Faz login e navega sem pop-ups

Os 10 Piores Recordes de Vitórias na WrestleMania – Top Ten #218

Sejam bem-vindos a mais um Top Ten de época! Pois é, é altura de Wrestlemania, aquela malta anda toda louca a marcar os combates e aqueles desgraçados todos a esfolar-se para aparecer porque bem sabemos que não querem ficar reduzidos à Battle Royal! Pronto, eles que trabalhem a parte física que eu trabalho a outra parte: a inútil.

Desde que traga um mínimo de entretenimento já é bom, é o que tentarei neste artigo informativo já anunciado na anterior semana, em que olhamos a alguns dos piores e mais curiosos recordes de vitórias e derrotas na Wrestlemania. Não estão todos os recordes por ordem, estão alguns seleccionados e descritos. Ora vejam lá quais sabiam e quais vos surpreendem.

10 – MVP

Introduzimos com uma lenda que não teve muita sorte nas suas presenças na Wrestlemania. Sim, digo lenda mas nem digo algo que eu considerasse, estou mesmo a seguir a forma como eles anunciaram a sua presença no Raw 25. Lendário ou não, o seu recorde na Wrestlemania certamente não o é.

O “half man, half amazing” nem sequer conseguiu fazer juz ao seu nome ao ter um recorde que ficasse “half and half”. Perdeu mesmo todos os quatro combates em que esteve presente na Wrestlemania. Esteve presente em todas as Wrestlemanias entre a XXIII e a XXVI e na maior parte dessas vezes era atirado para um combate colectivo de onde é mais fácil arranjar-se uma data de perdedores em vez de uma lista vasta de vencedores. Não havia Battle Royals mas havia o combate Money in the Bank, onde MVP foi presença assídua. Lembram-se de ver o Sr. Montel Vontavious Porter como Mr. Money in the Bank? Pois não, é porque ele perdeu sempre.

Por três vezes que participou no combate pela mala e não teve sucesso. Teve uma derrota em singulares antes dessas para completar o seu recorde. E foi contra… OK, esqueçam lá esse combate, esqueçam que aconteceu. Que fique registado que ele teve quatro derrotas em três combates! A matemática na WWE às vezes tem assim umas lacunas…

9 – Finlay

Quando olham para Finlay e para MVP não vêem muitas semelhanças e até os seus graus de veterano são muito diferentes. Então talvez seja surpreendente que os seus recordes na Wrestlemania sejam… Exactamente iguais. Finlay tem muitos anos de carreira, lutou com meio mundo e já esqueceu mais sobre wrestling do que muitos experientes alguma vez saberão. Mas apenas competiu em quatro Wrestlemanias.

Apenas quatro Wrestlemanias contaram com a presença de Finlay e, apesar de ser um brigueiro capaz de sacar de um combataço com qualquer um e um confronto entre ele e William Regal no grande palco seria para escrever história… Três desses quatro combates também foram pelo Money in the Bank. E se também não se lembram de Finlay com a mala, é porque nunca a ganhou. A juntar a essas três derrotas em combates colectivos com muito homem a levar com escadotes na cabeça, ainda há uma derrota em competição singular contra JBL, que até pode ter uma das mais rápidas derrotas por um título, mas também não ia estar a perder todas.

Como podem ver, até é um registo que se possa dizer exactamente igual ao de MVP, mesmo com algumas diferenças, sendo que apenas três dessas Wrestlemanias coincidem e que… O adversário singular de Finlay existe. E isso é importante.

8 – Goldust

Parece que foi descoberto esta semana que, na longa e bem recheada carreira de Goldust… Ele nunca tinha enfrentado John Cena! Há coisas curiosas. Então agora que já riscou essa da lista, que tal agora focar-se noutro factor? Como o facto de nunca ter ganho na Wrestlemania e a coisa não ter assim muitos ares para melhorar!

Conta derrotas contra Roddy Piper e Hunter Hearst Helmsey – sim desses tempos. Em parceria com Luna Vachon, ficou mal contra Marc Mero e Sable. Na Wrestlemania XV era difícil conquistar o título Intercontinental, já que estava numa Fatal 4-Way. Mas o sacana ainda assim tinha que sofrer o pin. Nem sequer quando não perde, também não ganha! Como na Wrestlemania X8, num combate pelo Hardcore Championship, o pin é obtido por Spike Dudley… Que nem sequer estava no combate!

Mais recentemente, aumentou o seu recorde ao participar nas últimas quatro – quatro! – Andre the Giant Memorial Battle Royals, sem ficar sequer perto de vencer uma. E parece encaminhado para mais uma neste ano, olhando para um númerozinho jeitoso de derrotas, zero vitórias e mais uma coisa qualquer que não é uma coisa nem outra. Para este ano, mais valia continuar a andar no 205, enganar toda a gente e tentar integrar o torneio pelo título a ver se tinha mais sorte…

7 – Tito Santana

Lutador lendário e um dos grandes Campeões Intercontinentais de todos os tempos. Sim, ao nível de um Miz, para a malta mais nova. Foi depois de toda a história já feita como Campeão Intercontinental que ele não viria a recuperar tino. Venceu na primeira Wrestlemania, um feito histórico que ninguém lhe tira. E podia ser um excelente pontapé-de-saída para um óptimo registo na ‘Mania.

Nada disso, venceu dessa vez e por aí se ficou, vindo a perder por mais sete vezes nas Wrestlemanias seguintes, registando esse como o seu recorde. Não teve sorte a solo, não teve sorte quando fazia equipa com o Junkyard Dog ou com os British Bulldogs – a chave se calhar era não te associares a caninos – e nem sequer os seus Strike Force com Rick Martel o levaram a algum lado. E a solo, só para sentirem um pouco da dor, o pobre desgraçado até para o Mountie e o Barbarian perdeu.

Ele conseguiu uma vitória no grande palco… Num dark match que não contou, porque não teve transmissão. Esse seu posicionamento porque Vince sabia que era garantido que ele daria um bom combate. Que é a coisa mais normal que se faz quando um gajo garante bons combates: fazer com que ele os tenha fora do ar. Fantástico. E sim, isso aconteceu na Wrestlemania IX, onde mais? Confesso que me surpreenderam com o vosso feedback a pedir mesmo um Top Ten a achincalhar esse fiasco. Vou pensar no vosso assunto!

6 – Jeff Hardy

Talvez uma surpresa aqui. Até ao seu regresso surpresa na Wrestlemania passada, que por si só já lhe valia (mais) um Wrestlemania Moment para a eternidade… Jeff nunca tinha vencido na Wrestlemania. Ele já levava um pesadote recorde de 0-5, até reduzir um pouco a diferença ao somar uma vitóriazinha na última, um 1-5 mais digno. É tipo o 0-0 do meu F.C. Porto com o Liverpool, é para lavar a alma.

Ao lado do irmão, comeu três derrotas. Sim, os Hardyz podem ser históricos na Wrestlemania, especialmente aqui o Jeff a atirar-se de coisas. Mas a somar vitórias é que… Chapéu. Somou a essas derrotas uma pelo Money in the Bank e outra… Contra o próprio irmão. Sim, o recorde de Matt, o irmão que até há bocado era considerado o menos popular dos irmãos, quase o Jannetty da família, não era muito famoso mas era melhor. É que Matt tinha as derrotas com o irmão, mais um punhado de participações falhadas em combates pelo Money in the Bank, mas sempre conseguiu uma vitória contra Rey Mysterio pelo Cruiserweight Championship e outra contra Jeff, nem que fosse só para a esfregar na cara.

Pronto, grande momento no ano passado e grande vitória que deve ter sabido de maravilha aqui ao Jeff que até então ainda se encontrava a zerinhas. Uma lesão não o coloca em mais um embate na Wrestlemania mas sabemos que vem aí loucura. Vão andar à bulha para o “Hardy Compound”, o que significa que vamos ter coisa boa. Não me admira nada que um outro doido apareça a ajudar e ouça um “Brother Nero… I knew you’d come!” Uma nota à parte em relação a esse combate: se Matt não mergulhar o Bray Wyatt no “Lake of Reincarnation” e retirar de lá o Husky Harris, eles detestam dinheiro.

5 – Shelton Benjamin

Começa a formar-se um padrão nesta malta deste Top Ten e vão chegar à conclusão que deve ser mesmo uma maldição ser midcarder quando chega a altura de celebrar a Wrestlemania. Que o diga Shelton Benjamin que conseguiu uma vitória na sua primeira Wrestlemania, ainda fazia ele equipa com Charlie Haas e pôde reter os títulos de equipas.

A equipa perderia no ano seguinte para igualar a contagem e nos anos seguintes seria a oportunidade para Shelton Benjamin brilhar devidamente, a solo. Segue-se a sua participação em cinco combates Money in the Bank! Porque ele era uma peça essencial para aquele combate e fazia umas cenas que o marcavam como feito de encomenda para aquela brincadeira. Agora lá está, bem se lembram de o ver a cair de escadas abaixo e a fazer umas maluqueiras. Mas lembram-se dele com a mala? Pois não, nunca a venceu, deu cinco participações consecutivas na Wrestlemania a sair de mãos a abanar.

Assim realmente parece que um gajo está tramado se é um midcarder na Wrestlemania e tiver que cair nos combates colectivos. Porque só dá para ganhar um para cada dúzia que está lá metido. Shelton ficou com aquele recorde de 1-6. Mas já voltou a casa e terá a chance de voltar a pisar aquele palco. Vêem-no com chance de voltar aos triunfos com Chad Gable?

4 – Dudley Boyz

OK, isto já é esquisito. Nem os Hardyz nem os Dudleyz. Ambas as equipas juntariam, até à Wrestlemania passada, zero vitórias na Wrestlemania. Equipas tão sinónimas do evento e da acção de duplas que por lá já se registou. Mas na hora da vitória sorrir, eram Edge e Christian quem tinham mais sorte. Aqui os manos não tão manos, tal como os outros manos a sério, somam momentos e podem contar com esses combates como confirmações do seu legado bem cimentado.

Mas não, nunca venceram. Não venceram as duas ocasiões históricas em que E&C venceram. Não venceram quando voltaram à competição múltipla de equipas na Wrestlemania X8. Não venceram numa outra ocasião igual na Wrestlemania XX. Não venceram há um par de anos atrás contra os Usos, num Kickoff, que para mim conta. Conta, Usos, vocês estiveram lá, conta!

E com essa brincadeira, uma tag team histórica como esta de Bubba Ray e D-Von, que é tão recordada e associada à Wrestlemania que encabeça alguns dos seus melhores combates e momentos… Leva um recorde fabuloso de 0-5. Mas pronto, pelo menos foram ganhando mais cenas no Bound for Glory!

3 – Triple H

Eu não disse que tinham que ser só os piores recordes e as streaks a seco. Também disse que ia incluir algumas curiosidades, como é o caso aqui de Triple H. Muita razão de queixa não tem. Mas é muita Wrestlemania, mais de 20. O seu recorde anda por 9-12. Ou seja, não ganhou nem metade delas. Sim, sei que é entre muitas mas estamos a falar de Triple H, o tal que papa tudo e afinal não papou assim tanta Wrestlemania vencedora, pelo menos ao todo.

Pelo meio há vitórias polémicas que ainda se consideram desnecessárias como a que teve sobre Booker T ou, uma das suas poucas vitórias recentes, contra Sting. Mas quanta derrota? Temos que lembrar o seu estatuto actual de veterano em part-time e, se considerarmos esse período, diga-se, os últimos sete anos, ele apenas venceu duas vezes. Só ele já caiu vítima de Undertaker por três vezes. E não nos podemos esquecer do traumático squash que sofreu às mãos de um Ultimate Warrior velho e gasto, que eu ainda acho que explica qualquer atitude mais polémica que ele pudesse ter tido posteriormente. Lembrando, por alto, há muita derrota de Triple H para contar, mesmo que também some as suas vitórias. Safa-o já ter estado mesmo em muitas!

Pegando neste caso curioso passemos para outros de grandes estrelas cujo recorde pode surpreender. Como Randy Orton que bem pôde usar a sua vitória na passada Wrestlemania para quase ficar 50-50. Mantém um recorde de 6-7, o que significa que, mesmo que por pouco, ainda tem mais derrotas que vitórias. Outro caso que considero curiosíssimo será… o do Mr. Wrestlemania, himself. Shawn Michaels ganhou essa alcunha por assiduamente roubar o espectáculo nesse evento. Não propriamente por ganhar sempre, concluindo a sua carreira – com derrotas consecutivas – num surpreendente 6-11. É a prova derradeira que não é só ganhar que importa.

2 – Big Show

O único desta lista que já teve uma storyline de Road to Wrestlemania baseada nisso mesmo. Por acaso até tirou daí uma vitória quando derrotou Cody Rhodes pelo título Intercontinental após semanas em que este o gozava por ser dos maiores desastres na Wrestlemania. Por acaso está aqui destacado, mas apesar daquele paleio todo, ele até nem é dos assim piores.

Pronto, um 5-12 não é assim tão famoso. Na altura ainda não tinha tido dois deles, sendo um deles talvez o mais significativo, uma imponente vitória na Andre the Giant Memorial Battle Royal que pareceu mesmo um prémio de “pronto, pega lá e não digas que vais daqui.” As poucas vitórias que tinha obtido antes nem sequer as tinha conseguido em acções singulares, conseguindo-o sempre em equipa – que às vezes também é uma boa maneira de somar derrotas sem culpa. Sim, o seu registo na Wrestlemania não foi assim muito famoso e certamente não o ajuda ter sido o alvo de combates especiais com não wrestlers como Floyd Mayweather ou Akebono. E ainda falavam num com o Shaq, para somar mais um.

O caso mais conhecido por já ter sido abordado em TV. É de surpreender que toque um desses a um gigante? Não se pensarem bem. Na sua carreira toda, o seu recorde não é grande coisa! Vendo bem, ele terá vencido por aí metade apenas dos seus combates e, mesmo chegando ao estatuto lendário, será para sempre o mais glorificado jobber que lá passou e já teve títulos Mundiais. É o Big Show, até gostamos dele assim.

1 – Dolph Ziggler

E chega a vez deste desgraçado. Já de esperar, pelo menos, no pódio de qualquer ranking que fale dos piores registos de vitórias e derrotas, especialmente se for muito pouco proporcional ao seu potencial e valor. Ele disse-o no último Smackdown e era uma estatística que eu, por acaso, já conhecia: ele NUNCA teve um combate de singulares na Wrestlemania. Tendo já participado em oito, e uma nona adição não oficial na sua estreia na battle royal quando era um dark match.

No meio disso tudo, mal ganhou uma vez. Digo isso porque inicialmente, quando fiz o primeiro ranking e o final, ainda estava convencido que ele ainda estava a zeros. Soma uma vitória como parte da Team Johnny, quando derrotou a Team Teddy e, mesmo assim, o que mais nos lembramos dele aí é a venda estapafurdicamente bela a um Rough Ryder. Ou seja, para variar, o que melhor nos lembramos dele é a levar na boca. Além disso, combates colectivos, battle royals, combates de escada com muitos participantes, seja pelo título Intercontinental ou pela mala Money in the Bank – não foi lá que ele a ganhou – uma vez a lutar pelos títulos Tag Team e até mesmo a fazer equipa com as LayCool para perder para… a Snooki.

Pouca sorte para Dolph Ziggler e para o seu recorde de 1-7. Pouca sorte para Ziggler na sua carreira toda, que há de ter mais recordes parecidos com este. Pouca sorte para Ziggler que tem sempre que ir para onde há malta a encher número. Ultimamente tem andado chateado. É a sua gimmick, chateado com tudo. Não lhe podemos retirar a razão e ele até já mencionou este assunto. E para este ano? Safa-se de melhor que isso? Ou é para continuar a somar derrotas e chouriços?

E por aqui fico. Um ranking diferente, não queria estar a listar do menos pior para o pior, ordenei isto mais a pensar nas observações que teria a fazer. Existirão mais casos dignos de registo. Como é o caso daquele tanso do Undertaker que, nos últimos quatro anos, só ganhou metade das vezes. Lá o falhado, não sei qual é o alarido todo à volta dele!

Agora a sério, comentem vós, esperando eu que até achem piada a estes artigos informativos e curiosos. Estejam à vontade de comentar estes casos, as suas justiças e até acrescentar algum que achem, como disse, digno de registo. E não se acanhem também em corrigir-me caso tenha ali alguma informação errada! Que eu sei que a malta da internet a comentar cenas costuma ter sempre muito medo de expressar algo que seja minimamente mais contraditório. Para a próxima semana, a vertente será semelhante, será focado na Wrestlemania, claro e terá um ranking numérico só para parecer.

Na próxima semana, vamos olhar para dez factos curiosos acerca da história da Wrestlemania.

Espero bem que vos agrade e estejam cá para ver. Continuo a olhar muito para o quão agradados estavam com a ideia de me lerem a cascar na Wrestlemania IX. Continuem a pedir e vou mesmo pensar no vosso caso! Até à próxima, fiquem bem!

6 Comentários

  1. Rui Ribeiro há 3 meses

    “se Matt não mergulhar o Bray Wyatt no “Lake of Reincarnation” e retirar de lá o Husky Harris, eles detestam dinheiro”

    Ora nem mais 😀 E honestamente, tendo em conta os estragos que já fizeram com a personagem do Bray Wyatt (surpreendido que tenha ficado fora da lista), o homem até nem perdia muito em voltar ao Husky Hurris.

    De resto, mais um bom artigo e fico à espera do top ten da WM9 ahah

  2. Santos99 há 3 meses

    Obrigado por escreveres estes artigos semanalmente. Fico à espera do próximo!

  3. Sou do Russo há 3 meses

    Eu também quero o top ten da WM9 😀
    De resto bom artigo, o Bray Wyatt também podia estar na lista mas nem devemos reclamar muito pois o homem lutou contra nomes de topo da empresa e muita malta daquele plantel até gostaria de ter tido essas oportunidades… Este ano pode ser que o Wyatt derrote o Hardy na Wrestlemania que já não é mau

  4. simba há 3 meses

    so tenho uma coisa a dizer queremos o artigo da wrestlemania IX mais seriamente bom artigo.

  5. KILL OWENS KILL há 3 meses

    Artigo incrível!

    O que me ri do texto sobre o MVP hahahahahaha

  6. "Awesome" Hater há 2 meses

    Top Ten surpreendente. Também pela falta do Bray, sua melhor participação na WM foi como manager, provavelmente, pelo menos nessa não perdeu…

    #GiveWrestlemania9AChance

Comentar