10 Personagens Esquecidas da New Generation Era - Top Ten #494

10 – Kwang

Mais um lutador Asiático misterioso, escondido sob uma máscara, com muito misticismo à sua volta e com aquele maldito “mist” cuspido para cegar adversários. Também poderia estar aqui Hakushi, mas considera-se uma melhor passagem que a deste Kwang – Hakushi tem grandes exibições muito subvalorizadas, como por exemplo, com Bret Hart. E se calhar havia outro problema a apresentar a este Asiático: isso de ser de Puerto Rico meio que não tem muito a ver.

Kwang era uma ocupação de Savio Vega antes deste encontrar nova ocupação e realmente ganhar um lugar de maior destaque no midcard da WWE, estabelecendo-se o suficiente para já ver a companhia a transitar para a tal era seguinte, da qual andámos a falar mais ultimamente. Chegou à WWE em 1993 como um veterano e, após uma fase de dark matches, era altura de lançá-lo às luzes da ribalta. Ou lá quais luzes pairassem sobre o Kwang. Já que foi essa a gimmick que lhe atribuíram. E apesar de ter toda aquela mística misteriosa à sua volta para torná-lo potencialmente intimidante e ter Harvey Wippleman como manager, nada disso parece ter importado, já que não conseguiu ir propriamente a algum lado.

Passou ali os seus primeiros meses de 1994 a derrotar alguns jobbers mas depois, na hora de conseguir sair por cima de alguém que realmente importasse, isso já pesava muito e virou ele próprio um jobber para estrelas como Bret Hart, Razor Ramon e Undertaker, realmente estrelas daquela era. Assim esporádico, despercebido e sem grandes vitórias para contar, aguentou até quase meados de 1995, quando Razor Ramon precisou de ajuda aí de um sangue latino. Entre Savio Vega, fique lá a fatiota demasiado complexa do Kwang num armário do qual não voltou a sair.

1 Comentário

  1. Sou suspeito pra falar do Kwan…era um lutador mascaro fora do padrão mexicano e era bem agil pra época apesar do tamanho.
    Jean Peirre era ótimo no ring.
    Faltou o Aldo Montoya na lista