Aquando da celebração do mês de Outubro que visa consciencializar as pessoas para o cancro da mama, a AEW anunciou, por um tweet já apagado da Shop AEW, que havia começado uma parceria com a Susan G. Komen que passaria pela venda de camisolas especiais cujo lucro seria doado a esta última associação.

O problema, porém, consiste no facto desta organização, que também trabalha com a WWE desde 2012, ter estado envolta em controvérsia nos últimos anos pelo facto de supostamente beneficiar de apoios corporativos e de alegadamente suportar o false advertising em prol das companhias e não da caridade como faria crer.

Logo, os próprios fãs da AEW não tardaram em mostrar o seu desagrado perante esta nova iniciativa da promotora de Tony Khan. De resto, muitos internautas acabaram por relembrar um tweet de CM Punk no ano de 2015 em que tecia fortes críticas à Susan G. Komen por se tratar de um “esquema fraudulento”.

Entretanto, o próprio ex-campeão mundial já recorreu à sua conta do Twitter para aparentemente referenciar o assunto em questão, uma vez que publicou um GIF a dizer “Estamos a trabalhar nisso”.

Mais tarde, um fã pediu a CM Punk para manter a “coerência” e o “Best In The World” respondeu “sem papas na língua” que sempre o faz e até utilizou o termo “cabrão”.

Entretanto a All Elite Wrestling já voltou a colocar as camisolas à venda, mas sem qualquer menção à Susan G. Komen, ficando assim no ar para que instituição irá parte do lucro gerado pelas vendas das mesmas.


Pensas que o melhor para a AEW seria afastar-se desta organização?

2 Comentários

  1. Ih rapaz…

  2. Facebook Profile photo