Depois de quatro especiais em Julho, a AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição especial do Dynamite no canal TNT. Desta vez foi o Homecoming no Daily’s Place em Jacksonville, Flórida, rumo ao All Out de 5 de Setembro.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Chris Jericho venceu Juventud Guerrera
– Jon Moxley, Eddie Kingston & Darby Allin venceram Daniel Garcia & 2.0 (Matt Lee & Jeff Parker)
– Christian Cage venceu The Blade
– TNT Champion Miro venceu Lee Johnson
– Leyla Hirsch venceu The Bunny (NWA Women’s World Championship Nº1 Contender’s Match)
– Malakai Black venceu Cody Rhodes

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Chris Jericho venceu Juventud Guerrera: O Dynamite abriu com Juventud Guerrera a entrar a 100 à hora e a dominar desde cedo este opener. Chris Jericho tentou mostrar a sua maior força, mas “The Juice” manteve o controlo.

Depois de vários minutos de domínio, Chris Jericho começou a recuperar e a ter o ímpeto a seu favor, e até quase venceu quando começou a aplicar um Walls of Jericho que começou na terceira corda. Juventud Guerrera também teve algumas quase vitórias, em especial depois do Juvi Driver.

No final, “Le Champion” acertou o seu Judas Effect e quando percebeu que teria de vencer com algo da terceira corda, subiu até lá acima e acertou um Judas Effect vindo da top rope e venceu o combate.

Assim que o embate terminou, Wardlow veio ao ringue e atacou Chris Jericho e Juventud Guerrara. A seguir, MJF explicou que o 4º desafio do seu rival será lutar contra Wardlow, num combate em que ele estará na ringside para garantir que tudo decorre de forma “justa”. Ficou a sensação de que MJF será o árbitro, algo que até foi dito por Jim Ross, mas esse não parece ser o caso, pois mais tarde foi anunciado que estará apenas na ringside.

Nos bastidores, era para existir uma entrevista aos Death Triangle, mas PAC não estava presente e a dupla acabou por ser interrompida por Andrade El Idolo e Chavo Guerrero, que queriam um agradecimento pelas viagens da semana passada, mas Rey Fenix & Penta El Zero Miedo rejeitaram uma nova oferta do lutador mexicano.

No balneário da Dark Order, estes estavam tristes por terem perdido a hipótese de lutar pelos AEW World Tag Team Championships, sendo que “Hangman” Adam Page apareceu e pediu desculpa por ter perdido o combate na semana passada, e que acha que é melhor eles seguirem caminhos diferentes.

– Jon Moxley, Eddie Kingston & Darby Allin venceram Daniel Garcia & 2.0 (Matt Lee & Jeff Parker): O trio de Jon Moxley, Eddie Kingston & Darby Allin entrou de forma dominante nos primeiros minutos deste trios match, mas com alguma batota à mistura Daniel Garcia e os 2.0 (antigos Ever-Rise) conseguiram isolar o “Mad King” e começaram a dominar, e assim tiveram o ímpeto durante algum tempo.

O problema foi quando Jon Moxley entrou em ringue e virou o combate completamente do avesso, e acabou por acertar o seu Paradigm Shift em Daniel Garcia. Ainda assim, o combate só terminou depois de um Coffin Drop de Darby Allin e em seguida tivemos festejos que também juntaram Sting.

A seguir tivemos um video package sobre a rivalidade entre Brian Cage e a Team Taz.

Nos bastidores tivemos os Good Brothers a aceitar um desafio da Dark Order para um combate pelos Impact Wrestling Tag Team Championships, sendo que a seguir os AEW World Tag Team Champions Young Bucks e o AEW World Champion Kenny Omega vangloriaram-se por já não haver mais nenhum candidato aos seus títulos.

– Christian Cage venceu The Blade: Este combate começou de forma bastante agressiva e Christian Cage entrou dominante, sendo que nem a tentativa de distracção de The Bunny funcionou a favor de The Blade. Já depois de Leyla Hirsch ter vindo tirar The Bunny ao estalo de perto do ringue, The Blade começou finalmente a dominar depois de alguma batota.

Depois de alguns minutos de domínio, o “Instant Classic” usou a sua experiência, agilidade e strikes para virar o ímpeto a seu favor, sendo que ainda assim a primeira quase vitória foi de The Blade. No final, The Blade tentou usar a sua soqueira, mas acabou por sofrer um Spear e assim Christian Cage venceu mais um combate.

Em seguida tivemos os FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) e Santana & Ortiz a revelarem que a rivalidade entre eles ainda não terminou.

De regresso ao ringue tivemos Tony Schiavone a entrevistar a AEW Women’s World Champion Britt Baker, mas rapidamente foram interrompidos por Red Velvet, que veio exigir uma hipótese pelo título. Depois de alguma troca de palavras, o combate ficou marcado para a estreia do AEW Rampage, no próximo dia 13 de Agosto, sendo que o segmento terminou com a campeã a atacar a adversária.

Nos bastidores, Andrade El Idolo e Chavo Guerrero explicaram que os Lucha Bros podem não querer trabalhar com eles, mas Fuego Del Sol quer, e depois quando lhe pediram para este engraxar os sapatos de Andrade, o luchador rejeitou e foi atacado.

De novo em ringue, “Hangman” Page ia ser entrevistado, mas foi rapidamente interrompido pelos The Elite, que pela voz do AEW World Champion Kenny Omega insultaram o cowboy, que se fartou e deu um estalo ao campeão, mas acabou por ser massacrado. A Dark Order ainda quis ajudar “Hangman” Page, mas Stu Grayson e Evil Uno não deixaram que isso acontecesse, respeitando assim a decisão do cowboy.

A seguir foi anunciado que Dan Lambert estará no AEW Dynamite da próxima semana e que tratará reforços para confrontar Lance Archer.

– TNT Champion Miro venceu Lee Johnson: Lee Johnson tentou usar a sua velocidade, mas Miro usou a sua força e dominou desde o primeiro segundo e sem problema durante vários minutos.

No entanto, Lee Johnson começou a conseguir colocar a sua velocidade em jogo e quase surpreendeu o “Redeemer” por várias vezes. Só que no final, Miro acertou o seu pontapé antes de aplicar o Game Over e assim reteve o seu TNT Championship.

Nos bastidores, Christian Cage foi entrevistado e foi anunciado que este é o novo número 1 do ranking, e o “Instant Classic” mostrou-se bastante bem disposto, sendo que fez piadas e até cantou, antes de ficar sério e explicar que veio para a AEW ganhar títulos e vai mostrar isso.

– Leyla Hirsch venceu The Bunny (NWA Women’s World Championship Nº1 Contender’s Match): Leyla Hirsch entrou melhor neste combate e estava a usar a sua maior técnica para dominar, mas The Bunny com alguma batota colocou-se no controlo do embate.

Depois de alguns minutos no domínio, Leyla Hirsch usou os seus suplexes e strikes para virar o ímpeto a seu favor. Ainda assim, a primeira quase vitória foi de The Bunny. No final, “Legit” Leyla Hirsch aplicou o seu Cross Armbreaker e venceu o combate, ganhando uma oportunidade pelo NWA Women’s World Championship.

Já depois do combate terminar, a NWA Women’s World Champion Kamille apareceu e esteve cara a cara com a sua próxima adversária, Leyla Hirsch. O combate entre as duas acontecerá no NWA Empowerrr, a 28 de Agosto.

Nos bastidores, Mark Sterling e Jade Cargill explicaram que estiveram a expandir a marca da lutadora e esta está agora de volta.

– Malakai Black venceu Cody Rhodes: O combate começou de forma bastante agressiva desde o início, com Malakai Black a fazer da perna esquerda de Cody Rhodes o seu alvo preferencial de ataque. O “American Nightmare” ainda tentou dar luta, mas acabou a voar contra uma mesa que estava fora do ringue. Cody Rhodes ainda voltou ao ringue, mas à sua espera estava um pontapé rotativo de Malakai Black, que venceu de forma dominante.

Já depois do combate terminar, Cody Rhodes começou a explicar de tudo o que fez nestes anos e de como todos gozaram com eles quando disseram que iam fazer uma revolução, e que mais do que uma alternativa, eles são neste momento competição. Quando parecia que Cody Rhodes estava a mostrar que se iria retirar dos ringues, Malakai Black fartou-se e voltou ao mesmo, para com uma muleta atacar o seu rival pelas costas.


O que achaste deste AEW Dynamite Homecoming?

53 Comentários

  1. sksksk2 meses

    Man alem do Chris Jericho ter que lutar com o Wardlow vai ser o Mjf juiz como Jericho vai ganhar ‘-‘

  2. Dancan2 meses

    Ainda não consegui digerir esse final

  3. Wrestling2 meses

    Os ex.wwe venceram todos os combates… Já nem mete graça… Scouting 0

    • Rooben2 meses

      Os ex wwe são só algumas das maiores promessas do Pro Wrestling para os próximos anos.
      E ainda falta o Murphy.
      Tanta critica por a AEW contratar ex-WWE , mas esquecem que a WWE contrata bastante para o seu Performance Center , NXT e infelizmente nem todos podem brilhar .
      Enquanto forem Miros , Andrades e black’s estou eu bem com a AEW.
      No dia que forem Mojos e Lars Sullivan ai sim ficarei preocupado

    • Ever rise (2.0) ex wwe perderam 😉

    • Cody tambem é ex wwe

  4. L26MC2 meses

    Tenho a dizer que de uma forma geral dava uma nota negativa a este show.

    Os segmentos foram mais do mesmo, algo repetitivo por sinal, não achei que nenhum combate tivesse tido uma grande qualidade, ainda por ainda quando o main event prometia um dos melhores combates da empresa, o que acabou só por servir como continuação de rivalidade. Fez-me lembrar muito o Cody vs Broodie, espero que a rivalidade não sirva para tentarem de certo modo repetir algo parecido.

    • Facebook Profile photo

      Concordo, o main event foi uma desilusão prometia demais e eu esperava mais.

    • Ryu2 meses

      O combate foi excelente como foi, sempre deu para desenjoar o já normal combate de 20 minutos com mil e um finishers.

      Isto foi wrestling a sério.

  5. Sw2 meses

    Um show razoável. A sensação que tenho é que todos os shows que são em “casa” somente servem para encher chouriços. Sou um grande fã da AEW mas tenho a dizer que detesto quando fazem shows naquele sitio. Acredito que para a semana a história será outra. Vamos AEW

  6. Facebook Profile photo

    Que raio foi aquela promo do cody no final? Se o objetivo era deixar o black para segundo plano conseguiram. Bem fraquito este episodio.

    • Discordo, a promo serviu para de certa forma “explicar” a sua ausencia quer seja já ou daqui a algum tempo que se irá ausentar, afinal ele foi agora pai e quer o seu tempo pessoal e desligar da vida profissional por um tempo… depois tivestr o ataque do black o que faz continuar a feud entre ambos e irá haver um novo combate com mais tempo de antena e mais equilibrio que poderá ser nos proximos episodios ou entao daqui a mais tempo quando o cody regressar.

      Sobre o resto do show nada de mais mas tambemcnao foi tao mau quanto isso, apenas nao ouve nada de especial no avancar de feuds e foram combates meios que standard

    • Facebook Profile photo

      A promo faria sentido se fosse feita no show da proxima semana. Agora andar a fazer promos a tentar por se over depois de ser squashado so diminui a importancia do black. A luta tinha sido muito bem bookada, a promo estragou tudo.

    • Eu acho que naonfoi mau, nao vejo o black descredibikizado de maneira alguma apos vencer um forte nome como o cody ainda por cima e o cody precisar da muleta… mas pronto sao opinioes e respeito a tua

    • Facebook Profile photo

      Claro, nao passam de opinioes ;). Mas so para esclarecer, eu nao quis dizer que o black saiu descredibilizado, mas sim ficou renegado para o segundo plano, ou seja, o futuro do cody tornou se mais importante que o dele.

    • Sim o Cody abandonar foi um pouco lame e um motivo fraco

  7. O segmento backstage com a Elite mais o Nakazawa e o Careca deu-me vômitos, como é que é suposto levar este grupo como a maior ameaça na AEW?

    Há muita coisa que a AEW devia mudar, mas se o Meltzer sem vem com isto, a maior parte dos fãs vão na cantiga dele e pensam que os Bucks ou o Omega são de outro mundo.

    • Facebook Profile photo

      Concordo. Supostamente aquele “estilo” deles serve para lhes dar mais heat mas a unica coisa que me dá é cringe de ver aquilo.

    • O omega é fantastico e gosto da maneira dele ser como heel e depois nos combates brilha como nós sabemos… opá nao sei se será uma especie de fanboy do omega de minha parte mas a verdade e que eu nao conhecia propriamente o kenny, só comecei assistir AEW á coisa de 2 meses talvez um pouco mais nao sei, mas desde logo que fiquei fã do homem, para mim ele é incrivel em tudo

    • É só "experts" aqui2 meses

      Sabes como os levas este grupo a sério? Tendo derrotado o Hangman Page e a Dark Order limpinho na semana passada e e nesta semana voltaram a levar a melhor com eles, começa é a prestar atenção enquanto asistes o show e deixa de ser um daqueles idiotas obcecados com o Meltzer. O Kenny Omega é um dos melhores wrestlers do mundo e os Young Bucks são uma das melhores tag team dos mundo há vário anos, além de serem grande parte da AEW sequer existir hoje e de teres uma empresa para “comentar”.

    • É verdade, David, mas nem sei até que ponto o objetivo deles é ganhar heat, eu penso que eles acham que este tipo de segmentos fazem deles “os reis”.

      Eu não partilho da mesma opinião em relação ao Omega que tu, Gangrel. Para mim ele é um lutador com excelente capacidade física, mas leva o Wrestling muito como uma piada, vê este vídeo, não digo que deixes de gostar dele, mas já não o vais achar incrível em tudo que faz:

      https://twitter.com/aewbotches/status/1419013647838416897?s=19

    • TheFlyingTuga2 meses

      O segmento tem muitos Easter eggs escondidos por lá. A t-shirt do Omega, a t-shirt dos boliwood Boyz, o cortar da rede. E acho que o cringe que dá é propositado para ser irritante mesmo.

    • Kaiser2 meses

      Esse vídeo do AEWbotches deve ser gozo, vais buscar um video de um gajo que não é troll e sim hater declarado da AEW, além de ser mau carater ao ponto de editar outros vídeos de forma a fazer parecer que foram spots que podia ter matado a pessoa, para ilustrar o teu ponto de que não o achas isso tudo, isto só porque teve uma fase à bastantes anos atrás numa empresa em que o wrestling tem uma veia mais cómica, (numa fase em que ele estava quase falido), e sendo que desde a NJPW ele mudou completamente o estilo dele para um wrestler que tem um personagem com momentos mais de comédia mas que quando entra no ringue é 100% sério, realmente argumentos à Cornette mesmo.

    • ‘É só “experts” aqui’

      Já irritei um virgem na internet por causa wrestling, porra!! Não te enerves tanto, vai lá satisfazer-te a ver videos do Kenny Omega a trocar dedinhos com Michael Nakazawa

    • Não ligues Carlos. Esse “expert” é um urso que todos os dias nos envia 2 e 3 notícias pro-AEW e anti-WWE, algumas completamente fora de horas (de madrugada) e ainda usa emails falsos para o fazer, porque não quer revelar a identidade. É um idiota sem vida, coitado…

    • E então oh Keizer, nunca mais ouvi falar de ti desde que saíste do Sporting.

      Agora fizeste-me lembrar uma personagem que quando entrava no ringue também era 100% séria, o Festus. Era dar-lhe o título mundial.

    • Kaiser2 meses

      Eu não sou sportinguista portanto essa referência não me diz muito.

      Tem uma diferença entre ter elementos de comédia e ser o que quer que o Festus fosse, o Kurt Angle por uma boa parte da carreira era ser super goofy e com elementos de comédia e isso nunca o impediu de ser “legit” dentro do ringue.

    • Hahahah, eu entendi que ele era um desses, Luís, mas quis dar gozo a esse “Totó da net”

      Estou a brincar contigo Kaiser, o pessoal da comunidade de wrestling não pode levar tão a peito opiniões diferentes, eu já vejo Wrestling há muito tempo e as minhas primeiras impressões do Omega foram péssimas, das primeiras vezes que o vi, foi a ser dominado por uma Miuda de 9 anos num combate. Logicamente eu não o consigo levar a sério, mas quem gosta dele, é na boa.

      E claro eu entendo que foi num contexto negativo que disseste que os meus argumentos eram à Cornette, mas mesmo assim vou-te agradecer por isso já que o Cornette é o meu manager preferido de sempre

    • BRRM2 meses

      Carlosilva, o objetivo é eles serem irritantes mesmo. Eles não são um grupo como eram por exemplo os Shield, que mesmo sendo heels (no início) eram ao mesmo tempo badasses e enfrentavam os seus adversários “cara-a-cara”. Já com os Elite é suposto os fãs acharem que eles são uns idiotas arrogantes que só estão no topo porque se fartam de fazer batota e coisas do género. É normal que no wrestling hajam assim heels menos sérios e eles, na minha opinião, desempenham esse papel muito bem. São irritantes, trapaceiros, materialistas, convencidos, parvos… e tudo isso vai fazer com que quem os destrone receba uma pop enorme. Gostos são gostos mas se tentares olhar para as coisas deste ponto de vista talvez não te incomode tanto.

      Agora dizer que o Omega leva o wrestling muito como uma piada foi uma afirmação infeliz, na minha opinião. Não és obrigado a achar que ele é o melhor do mundo nem nada assim parecido mas ninguém faz o que ele já fez naquele ring sem levar aquilo muito, mas muito a sério. Os combates que ele teve com o Okada, Naito, Ibushi, Ishii, Tanahashi, etc. atingiram níveis de qualidade impossíveis de alcançar para alguém que “leva o wrestling como uma piada”. Esse vídeo que partilhaste parece-me ser de uma empresa japonesa (DDT) conhecida por inserir muita comédia e parvoíces no produto. Há quem goste e há quem ache uma vergonha para a indústria, mas descredibilizar o Omega com base nisso parece-me muito injusto. Tendo em conta a quantidade de combates brutais que ele já fez, é assim tão mau que ele goste de se divertir de vez em quando? Eu também nem acho muita piada mas epá o gajo tem clássicos e clássicos no currículo, fuck it lol. E, para além disso, se prestares bem atenção ao que ele faz (especialmente no ring) vais ver que ele não só é um atleta fantástico com excelente capacidade física como também é um génio no que toca a storytelling e a incorporar pequenos detalhes que fazem toda a diferença. Mais uma vez, se não gostas assim tanto dele estás mais do que no teu direito, mas por favor não digas que o homem não leva isto a sério ahahah. Ele é demasiado bom para isso.

    • Kaiser2 meses

      Concordo com essa parte de não levar a peito tem pessoal aqui que defende as coisas como se fosse a equipa deles o que é só ridículo, (o argumento de ex-WWE deve ser o pior).

      Quanto ao que se estava a debater antes, não tenho nada contra o que dizes uma opinião é uma opinião, simplesmente não concordo, também não sou grande fã da DDT mas não consigo definir um lutador que no geral agrada-me em tudoe que já há uns anos que se tem afastado maioritariamente desse estilo por momentos mais toscos.

      Quanto ao Cornette, respeito o legado dele como manager mas a capacidade de adaptação aos tempos é quase inexistente, e muitos dos ataques dele a outras pessoas são para la de desnecessários.

    • Carlos nao muda a minha opiniao sobre o omega, wrestlig como todos nos fãs de verdade sabemos que metade é feito, e ok é uma personagem num sentido comico por nografico numa empresa que como disseram aqui que apresenta wrestlig nesses mesmos termos… sao personagens e gimmicks, grehory helms, shane helms e hurricane eram o mesmo mas olha o que ele apresentava numa personagem e noutra… o Omega para mim é brilhante, este heel que trnho visto é perfeito, tinha saudades de ver um heel de tao boa qualidade, na wwe o ultimo grande heel perfeito que me vem á memoria é o nosso querido hhh e o Omega é fantastico em tudo do que vejo, ringue skills, mic skills, entertainer, mesmo com o sentido comico á mistura por vezes, ele é top, nao vou mudar de opiniao com facilidade sobre ele se é que algum dia irei mudar, ele é o verdadeiro wrestling neste caso como heel

    • Brrm, não leves tão a peito eu dizer que o Omega leva o Wrestling como uma piada. Eu fui introduzido ao Omega do piaçaba, e a partir disso não o consigui nunca levar a sério. Mas quem é fã dele não tem de levar isso a mal! Eu quero é que vocês sejam felizes, e continuem a ver e a gostar de wrestling durante muitos anos, já se andam a perder muitos fãs.

      Kaiser, mais uma vez, a mesma situação- independentemente se o Cornette fala a sério ou não, leva tudo o que ele diz em kayfabe. É o que eu faço, maior parte das vezes nem concordo com ele, mas parto-me a rir.
      Leva o Cornette como um heel incapaz de aceitar as mudanças no Wrestling, e vais ver que ficas fã

    • Mas olha agora o plot twist Gangrel:

      Se ele é realmente um grande heel, não deveríamos odiar tudo o que ele faz em vez de adorar?

      Secalhar só eu é que valorizo realmente o Omega como um heel..

    • Carlos como sabes eu ja vejo wrestling á muitos anos… e sobre esse quesito e com a evolucao do wrestling o heel hoje em dia para ser bom nao é necessario ser só ódio como o mahal por exemplo, olha o KO quando era heel… para mim o Omega é fantastico e considero como um dos melhores wrestlers da arualidade, para mim ele é incrivel, mas cada um com a sua opiniao, felizmente vivemos em liberdade e temos os nossos gostos e opinioes, apenas temos é de nos respeitar, coisa que por vezes nao acontece, aqui no site por vezes acontece desrespeito por parte de algumas pessoas, mas pronto.. nao liguemos já sabemos o que a casa gasta

    • Gangrel continuas a levar-me aserio quando eu já entrei na brincadeira.

      Eu comecei a ver Wrestling em 2007, e com a network vi tudo o que havia para ver de outros anos. Apanhei exatamente a Run incrível do Edge com a La Família. Era um heel que eu amava odiar. Estava a brincar contigo.

      No que toca aos Trolls, já sabes como é, eu conheci aqui o Wrestling.pt em 2013, tinha 14 anos, e se visses o que eu comentava na altura.. Até sinto vergonha só de me lembrar.
      É normal, um puto sem maturidade atrás de um ecrã pensa que é o rei disto tudo e sabe que pode insultar e desrespeitar qualquer um sem consequências. Sou incapaz de levar a peito qualquer tipo de “hate”, por vezes até gosto de entrar na brincadeira

    • BRRM2 meses

      Eu não levei a peito ahahah discordo totalmente da tua afirmação mas ao mesmo tempo fiquei com a impressão de que se calhar nem conheces a carreira do Omega assim tão bem e portanto o meu comentário foi mais para informar. Porque a primeira vez que eu vi o Omega foi o tal combate com uma miudita de 9 anos que já mencionaste e achei ridículo. No entanto, vi o combate com o Jericho no Wrestle Kingdom e tornou-me instantaneamente fã dele. Depois fui ver mais combates e comecei a segui-lo e agora considero-o um dos melhores que já vi no ring. Claro que isso não significa que o mesmo se verifique para ti (e às tantas tu até conheces bem a carreira dele e eu é que fiquei com a impressão errada) mas o objetivo do meu comentário foi tentar dar-te razões para procurares vê-lo de outra forma. Disseste ao Kaiser para não levar tão a sério o que o Cornette diz e acho que podias tentar fazer algo semelhante em relação ao Kenny, desvalorizando o “Omega do piaçaba” e avaliando-o mais por aquilo que ele faz de forma séria. Se não der não deu, não temos de gostar todos do mesmo obviamente

    • Eu comecei a acompanhar mais ao detalhe a carreira do Omega quando ele estava na junior’s division da NJPW antes de ser o líder do Bullet Club, porque comecei a acompanhar New Japan nessa altura, secalhar não vi tantos combates dele como tu fora da AEW, mas vi os suficientes para estar a par do que ele a capaz. E volto-te a dizer e isto não ponho mesmo em causa: É um atleta extraordinário, eu sou da altura que ele e tomára eu mexer-me como ele se mexe, e tenho a certeza que muitos wrestlers invejam a capacidade dele aguentar combates tão longos com tanta intensidade.

      Mas repara, mesmo que agora o Joey Ryan comece aí a fazer os melhores combates da história eu nunca o vou levar aserio porque o vou sempre associar aos “dick spots”.

      A cena é, eu também não quero desvalorizar o Kenny do Piaçaba porque me dá gozo ver os vídeos dele com uns amigos meus.

      Eu sei que és fã do Omega e entendo os teus comentários, estás-me a tentar fazer ver alguém que tu gostas com outros olhos, sem desrespeito, e eu aprecio isso.
      Mas é como te disse, no Wrestling cada um tem as suas opiniões mas ao fim ao cabo temos todos algo em comum, gostamos é da modalidade. E a mim não me incomoda ter esta opinião sobre ele e saber que há muita gente que acha exatamente o contrário, nem me incomoda o Omega ser relevante ou ser campeão. O meu primeiro comentário foi numa de trollar 🙂 de vez quando também faz parte.

      E olha, conclusão, passei aqui a tarde toda a falar dele, pior era se não tivesse passado

    • Facebook Profile photo

      Que grande barulheira uma simples opiniao sobre um gajo faz. Só para me juntar ao barulho, o que o Omega fez ou deixou de fazer no passado nao me importa muito, uma vez que nao tenho interesse em ver. Falando do que vi no presente, nao gostei. Sim, tem muita capacidade dentro de ringue, mas PARA MIM wrestling nao sao lutas semanais de 20 minutos com false finishes a cada 2 minutos (isto e um exagero, como e obvio). Por exemplo, prefiro muito mais ouvir uma promo do edge num smackdown do que ver uma luta do omega num dynamite. Mas isto nao passa da minha opiniao, sobre o negócio e o lutador em questao.

    • BRRM2 meses

      Para mim acho que o Omega e o Joey Ryan são bastante diferentes no sentido de que a personagem deste último gira toda à volta dessas cenas enquanto que a do Kenny é muito mais do que o que ele fez na DDT. Mas percebo o que queres dizer.

      E ya, era isso mesmo que estava a tentar fazer. Houve uma altura em que ver combates do Omega na NJPW me fez apreciar aquilo que é o pro wrestling enquanto uma forma de arte ainda mais do que antes e isso é um sentimento que acho que vale a pena tentar transmitir a outros. Mas lá está, cada um tem as suas opiniões e francamente ainda bem que é assim (em quase tudo vá, existem algumas cenas que seria melhor se todos concordássemos mas isso já são assuntos que ultrapassam o wrestling ahaha)

      David Machado, como disseste que não tens interesse em ver o que o Omega fez no passado suponho que não estejas familiarizado com o percurso dele na NJPW. Se for esse o caso aconselho-te a ver pelo menos os combates com o Kazuchika Okada, só para veres o que achas. Estou-te a dizer isto enquanto fã do Omega que admitidamente não gosta tanto dos combates atuais dele como dos que ele costumava ter no Japão (também não gosto muito de wrestling com ritmo alucinante do início ao fim e cheio de false finishes). Os combates com o Okada também têm muitos false finishes (pudera, têm todos de 30 min para cima), mas estão bem longe de ser spotfests, são mesmo muito bem trabalhados (diria quase teatrais), com um excelente storytelling que vai evoluindo a cada combate. Basicamente tudo o que eles fazem tem o seu propósito, não estão ali só a trocar moves à toa. Por isso ya, se ainda não viste e tiveres alguma curiosidade (e um bom tempo disponível porque são combates mesmo muito longos ahaha) aconselho-te a ver. Pode ser que mudes de opinião.

    • Facebook Profile photo

      Brrm, agradeço bastante a recomendação, mas como tu disseste, sao 30 minutos😂, e eu nao me considero um fa tao “hardcore”, se pudermos dizer assim, para assistir a uma luta tao grande da qual nao conheço a história nem os participantes. Mas acredito sinceramente quando dizes que sao fantásticas, alias a qualidade dele nunca esteve em causa, apenas nao faz o meu estilo ;). Ainda assim, obrigado mais uma vez.

    • Carlosilva
      Tudo dito. Acrescento, também, os problemas do booking que está looooooonge de ser perfeito, é medíocre no máximo. No entanto, o Tony Khan não para de receber praise e é quase visto como um génio por uma grande parte dos fãs. O que, por um lado, até percebo estão tão mal habituados por verem os raw’s desta vida que vem qualquer coisa minimamente melhor/diferente e é genial.

  8. Gostei:
    – Após Jericho vs Guerrera, Wardlow ataca Jericho e é revelado como o adversário final. Previsível, mas faz sentido.
    – Os Death Triangle vão ser entrevistados mas falta PAC. Andrade tenta convencer os Lucha Bros a juntar-se a ele, mas eles recusam. Estou super curioso para ver aonde vão com isto. Um PAC vs Andrade promete imenso.
    – Num segmento, Hangman Page decide separar-se dos Dark Order. Ele sente-se culpado pela derrota e isto faz total sentido devido à insegurança da sua gimmick. A AEW continua a fazer um ótimo trabalho com Hangman.
    – A 6-Man Tag seguiu-se e foi um bom combate. Todos tiveram os seus momentos e foi divertido de se ver.
    – Promo package com Brian Cage e Team Taz. Ambos os lados fizeram ótimas promos e continuam um bom build para a desforra entre Cage e Starks.
    – Os Super Elite festejam a separação de Page e Dark Order e todos fazem boas promos, com os Good Brothers a oferecerem uma oportunidade à Dark Order pelos Impact Tag Titles. Um bom segmento. Se a Dark Order vencer, Dark Order vs VBD? Seria interessante.
    – Christian Cage vs The Blade. Um combate típico de face vs heel. The Bunny tentou ajudar mas Leyla Hirsch impediu. Nada demais.
    – Video package a oferecer algum hype a FTR vs Santana & Ortiz. Um bom destaque da package é dado à lesão de Cash Wheeler que, mal recupere, vão se enfrentar. É bom que sejam o main event quando acontecer, pois merecem.
    – Britt Baker é entrevistada mas interrompida por Red Velvet e é anunciado um combate entre as 2 para a estreia do Rampage. Uma boa forma de aumentar o hype para a estreia do novo show.
    – Chavo traz Fuego del Sol como empregado de Andrade mas era só um peão para avisar os Lucha Bros. De novo, esta storyline está a ser interessante. Gostava que o Andrade liderasse a sua própria stable.
    – Hangman Page ia ser entrevistado, mas é interrompido pelos Super Elite. Page ataca Omega e isto leva a um massacre dos Super Elite. Dark Order querem ajudar, mas Stu Grayson e Evil Uno impedem porque isto era o que Page queria. Kazarian tenta ajudar mas também leva coça dos heels. Um segmento muito bom. Tudo aqui foi muito bom. Destaca o domínio dos heels, a divisão dentro da Dark Order sobre Hangman Page e as motivações de Kazarian. Vejam este segmento!
    – Miro vs Lee Johnson. Lee teve os seus momentos, mas Miro foi o verdadeiro destaque. Ele está uma completa besta e eu adoro isso. Hangman Page será o próximo AEW Champion, é certo, mas Miro tem que ser o homem a derrotá-lo após isso.
    – Christian Cage revela que é o próximo a desafiar Kenny Omega pelo título. É um bom combate para adiar o inevitável Omega vs Page.
    – Malakai Black vs Cody Rhodes. Perfeito. Perfeito mesmo. Malakai Black sai daqui uma estrela completa. Dominou Cody e venceu em menos de 5 minutos. Era difícil pedir melhor estreia.
    – Cody Rhodes é entrevistado em ring e dá um tease de uma possível reforma. Ele fala de problemas backstage e depois deixa a bota em ring. Ia dizer umas últimas palavras mas Black arruma-o. Se o combate foi perfeito, isto foi ainda melhor. Que segmento fantástico para terminar o show. Vejam, vale a pena.

    Não gostei:
    – Chris Jericho vs Juventud Guerrera. O Juventud é uma lenda pelo qual tenho imenso respeito mas este combate mostrou que ele não devia ter voltado. O Jericho tem tido combates mistos recentemente e metê-lo com um Juventud que já não luta há uns bons tempos era um risco enorme e foi o que se viu. Foi mau mas não horrível. O público ajudou, os últimos momentos foram bons, mas nada mais. Jericho, o babyface, tentou arrancar a máscara de Juvi, uma manobra de heel e isto deixou-me confuso, bem como o público presente. A estipulação também era algo confusa, mas os comentadores ainda ajudaram.
    – Leyla Hirsch vs The Bunny. O combate é decente, com bom wrestling no final. Mas o problema é o tempo. Foi um combate curto que com mais 3/4 minutos, teria sido muito melhor.

    Overall: 8/10. Que show. Estou a ver algumas opiniões negativas, mas eu gostei imenso deste show. Os negativos foram só mesmo Jericho vs Guerrera. O resto variou entre decente e muito bom. Nunca senti-me aborrecido a acompanhar o show e valeu a pena, sem dúvida alguma.

    • Facebook Profile photo

      Eu concordo com os pontos, com exceção sobre o main event, não o achei mau, mas queria mesmo um bom combate de 20 minutos por aí em que os dois davam tudo de si, e não uma squash basicamente. Mas voltando os pontos apontados realmente foram bons e eu gostei, mas teve algo no programa ontem que não sei, não sei se foi o ritmo, alguma coisa não me fez gostar.

    • aewfan2 meses

      Rodrigo Pinto concordo. Foi um show estranho na minha opinião e vou ser direto e sincero: detesto o local onde foi feito. Existe quem pense o contrario. Mas como na pandemia foi quase sempre la. Já estou farto daquele espaço.

    • Sobre o main event, uma parte de mim concorda contigo, Rodrigo Pinto. Também gostava de ter visto um main event longo de 2 dos melhores da atualidade. Mas gostei imenso da forma que aconteceu pois foi uma forma fantástica de estabelecer o Malakai como uma cara de topo na empresa. Foi igual ao que fizeram na feud entre Mr. Brodie Lee e Cody ano passado e já nessa altura tinha sido bem feito.

  9. El Cuebro2 meses

    Não temos mais os vídeos com os highlights do Dynamite?

  10. El Cuebro2 meses

    Kamille Brickhouse no Dynamite, incrível ver a NWA Champ, não tinha ideia que ela era tão alta, mas é um grande força!

  11. Anónimo2 meses

    Esperava mais da estreia do Black em ringue, não achei mau, mas esperava melhor.

  12. Mais um episódio consistente, a meu ver. Antes de mais, adorei o facto de Chris Jericho ter aparecido com o rabo-de-cavalo característico do seu período na WCW e início na WWF (esta atenção ao detalhe faz-me gostar cada vez mais da AEW). Face às limitações físicas evidentes dos protagonistas, diria que o opener foi bastante sólido (aquela finish foi espetacular).
    Relativamente ao resto do show, destacaria também: o segmento entre Adam Page e Dark Order e o confronto do primeiro com The Elite mais tarde; a aparição da NWA Women’s World Champion Kamille durante e no final do combate que opôs Leyla Hirsch a The Bunny; e o main event (desde a entrada brutal de Malakai Black à execução do combate e àquela promo/cliffhanger final de Cody Rhodes que acabou em mais um ataque do holandês).

  13. El Cuebro2 meses

    Adam Page e Dark Order romperam?! O que foi aquilo?