Frank casino

Sejam todos bem-vindos a uma nova edição do Top Ten que regressa após uma semana em que falho aquela conversa toda do “volto para a semana.” É sempre em princípio, certo, mas não nego que falhei. Não houve Top Ten na semana anterior mas há neste e o tema é o mesmo que já tinha sido prometido há duas semanas atrás.

Em tempos em que temos vindo a ser surpreendidos por algumas turns recentes e em que ainda não recuperaram de uma turn mal executada de Becky Lynch, achei que dava para recordar alguns daqueles caricatos momentos: nem sempre os babyfaces têm razão e dá para ter simpatia por eles. Muitas vezes são abusivos ou chorões ou simplesmente umas bestas. Muitos até dirão que eles até são quase sempre assim por norma, é que isso acontece muitas vezes. O Face porque é Face safa-se com tudo! E daí vamos recordar apenas dez casos. Apenas. Se faltar algum muito flagrante, confio a vós.

5 Comentários

  1. PedrKo2 anos

    Faltou aqui o Eddie Guerrero, a música de entrada dele diz tudo.

  2. Simba2 anos

    Could you go back to the former way, having to load the page all the time just sucks, a long list of items is much better

  3. Bom artigo. Acrescentava o Eddie Guerrero.

  4. Facebook Profile photo

    Ótimo top ten. Acho que estas situações comprovam que não adianta a wwe tentar manipular as ações do personagem, para tentar favorecer um atleta ou outro. Acho que seria muito mais fácil escutar e apoiar quem o público pedisse.

  5. Kick_Ass2 anos

    Dos 10 momentos o que mais me ficou a memória foi mesmo o do Christian, é que foi algo que não se faz… o homem estava com um grande pop e tinha ganho o título principal em nome do melhor amigo que se tinha reformado, era a melhor altura para construir um herói nesta história, porque o ato do Christian foi nobre e o público viu e respeitou muito isso, e retirar-lhe assim o título para um Orton ainda por cima face não teve o mínimo de respeito por ele nem por o Edge.
    Merecia ter tido um reinado muito melhor do que lhe deram.