O Backlash deste sábado impressionou de facto muita gente, pois aquilo que parecia que ia ser um evento medíocre e sem interesse, tornou-se em algo até especial, de certa forma, principalmente para o público de Porto Rico.

Este foi o primeiro premium live event que a WWE apresenta lá em mais de 18 anos, portanto foi um grande momento para os fãs de lá, que tinham uma grande uma grande expectativa de voltar a ver os seus lutadores favoritos ao vivo.

Eles trouxeram uma grande energia ao show, e graças a isso pareceu que foi algo muito maior e mais importante. Mas será que eles ajudaram demasiado, e que isto foi mesmo algo medíocre? Será que a sua energia ajudou a disfarçar a qualidade disto?

Acho que esteve longe de ser perfeito, ou até muito bom, e nesta lista vou falar das cinco coisas que não gostei de ver no Backlash. Quero relembrar, mais uma vez, que esta é a minha opinião, e nada é factual.

Assim sendo, vamos a isso!

14 Comentários

  1. Zoro1 ano

    Também já não aguento a Bianca como campeã, e aliás ela é boa no ringue e uma excelente atleta mas não tem carisma nenhum, ou seja é secante ver ela como campeã durante tanto tempo.
    Quanto ao Omos também concordo, não consigo perceber o objetivo dele no main roster quanto mais na WWE, e com uma stable tão boa, e poderiam incluir Omos nos Hurt Business estão a tirar toda a qualidade deste grupo e especialmente do MVP como manager do Bobby Lashley.
    Não concordo contigo no ponto 3, a WWE nunca levou tão a peito os tamanhos dos wrestlers, o Rey Mysterio já foi dos melhores na WWE, o Big Show e o Kane já foram campeões mundiais, e já foram ambos humilhados, há de tudo e para todos, e quanto à Zelina achei uma adversária ok, dado que não havia adversária direta para ela e o Backlash ser em Porto Rico.
    Gostei do combate, e da performance do Bad Bunny, mas concordo contigo, ele não vai ganhar nada com esta vitória, muito menos a WWE ganha com isso, e não quero que a WWE contrate mais part-timers.
    Quanto ao último ponto, às vezes para haver um bom evento não é necessário haver algum seguimento, eu achei um bom evento dado que é o Backlash.

  2. Di lucas1 ano

    Descordo da sua opinião, eles fizeram um fan service muito bem feito, não foi grandioso mas foi bem melhor que a encomenda

  3. El Cuebro1 ano

    Realmente muita coisa faz sentido aí, o Backlash foi um ótimo evento, mas também teve suas partes ruins, por exemplo a WWE ter medo de se arriscar e priorizar esses reinados longos e dominantes, não precisa disso tudo se você criar um bom conteúdo, algo que não acontece há um tempo só vai servir para enterrar bons nomes, Asuka, Damage CTRL, Drew, etc, realmente as storylines criadas para o evento não terão muita repercussão no futuro da empresa e das storylines também, Omos não mete medo em ninguém e mostra como a WWE erra e errou com vários dos gigantes que teve em sua história e sim a Hurt Business deveria voltar urgente, infelizmente o Damian Priest nada mais é do que um secundário dentro dos JD e da WWE num todo e espero que a WWE mude sua atitude no futuro, porque está ficando meio chata demais!

  4. Natan1 ano

    Alguns aspectos concordo, mas alguns discordo totalmente, o evento foi realmente bom, apesar das lutas terem sido curtas, mas foram muito bem apreciados pelo público, especialmente no San Juan Street Fight, e foi com a aparição do Carlito e Savio Vega que culminou na vitória do Bad Bunny, mas torço para que o Judgement Day volta a se recuperar de vez quem sabe tomando os títulos do Kevin Owens e Sami Zayn, Omos precisa urgentemente participar da Hurt Business pra melhorar seu desempenho de vez, Bianca Belair pela amor de Deus, já deu seu reinado, não seja Roman Reigns da vida querer passar de mais de 500 dias como campeã

  5. Vitor Oliveira1 ano

    Sinceramente, discordo…

  6. Rulqi Ruga1 ano

    Vao tirar o titulo da Bianca e dar de novo pra Becky?

    • RONI1 ano

      Oi boa noite tudo bem?espero que sim, não vai haver troca de títulos, pois Bianca foi pro smacdow e Rhea pro Raw, ent ambas n perderam título apenas vão trocar

  7. KillerFly1 ano

    Grande show, viajou geral nessa

  8. Bay1 ano

    Discordo

  9. Anônimo1 ano

    “há lutadoras melhores para ser a cara da divisão feminina no Smackdown”. Não, não há. Também acho que a Bianca já poderia ter perdido o título e dado uma melhorada no personagem (se tornar mais o bom heel que ela era no NXT), mas dizer que tem muitos nomes melhores que uma lutadora que sempre tá lá lutando e entregando boas lutas, contra qualquer uma, é… enfim… …

    • Henrique1 ano

      Exatamente, ele é capaz de proferir essa frase, mas não é capaz de dizer nomes. É o costume vindo deste senhor. Mas lá está, é apenas a opinião dele e vale o que vale.

    • Bom tópico para uma próxima lista. Fiquem atentos!

  10. Anonimo1 ano

    Eu nao gosto que o coelho mau va a wwe e ganhe combates mas como nao gosto do prest nem quero que apostem nele gosto que perca. A ver se perde credibidade e nao apostam nele.

  11. Leo1 ano

    Há que ter noção de duas coisas.

    A primeira é que no estrangeiro a WWE tem de agradar o público presente no recinto para haver hipóteses de regresso. Isso do heel cilindrar a heroína local funcionaria nos EUA ou Canadá, mas não num país onde a WWE passa décadas sem por os pés. Vamos supor que a WWE faz um PPV em Portugal com a Killer Kelly. Ela está nos cartazes, faz entrevistas e está tudo feliz e entusiasmado por finalmente termos um grande evento por cá. Será que depois de tudo o pessoal ia gostar de vê-la a ser dilacerada em poucos segundos? Podem ter a certeza que a imprensa desportiva ia tentar fazer disso uma polémica e a maior parte ia comentar para as redes sociais como pagámos para ser gozados, Portugal não vale um chavo, os americanos e o wrestling são isto e aquilo, etc. Além disso, sugerir que o combate deveria ter acontecido num live event é desconsiderar o nível de emoção e patriotismo que o mesmo desperta localmente em contexto de evento internacional, bem como as potencialidades da história de azarão no âmbito global.

    A segunda é que a WWE não é uma prova desportiva. Como os resultados são pré-determinados, não vale a pena racionalizar tudo. Isto é entretenimento, e o combate entre Bad Bunny e Damian Priest cumpriu com esse objetivo. Só não íamos ter um combate renhido entre o Hurricane Helms e o John Cena porque o Hurricane era uma personagem pateta (e mesmo assim venceu o The Rock). O Cena sem experiência e logo na sua estreia quase que bateu um campeão olímpico no que foi considerado um dos melhores momentos de 2002. O Triple H é um hall of famer, apesar de ter sido humilhado pelo Ultimate Warrior no início da carreira e derrotado pelo Eugene e até pelo Jim Ross quando era o heel principal. Eu não estaria preocupado com a carreira do Damian Priest. Ele tem futuro na WWE, tal como Austin Theory tinha no ano passado e com certeza tem hoje. Quem sabe se também não vai ganhar um título a curto/médio prazo.