Depois do Worlds End do último sábado, a AEW transmitiu este sábado mais uma edição do Collision no canal TNT, a partir do Bojangles Coliseum em Charlotte, North Carolina.

No main event, os FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) levaram a melhor sobre os House of Black (Malakai Black & Buddy Matthews). No entanto, depois do combate, toda a House of Black atacou os FTR e Daniel Garcia com uma cadeira, e a TBS Champion Julia Hart fechou o show com uma 10-bell salute.

Noutro destaque, Eddie Kingston defendeu o AEW Continental Crown Championship com sucesso contra Trent Beretta. De notar que este último foi acompanhado pela sua mãe, Sue, durante o title match.

Já os ROH World Tag Team Champions The Undisputed Kingdom (Matt Taven & Mike Bennett) estiveram em ação num Proving Ground Match, enfrentando e derrotando a dupla de Bryan Keith & Komander.

Noutro Tag Team Match, Darby Allin & Sting foram acompanhados por Ric Flair numa vitória contra os The WorkHorsemen (JD Drake & Anthony Henry). Mais tarde, o “Nature Boy” ainda participou numa promo no backstage.

Destacar ainda a vitória de Adam Copeland sobre Griff Garrison, após um open challenge que foi respondido com um estalo. Depois do combate, Cole Karter atacou o Hall of Famer, que respondeu com um Spear.

Quanto a combates, mencionar ainda: a vitória de Skye Blue sobre Kiera Hogan; e a de Claudio Castagnoli sobre Andrew Everett, antes do seu combate contra “Hangman” Adam Page no próximo Dynamite.

No backstage, os Bullet Club Gold (Jay White, Austin & Colten Gunn) foram interrompidos pelos AEW Trios Champion The Acclaimed (Max Caster & Anthony Bowens) & Billy Gunn e convidados a formar uma super-facção para enfrentar os The Undisputed Kingdom.

Já os AEW Tag Team Champions Ricky Starks & Big Bill foram entrevistados e desafiaram os Le Sex Gods (Chris Jericho & Sammy Guevara) para uma Street Fight pelos títulos no Battle Of The Belts.

Por fim, ainda nas promos, destacar: um desafio de HOOK ao AEW World Champion Samoa Joe; Kris Statlander e Willow Nightingale mostraram-se confiantes para 2024; e mais um video package de Serena Deeb.

Resultados

– Darby Allin & Sting venceram The WorkHorsemen (JD Drake & Anthony Henry)
– AEW Continental Crown Champion Eddie Kingston venceu Trent Beretta
– ROH World Tag Team Champions The Undisputed Kingdom (Matt Taven & Mike Bennett) venceram Bryan Keith & Komander (Proving Ground Match)
– Adam Copeland venceu Griff Garrison
– Skye Blue venceu Kiera Hogan
– Claudio Castagnoli venceu Andrew Everett
– FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) venceram House of Black (Malakai Black & Buddy Matthews)

Vídeos

Watch Wrestling


O que achaste deste AEW Collision?

9 Comentários

  1. Vou ser bem sincero e apontar aqui o maior problema do Collision na minha visão, esse build up eterno para matches do próximo Dynamite.

    Sting and Darby vs jobbers
    Copeland vs Jober
    Claudio vs Jober

    3 lutas para dar build up pra quarta, sendo que apenas a do Adam podemos dizer que fez algum sentido. Assim, o problema não é isso existir, mas fazer TODA SEMANA. O Collision deveria ter sido pensando para dar oportunidade a nomes apagados desse roster incrível, e é isso que eles fazem com mais 2 horas de programação?

    Não precisa fazer um pre match para Claudio vs Hangman, já sabemos que vai ser incrível. Usa esse tempo para criar uma storyline paralela entre Claudio e alguém do under card, sei lá!

    Ou melhor, desenvolve a tag division que tá bem apagada nos últimos meses, ou a womens division. Tantas possibilidades.

    O que custa ter um plano a longo prazo? Sei que toda tem que se organizar, mas não parece haver esse plano, apenas para os top guys e olha lá.

  2. É isso, não foi um bom Collision. Foi repetitivo.

    Só podemos dizer que valeu a pena pelo Copeland, womens match e o ME.

    Kiera Hogan realmente luta bem, e a Sky está evoluindo bastante.

    FTR vs HOB era óbvio que seria fantástico. O final do show deu uma compensada, contudo não é suficiente para salvar, infelizmente.

    O C2 foi uma lufada de ar fresco, porém mais título é realmente WTF. Pra que? Já que não vai ser o titular principal do Collision.

    É isso, um ótimo Dynamite e um Collision triste. Pelo menos HOB dominando.

  3. The Name2 meses

    Foi um Collision mediano, um bocado a desejar, o da semana passado foi muito melhor… Teve boas coisas e outras menos boas, o main event foi de longe a melhor parte do show, simplesmente este foi um collision para encher chouriços depois de um excelente episódio do Dynamite, a ver vamos se volta a melhorar, está a faltar algo ao Collision para levar ao patamar do Dynamite!

  4. Seixo Paulo2 meses

    A AEW é incrível… Mais um show incrível com wrestlers incríveis que têm que ser melhor aproveitados entre eles o Groff Garrison e o Andrew Everett. Os dois jovens lutadores apresentam um potencial acima da média e deviam ser lapidados para se tornarem as maiores estrelas da companhia. Pensa nisso Tony melhor booker de sempre

  5. Começámos com o Sting e o Darby Allin a despachar os The WorkHorsemen, o que é uma pena. Acredito que já referi aqui que sou fã do trabalho do Henry & Drake e vê-los constantemente a perder em combates de menos de 5 minutos é desapontante. Eddie Kingston vs Trent Beretta já foi bem melhor, com os 2 a combinarem muito bem nesta title match. Uma situação onde o sangue na cara do Trent até ajudou a melhorar a intensidade aqui, sendo que ainda tenho dúvidas se era planeado ou se acidental. Caso acidental, esperemos que não seja nada de grave pois o Trent sangrou bem. Undisputed Kingdom vs Keith & Komander cumpriu como uns quase 10 minutos divertidos. A promo do Adam Copeland foi decente, dizendo que quer merecer de volta o seu caminho para o Christian Cage em vez de ter a desforra automática e portanto vamos ter algumas Open Challenges. É uma boa forma de se certificar que o Copeland luta com algum do talento mais jovem durante as próximas semanas. Adam Copeland vs Griff Garrison até nem foi mau. Não esperava grande coisa e cumpriu, com o Griff a ficar em boa imagem. Depois temos Skye Blue vs Kiera Hogan. Nas últimas semanas, especialmente no Twitter, há malta que está a reparar numa tendência: quando chegamos ao dia de um Dynamite ou Collision e não existe um combate feminino anunciado, o Tony Khan anuncia uma match aleatória com a Skye Blue. E o que eu me ri ontem quando isso aconteceu! Este combate foi bem medíocre e inconsequente. Antes do main event, Castagnoli destrói o Andrew Everett. FTR vs House Of Black – pessoalmente, é uma pena que tenha demorado imenso tempo a arrancar porque os últimos minutos disto foram entusiasmantes, com várias combinações muito boas e bons spots! O Daniel Garcia ajudar os FTR é uma coisa boa e estou certamente curioso para Garcia/FTR vs House of Black. Algo de que gostei muito foi o final: a House of Black a destruir os 3 babyfaces à frente da filha do Dax enquanto que a Julia Hart faz a 10-bell salute. Excelente final! Em geral, não foi o melhor começo do ano para o Collision, com um show bem misto e tenho que concordar com o MD-Omega: como é que é suposto o Collision parecer um dos shows semanais principais quando uma boa porção destes combates é para dar build ao próximo Dynamite? Só 2 combates aqui tiveram qualquer tipo de significado: Kingston vs Trent e o main event. O resto foi bem inconsequente.

    • A sério isso das mulheres? Quero só ver como o Tony conseguirá convencer a Mone com esse booking, e já tenho medo pela Purrazzo.

      Me ajuda a te ajudar, Tony Khan. Wrestling só por Wrestling não é o ideal…

  6. Anónimo2 meses

    Destaco o main event.

  7. Allin/Sting v. Workhorseman – ⭐️⭐️
    Trent v. Eddie Kingston – ⭐️⭐️⭐️
    Komander/Keith v. Undisputed Kingdom – ⭐️⭐️,75
    Adam Copeland v. Griff Harrison – ⭐️⭐️,5
    Skye Blue v. Kiara Hogan – ⭐️⭐️,75
    Claudio Castagnoli v. Andrew – ⭐️⭐️
    House of Black v. FTR – ⭐️⭐️⭐️, 75