria: http://dailymotion.com/video/x4j48m

DAFFNEY

Daffney

Os dois primeiros nomes selecionados foram da WWE, mas agora citarei uma wrestler da TNA, na verdade ela começou na WCW, mas foi na companhia dos Carters é que a mesma ficou conhecida. Depois de assinar com a TNA em 2008.

Em minha opinião Daffney foi a melhor wrestler feminina da história interpretando uma gimmick mais sombria e demoníaca, um certo amigo meu sempre fala que até o Abyss tinha medo da Daffney quando a se junto ao Dr.Stevie (Stevie Richards).

Apesar de nunca ter conquistado um título na TNA, sua passagem pela companhia foi bastante marcante, principalmente trazendo lutas hardcore para a divisão feminina. Ela fez a primeira Monster Ball, primeira “Match” of 10,000 Tacks e também a primeira First Blood match da divisão feminina, sempre arriscando o seu corpo pela companhia. Sua feud com Taylor Wilde e tido por muitos como uma das melhores da história da Knockout division, além dessa também teve grandes feuds com Tara e as The beautiful people.

Daffney entra nessa lista porque em 2011 saiu da companhia sem nenhuma despedida ou história que justificasse tal ato, como podem ver na última luta dela na TNA, a mesma era mais apoiada pelo público mesmo fazendo papel de heel.

A história entre TNA e Daffney não terminou por ai, Sprulli (Daffney) inclusive pediu pedido de indenização de trabalhador na Justiça Americana por ferimentos sofridos em sua passagem pela TNA que fizeram ela se aposentar como lutadora, o processo foi resolvido em 2013 com um acordo com a TNA.

Mesmo com o processo essa história podia ter acabado melhor, inclusive com uma história bem construída para o fim de sua carreira, já que não pode lutar mais.

Sarita & Daffney vs The Beautiful People: http://dailymotion.com/video/xg24k0

GAIL KIM (WWE)

Gail

O maior nome da divisão feminina da TNA, teve grandes problemas onde foi “revelado”, no caso na WWE, na sua primeira passagem pela companhia, depois de fazer boas lutas e algumas feuds interessantes, foi dispensado, sendo alegado corte de custos e a nova direção que a divisão feminina estava seguindo, curioso ser na mesma época que Molly Holly.

Mas não é dessa passagem que quero falar, mas da segunda passagem pela WWE, depois de uma boa despedida da TNA, sendo a última luta de Gail Kim contra Kong em uma Street Fight match, ela voltaria para WWE.

Nessa segunda passagem que começou em 2008, foi uma sucessão de desastres, primeiro que ela encontrou uma divisão feminina totalmente diferente de sua última passagem, com cada vez menos espaço no roster, com  poucas lutas e quando tinha eram rápidas e feuds mal construídas, apesar de ainda ter alguns bons nomes no roster.

Ela também percebeu que o título não era mais o mesmo, o tradicional Women’s Championship, foi substituído pelo Divas Championship, que se tornou o título de mais destaque, mais tarde os dois seriam unificados, Kim nos 3 anos que ficou na WWE, só teve 4 oportunidades para disputar o título, perdendo 2 vezes para Maryse, 1 para Mickie James e outra para Alicia Fox.

Gail Kim teve algumas pequenas feuds em 2011 com as Bellas Twins e Melina, mas totalmente desmotivado com a situação da divisão feminina da WWE e com sua própria situação na companhia, iria tomar uma atitude drástica, quando em um Battle Royal em 2011, o booking da companhia tinha decidido que Gail Kim seria eliminada com 1 minuto da luta, sendo a primeira a sair, a mesma se auto eliminou, como podem ver no 42 segundo do vídeo da Battle Royal postado abaixo.

Não preciso dizer que tu poderia ter acabado melhor não é?

WWE Divas Battle Royal 2011: http://youtu.be/oCoFCSISuEI

PERGUNTA

1 – Qual wrestler você acha que merecia uma despedida mais digna no final de suas carreiras?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Wrestling For All”.

13 Comentários

  1. Tunes9 - há 3 anos

    Eu tenho uma duvida antes de poder responder:

    A pergunta é:

    – Qual a “Diva” que merecia uma despedida mais digna no final de suas carreiras? mas que não teve;

    – Qual a “Diva” (actual) que merece uma despedida mais digna no final de suas carreiras?

    – Qual o Wrestler (em geral, qualquer um) que merecia uma despedida mais digna no final de suas carreiras? e não teve;

    – Qual o Wrestler que merece uma despedida mais digna no final de suas carreiras?

    Qual destas perguntas é ao certo???

  2. akujy - há 3 anos

    Foi realmente pena o final de algumas destas lutadoras. Em especial da Daffney. O que n é caso único na TNA. Talvez alguém devesse perguntar À Dixie como é que ela s consegue olhar ao espelho depois da maneira como se aproveitou do Sorensen, por exemplo. Enfim. Excelente artigo.

    • Jorge Rebelo - há 3 anos

      A TNA foi totalmente injusta com a Daffney, tal como teve outros casos no seu passado, mas o Sorensen não é certamente um desses…

      • akujy - há 3 anos

        Garantir-lhe um “emprego para a vida” até passar o prazo de processar e depois despedir? Sim, é muita classe, independentemente de qualquer outra coisa. Muita classe da Dixie.

  3. Bad News Barrett - há 3 anos

    A propria Eve saiu de uma maneira ingloria tb.

    • Roberto Barros - há 3 anos

      Ela pelo menos teve uma luta final conta a Kaitlyn e valorizou um novo nome, e ainda se despediu pelo WWE app de todos os seus fãs tendo divulgação na pagina.

  4. f .oliveira - há 3 anos

    trish e lita chegaram a ser main event no raw coisa q nos dias de hoje era impossivel.

  5. Jorge Rebelo - há 3 anos

    Roberto excelente artigo e uma reflexão muito original. Quando colocaste a questão sobre uma despedida justa, eu confesso que fiquei a remoer nas minhas memórias, não para encontrar alguém que merecesse mais, mas para encontrar uma lutadora que tivesse tido uma saída graciosa desta indústria ou de uma determinada organização.

    Focando a TNA, a verdade não consigo nomear uma única lutadora que saísse de forma graciosa e isso é muito grave quando pensamos que a TNA tende a fazer um trabalho muito digno com as suas Knockouts. De Tracie Brooks a Miss Jackie, da Roxxi à Awesome Kong, da Taylor Wilde à Mickie James…Espero que um dia esta situação se inverta e que as maiores organizações consigam agradecer devidamente quem tanto lhes deu.

    • Roberto Barros - há 3 anos

      Sim, isso e verdade Jorge geralmente as saídas não são tão boas, mas tentei pegar casos mais gritantes de wrestlers habilidosas.

  6. The Icon Sting - há 3 anos

    É verdade que a Molly Holly era sociopata?

  7. Taker - há 3 anos

    Quem eu acho que deveria ter tido uma melhor despedida, além de todas essas que vc citou, é Beth Phoenix. Eve Torres tbm… Agora a Michelle McCool até teve uma boa despedida, teve uma boa feud final com a Layla, teve uma última luta bem boa tbm, e foi a primeira a sofrer um ataque da Kharma, mas eu acho que poderia ter um discursso final tbm.. Além dessas tem várias outras que foram despedidas e que eu acho que deveria ter tido alguma despedida, como Melina, Mickie James (da WWE e da TNA), Jillian Hall, Kelly Kelly, Maryse, etc…

    • Roberto Barros - há 3 anos

      A Beth Phoenix também acho que poderia ser citado, ela merecia mais, mas pelo menos fizeram uma pequena história. Kelly Kelly e Jillian Hall nunca fizeram grande coisa pela organização, e Maryse saiu porque preferiu seguir outra área. Eve Torres acho que teve um bom final, com uma história que valorizava um novo nome e ainda se despediu dos fãs no site oficial da wwe.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador