Depois do Hardcore Justice do passado sábado, a Anthem Sports & Entertainment transmitiu esta quinta-feira, a partir dos Skyway Studios em Nashville, Tennessee, mais edição do Impact Wrestling na ASX TV, rumo ao pay-per-view Rebellion de dia 25 de Abril.

O Impact Wrestling é transmitido na ASX TV, Twitch e Impact Plus

Resultados

– Havok venceu Nevaeh (Before The Impact)
– Josh Alexander venceu TJP
– Karl Anderson venceu Crazzy Steve
– Jordynne Grace & Jazz venceram Knockout’s Tag Team Champions Fire ‘N Flava (Kiera Hogan & Tasha Steelz) (Non-Title Match)
– Brian Myers venceu Jake Something (Pick Your Poison)
– Sami Callihan venceu Matt Cardona (Pick Your Poison)

Vídeos

Impact Plus

Watch Wrestling

Report

No Before The Impact, Matt Cardona afirmou estar preparado para quem quer que seja o seu adversário esta noite, pois este será escolhido por Brian Myers num Pick Your Poison.

Foi também anunciado no Before The Impact, por Iceman Intel, que uma estrela do Impact irá estrear um novo talk show durante o programa desta quinta-feira.

Havok venceu Nevaeh (Before The Impact): As antigas parceiras de equipa enfrentaram-se no Before The Impact e colocaram um ponto final na sua amizade e rivalidade, que durava já há algumas semanas. O combate foi disputado entre as duas, mas no final, Havok venceu com uma impressionante Running Leg Drop.

Esta derrota pode ter significado a saída de Nevaeh do Impact Wrestling.

– Josh Alexander venceu TJP: Antes de se encontrarem no Triple Threat Match do Rebellion, os dois candidatos aos X-Division Championship enfrentaram-se neste Singles Match. O combate foi bastante disputado entre os dois, com vários golpes característicos da X-Division. No final, após Josh Alexander reverter o Mamba Splash num Ankle Lock e depois de vários contra-ataques, conseguiu vencer com o Divine Intervention.

Foi transmitido mais um video package sobre o regresso de Taylor Wilde.

Karl Anderson venceu Crazzy Steve: Depois da vitória de Doc Gallows sobre Black Taurus no Hardcore Justice, Karl Anderson procurava aqui também uma vitória contra outro membro dos Decay, em preparação para o Impact World Tag Team Championship Match do Rebellion, e conseguiu. No final, Doc Gallows provocou uma distração e permitiu a Karl Anderson capitalizar com um Spinebuster no em Crazzy Steve.

No Swinger’s Palace, Petey Williams recorreu à Steiner Math para declarar Josh Alexander como o favorito à vitória no X-Division Championship Triple Threat Match no Rebellion.

Eddie Edwards e Willie Mack vieram ao ringue falar da Hardcore War do Hardcore Justice e os Violent By Design apareceram para negar que tenham sido eles a atacar Tommy Dreamer antes do combate. A stable cercou os dois lutadores no ringue, mas James Storm & Chris Sabin apareceram para equilibrar as contas. Depois de uma brawl, James Storm desafiou os Violent By Design para um Eight-Man Tag Team Match no Rebellion.

Scott D’Amore informou a Knockout’s Champion Deonna Purrazzo e Susan de que estão banidas da zona do ringue durante o segmento de retirada de Jazz.

Tenille Dashwood apresentou o primeiro episódio do seu novo talk show, o All About Me!, e a primeira convidada é… ela própria. Gia Miller foi quem lhe fez as perguntas e Tenille Dashwood afirmou que começou uma revolução na divisão feminina, que Deonna Purrazzo nunca a derrotou e que vai tornar-se Knockout’s Champion no Rebellion.

Jordynne Grace acompanhou Jazz até ao ringue para o seu discurso de retirada. A veterana agradeceu a Jordynne Grace e ao Impact Wrestling pela oportunidade, mas as Knockout’s Tag Team Champions Fire ‘N Flava interromperam o momento de forma desrespeitosa. Um árbitro apareceu e deu início a um Tag Team Match, que foi marcado por Scott D’Amore.

Jordynne Grace & Jazz venceram Knockout’s Tag Team Champions Fire ‘N Flava (Kiera Hogan & Tasha Steelz) (Non-Title Match): O combate foi bastante curto e, como seria de esperar, terminou com Jazz a aplicar um Sitdown Powerslam em Kiera Hogan, vencendo o combate.

Depois do combate, Jazz continuou o seu discurso e várias estrelas do Impact Wrestling vieram aplaudi-la à volta do ringue.

Scott D’Amore ofereceu a Jordynne Grace e Jazz uma oportunidade pelos Knockout’s Tag Team Championships no Rebellion, mas a veterana recusou e afirmou ser uma mulher de palavra. Assim, Jordynne Grace terá de encontrar uma nova parceira, mas Jazz afirmou que conhece a pessoa certa para ocupar esse lugar.

Já num vídeo exclusivo para as redes sociais, Jazz deixou mais uns quantos agredeimentos.

A seguir tivemos o Pick Your Poison entre Brian Myers e Matt Cardona e foi o primeiro a subir ao ringue, para enfrentar Jake Something.

Brian Myers venceu Jake Something (Pick Your Poison): O combate foi mais controlado por Jake Something por causa do seu tamanho e força, mas no final Brian Myers conseguiu arrecadar a vitória com o Roster Cut.

Depois foi a vez de Brian Myers escolher o adversário do amigo/rival, e quem apareceu na escuridão foi Sami Callihan, atacando Matt Cardona ainda na rampa.

Sami Callihan venceu Matt Cardona (Pick Your Poison): Este foi um combate complicado para Matt Cardona, que apesar de ter tido alguns momentos de destaque ao longo do mesmo, passou a maior parte do tempo em desvantagem. No final, Sami Callihan usou o árbitro como escudo e meteu o dedo no olho de Matt Cardona, aplicando de seguida o Piledriver que lhe deu a vitória.

Depois do combate, Sami Callihan chamou Trey Miguel ao ringue para falarem de terem feito equipa na semana passada. O primeiro revela que foi ele a atacar Tommy Dreamer no Hardcore Justice, permitindo assim a Trey Miguel substituí-lo na Hardcore War, pelo que deveria agradecer-lhe a oportunidade. Em resposta, Trey Miguel disse que não.

Seguiu-se uma brawl entre os dois que terminou com Sami Callihan a aplicar um Suplex numa cadeira em Trey Miguel, sendo que mais tarde foi anunciado um Last Man Standing Match entre os dois para o Rebellion.

Os Impact World Tag Team Champions FinJuice (David Finlay & Juice Robinson) deixaram uma mensagem dirigida aos Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson), para o combate que as duas equipas terão no Rebellion.

Foi anunciado que no próximo Impact Wrestling, o último antes do Rebellion, teremos: um Tag Team Match entre os Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) vs Decay (Black Taurus & Crazzy Steve); um combate entre Tenille Dashwood e Susan; e ainda um combate entre Eric Young e Eddie Edwards.

Chegando ao main event da noite tivemos então a conferência de imprensa rumo ao Title vs Title Match do Rebellion, na qual estiveram não só presentes o Impact World Champion Rich Swann e o AEW World Champion Kenny Omega (que chegou atrasado), como também Scott D’Amore, Don Callis, Tony Khan e Josh Mathews.

Foram colocadas várias questões aos dois lutadores, que naturalmente serviram para ir desenvolvendo a rivalidade entre os dois e aumentar os ânimos. Foi assegurado que teremos um vencedor definitivo no Rebellion e que quem vencer poderá lutar nas duas promotoras com regularidade.

Foi também anunciado que Mauro Ranallo será o comentador do combate.

No final, Kenny Omega afirmou que Rich Swann não pertence a este histórico combate e que ninguém se irá lembrar dele daqui a uns anos. De seguida, o AEW World Champion deu um estalo ao Impact World Champion, que desencadeou uma brawl entre os dois e os seguranças tiveram de os separar.


O que achaste desta edição do Impact Wrestling?

3 Comentários

  1. fj7892 meses

    Kenny Omega ganha. Inicia-se uma guerra entre as duas: AEW e Impact. Tony Khan compra Impact Wrestling. Faz regressar Samoa Joe. Ai está o futuro. Anotem ai .

  2. El Cuebro2 meses

    Foi bom ver a Jazz se aposentando com uma vitória, eu simplesmente não gosto nada de ver aposentadorias no wrestling com derrotas, isso aconteceu para Ric Flair, Shawn Michaels entre outros nomes, sempre deveria ser assim, pena que não aconteceu no Justice, no mais ainda vejo o Swann com o cinturão antigo da TNA, seria interessante ver o Moose retornando no Rebellion e contestando aquele cinturão!

  3. Uns bons 4 dias depois, finalmente vi o Impact.

    Gostei:
    – Josh Alexander vs TJP. Um combate técnico fantástico. Ótima forma de abrir o show.
    – Promo do Eddie Edwards e Willie Mack. Este segmento inteiro foi ótimo e espero que o combate também o seja.
    – Promo da Jazz. Foi uma boa promo, mas não fez sentido ela ter um combate dado que era uma promo de reforma.
    – Jazz & Jordynne Grace vs Fire n Flava. Foi um bom squash, mas não deviam ter tido as campeãs perder. A promo da Jazz após o combate foi boa.
    – Sami Callihan vs Matt Cardona.
    – Promo Sami Callihan e Trey Miguel. A feud deles tem sido ótima.
    – Conferência de imprensa entre Kenny Omega e Rich Swann. Isto foi a melhor coisa deste show.

    Não gostei:
    – Karl Anderson vs Crazzy Steve. Foi um combate medíocre. Não gostei do Anderson precisar de ajuda para vencer.
    – ‘All About Me’. Muito meh.
    – Brian Myers vs Jake Something. Nada bom.

    Overall: 7/10. Em termos de ação in ring, só recomendo o 1º combate. A conferência de imprensa não desiludiu, e o resto foi a continuação do bom build que temos assistido para o Rebellion.