A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir do Schottenstein Center em Columbus, Ohio, rumo ao Battle of the Belts de 6 de Agosto e ao Quake by the Lake de 10 de Agosto.

Resultados

– Jay Lethal venceu Orange Cassidy
– Britt Baker & Jamie Hayter venceram ThunderStorm (AEW Women’s World Champion Thunder Rosa & Toni Storm)
– Powerhouse Hobbs venceu Ren Jones
– Christian Cage venceu Matt Hardy
– The Acclaimed (Anthony Bowens & Max Caster) venceram Gunn Club (Austin & Colten Gunn) (Dumpster Match)
– Chris Jericho venceu ROH Pure Champion Wheeler Yuta (AEW Interim World Championship Nº1 Contender’s Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Jay Lethal venceu Orange Cassidy: Orange Cassidy usou a sua ofensiva pouco ortodoxa para dominar os minutos iniciais deste opener, tendo Jay Lethal com um Dragon Screw e depois com um ataque nos degraus fora do ringue, tentado lesionar a perna esquerda do seu oponente.

O domínio durou alguns minutos, mas o “Freshly Squeezed” foi aguentando a ofensiva do seu adversário e usou a sua velocidade para tentar equilibrar o ímpeto, mas Jay Lethal pareceu estar sempre um passo à frente. As quase vitórias foram começando a aparecer, em especial por parte de Orange Cassidy, mas Jay Lethal aproveitou a lesão na perna esquerda e conseguiu acertar o Lethal’s Injection para conseguir a vitória.

Assim que o combate terminou, Sonjay Dutt e Satnam Singh vieram ao ringue, e Jay Lethal começou a insultar o TNT Champion Wardlow, e afirmou que iria partir a perna a Orange Cassidy se este não viesse ao ringue. Ora o “Wardog” não demorou muito tempo a vir ao ringue, o que fez os seus novos rivais sair do ringue, mas Sonjay Dutt desafiou o campeão para um combate no Battle of the Belts III.

A seguir tivemos um video package da conquista do FTW Championship por parte de HOOK.

Em seguida tivemos o regresso da Undisputed Elite, tendo Adam Cole revelado rapidamente que está muito feliz por estar de volta, mas ainda não pode lutar. Adam Cole começou então a falar das suas qualidades como líder e das qualidades da Undisputed Elite, tendo focado-se na lealdade e foi então que explicou que ele e Kyle O’Reilly ainda não estão aptos e que se os Young Bucks não querem fazer equipa com Bobby Fish, então não poderão participar no torneio de trios.

Matt & Nick Jackson não gostaram da conversa, mas foram atacados pelas costas pelos reDRagon, tendo ataque durado até que “Hangman” Adam Page veio ao ringue e ajudou os seus amigos.

Nos bastidores tivemos o Interim AEW World Champion Jon Moxley explicou que não quer saber se é Wheeler Yuta ou Chris Jericho a vencer, porque sempre que ele entra em ringue, é para destruir o seu adversário e a verdade é que quando o Blackpool Combat Club terminar, vão fazer com que a Hart Dungeon pareça uma creche. E que venham quem vier, ele irá provar porque é o campeão.

A seguir, tivemos uma entrevista a Christian Cage que aconteceu antes do Dynamite, com este a dizer que Jungle Boy falou da sua família, algo que ele nunca faria. A entrevista terminou quando o jovem apareceu de carro e tentou atropelar o seu rival.

– Britt Baker & Jamie Hayter venceram ThunderStorm (AEW Women’s World Champion Thunder Rosa & Toni Storm): As ThunderStorm entraram de forma dominante tendo isolado Jamie Hayter durante alguns minutos, mas Britt Baker com alguma batota à mistura virou o ímpeto a favor da sua equipa.

Britt Baker & Jamie Hayter dominaram Thunder Rosa durante vários minutos, mas a campeã aguentou a ofensiva e quando conseguiu uma abertura fez o tag a Toni Storm que entrou com tudo e quase venceu o combate sozinha. As quase vitórias foram aparecendo, em especial por parte da dupla de Britt Baker & Jamie Hayter, sendo que no final, o caos ficou instalado e quando parecia que as ThunderStorm iam vencer.

Por fim, Toni Storm por causa da ex-campeã acertou na AEW Women’s World Champion, o que abriu espaço para a britânica acertar uma Lariat na neozelandesa que lhe deu a vitória.

A seguir tivemos um video package sobre o casamento de Sammy Guevara e Tay Conti, mas isso foi interrompido por Eddie Kingston que nos bastidores, explicou que ninguém quer saber do casamento dos dois, e que Tony Khan confirmou que eles se irão enfrentar no All Out.

Depois de revermos imagens do ataque de Powerhouse Hobbs a Ricky Starks, tivemos Taz a dizer que a Team Taz acabou e que os três lutadores estão por sua conta.

– Powerhouse Hobbs venceu Ren Jones: Powerhouse Hobbs não deu hipótese e destruiu o seu adversário e venceu depois de uma Lariat.

Assim que o combate terminou, Ricky Starks correu para o ringue e atacou o seu antigo parceiro, mas rapidamente foi apanhado com um Spinebuster.

Em seguida tivemos Miro a falar com o seu Deus tendo voltado a deixar no ar se irá atacar Malakai Black ou juntar-se a ele.

O video package que vimos a seguir foi de Darby Allin a dizer que ele é o responsável por Brody King estar na AEW e que este pode dizer o que quiser, mas foi ele que pediu o Coffin Match, e para não se esquecer disso.

– Christian Cage venceu Matt Hardy: Matt Hardy entrou de forma agressiva e até quase venceu ao fim de poucos minutos, mas fora do ringue, Christian Cage usou os degraus e virou o ímpeto a seu favor.

O “Instant Classic” dominou durante vários minutos, mas o mais velho dos Hardy Brothers nunca se deu por vencido e começou a virar o rumo do combate após um Superplex. Com isso as quase vitórias foram acontecendo de forma cada vez mais frequente, sendo que Matt Hardy estava no controlo e foi buscar a mesa do timekeeper para se vingar do “Instant Classic”, mas quando voou para acertar um Elbow Drop, o seu rival desviou-se e já dentro do ringue, Christian Cage venceu com o Killswitch.

Assim que o combate terminou, Christian Cage preparava-se para acertar um Conchairto em Matt Hardy, mas Luchasaurus e depois Jungle Boy pararam esse ataque, tendo o veterano conseguido fugir, sem que o seu rival lhe tocasse.

Nos bastidores, Daniel Garcia foi entrevistado e este afirmou que a sua vitória contra Bryan Danielson é a maior vitória da história da AEW e que ele é o “Dragon Slayer” e quando o “American Dragon” voltar, ele irá voltar a vencê-lo.

Em ringue tivemos Ethan Page a perguntar porque é que não está na televisão todas as semanas e que ele merece melhor. Quando o “All Ego” estava a insultar os fãs, apercebeu-se da presença de Stokely Hathaway em ringue e este mandou-o estar calado, tendo oferecido um cartão de visita, com os dois a terem saído juntos.

No backstage, Matt Menard, Angelo Parker e Anna Jay foram entrevistados e os 2Point0 falaram de como Chris Jericho irá ser o novo Interim AEW World Champion. Já Anna Jay explicou que é a lutadora mais sexy e também a mais perigosa, tendo dito que irá sufocar quem ela quiser, tendo acabado a entrevista a aplicar um Rear Naked Choke num trabalhador dos bastidores.

– The Acclaimed (Anthony Bowens & Max Caster) venceram Gunn Club (Austin & Colten Gunn) (Dumpster Match): Os Acclaimed atacaram o Gunn Club ainda durante a sua entrada, tendo aproveitado para fazer o rap habitual já com o Dumpster Match em andamento. O caos foi uma constante neste embate, com várias armas a serem usadas desde cedo e com isso, as duas equipas foram tendo os seus momentos de domínio, tendo acabado por ser Austin & Colten Gunn a terem o ímpeto do seu lado.

A vitória foi ficando cada vez mais perto, sendo que tudo acabou quando Max Caster no topo da entrada atirou Austin Gunn para dentro dum caixote do lixo, antes de acertar o Mic Drop em Colten Gunn, tendo assim os Acclaimed vencido este Dumpster Match.

Assim que o combate terminou, os Acclaimed decidiram atirar o caixote do lixo com os seus rivais lá dentro da zona da stage.

A seguir, tivemos um video package a promover o combate pelo ROH World Championship entre o campeão Castagnoli e Konosuke Takeshita que acontecerá no Battle of the Belts III, que se realizará no próximo Sábado.

– Chris Jericho venceu ROH Pure Champion Wheeler Yuta (AEW Interim World Championship Nº1 Contender’s Match): Wheeler Yuta entrou de forma bastante agressiva e dominante, sendo que os 2Point0 (Angelo Parker & Matt Menard) acabaram por serem expulsos de perto do ringue, quando tentaram ajudar Chris Jericho.

Ainda assim, o “Wizard” com alguma batota à mistura conseguiu virar o ímpeto a seu favor e conseguiu dominar o ROH Pure Champion durante alguns minutos.

O jovem lutador do Blackpool Combat Club conseguiu aguentar o ataque do veterano e com o passar do tempo foi começando a equilibrar as contas deste main event, e a agressividade foi aumentando e com isso, Wheeler Yuta quase venceu depois de uma série de vários German Suplexes e com as false finishes foram aparecendo de forma cada vez mais frequente.

No final, até chegou a parecer que poderíamos ter uma surpresa, mas Chris Jericho aplicou o Liontamer e garantiu o seu combate contra o Interim AEW World Champion Jon Moxley.

O “Wizard” decidiu continuar a aplicar o Liontamer após o combate terminar, mas Jon Moxley veio ao ringue e fez o seu rival fugir. Ainda assim, o Dynamite terminou com Chris Jericho a dizer que se Jon Moxley quer o “Lionheart”, então assim será.


O que achaste deste AEW Dynamite?

8 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Team Taz is over

  2. Ih rapaz, Max Caster citou o Vince, já já chegam as nervosinhas hahahahaa

  3. Excelente show, que bão que a AEW tá tentando melhorar o backstage… E parece que tá dando resultado.

  4. Cebola5 dias

    um ótimo show!

  5. Facebook Profile photo

    Undisputed Elite, tão previsivel Tony

  6. Anónimo4 dias

    Gostei do segmento com o Ethan Page, espero que com o tempo ganhe mais espaço. Destaco também o bom main event entre o Jericho e Yuta.

  7. DaniFixe3 dias

    Bom show!

  8. Gostei:
    – Jay Lethal vs Orange Cassidy. Um bom combate para abrir o show. Trabalharam bem, tanto um com o outro, como as suas respetivas personagens, e Lethal vs Wardlow é um combate que me interessa.
    – Promo da The Undisputed Elite, que termina com a traição da antiga Undisputed Era. Foi um ótimo segmento. O turn estava claramente para breve, algo ajudado pelos recentes teases dos Bucks e Hangman Page, e foi um turn muito bem executado, como se deu para ver por aquela criança a chorar.
    – Baker & Hayter vs ThunderStorm. Foi bom ver um combate feminino a ter mais de 10 minutos. O final podia ter sido um bocado melhor (apesar de a Jamie conseguir o pin é algo que adoro), mas o combate em geral foi muito sólido com 4 excelentes lutadoras em ring.
    – Matt Hardy vs Christian Cage. Mais um ótimo combate entre estes 2 veteranos. A aparição do Jungle Boy pós-combate foi bem executada e tudo aqui foi muito sólido.
    – The Acclaimed vs The Gunn Club. Bom combate, com uma boa história e boa exibição de todos os 4. Toda esta storyline beneficiou ambas as equipas e vamos ver como corre o futuro para elas. (Aquela boca ao Vince McMahon… hahaha)
    – Chris Jericho vs Wheeler Yuta. Mais uma vez, Yuta sai-se muito bem, apesar da derrota. Um ótimo combate para dar uma boa vitória ao Jericho antes de desafiar Moxley pelo título interino.

    Não Gostei:
    – Powerhouse Hobbs vs Ren Jones. Uma squash total. A entrada do Hobbs foi linda de se ver. Mas tirando a entrada, não há muito mais a dizer.

    Overall: 6/10. Um Dynamite sólido. Destaco o segmento da Undisputed Elite, Hardy vs Cage e Jericho vs Yuta. No entanto, tenho que dizer que o follow-up ao Hobbs e Starks desiludiu-me, com uma fraca porrada de 20 segundos, bem como o segmento pós-combate do Cage e JB, apesar de sólido, começa a ser repetitivo.