NWA Powerrr (Episódio 2): Clickbait

A histórica promotora NWA está de volta! Há algum tempo liderada por Billy Corgan e depois de terminada a parceria com a Ring of Honor, a National Wrestling Alliance estreou na semana passada o seu novo programa semanal, apelidado de NWA Powerrr.

Este novo programa realiza-se nos estúdios de Atlanta, tem a voz de Jim Cornette e remete-nos com nostalgia para o que era a NWA nos anos 80. Em destaque estão também muitas estrelas da atualidade, como Nick Aldis, James Storm, Eli Drake, Eddie Kingston, entre tantos outros.

Depois da brilhante estreia da semana passada e em termos de combates, o main event deste segundo NWA Powerrr foi um NWA World Tag Team Championship Match onde os campeões The Wild Cards (Royce Isaacs & Thomas Latimer) defenderam os seus títulos contra os Outlaw Inc (Eddie Kingston & Homicide). O combate acabou em No Contest, e com esse resultado os campeões mantiveram os seus títulos.

Este segundo episódio fica também marcado por: um Singles Match entre Ricky Starks e Trevor Murdoch; por um Tag Team Match onde Colt Cabana & Mr. Anderson fizeram equipa e derrotaram a dupla de Jordan Kingsley & Sal Rinauro; e por um Non-Title Match onde a NWA World Women’s Champion Allysin Kay (Sienna) enfrentou Ashley Vox.

Tivemos ainda uma promo de regresso ao Wrestling de Aron Stevens (Damien Sandow) a abrir o show; e uma do NWA World Heavyweight Champion Nick Aldis e Kamille ao apresentador Joe Galli, explicando o incidente que aconteceu na semana passada, a terminar o show.

Resultados

– Ricky Starks venceu Trevor Murdoch
– Colt Cabana & Mr. Anderson venceram Jordan Kingsley & Sal Rinauro
– NWA World Women’s Champion Allysin Kay venceu Ashley Vox (Non-Title Match)
– NWA World Tag Team Champions The Wild Cards (Royce Isaacs & Thomas Latimer) vs Outlaw Inc. (Eddie Kingston & Homicide) (No Contest)


O que achaste deste segundo episódio do NWA Powerrr?

6 Comentários

  1. Rooben1 mês

    Nick aldis .. que maquina !
    Eli drake nao sabia que tinha saido da impact

    Pequena questao : os titulos do NWA sao os mesmos que nos anos 80 ?

    • São o World Heavyweight, o World Tag Team, o National e o Women’s. Em termos visuais acho que não mudaram muito (ou mesmo nada).

    • Rooben, o titulo mundial é o original, o de tag team não era, mas com este “renascimento” voltaram a ser (mas ve se que foram restaurados) , quanto ao titulo nacional e ao das mulheres são ambos novos(novos em design) , o primeiro foi apresentado a uns meses e o das meninas foi apresentado a umas 3 semanas , basicamente antes do primeiro programa ir para o ar e tem a característica deferencial de ser colocada a imagem da campeã ao centro

    • Rooben1 mês

      Edge88 obrigado pelo esclarecimento 🙂
      Apenas perguntei porque no all in o cody venceu o titulo e a partir dai nunca mais ouvi falar da NWA
      e visto se tratar de uma das empresas mais antigas mas tambem das que mais lançou superstars para o estrelato , fico feliz que tenham guardado titulos tao historicos e tambem aquela aura de wrestling mais ha antiga

  2. O Trevor Murdoch já esteve na WWE (eu sei isto porque tenho o jogo da WWE 2009). Colt Cabana e Mr. Anderson pode dar em qualquer coisa.

  3. Pronto , episódio assistido, o único combate em especial que merece nota foi dos wild cards contra os outlaw inc. é impressionante como o kingston consegue criar intensidade numa “rivalidade” começada a semana passada .
    Do resto do programa o que merece destaque é o aparecimento de 3 wrestlers que não via a bastante tempo , Trevor Murdoch, Damien Sandow e o Mr. Anderson, penso que o primeiro seja para elevar talentos, ele que até encaixa bem no estilo do programa porque parece ter vindo diretamente dos anos 80, o Anderson ainda o vejo numa rivalidade com o James Storm, e o Sandow acredito que ainda se possa fazer alguma coisa com ele ao nível de ser main event e futuro rival do Aldis, o gajo tinha potencial mas aquela passagem pelo Impact foi um tiro ao lado.
    Outro destaque foi a promo do J.Storm e do Eli Drake , o segundo continua a ser um dos meus preferidos do circuito independente e até me pergunto se ambos não tinham lugar no Impact, trocava os dois facilmente pelos sabu’s e rvd’s que tantas vezes voltam aquela casa sem grande nota de aproveitamento .
    Quanto ao final estou curioso quanto ao que se passara entre o Aldis e a Kamille

Comentar