Something, something, CM Punk de volta à WWE, é o Top Ten! É, esta foi chutada assim desta maneira. Este hábito de ter sempre uma introdução assim mais para o parva está sempre aqui e a referência mais incontornável em todo o wrestling actualmente não dava mesmo para evitar. Ao ponto de facilitar a sua selecção e, ao mesmo tempo, dificultá-la. Mas olhem que engraçado, foi uma surpresa do caraças e imprevisível para muitos. Até para quem falava do assunto, no fundo não acreditavam totalmente.

Ou seja, até se alinhou aqui com os temas recorrentes do Top Ten, assumindo que ainda estão por aí desse lado a ver. Ficou inadvertidamente alinhado. Especificamente com o desta semana, nem por isso. Ainda não dá para listar dez regressos do CM Punk a algum lado depois de ter feito asneiras noutro. Para já, pelo menos. Fala-se aqui de traições e, mesmo com um certo estrilho, não se pode dizer que Punk tenha traído alguém da casa anterior para voltar para esta, já sua antiga. Acontece muito entre equipas, entre grandes amigos, entre quase irmãos… Entre irmãos mesmo. Dava para fazer um Top enorme se fosse para ser completo. Mas seleccionámos dez.

Como já muitos foram aqui mencionados noutras edições, nem todos voltam aqui a aparecer, podendo haver algum ou outro que tenha valido a pena resgatar para ser reintegrado e contextualizado aqui. Mas recordem lá estes dez e comecem a preparar mais dez que queiram acrescentar no final!

7 Comentários

  1. Diogo3 meses

    Ia falar do momento Mark Henry e John Cena, não foi bem uma traição pessoal porque foi montado em 10 minutos para depois sim haver uma mino-traição, ao contrário destes casos que implicam um build up maior, mas pelo tema da próxima semana já vi que vai lá estar de certeza

  2. Bruno Fec3 meses

    A traição do KO ao Jericho acaba por ser uma espécie de efeito borboleta.
    Aquela feud era para acabar na Wrestlemania, como acabou, mas não pelo título dos Estados Unidos, era pelo título universal, ganhasse Jericho ou KO mantivesse o título, nunca perde-lo antes para Goldberg.

    Não aconteceu, Jericho começou a fartar-se daquilo, ainda teve uma aparição meses mais tarde, foi para o Japão e foi a grande figura do início da AEW, Moxley já admitiu que sem Jericho nunca teria ido para lá (pelo menos tão cedo)

    • Doughc3 meses

      Seria sensacional o Jericho venceslndo a Rumble em 2016

  3. Wwe world3 meses

    Sasha banks & bayley 2020 🤡

  4. A traição dos The Shield chocou-me ainda mais porque foi o Seth Rollins a trair o grupo. O pessoal já esperava que um dia estes iam separar-se, mas acho que a maioria pensava que ia ser o Dean Ambrose a fazer o heel turn e trair o grupo. Lembro-me que até o Dean Ambrose e Roman Reigns andavam com zangas, e depois era o Seth Rollins que os tinha de acalmar. Mas do nada… o Seth Rollins é que trai o grupo e o seu personagem fica ainda melhor. Excelente momento, excelente construção de personagem.

    • Sincerão3 meses

      Mas jovem, como te chocou sendo que já era óbvio isso?
      Aí você forçou falando que isso foi ”excelente”. Menos, bem menos…

    • Era óbvio ser o Seth Rollins a trair o grupo e ser naquele momento? Se a ti era. Bom para ti (acho eu). Na minha opinião foi um excelente momento. Se não o achaste paciência. Mas não digas “menos, bem menos” só porque achei o momento excelente. Foi tão bom que até hoje é relembrado.