Com mais resistência ao tempo que uma corda superior ao peso de um demoníaco Finn Bálor, é o Top Ten! Chega-vos mais uma edição e vamos falar de coisas a sério. Reais neste mundo que ainda faz aquele chato fazer-vos a genial pergunta “Sabes que isso é tudo a fingir?” quando lá confessam que gostam de wrestling. Heat verdadeiro.

Os olhos abertos à indústria até podem tirar muita da magia à coisa, quando sabemos que está tudo pré-determinado, mas por um lado até é bom saber que para tal cooperação aquela malta dá-se bem ou, no mínimo, respeita-se e é profissional. Aquela animosidade toda é para o espectáculo. Pois, mas nem sempre. Há casos em que não se suportam mesmo, por vezes até se pegam mesmo e há maneira de monetizar isso: passando para o ringue, esperando que eles consigam manter a postura e não arrancar a cabeça um ao outro. Recordemos estas dez rivalidades escritas pela vida real…

2 Comentários

  1. ??2 meses

    Excelente post, muito cativante que me prendeu do inicio ao fim.