O nosso YouTube está de volta. Subscreve!
Frank casino

A WWE realizou esta segunda-feira mais uma edição do Raw nesta Road to WrestleMania, que terá a sua primeira paragem no Super Showdown, que se realiza já no próximo dia 27 de Fevereiro, na Arábia Saudita.

Resultados

– Raw Women’s Champion Becky Lynch venceu Asuka
– Street Profits venceram WWE 24/7 Champion Mojo Rawley & Riddick Moss
– Riddick Moss venceu WWE 24/7 Champion Mojo Rawley
– Angel Garza venceu Cedric Alexander
NXT Women’s Champion Rhea Ripley venceu Sarah Logan
– Ricochet venceu Bobby Lashley
– Aleister Black venceu Akira Tozawa
– Raw Tag Team Champion Seth Rollins & Murphy & AOP venceram Kevin Owens, Samoa Joe & Viking Raiders

Report

O Raw desta semana abriu com o grupo de Seth Rollins no ringue, para mais uma promo do “Monday Night Messiah”, onde este mais uma vez afirmou-se como o salvador do WWE Raw. Como seria de esperar, Kevin Owens interrompeu Seth Rollins, e não veio sozinho, fazendo-se acompanhar dos Viking Raiders, e começou a brawl de 4 contra 3. Ou assim pensou Seth Rollins, que acabou por ser atacado pelas costas pelo regressado Samoa Joe.

Já depois da brawl ter terminado tivemos a entrada da Raw Women’s Champion Becky Lynch, o que nos levaria ao primeiro combate da noite.

Raw Women’s Champion Becky Lynch venceu Asuka. No primeiro combate da noite tivemos então a desforra do Raw Women’s Championship Match que aconteceu no Royal Rumble, e onde vimos as duas lutadoras a apresentarem uma estratégia mais cautelosa do que no combate anterior. Esta estratégia beneficiou Asuka durante grande parte do combate, pois o domínio foi da “Empress of Tomorrow” durante vários minutos. Porém, Becky Lynch equilibrou o combate.

Os últimos minutos foram frenéticos, com Asuka quase fazer a “The Man” desistir, seguido de uma sequência de pins rápidos por parte das duas lutadoras, que também não garantiram a vitória. O que garantiu a vitória foi uma versão do Rock Bottom que Becky Lynch aplicou, tendo vencido assim a sua rival.

No entanto, a noite de Becky Lynch estava longe de acabar, pois tivemos o ataque surpresa de Shayna Baszler, que surpreendeu tudo e todos. Tanto com o ataque como com o que fez, ao ter mordido o pescoço da “The Man” ao ponto de Becky Lynch ter ficado a sangrar abundantemente.

Street Profits venceram WWE 24/7 Champion Mojo Rawley & Riddick Moss. Logo de seguida tivemos os Street Profits a lutar contra a dupla de Mojo Rawley & Riddick Moss. O combate foi curto e os Street Profits venceram, depois de uma combinação de Sky High de Angelo Dawkins seguido de um Splash da 3ª corda de Montez Ford.

No entanto, tivemos depois deste combate mais uma surpresa, pois Riddick Moss apanhou Mojo Rawley distraído e fez-lhe um Small Package, para conquistar o WWE 24/7 Championship. O ex-campeão nem queria acreditar!

Na zona do parque de estacionamento tivemos os árbitros e oficiais da WWE a acompanharem a Raw Women’s Champion Becky Lynch até a uma ambulância, só que a “The Man” não foi para o hospital de forma convencional, pois foi ela própria que conduziu a ambulância.

De regresso ao ringue tivemos uma edição do talk show de MVP, o VIP Lounge, que teve como convidado o vencedor do Men’s Royal Rumble de 2020 e futuro candidato ao WWE Championship na WrestleMania 36, Drew McIntyre.

Depois de alguns elogios, MVP tentou convencer Drew McIntyre para o contratar como seu manager. Depois da oferta ter sido recusada, MVP respondeu de forma desafiadora ao lutador escocês, o que se viria a mostrar má ideia. Drew McIntyre respondeu primeiro com um Glasgow Kiss e depois com o Claymore Kick em MVP.

Angel Garza venceu Cedric Alexander. Antes do combate começar, Humberto Carrillo fez questão de fazer a sua presença sentir-se, atacando o seu primo Angel Garza, até que alguns árbitros os conseguiram separar. Cedric Alexander aproveitou o ataque de Humberto Carrillo para dominar os primeiros minutos do combate, mas isso de nada lhe valeu, pois Angel Garza conseguiu inverter o sentido do mesmo e vencer o combate.

A seguir, no backstage, tivemos uma entrevista à NXT Women’s Champion Rhea Ripley. No entanto, a entrevista foi interrompida por Sarah Logan, o que nos levou ao combate seguinte.

NXT Women’s Champion Rhea Ripley venceu Sarah Logan. Ainda antes do combate começar, Charlotte Flair apareceu e ficou perto da zona de entrada para ver o combate. No entanto, não teve muito para ver, pois Rhea Ripley venceu rapidamente Sarah Logan.

Depois do combate, tivemos ainda uma troca de palavras entre Rhea Ripley e Charlotte Flair, que muito provável irá dar a um combate pelo NXT Women’s Championship na WrestleMania 36.

Ricochet venceu Bobby Lashley. Este foi um confronto clássico de força contra velocidade, onde a agilidade de Ricochet lhe valeu grande domínio nos minutos iniciais. Uma história que poderá repetir-se no Super Showdown, quando Ricochet enfrentar o WWE Champion Brock Lesnar.

No entanto, Bobby Lashley fez-se valer da sua força para ganhar controlo do combate e assim deixar o candidato principal ao WWE Championship no chão por vários minutos. Só que Ricochet já mostrou por mais do que uma vez que não desiste, e resistiu a tudo o que Bobby Lashley fez.

Quando o “All Mighty” tentou um Back Suplex da terceira corda, o “One and Only” mostrou porque tem esta alcunha, pois aterrou em pé e aproveitou para fazer dois Dropkicks em Bobby Lashley, para em seguida com o seu 630, vencer o combate e assim aumentar ainda mais o ímpeto rumo ao WWE Super Showdown.

De novo no ringue, tivemos Randy Orton que parecia que ia explicar o porquê do seu ataque a Edge. No entanto, o “The Viper” foi interrompido por Matt Hardy, que explicou que provavelmente houve um ponto da sua vida onde ele era a pessoa que mais odiava Edge neste mundo, mas que o tempo cura tudo.

Matt Hardy então explicou como ele, ao lado do seu irmão, Christian e Edge revolucionaram os Ladder Matches e criaram o TLC, e que ficou extremamente feliz por ver Edge a regressar no Royal Rumble, e que queria saber as razões pelas quais “The Viper” atacou o “Rated R Superstar”.

Ora Randy Orton, em vez de explicar, atacou Matt Hardy com um RKO, seguido de um Conchairto com auxílio de duas cadeiras, tal como tinha aplicado no “Rated R Superstar” há duas semanas.

No backstage, Ruby Riott foi entrevistada e explicou o ataque a Liv Morgan, afirmando que conhece a verdadeira Liv Morgan e que o que a sua ex-amiga está a fazer não passa de uma farsa.

Aleister Black venceu Akira Tozawa. Aleister Black venceu mais um combate no Raw, novamente usando o seu Black Mass, e tendo Akira Tozawa sido a vítima desta semana. Depois do combate, Aleister Black voltou a fazer uma pequena promo onde desafiou qualquer lutador para um combate.

De regresso à arena tivemos a Raw Women’s Champion, que depois de sair da ambulância se dirigiu ao ringue e fez uma promo onde afirmou que se Shayna Baszler queria a sua atenção, então já a tem. “The Man” explicou a seguir que não está preocupada com quem são as amigas da “Queen of Spades” e que esta vai arrepender-se de a ter atacado.

Raw Tag Team Champion Seth Rollins & Murphy & AOP venceram Kevin Owens, Samoa Joe & Viking Raiders. O main event deste Raw foi o caos esperado, com o grupo de Seth Rollins, Murphy & AOP a conseguirem, apesar de tudo, dominar o combate. Porém, já mais perto do final, Kevin Owens, Samoa Joe & Viking Raiders conseguiram equilibrar o mesmo, usando o seu maior tamanho em conjunto com a sua agilidade para o equilibrar.

Parecia mesmo que a equipa face ia vencer o combate, pois Samoa Joe até fez Murphy desistir, mas foi nas costas do árbitro, que não viu. Tal como não viu Seth Rollins a fazer o Blackout em Samoa Joe, tendo Murphy aproveitado para fazer o pin e assim garantir a vitória neste Eight Man Tag Team Match para o grupo do “Monday Night Messiah”.


O que achaste do WWE Raw desta semana?

15 Comentários

  1. Anônimo3 semanas

    impressionante como o Kevin Owens não consegue ganhar um, combate contra o Seth Rollins.

  2. Rollins3 semanas

    Um raw bastante agradável de assistit

  3. El Torito Cover3 semanas

    Porque o Alistair Black e o Erick rowan só enfrentam galinhas mortas ?

  4. "THE FIEND"3 semanas

    Messi’h ou então Seth Rollins, foi incrivel o que ele fez ao samoa joe. Fez o BURN IT DONW enquanto os AOP destrairam o arbrito. Foi incrivel, a mulher do seth não mereceu aquela mordidela da Shayna.😭😭😭😭😭 fiquei com pena que até quase parti a tv.😜

  5. JOAO PEDROOOOO3 semanas

    Foi um show bastante agradável. Menos rivalidades = mais qualidade e as que existem chegam bem para a WM:
    Rollins e companhia vs Owens e companhia
    Drew vs Lesnar
    Andrade vs Humberto
    Bazler vs Becky
    Orton vs Edge

    Ao todo são 5 rivalidades para 3 horas o que me parece suficiente para o maior show da WWE e a maioria tem intervenientes de grande qualidade
    Falta aqui dar algo para fazer a Rowan, Ricochet, Aleister entre outros. Para mim, em vez de existir o André the Giant Memorial na WM havia um combate de 20/25 pessoas (10 do Raw, 10 do SD e 5 ou não do NXT) a disputar o 24/7. Acho que seria mais interessante e punha o título com algo interessante e envolvente, que deixou de ter momentos comicos desde à uns tempos para cá. Assim, mantinha todos ocupados para o combate.

  6. El Cuebro3 semanas

    Foi só impressão minha ou o Black pode estar começando uma heel turn? No mais foi um bom show do Raw e uma pena ver o Cedric e o Matt Hardy sofrendo na WWE!

    • Flávio Jr2 semanas

      Parece que sim, antes o discurso dele era bem face mesmo desafiando os outros, agora já mudou.. eu torço mesmo para que ele se torne heel, sempre achei a personagem dele combinava mais com um vilão.

    • Anónimo2 semanas

      Verdade El Cuerbro, o Cedric Alexander desde que foi para o Raw não teve muita sorte.

  7. Flávio Jr2 semanas

    Bom Raw e bom main event.
    Eu particularmente não gosto muito desses “Eight Man, ou Seven, Six whatever Tag Team Match” porém foi legal e no final o Rollins mostrando que faz o papel de heel como ninguém.

  8. Mais um Raw de tremenda qualidade, que gosto dá ver o programa hoje em dia (e o SmackDown — mesmo que esteja na FOX e tenha melhores números de audiências — a atravessar uma situação inversa, precisamente)…
    Destaco deste show o excelente opener (para mim foi o combate da noite), a promo bastante boa por parte de Matt Hardy (e consequente despedida em grande), Ricochet vs Bobby Lashley também foi decente e o main event contou novamente uma história interessante.

  9. Foto de perfil do Facebook

    Adeus Matt Hardy e espero que tenhas muito sucesso, seja para onde fores.
    Continuando, bom RAW, bom espetáculo, bons segmentos e bons combates! Tivémos novamente um show consistente, como já temos vindo a ter há umas boas semanas. O Paul Heyman está a fazer um trabalho impecável.
    O regresso da Shayna foi impressionante. Contudo, eu teria ficado pelo espalmar a Becky no chão, talvez uma cadeirada ou outra. Aquela cena de vampiro não foi muito apelativa maaaaaaas foi diferente ahah
    O Black se não está a caminho de um heel turn então vai mesmo dar uma de maluco e destruir tudo e todos que lhe aparecerem à frente. Destaco a incrível ‘performance’/personagem da Rhea, do Drew e do Seth, que talentos que se formaram.

  10. Anónimo2 semanas

    Foi um bom Raw! O combate entre a Becky e a Asuka foi bom, gostei de ver o Angel Garza aparecer de novo, o Ricochet esteve muito bem contra o Bobby Lashley, e o main event também foi um bom combate.

  11. Mais um bom RAW, dá gosto acompanhar este show semanalmente.
    Destaco a promo do Matt Hardy, muito boa despedida… Aliás depois daquela promo ficou a vontade de ver mais até.
    E o Main Event, um bom combate com um final excelente adorei.