Mais garantido de reaparecer são e salvo do que um título na posse da Rhea Ripley, chega novamente o Top Ten! Ainda é de realidade que se fala, porque ela também entra neste mundinho meio a brincar, que todos ainda gostam de nos lembrar que não é propriamente tudo a sério, porque nós nascemos ontem.

Se na semana passada o assunto era acontecimentos reais que forçavam storylines a ser alteradas, este difere na medida em que… Os acontecimentos é que deram a ideia para a storyline. Há muitos casos diferentes mas a ideia deste Top Ten é de que reine o mau gosto. Não é basear em boas acções nem criar angles a partir de algo mais inofensivo como a gravidez de uma competidora – apesar que, a partir daí, também daria para muito desastre, perguntem à Lacey Evans. E parabéns a ela, já agora! Aqui estão listados acontecimentos mais negros e até trágicos, que não os impediu de explorarem. Coisas que fazem realmente muitos questionar a necessidade disso e que deixa muitos desconfortáveis. Reacções mistas, sempre. Vejam quais vos incomodam e quais não:

Nota: tinha uma lista mais extensa mas reduzi a um foco para angles mais contínuos, estórias, em vez de segmentos de passagem como a entrevista à viúva de Brian Pillman ou a menção do falecido irmão de Charlotte Flair por parte de Paige. E mesmo assim, há coisas que chegue!

4 Comentários

  1. Boa lista! Mas… “Não é nenhuma exposição de algum segredo macabro de que, na verdade, CM Punk apenas finge o seu estilo de vida limpa, qual vegana do Instagram, e na verdade é todo um deboche de “sex, drugs & rock n’ roll” ham??? ahahaha

  2. Nice Guy1 mês

    Vince e as suas ideias.

  3. Gean1 mês

    Poderia também mencionar o personagem muhammad hassam inspirado no 11 de setembro, gerando enormes críticas a wwe na época