AEW transmitiu esta quarta-feira a 100ª edição do Dynamite no canal TNT, a partir da Now Arena em Chicago, Illinois, a última antes do All Out do próximo domingo, dia 5 de Setembro.

Resultados

– Proud & Powerful (Santana & Ortiz) venceram FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood)
– Orange Cassidy venceu Jack Evans
– Powerhouse Hobbs venceu Brian Cage
– Tay Conti venceu Penelope Ford
– The Elite (AEW World Tag Team Champions Young Bucks (Matt & Nick Jackson) & Impact World Tag Team Champions Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson)) venceram Jurassic Express (Jungle Boy & Luchasaurus) & Lucha Bros (Penta El Zero Miedo & Rey Fenix)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Proud & Powerful (Santana & Ortiz) venceram FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood): Santana & Ortiz entraram melhor neste embate, tendo dominado de forma agressiva durante alguns minutos, mas os FTR com alguma batota viraram o ímpeto a seu favor e conseguiram isolar Ortiz.

O domínio dos FTR durou vários minutos, mas Ortiz conseguiu sobreviver e fazer o tag a Santana, que entrou com tudo e quase venceu depois de uma combinação do Three Amigos e o Frog Splash. Com o passar dos minutos, as false finishes foram cada vez mais frequentes, em especial por parte dos FTR que quase venceram depois do Big Rig. Ainda assim, os Proud & Powerful conseguiram criar um grande ímpeto com vários golpes de impacto e no final, depois de um Double Inverted Suplex, venceram este opener.

Nos bastidores, Daniel Garcia e os 2point0 afirmaram que vão arruinar o combate entre CM Punk e Darby Allin no All Out, pois Daniel Garcia prometeu lesionar Darby Allin quando se enfrentarem no Rampage.

A seguir tivemos CM Punk no ringue, que afirmou que no domingo tudo pode acabar, pois vai lutar pela primeira vez em 7 anos, que está nervoso e tem receio do que pode acontecer. Do nada, Daniel Garcia e os 2point0 vieram ao ringue e atacaram o “Second City Saint”, sendo que Darby Allin & Sting vieram em auxílio daquele que será o seu adversário no All Out. Esta brawl terminou depois de Darby Allin acertar o seu Coffin Drop, Sting acertar o seu Sting Death Drop e de vermos o primeiro GTS de CM Punk na AEW.

Depois, Sting pegou no microfone e afirmou que sempre quis partilhar o ringue com CM Punk e que tem muito respeito por ele, e que no All Out quer que o combate seja um contra um e sem interferências, e por isso ele não irá acompanhar Darby Allin na ringside durante o combate.

Logo a seguir tivemos um video package a promover o combate pelo AEW World Championship no All Out, entre o campeão Kenny Omega e o Impact World Champion Christian Cage.

A seguir, Tony Schiavone entrevistou MJF e este começou a elogiar a carreira de Chris Jericho e explicou que apesar de ser um dos melhores de sempre, ele vai substituí-lo. Depois MJF explicou que Chris Jericho está numa espiral negativa e que é um viciado pelas luzes dos holofotes, e por isso é que quer colocar a sua carreira em jogo, e que no All Out ele vai fazer questão de terminar a carreira do “Le Champion”.

– Orange Cassidy venceu Jack Evans: Matt Hardy atacou Orange Cassidy ainda antes do combate começar e isso abriu espaço para que Jack Evans dominasse durante alguns momentos, sendo que o combate acabou por ter algum equilíbrio, isto até o “Freshly Squeezed” com um small package vencer este combate.

Assim que o combate, Matt Hardy atacou Orange Cassidy, sendo que Chuck Taylor e Wheeler Yuta vieram no auxílio do seu amigo, isto até os restantes membros da Hardy Family Office virem para o ringue atacar os Best Friends. O ataque terminou quando os Jurassic Express (Jungle Boy & Luchasaurus) vieram em auxílio dos Best Friends.

A seguir tivemos Eddie Kingston a explicar que o pescoço de Miro é o seu ponto fraco e que eles vão andar juntos pelo inferno no All Out, mas que no final ele vai ser o novo TNT Champion. Já Miro explicou que só fica por baixo da sua mulher na cama de um hotel e que no All Out vai mais uma vez mostrar porque é o campeão favorito de Deus.

O video package que vimos a seguir foi para promover o embate entre Jon Moxley e Satoshi Kojima, que acontecerá no All Out deste domingo.

No ringue tivemos Jim Ross a entrevistar Chris Jericho e o lendário comentador perguntou logo porque é que o “Le Champion” escolheu esta estipulação para o All Out. Este começou por insultar MJF, mas que eles são os dois muito parecidos e que a única coisa que o jovem tem a mais que ele, são as 3 vitórias. Chris Jericho explicou que não podia viver com a ideia de não conseguir vencer MJF e que se fugisse iria tornar-se complacente, e isso seria o fim da sua carreira. Então prefere arriscar e que não vai deixar MJF tirar-lhe a sua carreira, e que no All Out vai vencer o jovem.

A seguir tivemos Darby Allin a explicar que quando era miúdo CM Punk era o seu lutador favorito e que quando este disse que ele era o seu primeiro alvo, significa que já o está a dar como vencido, e que isso é um erro. Darby Allin terminou dizendo que ou vai tentar o impossível, que é vencer CM Punk em Chicago, ou vai morrer a tentar.

– Powerhouse Hobbs venceu Brian Cage: Brian Cage atacou Powerhouse Hobbs ainda antes deste chegar ao ringue e dominou até ser distraído por Hook.

Powerhouse Hobbs teve o controlo do combate durante vários minutos, mas Brian Cage usou a sua força e explosividade para equilibrar a contenda, mas a verdade é que a primeira quase vitória pertenceu ao lutador da Team Taz depois de um grande Spinebuster. No final, Brian Cage preparava-se para vencer, mas Hook distraiu o árbitro e Ricky Starks acertou com o FTW Championship na cabeça do seu rival, e Powerhouse Hoobs acertou o seu Town Business para arrecadar esta vitória.

Logo a seguir tivemos Malakai Black a explicar que teve piedade de Cody Rhodes, Arn Anderson e Brock Anderson, mas que não irá ter piedade de Lee Johnson, quando o enfrentar no Rampage desta semana.

No ringue, QT Marshall, acompanhado de vários lutadores da The Factory, desafiou Paul Wight para vir ao ringue e o gigante veio e limpou a casa. Durante o segmento, o Gunn Club veio ao ringue para ajudar Paul Wight, mas Billy Gunn com uma cadeira acertou primeiro na anca e depois na cabeça do gigante. O segmento terminou com QT Marshall a acertar o Cutter no seu rival, rumo ao combate do All Out.

Nos bastidores, a AEW Women’s World Champion Britt Baker explicou que Rebel e Jamie Hayter vão participar na Women’s Casino Battle Royale e que no próximo Rampage as duas vão enfrentar Kris Statlander. Já sobre a notícia que ela tinha sobre um free agent que tinha acabado de assinar pela AEW [Adam Cole], Britt Baker explicou que foi ela que acabou de renovar contrato com a promotora.

– Tay Conti venceu Penelope Ford: Tay Conti atacou as suas rivais ainda antes do combate começar e dominou Penelope Ford durante vários minutos, mas a brasileira cometeu um erro e a “Superbad Girl” virou o combate a seu favor. Depois de um domínio de alguns minutos, Tay Conti voltou a equilibrar o combate e até quase o venceu de forma enfática.

Os minutos finais foram bastante equilibrados e com várias quase vitórias por parte das duas lutadoras, sendo que Tay Conti atirou Penelope Ford contra The Bunny, e com um pin rápido venceu o embate.

Assim que o combate terminou, The Bunny e Penelope Ford atacaram a lutadora brasileira e tivemos o regresso de Anna Jay, que veio ao auxílio da sua melhor amiga.

Nos bastidores, Thunder Rosa ia ser entrevistada, mas Jade Cargill e Nyla Rose atacaram a lutadora que tentou dar luta, mas sem hipótese. O segmento terminou com um cara a cara entre as duas lutadoras.

Logo a seguir tivemos mais um video package a promover o combate entre Chris Jericho e MJF no All Out, com os vários comentadores da AEW a mostrarem-se preocupados por este poder ser o fim da carreira do “Le Champion”.

– The Elite (AEW World Tag Team Champions Young Bucks (Matt & Nick Jackson) & Impact World Tag Team Champions Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson)) venceram Jurassic Express (Jungle Boy & Luchasaurus) & Lucha Bros (Penta El Zero Miedo & Rey Fenix): O main event começou de forma confusa, como seria de esperar de um combate com estes lutadores, sendo que a maior química dos The Elite fez com que estes dominassem durante alguns minutos.

Quando o duo dos Lucha Bros e Jurassic Express conseguiram equilibrar este Eight-Man Tag Team Match, a força de Luchasaurus começou a fazer a diferença e quase conseguiu fazer o pin a Karl Anderson. Os minutos finais foram uma grande confusão, com os 8 lutadores em ringue durante vários momentos. No final, os Young Bucks com o Meltzer Driver fizeram o pin em Rey Fenix e venceram o combate.

Assim que o combate terminou, o AEW World Champion Kenny Omega e Don Callis juntarem-se aos restantes membros dos The Elite no ringue, sendo que tivemos os Good Brothers a acertar o seu Magic Killer em Luchasaurus. Christian Cage veio em auxílio dos seus amigos, mas a força dos números favoreceu os The Elite.

Estes expulsaram todos os lutadores do ringue exceto Christian Cage e os Lucha Bros, tendo Kenny Omega pedido para descer a jaula e The Elite destruíram os seus adversários do All Out.


O que achaste do AEW Dynamite desta semana?

19 Comentários

  1. Bom episódio do AEW Dynamite, apesar de não ser fã de tantos combates terem terminado ou por roll-up ou graças a distrações.
    Destaco: o ótimo opener entre Santana & Ortiz e FTR; o segmento de CM Punk em que também apareceram Darby Allin, Sting, Daniel Garcia e os 2point0 (que saudades de ver um GTS do Punk); as entrevistas a MJF e Chris Jericho; o tease de Britt Baker para uma eventual chegada de Adam Cole à AEW (“big major free agent signing”) mas que foi apenas um swerve; o heel turn completamente inesperado do Gunn Club; o regresso saudado de Anna Jay; e o main event.

  2. Gostei:
    – Santana & Ortiz vs FTR. O combate prometia logo de início com os fãs a fazer imenso barulho para o combate. Várias nearfalls, várias manobras únicas de ambas as equipas, e o final é muito bom! Um combate fantástico para começar o show, com ambas as equipas a realizarem aqui um clássico. Vale definitivamente a pena ver este combate!
    – Promo de Daniel Garcia e 2.0. É uma boa promo, onde os 3 prometem que CM Punk não chegará ao All Out.
    – Promo de CM Punk, com novo enorme pop. Punk está nervoso, os fãs motivam-no. Daniel Garcia e 2.0 entram em ring e atacam Punk até Darby Allin e Sting salvarem Punk e voltamos a ver o famoso Go To Sleep!!! Sting faz uma boa promo onde admite que sempre quis partilhar um ring com Pink (Sting no seu auge contra CM Punk seria excelente). O segmento termina com um cara a cara entre Punk e Darby. Este segmento foi absolutamente fantástico e aumentou o já enorme hype para este combate! Vale a pena também verem este segmento!
    – Promo de MJF onde mete em retrospetiva a carreira de Chris Jericho e diz que será o homem a terminar a carreira que já devia ter acabado há imenso tempo. O habitual de MJF, uma ótima promo.
    – Orange Cassidy estava a fazer a sua entrada e é atacado por Matt Hardy. Cumpriu o seu trabalho.
    – Novamente, após o combate de Cassidy, Matt Hardy volta a atacar Cassidy. Isto traz os Best Friends, HFO e Jurassic Express, com os faces a saírem por cima. Novamente, o segmento cumpriu o seu trabalho. Mas volto a notar, esta stable da HFO continua a ficar mais confusa. Esqueço-me constantemente que a stable tem assim tantos membros.
    – Promo de Chris Jericho. O público a cantar Judas nunca vai ficar aborrecido. Jericho fala do início da sua carreira e diz que MJF terá que o matar para ele se reformar no All Out. Ele termina a promo dizendo que MJF não tem coragem de fazer tal. Esta promo foi fantástica! A intensidade… a paixão… se já pouco acreditava na reforma de Jericho, agora ainda menos! Outra promo que vale a pena assistir!
    – QT Marshall, acompanhado da Nightmare Factory, chama Paul Wight. As 6 pessoas atacam o gigante mas os Gunn Club aparecem para ajudar. Mas, numa reviravolta, os Gunn Club viram heels e atacam Paul Wight. Isto leva a um massacre sobre o gigante. Este segmento ia ser mais do mesmo, mas gostei da reviravolta chocante dos Gunn Club. Vamos ver o que fazem com eles agora como heels.
    – Promo de Britt Baker. Típica promo de Baker, ou seja, ótima promo. Destaco que ela falou em ”signing of the hottest free agent in wrestling”, porque ela renovou. Ok, Britt. Nós sabemos que o teu namorado chega este domingo.
    – Tay Conti vs Penelope Ford. O combate teve um tempo decente e ambas as mulheres conseguiram fazer um bom combate, com o público bem investido. Tay Conti consegue a vitória!
    – Após o combate, Conti é atacada por Ford e The Bunny até Anna Jay finalmente regressar e ajudar a sua melhor amiga! TayJay está de volta!
    – Promo de Thunder Rosa onde ela não consegue dizer nada pois é atacada por Jade Cargill e Nyla Rose. Interessante…
    – Jurassic Express & Lucha Bros vs The Super Elite. Jungle Boy é dominado e quando faz o hot tag em Fenix, Fenix entrega daquelas manobras fantásticas. A sequência entre os Lucha Bros e Young Bucks foi incrível, com o público a demonstrar tal. O final do combate vê Fenix a ser apanhado no Meltzer Driver e os heels vencem. Um main event que vale a pena ver!
    – Após o combate, Kenny Omega aparece e os Super Elite atacam Jurassic Express e Lucha Bros. Christian Cage tenta ajudar, mas não vale a pena. O show termina com os nossos babyfaces, presos às cordas dentro de uma steel cage, a serem completamente massacrados pelos Super Elite. Este segmento foi algo diferente e foi incrível! Avança a história entre os Lucha Bros e Young Bucks bem como a de Kenny Omega e Christian Cage! Mais um segmento que vale a pena ver!

    Não Gostei:
    – Orange Cassidy vs Jack Evans. Jack Evans domina o combate e perde com uma inside cradle pin… Não sei como me sentir com este combate.
    – Antes de Brian Cage vs Powerhouse Hobbs, Hobbs é atacado por Cage. Acho que teria feito mais sentido o inverso, mas continuando…
    – Brian Cage vs Powerhouse Hobbs. Hobbs vence com distração num combate com pouco a dizer…

    Overall: 8/10. Um go-home show fantástico! Houve uma fantástica progressão de storylines, a ação foi decente no mínimo e notou-se que todos os envolvidos trabalharam no duro para fazer deste episódio fantástico. Um dos melhores episódios do Dynamite este ano!

  3. Sksksk3 semanas

    Alguém pode me explicar por que a Aew do nada parou de disponibilizar o episódio do dynamite todo de uma vez no YouTube.

    • TheFlyingTuga3 semanas

      Acho que só disponibilizaram uma vez quando tiveram problemas de produção. Mas arranjas os episódios em torrent ou podes ver live no wrestling watch

    • Já tem sido assim há uns meses, deve ser para “fazer render o peixe” do Dynamite ao longo de vários dias.

  4. Quem é a candidata principal ao título feminino?

    A Thunder Rosa e Jade são das peças mais interessantes e únicas que a AEW tem em relação a concorrência, merecem destaque. Claro, Nyla também… e com a chegada da Ruby Soho espero que ela também fique em evidência. Devo admitir que se não fosse por ser brasileira eu quase nem me interessaria pela Tay, mas, ela tem seu diferencial. Tá na hora dessa empresa colocar um cinturão de duplas feminino.

    • Rolf3 semanas

      Kris Statlander é a candidata principal no All Out, o resto das lutadores vão estar no Casino Battle Royal

    • Céus, e ela nem sequer apareceu no show pelo visto…

    • Discordo, ainda é cedo para pensar nisso, primeiro é preciso consolidar a divisão feminina, nota-se que ainda está em fase de evolução. Cada coisa a seu tempo

    • Facebook Profile photo

      Concordo com o trouble, se a AEW colocar um título de duplas feminino já vai fazer o mesmo que a WWE fez em 2019. Em vez de trabalhar e consolidar a divisão de equipas feminina e depois colocar o título, eles colocaram o título e depois foram tentar consolidar a divisão. E podemos ver o resultado atual, não é bom na minha opinião, e tinha muito potencial para dar algo certo!

  5. DaniFixe3 semanas

    Dos melhores episódios!

  6. O produto da AEW já é muito melhor do que o da WWE a meu ver é claro… mesmo antes de o Cm Punk voltar ao Wrestling, desde a chegada do Punk há AEW começei a ver wrestling mais atentamente, tenho visto os shows semanais todos da AEW e tenho visto na internet os combates mais antigos da AEW , Moxley , Darby Allin , Miro , Kenny Omega , Cody, PAC etc… atualmente as únicas coisas decentes que a WWE tem tido é o Roman Reigns e o seu excelente reinado, e as boas lutas do Kevin Owens o Seth Rollins e o Edge de resto a WWE é um produto feito para crianças… Enquanto a AEW é um produto que ouve os fãs de wrestling a sério e com grandes lutadores que sabem entreter .

  7. Mais um bom episódio.
    Destaco a traição do Billy Gunn ao Paul Wight, pode ser que assim a família Gunn consiga ter mais destaque, vamos ver. Á semelhança da semana passada, mais dois combates a acabar com rool-up, nada contra desde que não comece a ser assim todas as semanas, mas até concordo em usar de vez em quando.

  8. El Cuebro3 semanas

    Grande show da AEW, primeiramente bom ver a Tay vencendo e ainda ver a volta da Anna Jay, aliás além da situação da battle royal feminina do All Out me faz pensar num futuro com um título de duplas feminino hein, seria bom demais, a AEW tem uma boa divisão feminina para fazer acontecer! Gostei muito do main event também, uma digna confusão, só espero que os Lucha Bros. possam vencer no PPV, no mais grande angle com CM Punk e Darby se encarando e ainda o Sting no ringue com ambos, bons combates num todo também!

  9. Facebook Profile photo

    o que aconteceu no fim quanto tempo foi aquela cena da jaula ???…

  10. Anónimo3 semanas

    Bom combate de início, destaco também o main event, o segmento do Punk, e as promos do Jericho e MJF.

  11. Foi um bom episódio, estou com receio que o Jericho no Domingo faça a sua última luta apesar da promo emocionante está a se encaminhar para isso!
    Darby Allin e CM Punk estiveram muito bem e o combate promete muito!

  12. Guilherme3 semanas

    Um dos melhores episódio que a Dynamite teve , excelentes combates , bom ver a Anna Jay de volta , e bom combate da Tay , essa divisão feminina vai crescendo de um jeito impressionante , pra comemorar o 100° episódio , nada melhor que um main event na jaula , cada semana essa empresa vai surpreendendo .