Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Eric Bischoff em entrevista!

Recentemente, Eric Bischoff deu uma entrevista onde além de falar da TNA, também abordou a carreira do seu filho e a Internet Wrestling Community. Aqui estão os principais destaques da entrevista:

Sobre o estado actual da TNA: “Sendo eu alguém que está muito por dentro e tem uma relação emocional com a companhia, é evidente que a quero ver triunfar. Eu acho que o meio do wrestling, e principalmente o meio da televisão, é extremamente competitivo. É complicado para a maioria das pessoas e para muitos canais. Nós estamos a competir com as mais variadas formas de entretenimento, nós estamos a competir por audiências extremamente valiosas num canal muito importante. Mas eu acho que há imenso potencial na TNA. Está numa posição única para evoluir e tornar-se ainda maior do que é agora.”

Sobre o seu papel nos bastidores da TNA: “O meu papel não passa por contratar e despedir pessoas, ou se quer recrutar novos talentos. Isso cabe à direcção da TNA, não é algo em que eu esteja envolvido. Eu e o meu colega, Jason Hervey, somos os Produtores Executivos do iMPACT. Essencialmente o meu papel é: supervisionar o lado criativo da produção, estar envolvido na pós-produção, comandar a direcção criativa de cada episódio, trabalhar de perto com a Spike TV de modo a garantir que a TNA percebe quais os objectivos do canal e ser o elo de ligação entre a TNA e o canal, em termos do lado da produção, de modo a que o canal perceba quais são os nossos desafios, que direcção estamos a tomar e o que estamos, de uma forma geral, a tentar fazer. O meu envolvimento acaba por ser bastante limitado aos shows em si. Não estou envolvido em muitos dos aspectos executivos que na internet possam sugerir que estou.”

Sobre o seu filho Garrett Bischoff tornar-se wrestler: “Estou extremamente orgulhoso dele. Estou mesmo, mesmo orgulhoso. Era um objectivo dele, algo que ele queria fazer desde que era muito novo, desde que era ainda um miúdo – apesar de só o ter sabido há alguns anos atrás quando ele entrou no meio. Estou orgulhoso porque ele trabalha imenso para fazer o que lhe é exigido. É óbvio que ele teve alguma vantagem para entrar no meio, toda a gente sabe isso, e estaria a mentir se dissesse que isso não foi um factor determinante. Mas ele também teve que provar-se a muita gente por vir de onde vem. A verdade é que ele conseguiu lidar com isso bastante bem. Mas parte de mim sabe – e já lhe disse – que este é um meio extremamente complicado, e está mais complicado do que alguma vez esteve. Só há na verdade um sítio de grande dimensão onde trabalhar, mas a TNA é a TNA e é onde eles estão. É uma escolha de carreira arriscada quando só há realmente duas empresas de carros e apenas uma delas tem produção em massa, salvo seja.”

O que acha da Internet Wrestling Community: “Infelizmente, a internet, os artigos de opinião, os blogs, o que lhes quiseres chamar – muitos deles baseiam-se em informação pouco fiável.  E isso acaba por cair mal junto de várias das partes envolvidas. Cai mal junto dos atletas, do meio em geral e deixa marcas na credibilidade das pessoas que escrevem sobre assuntos que não percebem. É triste mas é mesmo assim que as coisas são.”

Fonte: Pro Wrestling

Tens alguma notícia que não está publicada no site? Clica aqui e envia-nos!

Sobre o Autor

5 Comentários

  1. Sergio Fantastico - há 3 anos

    pfff depois do que fez nos bastidores da WCW nunca devia estar trabalhando nos bastidores de empresa de wrestling nenhuma.

    • Cadu2204 - há 3 anos

      Realmente depois de fazer com que a WCW chega-se ao seu auge, quem quer um bandido daqueles?

      • Sergio Fantastico - há 3 anos

        Isto ele sozinho levou a WCW ao auge não foi o dinheiro e contratos com valores exurbitantes que levaram a WCW ao auge não…….

      • Cadu2204 - há 3 anos

        Construir frases tu aprender tens…

        Eu vou-me dar ao trabalho de escrever bastante por tua causa.

        A WCW foi o que foi principalmente por duas coisas: pelas storylines arrojadas com muitas coisas que não se viam na altura (quando o Vince Russo ainda sabia o que andava a fazer); e pelo roster que tinha e foi adquirindo ao longo do tempo, até formar a famosa NWO, que foi o que catapultou a WCW para o topo.

        O dinheiro e contratos com valores exurbitantes se existiam era porque haviam condições para eles existirem.

        Onde é que o Bischoff encaixa nisto? O Bischoff era o “Executive Vice-President” (e mais tarde o Presidente) da WCW. Ele tinha poder nos bastidores e quando ele se aliou à NWO os egos de muita gente, incluindo o do Kevin Nash que tu gostas tanto, começaram a intrometer-se na storyline e na stable e isso é que foi o início do fim da WCW. A juntar a isso a Time Warner quando comprou a Turner Broadcasting, pediu ao Bischoff para tornar a WCW um produto mais familiar, o que não tinha nada a ver com o que a WCW era até então.

        O Bischoff não é santinho nenhum, mas foi ou ainda é, um visionário. E tu dizeres que ele não merece trabalhar em bastidores de wrestling nenhuns é estúpido, até porque muitas companhias de wrestling sentir-se-iam honradas por trabalhar com o Bischoff. Se ele fosse assim tão mau como pensas, a WWE tinha-o dispensado quando comprou a WCW.

        Se não acreditas em mim aconselho-te a veres vários DVD’s sobre o assunto ou vai ao Wikipédia, de certeza que vais confirmar o que te escrevi aqui.

        E não sou um fanboy do Bischoff, olha se fosse… :)

      • Jorge Rebelo - há 3 anos

        E quem é que despertou o interesse dos investidores? Quem é que levou a que investissem na WCW?

        Não compreendo esta tendência para diabolizar nomes que são importantes na história do wrestling e nessa história o Bischoff tem o seu lugar. Ele pode ser muito criticado por aquilo que fez (ou não fez) na TNA, mas tentar menosprezar o seu papel na WCW só pode ser resultado de ouvir a história contada pela empresa sobrevivente das Monday Night Wars.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador