Navega no Wrestling PT sem pop-ups

More Than Words #3 – Efeito Surpresa

Esta semana foi uma daquelas a que se pode chamar de “semana em cheio” no mundo do wrestling. Tudo começou começou com o live-event da WWE em Portugal, que já não acontecia há 5 anos e vimos inclusive Triple H a substituir o fato e gravata pela sua ring gear e a defrontar Rusev.

Vimos a estreia do Bruiserweight Pete Dunne no Raw, vimos os The Bar a ganharem os títulos de tag team pela terceira vez, vimos alguns lutadores do UK Tournament no 205 live, vimos Chris Jericho vs Kenny Omega a ser anunciado para o Wrestle Kingdom 12, vimos o primeiro combate inter-gender em anos, entre Becky Lynch e James Ellsworth e vimos AJ Styles vencer Jinder Mahal no Smackdown e a tornar-se novamente WWE Champion.

É precisamente sobre este último tópico que me vou debruçar, o facto de AJ Styles ter recuperado o título de forma tão repentina e inesperada. Sim porque embora muitos fãs tivessem esperança que AJ Styles tirasse o título a Jinder Mahal no Smackdown, poucos acreditavam mesmo que isso ia acontecer.

Primeiro tenho que dizer que estou bastante satisfeito por AJ Styles ter ganho outra vez o título, primeiro por que ele merece, pelo trabalho que tem feito e segundo pelo facto de o reinado de Jinder Mahal ter terminado, pelo menos por agora. Digo por agora porque acho que Jinder Mahal irá recuperar o título em breve devido ao facto de a Tour da WWE na Índia estar quase a começar e a WWE querer ter o Modern Day Maharaja a representar a companhia nessa altura.

Portanto acho que esta mudança de título deveu-se apenas a Vince McMahon ter achado, com toda a razão, que AJ Styles VS Brock Lesnar é um combate mais atrativo do que Jinder Mahal VS Brock Lesnar e também ao gosto de Vince pelas mudanças de título em programas semanais ou live events. Vince McMahon acha que estas mudanças de título repentinas vão criar momentos que vão ficar para a história e até concordo com isso, mas eu e muitos fãs sabem que ganhar o título num RAW ou num Smackdown é sinónimo de um reinado pouco longo.

Infelizmente a WWE habituou-nos a este estereótipo de “se um lutador ganha o título num RAW ou num Smackdown é sinal que vai perdê-lo dentro de pouco tempo”, pois normalmente os longos reinados nos últimos anos têm começado em PPV’S e não em programas semanais. Ou seja, a WWE ao criar estas situações de imprevisibilidade está simultaneamente a criar uma situação de previsibilidade.

Geralmente estas mudanças de título são o resultado da alteração planos por parte da WWE, quer seja por questões de negócio, quer seja pelo facto de alguma situação inesperada ter acontecido. A verdade é que estes reinados que começam num programa semanal apenas duram cerca de um ou dois meses. Basta olhar para o caso recente de Kalisto, que ganhou o Cruiserweight Championship num Raw, devido à saída de Neville e à homenagem a Eddie Guerrero e no PPV seguinte já o estava a perder novamente para Enzo Amore.

É certo que isto nem sempre acontece, como foi o caso de Kevin Owens que ganhou o Universal Championship numa edição do RAW em agosto de 2016 e só o perdeu no Fastlane do ano seguinte para Goldberg, mas mesmo assim acho que a WWE força muitas vezes estas mudanças de título de modo aumentar as audiências, um exemplo excessivo disso foi as constantes mudanças do Raw Women’s Championship no ano passado entre Sasha Banks e Charlotte, que ao princípio era inesperado e refrescante, mas ao final de algum tempo tornou-se previsível e um pouco irritante. No meu ponto de vista estes momentos não devem ser forçados e devem ser apenas feitos quando a storyline os pede.

O que eu quero dizer com isto é que, momentos destes são sempre especiais mas podiam ser mais, se fossem mais do que Planos B ou do que formas de aumentar as audiências, estes momentos deviam apenas surgir se a storyline precisasse mesmo deles, por exemplo: um underdog desafiava um heel que era o campeão e estes lutavam num PPV em que o campeão retinha o título através de um rollup ou de alguma batota, nesse caso o underdog devia pedir ao campeão uma última oportunidade pelo título no Raw ou no Smackdown seguinte e nesse  Raw ou Smackdown acontecia a tão aguardada coroação do underdog como campeão.

No exemplo que acabei de dizer esta mudança título embora não criando o tal momento inesperado, provocava o aumento das audiências de forma natural , pois os espetadores que viram o PPV anterior queriam assistir ao programa seguinte para ver se o tal underdog, o lutador que eles tanto apoiavam, ganhava então o título que tanto sonhara. Isso de certa forma aconteceu com AJ Styles em que houve um grande aumento das audiências pelo facto de o show ter sido gravado em Inglaterra, ou seja os fãs americanos e de outros países antes de verem o Smackdown nas suas televisões ou computadores, já sabiam através das redes sociais que AJ Styles tinha ganho o título e quiseram ver o show para assistirem à coroação do lutador que tanto apoiavam.

O único problema é que a storyline não o pedia e a WWE forçou mais uma vez um momento que apesar de bom, podia ter sido melhor, isto tudo por ter sido resultado de uma alteração de planos repentina e de o fascínio de Vince McMahon pelo chamado efeito surpresa.

Obrigado a todos os que leram este artigo e vejo-vos no próximo More Than Words.

2 Comentários

  1. Leonardo - há 1 semana

    N crrio q Mahal recupere o titulo no Tour pela India até pq na live sera Mahal x Triple H

  2. Eu escrevi o artigo antes de essa notícia sair, agora também não acho que recupere o título.

Comentar

Editar avatar »