Nos últimos anos, a AEW consolidou-se sem dúvida como a segunda maior empresa de Wrestling profissional a seguir à WWE.

Mesmo assim, uma nova análise à AEW revelou que a empresa ainda não se tornou rentável, mais de cinco anos após a sua fundação.

Uma das grandes causas para isto foi a COVID-19, que teve um grande impacto nas receitas da empresa, impedindo os fãs de assistir aos eventos.

Na última edição da Wrestling Observer Newsletter, Dave Meltzer deu mais informações sobre a situação, referindo que esse facto prejudicou a percepção tanto de Tony Khan como da própria AEW.

O jornalista falou ainda da forma como o seu segundo contrato televisivo pode ter salvado a empresa face à pandemia.


O achaste desta revelação por parte de Dave Meltzer?

7 Comentários

  1. The Last Outlaw4 semanas

    Ah, sem essa de pandemia, isso já passou a anos, essa desculpa não cola.

    AEW não é e nunca será lucrativa, são com notícias como essa que passam como trator em cima daquelas declarações esdrúxulas do Tony Kahn, quando ele fala que a AEW é isso e aquilo.

    Querem ser grandes e gerar dinheiro, mas agem como pequenos e só sabem gastar, gastar, gastar, sem isso levar a lugar nenhum.

    • The Name4 semanas

      Sabes lá se a empresa gera dinheiro ou não, é uma empresa privada ninguém sabe a não ser o Tony, mas com 5 anos esperas o quê? Que gere milhares e biliões? Vocês são incríveis neste site, a empresa é nova primeiro têm de se gastar para depois gerar mais dinheiro, com a renovação de contrato isso vai acontecer.

    • The Last Outlaw4 semanas

      The Name, sabe-se lá não, a AEW não gera lucro, isso é algo tão claro como a água, até o Punk já confirmou isso.

      Se você largar o seu lado “fã” vai entender. A AEW estava indo até bem até meados do ano passado, até a época do Forbbiden Door por exemplo, estavam com arenas cheias, o roster com as grandes estrelas em atividade como MJF, Omega e Punk, e as audiências estavam solidas.

      Tudo começou a desandar apartir do momento que desligaram o Punk da empresa a favor daquele pseudo-lutador, medíocre, garoto da selva, e a partir do momento que ficou claro que Tony Kahn é um paspalho, junte isso as péssimas storylines como a do MJF que foi algo horrível, um pr

    • The Last Outlaw4 semanas

      Um produto cada vez mais decadente, a tal Elite usando e abusando do poder porque sim, e temos a receita para o desastre.

      Esse ano a empresa investiu em 3 grandes contratações que não serviram pra nada, as audiências continuam ridículas, ninguém liga para o produto, o público não frequenta os shows semanais, arenas vazias virou algo normal, passaram a maior vergonha de todos os tempos com aquele Dynamite onde mostraram as tais filmagens do Punk (o que só deu razao ao Punk, e deixou a própria AEW com o filme ainda mais queimado, além de ser o vídeo com maior deslikes da história da empresa), e lá se passaram 5 anos e a empresa até agora não mostrou a que veio a não ser tentar mostrar a todo custo combates onde os lutadores mostram 5.000 movimentos e nada além disso.

      É mais que claro que a saída de Cody Rhodes fez a empresa perder o padrão de qualidade que antes tinha.

  2. ITALO4 semanas

    Shao kahn pai tem dinheiro infinito, Shao kahn filho não se preocupa com isso

  3. Arns4 semanas

    Caros, a WWE esteve quase a fechar a certo ponto. Não sei se os especialistas em gestão sabem, mas qualquer empresa que arranque do 0 vai precisar de investir muito para depois, a médio-longo prazo garantir retorno. Estou só a dizer.

    Deixem-se de tretas e aproveitem que esta é a empresa que pode dar tudo o que um MJF, um Swerve, um Adam Page entre outros a sua melhor versão. Ter um gajo disposto a meter do seu dinheiro para nos entreter… só tenho que agradecer e, como sou livre e não tapado, dizer mal quando tenho que dizer.