Frank casino

O mundo vive semanas de pandemia, mas também de uma grande crise social e política, sobretudo os Estados Unidos da América, com manifestações contra a descriminação, racismo e violência policial.

Entretanto, Daniel Bryan foi o convidado do Bellas Podcast desta semana, e falou do privilégio branco e da importância de sermos todos anti-racista, aproveitando para criticar atitudes de certas pessoas.

O que já percebi é que “Oh, se eu tiver uma questão, eu vou perguntar ao Big E!”. A última coisa, ou uma das últimas coisas, é fazer isso. Os vossos amigos negros não são o Google. Eles não existem para responder às perguntas e dúvidas de brancos sobre questões raciais.

Eu quero educar-me bastante, para olhar e perceber os homens e mulheres negros que têm lutado por tudo isto há muito tempo. Big E fez retweet a uma mulher chamada Victoria Alexander. Ela publicou uma lista com vários livros. Está ali um grupo de livros anti-racistas.

Eu não quero apenas não ser racista, não ser racista não é bom o suficiente. Quero ser anti-racista. E não apenas a um nível individual, mas também a um nível estrutural e social. Eu quero ser anti-racista. Eu quero apoiar coisas que elevem a comunidade negra, porque o que está a acontecer não está certo.

Este é o grupo de livros ao qual Daniel Bryan se refere nas suas declarações:


O que achas desta atitude de Daniel Bryan?

12 Comentários

  1. É isso mesmo, Daniel Bryan. Major props! Pode ser que assim algumas pessoas finalmente compreendam a verdadeira razão de ser do movimento Black Lives Matter.

  2. Facebook Profile photo

    Que ser humano! 👏🏾👏🏾👏🏾

  3. Aron nou5 meses

    Nao existe essa coida de “ser anti racista”
    Ou eh racista ou nao eh…

    “Ser anti racista” fartei-me de rir…

    Como tinha dito noutro post
    Fuck black
    Fuck white
    Fuck yellow
    Fuck everyone!!
    Fuck human!

  4. Hugo5 meses

    Bom….todos nós temos 1 opinião sobre o assunto,aquela foi a dele.
    O Daniel é a “Joacine Moreira ” da Wwe.

  5. Grande atitude por parte do Bryan…se todos tivessem este tipo de atitude o mundo estaria muito melhor…props para o Bryan

  6. O Ceticista5 meses

    Concordo, desde que ele também se manifeste quando um negro cometer injuria contra um branco

  7. Anónimo5 meses

    Excelente atitude por parte do Daniel Bryan!

  8. Exactamente. Não é a dizer “eu tenho o direito de falar calado e não é por isso que sou racista” que as coisas mudam. Como diz o Bryan, não basta não ser racista (e todos somos um bocado racistas, o primeiro passo é admiti-lo, todos temos preconceitos), é preciso tentar ser o mais anti-racista possível no dia-a-dia.

  9. JOAOPEDROOOOO5 meses

    Faz parte da sua personagem. Só assim depreendo as suas declarações.
    Senão, o 1º passo então é despedir-se. Afinal, não vai trabalhar para uma empresa racista e xenófoba que afastou um grande talento como Muhammad Hassan apenas por causa da guerra dos E.U.A com os árabes.