Bayley estreou um novo talk show chamado “Ding Dong, Hello!” no SmackDown do passado dia 15 de Janeiro e recebeu Bianca Belair como sua convidada. Já na semana passada voltou a realizar o segmento, desta vez com Nia Jax, Shayna Baszler, Sasha Banks e Bianca Belair.

Entretanto, em conversa no seu podcast, o After the Bell, Corey Gravez fez algumas críticas aos talk shows da WWE, afirmando que são praticamente todos iguais.

Eu estou fora. Eu amo a Bayley. Eu sou um fã da Bayley, ela diverte-me, eu amo o que ela é capaz de fazer, ela é minha amiga. Ding Dong, Hello para mim parece apenas mais um talk show em que lhe metes outro nome qualquer fazes de conta que é um programa diferente. Preciso de mais. Quero um cenário completo.

Que tal um talk show dentro das paredes da WWE? Que não aconteça num tapete vermelho no centro do ringue com cadeiras. Este aqui tem uma porta e efeitos sonoros, mas eu quero um Piper Pit, estético, uma barbearia…

Eu quero que tudo seja diferente, não no meio do ringue com adereços extravagantes. Acho que a Bayley é capaz disso e muito mais. Qual é a diferença entre o KO Show e Ding Dong, Hello além de uma porta e o apresentador?

Há vários anos que a WWE tem talk shows deste tipo e o Ding Dong, Hello! de Bayley é apenas o último exemplo, sendo que temos outros como o Peep Show de Christian, o Cutting Edge de Edge, o Kevin Owens Show de Kevin Owens, a MizTV de The Miz e muitos outros.


Concordas com estas críticas de Corey Graves aos talk shows da WWE? A empresa deveria ir mais longe neste aspecto?

6 Comentários

  1. Sim,deviam diversificar os talk shows,é algo que gosto mas precisam de diferencia los para não parecerem todos iguais.

  2. Eu acho que o que diversifica os Talk Shows são os estilos das próprias superstars, porque no fundo, os Talk Shows não tem como objetivo somente entrevistar (diria que esse é o menor motivo), e sim para desenvolver feuds e criar brawls também. Percebi o que o Graves quis dizer, só não concordo ao todo.

  3. Concordo com ele, gostei da ideia da barbearia, acho que podia funcionar.

  4. Kay Orton2 meses

    Tenho que bater palmas pra Corey realmente ele tem razão sobre isso.

  5. Anónimo2 meses

    Concordo com o Graves.

  6. Têm razão, podiam ser bem diferenciados para não serem dentro das mesmas coisas!