O Impact Wrestling transmitiu esta quinta-feira mais uma edição do seu show semanal na AXS TV, a partir do Albany Armory em Albany, Nova Iorque, rumo ao Over Drive de 18 de Novembro.

Resultados

– Dirty Dango venceu Johnny Swinger (Before The Impact)
– Bully Ray & Tommy Dreamer venceram Bullet Club (Chris Bey & Juice Robinson)
– Taylor Wilde venceu Mia Yim
– Joe Hendry venceu Jason Hotch
– Rich Swann venceu Eric Young
– Heath & Rhino venceram Impact World Tag Team Champions The Kingdom (Matt Taven & Mike Bennett)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Dirty Dango venceu Johnny Swinger (Before The Impact): Neste Before The Impact tivemos Dirty Dango em destaque, tendo este enfrentado e derrotado Johnny Swinger ao fim de alguns minutos. O ex-lutador da WWE obteve a vitória com um Falcon Arrow, depois de alguma confusão e um ataque acidente de Zicky Dice a Johnny Swinger.

O programa abriu com Chris Bey & Juice Robinson a conversar nos bastidores, tendo os dois procurado Ace Austin que foi atacado no parque de estacionamento. Tommy Dreamer juntou-se ao grupo, tendo os Bullet Club questionado a ausência de Bully Ray.

– Bully Ray & Tommy Dreamer venceram Bullet Club (Chris Bey & Juice Robinson): A dupla de de veteranos entrou melhor neste opener, mas a equipa do Bullet Club conseguiu isolar Tommy Dreamer e assim ficaram no controlo durante vários minutos.

Tommy Dreamer conseguiu aguentar a ofensiva dos seus oponentes e conseguiu fazer o tag a Bully Ray que rapidamente virou o combate a favor da sua equipa. Ambas as equipas quase venceram, mas no final, Bully Ray acertou a sua Full Nelson Bomb em Juice Robinson e vencer o combate.

Assim que este opener terminou, Chris Bey confrontou Bully Ray que afirmou que não foi ele que atacou Ace Austin.

Nos bastidores, Heath & Rhino foram entrevistados e prometeram que iriam vencer The Kingdom e conquistar os Impact World Tag Team Championships.

Continuando no backstage, Tommy Dreamer foi questionar Bully Ray se foi ele que atacou Ace Austin, este voltou a afirmar que não, com os dois a serem interrompidos por Moose que trocou alguns insultos com as lendas da ECW.

– Taylor Wilde venceu Mia Yim: O combate começou de forma técnica, com Mia Yim a levar a melhor nos instantes iniciais deste embate, o que fez com que dominasse a sua adversária durante a maioria do combate.

Taylor Wilde nunca se deu por vencida e começou a equilibrar as contas deste embate e com isso as quase vitórias foram-se sucedendo. No final, Taylor Wilde conseguiu contra-atacar o Eat Defeat e com o seu WIlde Ride conquistou a vitória.

Após o combate terminar, Mickie James apareceu e desafiou Taylor Wilde para um combate, mas Deonna Purrazzo & Chelsea Green atacaram a veterana pelas costas, enquanto Gisele Shaw atacou Taylor Wilde. No entanto, Jordynne Grace apareceu e conseguiu ver-se livre das três lutadoras.

Nos bastidores, a Knockouts Champion Jordynne Grace, Taylor Wilde & Mickie James lançaram um desafio às VXT & Giselle Shaw para um 6-Woman Tag Team Match.

– Joe Hendry venceu Jason Hotch: Antes ainda do combate começar, Joe Hendry perguntou ao público se eles acreditavam nele. Já no que toca à ação em ringue, Joe Hendry não deu hipótese ao seu adversário e com um Spinebuster conquistou a vitória.

A seguir, tivemos o X-Division Champion Frankie Kazarian e este entregou o título a Scott D’Amore, invocando a “Opção C”, onde afirmou que irá enfrentar o Impact World Champion Josh Alexander. Steve Maclin atacou Frankie Kazarian pelas costas, tendo sido o próprio Josh Alexander que ajudou o seu novo adversário.

De seguida, tivemos imagens da chegada de Eddie Edwards à arena, tendo sido confrontado por Alisha e pelos Honor No More, que queriam saber qual seria a sua decisão sobre o futuro. Eddie Edwards revelou que o faria mais tarde.

Nos bastidores, Frankie Kazarian disse a Josh Alexander que ele iria tratar de Steve Maclin, tendo o lutador da AEW também dito para o “Walking Weapon” nunca confiar em Bully Ray.

– Rich Swann venceu Eric Young: Eric Young atacou Rich Swann ainda antes do combate começar, o que fez com que dominasse durante alguns minutos.

Rich Swann começou a colocar a sua maior velocidade em jogo, o que fez com que o equilíbrio fosse cada vez maior, o que fez com que ambos fossem ficando cada vez mais perto da vitória. Deaner ainda tentou interferir, mas sem efeito, pois Rich Swann conseguiu escapar a uma tentativa de Piledriver e no final venceu com um Victory Roll.

Assim que o combate terminou, Eric Young e Deaner atacaram Rich Swann que acabou por ser salvo por Sami Callihan.

Nos bastidores, o Impact Digital Media Champion Brian Myers e Matt Cardona afirmaram estar de olho nos Impact World Tag Team Championships.

– Heath & Rhino venceram Impact World Tag Team Champions The Kingdom (Matt Taven & Mike Bennett): Heath & Rhino dominaram os minutos iniciais deste main event, tendo a luta entre os quatro acontecido tanto dentro como fora do ringue.

Os campeões de equipa com alguma batota à mistura conseguiram isolar Rhino, tendo feito do joelho esquerdo do seu adversário o seu alvo preferencial de ataque.

Rhino foi conseguindo manter-se no combate apesar da agressividade dos campeões, mas quando Matt Taven falhou um Lionsault, o veterano teve uma abertura para fazer o tag a Heath que entrou com tudo e quase venceu este combate sozinho.

Nos minutos, seguintes as duas equipas foram tendo hipóteses para vencer, tendo Vincent, PCO & Kenny King aparecido para distrair o árbitro, porém Maria Kanellis nas costas do oficial falhou e atirou com pó na cara de Mike Bennett. No final, Matt Taven desviou-se e Maria Kanellis levou um Gore, mas Matt Taven não se safou de levar um Wake-Up Call de Heath que fez com que a sua equipa conquistasse os Impact World Tag Team Championships.

Após o combate terminar, Eddie Edwards veio ao ringue ee ste começou a dizer que os elementos do grupo eram uns falhados. Os insultos subiram de tom quando o líder do grupo se dirigiu a PCO, o que fez o estranho lutador irritar-se e começar a destruir todos os lutadores do grupo, inclusive o seu amigo Vincent.


O que achaste deste Impact Wrestling?

5 Comentários

  1. Nao acompanho o impact, mas pela imagem e ver slater e rhyno novamente campeoes fizeram com que eu viesse aqui comentar, fico muito feliz por eles, sempre fui enorme fã do Rhyno desde a ECW e a parceria com o Slater até foi boa, pena já nao estarem na wwe ainda por mais com o HHH no comando o Rhyno no Extreme Rules teria sido um grande nome a representar o extreme

  2. TakerVanDerVaart233 meses

    Falta-lhes melhorar um bocado o aspeto do produto em si, transmissões, etc.. assim como falta ainda algum “IT” factor..
    Mas têm melhorado a qualidade em termos de combates e storylines nos últimos tempos e conseguem entregar bons programas/PPV com regularidade!

    • Bankonthat3 meses

      Concordo taker. Mas eu que acompanho assim mais ou menos por alto a impact, eles têm apresentado um produto consistente em termos de historia. E construcao de estrelas entao, magnifico! Basta olhar para Josh Alexander

    • TakerVanDerVaart233 meses

      Bankonthat, sem dúvida.
      O pessoal anda tão focado só com WWE e AEW que muitas vezes nem reparam noutras promotoras.
      A Impact tem de facto que melhorar a sua “promoção” de produto, (aspeto visual), mas em termos de qualidade de storylines está muito bem. E tem sido das promotoras mais regulares nos últimos 2 anos!
      Como mencionaste, o Josh Alexander é um bom exemplo disso mesmo.

    • El Cuebro3 meses

      O Impact tem feito shows muito bons e tem um roster muito bom, embora ainda não seja devidamente reconhecido por aí, só acho que eles poderiam investir em mais parcerias a nível mundial e mesmo nos USA e América do Norte, também poderiam fazer mais shows em arenas maiores quem sabe, mas está indo muito bem!