Faz login e reduz a publicidade

More Than Words #47 – Porquê Ambrose, porquê?

Logo após o NXT Takeover War Games, foi transmitido o terceiro WWE Chronicle, que para quem não sabe é uma série de documentários feitos pelo produtor e fotógrafo da WWE Joey Maloney e que são transmitidos na WWE Network. Depois de dois documentários, o primeiro sobre Shinsuke Nakamura e o segundo sobre Samoa Joe, no sábado passado foi a vez de Dean Ambrose participar nesta série.

Na minha opinião, estes documentários são muito bons, tanto a nível de conteúdo, como a nível de edição e mostram outra perspetiva sobre os superstars que participam nesses documentários e este com Dean Ambrose, foi talvez o melhor dos três que já foram publicados. Aquilo que eu mais gosto nestes documentários é a mistura algo ténue entre o kayfabe e a realidade, o que com Dean Ambrose torna-se ainda mais difícil de distinguir, pois Jonathan Good é bastante semelhante a Dean Ambrose e este documentário foi a prova disso. Para além disto e aonde eu quero chegar, é que este documentário fez-me perceber não só o amor que Dean Ambrose tem ao Wrestling, ele mesmo diz que considera o Wrestling uma forma de arte, como também me fez criar várias teorias ácerca da pergunta que está na boca de muitos fãs, porquê Ambrose, porquê?

Eu sei que parece que estava a fazer publicidade no primeiro parágrafo, mas não, ninguém-me pagou e vale mesmo a pena ver estes documentários.

A principal razão pela qual Ambrose fez o tão inesperado Heel Turn em Seth Rollins, na mesma noite dramática onde Reigns  anunciou que ia abdicar do título, ainda não se sabe e ainda não foi bem explicado por Ambrose, mas este documentário fez-me perceber algo sobre Ambrose que ainda não tinha percebido só pelo que a WWE apresenta na sua programação, que é o facto de Ambrose não ter de facto de dar explicações aos fãs sobre o seu heel turn.

Primeiro, basta pensar, falando em Kayfabe óbviamente, que o heel turn de Rollins teve um grande impacto sobre Ambrose e este nunca chegou a vingar-se de tal. E agora vocês perguntam: Então mas estás-te a esquecer do ano de 2014 e da feud entre Rollins e Ambrose, onde Ambrose fez a vida negra a Rollins? Não, eu não me esqueci disso, mas se formos a ver, isso só serviu de consolação a Ambrose, só serviu para este descarregar a sua raiva, mas até agora Rollins ainda não tinha passado pela experiência que é a traição de alguém que se considera como irmão. Rollins nunca tinha passado por isso e aquilo que Ambrose fez foi simplesmente fazer com que Rollins sentisse na pele, literalmente, aquilo que este sentiu há quatro ou cinco anos.

Pelo menos o Ambrose teve a decência de falar com Rollins quando o traiu, o sacana do Rollins foi só cadeirada, sem uma única palavrinha! 

Segundo, houve uma frase que Ambrose disse numa promo no RAW, que foi “os The Shield faziam-me fraco”, que realmente faz sentido. Após os três, Ambrose, Rollins e Reigns, terem deixado de ser anónimos, Ambrose era por muitos considerados o membro mais fraco ou pelo menos aquele que não tinha tanto apoio do público. Rollins era o gajo que fazia manobras de highflying e que era e ainda é um indy darling, Reigns era o Powerhouse que levava tudo à frente e que tinha aquele look de badass, que o fazia distinguir-se e Ambrose? Era quem? O lunático? O doido varrido? Qual era a sua especialidade? Ser original? É fácil perceber-se o porquê de Ambrose se frustrar com isso, os seus dois parceiros recebiam maior destaque do público e quando se perguntava aos fãs pela qualidade de todos os membros da stable, Ambrose era apenas o lunático original.

E terceiro, agora a motivação mais fácil de se perceber, Ambrose após a separação dos The Shield, não teve nem metade do protagonismo, nem metade das conquistas do seus ex-companheiros de Stable e este Heel Turn foi possivelmente também, uma forma de Ambrose conseguir se libertar dos seus companheiros e mostrar que este não é apenas um lunático peculiar, mas sim alguém que merece estar debaixo dos holofotes, não pela seu estilo de wrestling e personalidade peculiares, não por ser o parceiro de Rollins ou de Reigns, mas sim por alguém que merece respeito pelo talento que sabe que tem. E agora vocês perguntam: Então, mas tu estás basicamente a descrever aquilo que Rollins fez quando traiu os The Shield? Sim é verdade, mas aquilo que Rollins fez foi sair de um grupo para se juntar a outro, que ainda por cima era conhecido por sair por cima sem qualquer tipo de justiça, algo que era impensável para um grupo que proclamava tal ideal. Aquilo que Ambrose está a fazer é diferente, ele está a tentar fazer justiça pelas próprias mãos, ele sente que tem sido desvalorizado até agora e que não consegue alcançar aquilo que ele pretende fazendo parte de um grupo. Isso é questionável? Evidentemente que é, mas percebe-se o porquê.

Reigns: Grande Campeão Universal, pelo menos este defende o título! Rollins: Este gajo é incansável, não é capaz de fazer um mau combate, merece ser campeão! Ambrose: Realmente este penteado assenta-lhe bem e vê-se que andou a encher no ginásio!

Portanto, já referi três argumentos que na minha opinião justificam aquilo que Ambrose fez, mas será que isso é o suficiente para responder à pergunta do título do artigo? Claro que não, são apenas especulações e acho que a WWE deve-se ficar por tal, não acho portanto que Ambrose deva alguma vez dizer a Rollins ou aos fãs o porquê de ter feito o que fez, acho que isso é que torna o seu personagem único e interessante, diferente de todos os outros heels do main roster e espero que a WWE não estrague isso. Ambrose é alguém marcadamente privado, não tem redes  sociais, não partilha nada com o público, porque é que este havia de partilhar com os fãs as razões que o levaram a tomar uma decisão sua? Rollins fê-lo quando traiu os The Shield, mas Rollins era um personagem arrogante, que nunca se calava e que era conhecido e odiado por isso, não admira que ele se quisesse vangloriar pelo que fez, Ambrose não, Ambrose é alguém que até agora tem sido conotado como lunático e misterioso, porque é que agora este devia revelar algo ao público ou sequer a Rollins? Isso tiraria o mistério e a irreverência que o caracterizam e o tornam especial. Por isso acho que o porquê deve permanecer em aberto e ao critério de cada pessoa, pois isso não só deixa a dúvida na cabeça dos fãs e faz com que o seu nome esteja sempre a ser mencionado por esses mesmos fãs, cuja originalidade era a única qualidade que nele realçavam e também porque deixa a dúvida na cabeça de Rollins, que ao tentar arrancar respostas de Ambrose, só se torna naquilo que este último tem sido chamado ao longo de todos estes anos, lunático. E portanto, posto isto, gosto de acreditar que a WWE sabe o que está a fazer com esta storyline, que caso seja bem executada, é um excelente exemplo de “What Goes Around Comes Around”.

As únicas coisas que este devia revelar são: O seu plano de exercícios e o modelo das suas calças. A sério, eu gostava mesmo de saber que raio de calças é que ele usa para conseguir fazer o que faz, tudo bem que não anda  para aí feito cruiserweight, mas mesmo assim… 

Obrigado a todos os que leram este artigo, espero que tenham gostado e vemo-nos para semana com mais um More Than Words.

6 Comentários

  1. Wwe is rollins há 3 semanas

    Gostava de ver uma attire diferente do ambrose pelo menos com calças tipo a do rollins ou aj styles pelo menos

  2. Anonimo há 3 semanas

    Nao concordo com algumas partes. Apos a separaçao dos the shield o dean era claramente o mais popular entre o publico ate porque o rollins virou heel e era assobiado como pelas suas ações e o reigns também por ser o protegido. A WWE é que matou o apoio ao Dean não lhe dando o destaque que deu aos outros 2.

    • Hermenegildo sleyd há 3 semanas

      Isso mesmo

    • Vasco Reis há 2 semanas

      Sim, claro, após a separação dos The Shield e após a feud com Rollins este foi claramente o menos protegido pela WWE, mas eu estava-me a referir mais à altura em que estes ainda estavam juntos. No início Ambrose começou por ser visto como o líder, mas rapidamente perdeu destaque para os outros dois, passando a penas ser o gajo maluco e original dos The Shield.

  3. Felipe Novais Piqueira há 3 semanas

    ótimo artigo, leio aqui desde 2013 e fazia tempo que não me interessava e ao mesmo tempo gostava tanto de um, parabéns, muitos passaram por aqui com seus artigos semanais, vou prestar mais atenção nos teus de agora em diante e desejo sucesso para você!

    • Vasco Reis há 2 semanas

      Muito obrigado Felipe, é sempre um prazer ler comentários destes, ainda bem que achaste interessante!

Comentar