Reality Check #3 – Ain’t no stoppin’ me now!

Boas pessoal, o meu nome é Luís Correia e sejam bem-vindos a mais uma edição do Reality Check aqui no Wrestling.PT.

Nesta edição venho-vos falar sobre Shelton Benjamin, o incrível atleta que fez o seu tão aguardado regresso à WWE no passado mês de Agosto no Smackdown.

Em Julho de 2016 tinha sido anunciado o regresso do “Gold Standard” à WWE após mais de 6 anos de ausência da empresa, o que causou bastante agradado ao WWE Universe. Mas infelizmente tivemos de ver o seu regresso adiado visto que Shelton Benjamin apresentava uma lesão grave no ombro.

Mas Shelton Benjamin acabou por conseguir voltar no passado mês de Agosto, sendo anunciado como parceiro de Chad Gable, que viu a sua vida na brand azul a complicar aquando da saída de Jason Jordan. Vimos o anúncio de uma nova Tag Team, que se formos apenas julgar pela qualidade em ringue de ambos os atletas, pode vir a dar que falar por boas razões.

A Tag Team Division não é uma praia nada nova para Shelton Benjamin, visto que nos seus primeiros passos na empresa fez equipa com Charlie Haas, para formarem a celebre “The World’s Greatest Tag Team”, algo que na minha opinião, correu muito bem para os dois lados, pois ambos conseguiram os WWE Tag Team Titles por duas ocasiões.

Mas o que se pode mesmo destacar de Shelton Benjamin na sua primeira passagem pela empresa, foi aquando da sua mudança para o RAW, em que mostrou grande qualidade na sua estreia diante de Triple H, quando conseguiu até vencer o “The Game”. A realidade é que Benjamin acabou por não ganhar o estatuto de Main Eventer que tanto merecia e acabou por ficar no mid card e conquistar o Intercontinental Champion, o que foi bastante interessante de ver, dado o prestígio ao título que conseguiu implementar na altura.

Apesar de ser da discordância de alguns, na minha opinião a melhor altura de Shelton Benjamin na WWE foi aquando da sua gimmick de “Gold Standard”. Um Benjamin heel em solo run era algo que há muito tempo aguardava e a sua mudança para a ECW só o beneficiou (apesar de já ser heel anteriormente, mas sem alguma personagem específica), se bem que a gimmick de “Gold Standard” não ser a melhor para ele, mas que foi do meu agrado, isso foi.

Quando conquistou o United States Champion esperávamos grandes coisas para este reinado, mas acabou por se suceder totalmente o contrário. Apesar do reinado ter durado perto de 8 meses, Shelton apenas defendeu o título por 4 ocasiões, uma contra Jeff Hardy, duas contra R-Truth e uma contra MVP, sendo que apenas uma dessas defesas aconteceu num PPV, e foi num Dark Match ainda por cima. Para não falar que não houve qualquer rivalidade credível entre Shelton e cada um dos candidatos ao título.

Após perder o U.S. Title, o “Gold Standard” tornou-se candidato ao ECW Title, mas acabou por não conseguir conquistar o cinto. Benjamin fez algumas presenças esporádicas no que restou da sua estadia na WWE como no célebre Money in the Bank Match em que ele próprio já nos proporcionou momentos únicos, sendo que o podemos considerar um dos melhores de sempre a participar neste género de combate, dada a sua singularidade quando sobe a um escadote.

Há 3 semanas vimos então o regresso de Shelton aos ringues da WWE ao juntar-se ao seu novo parceiro Chad Gable para um combate contra os Ascension. Como esperado vimos a vitória da mais recente Tag Team do Smackdown e pudemos observar que Benjamin ainda se encontra numa forma bastante semelhante à qual estávamos habituados durante a sua primeira estadia na empresa.

O que pudemos observar também foi a permanência de alguns dos seus mais característicos moves que fizeram o WWE Universe apaixonar-se pela sua tremenda qualidade, como o Paydirt (que começou a ser utilizado durante a sua gimmick de “Gold Standard”) e o seu característico Superkick que costumava utilizar como Signature Move por diversas ocasiões. Vimos também que Chad Gable se enquadra perfeitamente com o estilo de Benjamin, o que nos pode levar a ver grandes coisas para ambos num futuro próximo.

Esta semana vimos mais um combate, desta vez contra os Hype Bros, que têm tido a sua vida muito complicada desde o regresso de Zack Ryder à competição. Shelton Benjamin e Chad Gable arrecadaram mais uma vez a vitória como esperado, deixando-nos no fim a ver o que pode ser muito provavelmente a inevitável separação de Ryder e Mojo Rawley, visto o insucesso que têm tido como equipa no Smackdown.

Mas agora fica a dúvida, o que podemos esperar de Shelton Benjamin no futuro? Na minha opinião a sua parceria com Chad Gable é para continuar por enquanto. Ambos mostraram complementarem-se bastante bem no ringue e parecem ter também uma química que é deveras crucial para o sucesso de qualquer Tag Team na WWE nos dias de hoje.

Uma run pelos Smackdown Tag Team Titles pode estar para muito breve, digamos que tal pode se suceder ainda no final deste ano. Visto que os New Day são os atuais detentores do título e os planos são para estes conseguirem arrecadar o maior número de reinados possíveis para entrarem nos livros de recordes com o maior número de reinados da história, parece-me que quando os Usos finalmente se estabelecerem como campeões, poderemos ver então Benjamin e Gable a entrar na corrida pelos cinturões.

Mas claro que o WWE Universe não quer ver Shelton Benjamin preso na divisão de Tag Team por muito tempo e uma solo run é o mais aguardado por todos e quem diria, até mesmo, uma entrada no Main Event, dado que tal não sucedeu durante a sua primeira passagem pela empresa, o que foi do desagrado da maior parte dos fãs. Bem visto era Shelton, aquando do seu reinado dos Tag Team Titles com Chad Gable, se virar contra Gable quando estes perdessem os títulos, dando assim o seu Heel Turn e mostrar a sua ambição por um lugar no topo do Roster do Smackdown Live.

E vocês, o que esperam de Shelton Benjamin num futuro próximo? Acham que a sua parceria com Chad Gable irá durar muito mais tempo e ambos vão dominar a divisão de Tag Team do Smackdown? Para quando a separação de ambos?

Até para a semana. Fiquem bem!

Sobre o Autor

- Acompanho Wrestling há mais de 12 anos e desde então não perdi a minha paixão por esta modalidade. Sou o autor da rúbrica semanal "Reality Check" onde discuto temas da atualidade da WWE.

4 Comentários

  1. Gangrel_rules - há 1 mês

    Duvido que a WWE o ponha a main eventer, não o pos antes agora com mais lesões e mais idade e pouco provavel acontecer, mas se realizarem tal ficarei agradado pois sempre gostei dele

  2. Anónimo - há 1 mês

    tem um cara q fala q a wwe previlegia negros sendo q nunka teve negro no main event direito

  3. Kick_Ass - há 1 mês

    E vocês, o que esperam de Shelton Benjamin num futuro próximo?

    – Que ele e o Gable se tornem Tag Team Champions.

    Acham que a sua parceria com Chad Gable irá durar muito mais tempo e ambos vão dominar a divisão de Tag Team do Smackdown?

    – Vejo-os a dar grandes combates quer seja com os New Day ou os Usos… ou qualquer equipa, porque têm grande química e muita qualidade, acho que terão no máximo 2 reinados um de alguns meses e talvez outro de um mês ou menos.

    Para quando a separação de ambos?

    – No fim de terem perdido os títulos tag team, o Shelton faz o heel turn no Gable e segue a solo, e por minha vontade era para o main event (que sempre mereceu) mas não sei não…. já tem 42 anos e teve esta lesão grave antes de voltar…. duvido que a WWE aposte nele a esse patamar.

  4. Tobias - há 1 mês

    Queria muito vê-lo no Main Event, mas não creio nisso, se a WWE não o colocou quando estava no seu auge Pika das Galáxias, não vai ser agora, mas qualidade tem de sobra.

Comentar

Editar avatar »