A WWE transmitiu esta segunda-feira mais uma edição do Raw na USA Network, a partir do ThunderDome no Tropicana Field em São Petersburgo, na Flórida, rumo ao Royal Rumble de 31 de Janeiro.

Resultados

– Lacey Evans venceu WWE Women’s Tag Team Champion Charlotte Flair
– Jaxson Ryker venceu Jeff Hardy
– Jeff Hardy venceu Elias
Sheamus & Keith Lee venceram The Miz & John Morrison
– Keith Lee venceu Sheamus
– T-Bar venceu Xavier Woods
– WWE United States Champion Bobby Lashley venceu Riddle
– Riddle venceu MVP (por desqualificação)
– AJ Styles venceu Drew Gulak
– Shayna Baszler & Nia Jax venceram Mandy Rose & Dana Brooke

Report

Tal como tinha sido anunciado, o Raw abriu com Triple H, mas este mal pôde falar pois foi rapidamente interrompido por Randy Orton, que fez logo questão de dizer que ia ter um grande combate hoje, mas já que Triple H está aqui, para lhe dar o número 30 no Royal Rumble Match ou então dar-lhe o WWE Championship.

Triple H disse então que tem visto tudo o que Randy Orton tem feito no último ano e que, ao contrário de muita gente que o criticou, ele não o critica e que nunca esteve tão orgulhoso dele como quando ele queimou o “The Fiend”. No entanto, não percebe quando este insulta lendas, porque isso não faz dele uma lenda, mas sim um idiota.

Depois Randy Orton começou a espicaçar o “The Game” e desafiou-o para uma luta, mas este recusou à primeira, até ser insultado mais uma vez. Triple H respondeu com um valente soco na cara do “The Viper”, que ficou feliz por esta ação do “Cerebral Assassin”.

Nos bastidores tivemos Charlotte Flair, que referiu que Lacey Evans não teve classe ao atirar-se ao seu pai, mas que não será a primeira nem sequer a última mulher a atirar-se ao “Nature Boy”. Charlotte Flair também se mostrou muito irritada, por as perguntas serem sobre Ric Flair e não sobre ela. Já Lacey Evans dedicou o combate seguinte a Ric Flair e disse que só se atirou ao “Nature Boy” porque vê nele, um homem a sério.

Em seguida tivemos uma mensagem do WWE Champion Drew McIntyre, a dizer para todos seguirmos as regras de distanciamento social e para nos protegermos a nós e a todos os que nós gostamos.

– Lacey Evans venceu WWE Women’s Tag Team Champion Charlotte Flair: Charlotte Flair entrou de forma bastante dominante neste combate, tendo o ímpeto a seu favor durante vários minutos, até que tocou a música de Ric Flair, o que causou alguma confusão na “Queen”.

Lacey Evans lá dominou durante alguns minutos, mas Charlotte Flair conseguiu recuperar o domínio e até ia vencer o combate, mas Ric Flair meteu o pé de Lacey Evans na corda e assim manteve a “Sassy Southern Belle” na luta.

Charlotte Flair irritou-se com o pai e disse para ele se afastar, mas quando colocou Lacey Evans no apron o “Nature Boy” decidiu que estava na altura de segurar nos pés da sua filha para a fazer tropeçar. Lacey Evans caiu em cima da “Queen” e venceu o combate.

Depois do combate, Ric Flair e Lacey Evans festejaram esta vitória, sendo que nos bastidores os dois iam de braço dado. Ao que parece, a “Sass Southern Belle” vai mesmo dar uma volta na Space Mountain.

Em seguida e noutra zona do backstage, Keith Lee ia ser entrevistado, mas foi interrompido por Sheamus que simplesmente queria dizer ao “Limitless” que que se Drew McIntyre o respeita, ele também o respeita. Porém, os dois foram interrompidos por The Miz e John Morrison, que decidiram irritar os dois lutadores antes de desafiar os dois para um combate de equipas.

– Jaxson Ryker venceu Jeff Hardy: Antes do segundo combate da noite, Elias disse que estava lesionado e foi então Jaxson Ryker combater contra o “Charismatic Enigma”. Jeff Hardy entrou dominante, mas Elias distraiu o seu rival, o que abriu espaço para que o seu seguidor vencesse o combate com um School Boy.

Porém, Jeff Hardy não tinha terminado a noite e pegou no microfone e disse para Elias se deixar de mentiras e vir para o ringue lutar contra ele.

– Jeff Hardy venceu Elias: O segundo combate de Jeff Hardy deste Raw começou com Elias a dominar, apesar da sua “lesão”. No entanto, o “Charismatic Enigma” não se dá por vencido facilmente e mesmo com Elias a quase vencer por várias vezes, no final Jeff Hardy acertou o seu Twist of Fate e um Swanton Bomb para arrecadar a vitória.

– Sheamus & Keith Lee venceram The Miz & John Morrison: A dupla de Sheamus e Keith Lee dominou os minutos iniciais, usando o seu maior poderio físico para controlarem a seu bel-prazer, sendo que Keith Lee até fez um Splash tão grande no canto, que a terceira corda do ringue saltou do poste.

Depois de um longo domínio, a matreirice de The Miz e John Morrison veio ao de cima e lá conseguiram isolar Sheamus durante alguns minutos. Porém, quando Keith Lee entrou em ringue virou o combate do avesso e parecia que ia vencê-lo sozinho, mas Sheamus com um blind tag entrou em ringue e acertou o seu Brogue Kick em John Morrison, vencendo o combate.

Nos bastidores tivemos Triple H, que explicou que veio ao Raw como oficial da WWE e não como lutador, mas que as coisas mudam e que se Randy Orton não respeita as lendas, ele vai aceitar o seu desafio e vingar-se em nome delas.

De regresso ao ringue, parece que Keith Lee e Sheamus se zangaram durante os festejos da vitória e acabámos por ter um combate entre os dois lutadores.

– Keith Lee venceu Sheamus: A agressividade ficou patente desde o primeiro segundo, sendo que de forma algo surpreendente foi o “Limitless” que dominou os momentos iniciais desta contenda. Sheamus usou então a sua experiência e atacou o braço esquerdo de Keith Lee para dominar o seu rival.

Depois de um longo domínio, Sheamus tentou aplicar um Triangle Choke, o que deu espaço a Keith Lee para reverter com uma Powerbomb, sendo que o “Limitless” quis acertar ainda a sua Spirit Bomb para vencer o combate.

No final, de forma surpreendente, os dois lutadores abraçaram-se.

De seguida tivemos imagens a relembrar o desafio de Goldberg ao WWE Champion Drew McIntyre. Já através do Zoom ou Skype, o “Scottish Warrior” afirmou que quando era miúdo gostava muito de Goldberg, mas que aprendeu que nunca se deve conhecer os nossos heróis. Drew McIntyre afirmou que aceita o desafio de Goldberg para defender o WWE Championship no Royal Rumble e que Goldberg “será o próximo”.

Nos bastidores, Riddle estava em grande velocidade a falar de pizza e afins com os Lucha House Party e tudo para explicar que a sua metáfora de comer pizza era sobre a vontade que tinha de vencer Bobby Lashley pelo WWE United States Championship.

– T-Bar venceu Xavier Woods: T-Bar usou a sua força desde o primeiro segundo para dominar Xavier Woods durante bastante tempo, mas este mostrou a sua experiência e também agilidade para equilibrar esta contenda.

No entanto, a distracção causada pelos membros dos RETRIBUTION, deu espaço a T-Bar para vencer o combate contra o lutador dos New Day.

No backstage, Randy Orton foi entrevistado e explicou que no passado Triple H chegou-o a conhecer melhor do que ele próprio, mas que os tempos mudam e ele agora consegue redireccionar o ódio que sente para outra pessoa, neste caso, Triple H.

– WWE United States Champion Bobby Lashley venceu Riddle: O combate ainda não tinha começado e Bobby Lashley já estava a atacar o “Original Bro”, vingando-se do que Riddle lhe tinha feito na semana passada. O campeão dominou durante os primeiros minutos, mas Riddle fora do ringue ia virando o ímpeto a seu favor, o problema é que a força do “All Mighty” é demasiada e depois de um Slam incrível, Bobby Lashley aplicou o seu Hurt Lock e Riddle não teve outra hipótese que não desistir.

Depois do combate e apesar da derrota, Riddle pegou no micro e desafiou MVP para um combate.

– Riddle venceu MVP (por desqualificação): MVP aproveitou o cansaço para dominar Riddle, mas o “Original Bro” mostrou estar num patamar superior, tendo até dado para acertar um pontapé no WWE United States Champion. Quando Riddle acertou o Floating Bro em MVP, Bobby Lashley entrou em ringue e acertou um Spear no “Original Bro”, tendo causado assim a desqualificação.

Já depois do combate ter terminado, MVP e Bobby Lashley continuaram a atacar Riddle.

De seguida tivemos imagens do que aconteceu no SmackDown, com a vitória de Adam Pearce no Gauntlet Match. Já no backstage, AJ Styles estava a motivar Adam Pearce a dizer-lhe que podia ser campeão e na WrestleMania eles poderiam enfrentar-se, mas este não quis falar sobre isso e disse que estava no Raw como oficial. Foi então que Drew Gulak quis dar o seu nome para o Royal Rumble, mas o seu pedido foi recusado. Depois de umas trocas de palavras, ficou marcado o combate entre Drew Gulak e AJ Styles, em que caso ele vencesse, poderia entrar no Royal Rumble.

– AJ Styles venceu Drew Gulak: Drew Gulak entrou a 100 à hora neste embate contra AJ Styles e quase venceu, em especial depois de um Tiger Driver. No entanto, depois de várias tentativas de pin rápidos por parte de Drew Gulak, AJ Styles conseguiu meter a 5ª mudança e também com alguma de ajuda de Omos, acertou o seu Phenomenal Forearm e venceu o combate.

A seguir tivemos um video package a relembrar a carreira de Goldberg, em especial imagens na WCW que aconteceram há mais de 20 anos.

Nos bastidores tivemos Keith Lee a interromper o aquecimento de Triple H, sendo que o “Limitless” ofereceu-se para lutar no lugar dele e que não havia problemas, mas “The Game” disse que tinha de ser ele a arrumar com Randy Orton.

– Shayna Baszler & Nia Jax venceram Mandy Rose & Dana Brooke: A dupla de Shayna Baszler & Nia Jax entrou de forma dominante, mas Mandy Rose quase venceu o combate, mas a força de Nia Jax fez a diferença. No final, Shayna Baszler fez um blind tag e aplicou o seu Kirifuda Clutch na “Golden Goddess”, arrecadando a vitória.

Como seria de esperar, o main event deste Raw foi uma guerra desde o primeiro segundo, com Triple H até a levar a melhor durante alguns minutos, em especial fora do ringue.

Quando Triple H estava em claro controlo e já trazia a sua marreta para o ringue, as luzes do ThunderDome desligaram-se, em especial depois da marreta ter começado a pegar fogo.

As luzes apagaram-se de vez e Triple H já não estava em ringue, sendo que foi Alexa Bliss que apareceu e disparou uma bola de fogo à cara de Randy Orton, no que marcou o final desta edição do Raw.


O que achaste do WWE Raw desta semana?

19 Comentários

  1. Ribamar2 semanas

    Main event teve até radouken !!!

  2. Veio salvar o raw

  3. Facebook Profile photo

    Não sabia que o Vince tinha comprado o Street Fight

  4. The Phenomenal One2 semanas

    Gostei desse episódio do Raw, na minha opinião foi o melhor das últimas semanas, desde o desastroso Raw que conseguiu a pior audiência da sua história, mas enfim, vamos aos destaques:
    • Bom segmento inicial entre Randy Orton e Triple H, com um insultando o outro.
    • Bons combates de Keith Lee e Sheamus, o primeiro em que fizeram dupla contra The Miz e John Morrison, e depois o individual, que mesmo com os dois cansados, conseguiram nos entregar um bom combate, e depois o abraço de Sheamus em Keith Lee depois do combate, em sinal de respeito.
    • Bom Main Event, foi literalmente uma guerra entre “The Game” e “The Viper”, com final bastante interessante, resta saber como o “Legend Killer” voltará no próximo Raw, se virá com lente de contato no olho ou com tapa olho, e realmente acho que se tivermos um “Firefly Fun House Match” será Alexa Bliss quem conduzirá a viagem pela carreira de Randy Orton, com “The Fiend” aparecendo no final para vencer o combate.

  5. lll2 semanas

    PORQUE NAO DEMITE O MORISON???

  6. Tao mesmo desesparados ate o HHH já vai ao Raw. A seguir quem é The Rock?! lol

    • Lol tudo acontrceu devido á pandemia e podemos estar a falar de um surti na wwe pois já se fala de nomes como asuka, sasha e ebtre outros que possam estar em isolamento, o hhh nao era para estar presente só esteve devido ao drew estar positivo

  7. RAW a meu ver fraco.
    Destaco apenas o bom combate entre o Keith Lee e o Sheamus,o segmento inicial entre o HHH e o Orton e os acontecimentos do main event.

  8. Eu esperava um pouco mais desse RAW.
    Mas enfim, com tantos problemas fica difícil julgar.
    Destaques para o HHH que ajudou no que pode, Keith Lee e o Sheamus que estão numa interação muito boa e pro Main Event que está reforçando não retorno do Fiend.
    Por fim, deixo minha nota triste para a possibilidade do Drew perder o título para um senhorzinho que nem consegue se manter de pé direito e reforço, se o gOLDberg vencer no RR, fico sem assistir o RAW ou qualquer coisa que envolva o WWE Championship durante o seu “reinado” (que também não vai durar muita coisa).

  9. Foi um RAW dentro dos possíveis apesar das circunstâncias que sabemos, não vou criticar porque acredito que fizeram aquilo que puderam para nos dar espetáculo!
    De resto o RAW foi marcado pelo regresso do Triple H que é sempre bom ver que está em ação e deu um mini main event contra Randy Orton e já sabia que ia acabar em interferência desta vez foi a Alexa com a bola de fogo!(Karrion Kross)
    Gostei do combate entre Sheamus e Keith Lee, foi muito melhor do que envolvimento entre Miz e Morrison!
    Em relação à luta do Drew vs Goldberg no Royal Rumble, tenho muitas dúvidas sobre esse combate até porque o Goldberg não deve aceitar perder esse combate e como está no contrato dele, ele faz 2 combates por ano e portanto é esse combate no RR e mais um!

  10. Tendo em conta as condicionantes, diria que foi um episódio do Raw razoável. Gostei do opener (já tinha saudades de assistir a uma promo de Triple H), do combate entre Keith Lee e Sheamus e do main event (sobretudo pelo angle “pouco usual”).
    Só tenho pena que atendendo ao roster mais pequeno que estava à disposição, não tivessem dado mais tempo a alguns combates (AJ Styles vs Drew Gulak, por exemplo) em vez de termos vários matches com double duty que de pouco ou nada serviram.

  11. alexandre2 semanas

    esperava mais, quando o HHH apareceu, pensei que teria pelo menos uma luta final boa no show, oq não ocorreu, só colocaram o The Game pra prender publico pq o cara quase não foi aproveitado em ringue.. o final? uma merda.. efeitos beeem toscos tão achando que quem assiste tem oq 10 anos de idade pra ver aquela bola digital e achar isso maneiro?… por mais q teve surto dava pra fazer coisa melhor ao invés d epor os mesmos para lutas 2 vezes, lutadores o bastante o rooster tem

  12. Anónimo2 semanas

    Bom inicio entre o Triple H e Randy Orton. Bom combate entre o Keith Lee/Sheamus e John Morrison/The Miz.

    • Anónimo2 semanas

      Também destaco o combate a solo entre o Keith Lee e Sheamus, foi bom. E o final do Raw entre o Randy Orton e Alexa Bliss,

  13. RAW ok para fraco.
    Destaco:
    – boa abertura e main event
    – situação do Keith Lee e Sheamus