A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, especial de 3º aniversário, a partir da Entertainment & Sports Arena em Washington DC.

Resultados

– MJF venceu Wheeler Yuta
– Darby Allin venceu Jay Lethal
– TNT Champion Wardlow venceu Brian Cage
– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm, Athena & Willow Nightingale venceram Jamie Hayter, Serena Deeb & Penelope Ford
– “Hangman” Adam Page venceu Rush
– Luchasaurus venceu Fuego Del Sol
ROH World Champion Chris Jericho & Sammy Guevara venceram Bryan Danielson & ROH Pure Champion Daniel Garcia

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– MJF venceu Wheeler Yuta: Wheeler Yuta entrou melhor neste opener, mas MJF só precisou duma pequena abertura para fazer batota e virar o ímpeto a seu favor. O “Salt of the Earth” dominou durante vários minutos, mas o jovem lutador do Blackpool Combat Club, nunca se deixou ficar, apesar do maior domínio do seu adversário.

Wheeler Yuta conseguiu equilibrar as contas deste combate após vários German Suplexes, mas ainda assim a primeira quase vitória pertenceu a MJF. A agressividade foi aumentando com o passar dos minutos, os contra ataques e as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes.

No final, parecia que o ímpeto estava a favor de Wheeler Yuta, mas MJF contra-atacou o pin habitual do seu adversário e com o Salt of the Earth conseguiu fazer o ex-ROH Pure Champion desistir.

Após o combate terminar, Wheeler Yuta esticou a mão para MJF o cumprimentar e quando parecia que isso ia acontecer, Lee Moriarty atacou o lutador do Blackpool Combat Club pelas costas, algo que não caiu bem com MJF. Já depois de Stokely Hathaway ter dado o Diamond Ring ao “Salt of the Earth”, William Regal saiu da mesa de comentadores e pegou na sua soqueira, o que fez os seus rivais saírem de ringue.

A seguir, tivemos um video package da história entre Chris Jericho, Sammy Guevara, Daniel Garcia e Bryan Danielson.

Nos bastidores, a Jericho Appreciation Society foi entrevistada e começaram a insultar Daniel Garcia, e que este hoje irá aprender uma grande lição hoje. Chris Jericho voltou a atenção então para Bryan Danielson e afirmou que na próxima semana o irá destruir e irá continuar a dizimar a identidade da ROH.

– Darby Allin venceu Jay Lethal: O combate começou de forma bastante técnica, sendo que Jay Lethal conseguiu virar o ímpeto a seu favor, quando teve uma abertura para atacar o joelho esquerdo de Darby Allin. O ex-ROH World Champion dominou durante vários minutos, mas como se sabe, Darby Allin nunca se dá por vencido e foi aguentando a ofensiva do seu oponente, que foi fazendo de tudo para fazer o ex-TNT Champion desistir.

Com o passar dos minutos, Darby Allin foi começando a equilibrar as contas, o que fez Sonjay Dutt e Satnam Singh vir para perto do ringue, algo que Jay Lethal não gostou. Isso fez com que os dois lutadores começassem a tentar de tudo para apanhar o seu adversário com um pin rápido, algo que Darby Allin conseguiu quando aplicou o seu Last Supper.

Assim que o combate terminou, Darby Allin pediu a Jay Lethal para o cumprimentar, algo que este demorou a fazer, mas que o fez por fim, para irritação de Sonjay Dutt e Satnam Singh.

A seguir, tivemos um video package dos Embassy a afirmar que vão atrás de todos os títulos, e com Brian Cage a prometer que irá ser o próximo TNT Champion.

– TNT Champion Wardlow venceu Brian Cage: Os dois lutadores entraram de forma agressiva e tentaram usar a sua força para controlar o combate, sendo que foi Wardlow que começou a levar a melhor, sendo que uma distração de Prince Nana ajudou Brian Cage a virar o ímpeto a seu favor.

 

“The Machine” dominou durante vários minutos, mas o TNT Champion conseguiu equilibrar as contas com um Whisper in the Wind, seguido de vários Suplexes.

As quase vitórias foram começando a aparecer com o passar dos minutos, e foi Wardlow que aumentou a agressividade e depois da sua Powerbomb Symphony conquistou mais uma vitória.

Quando o combate terminou, os Gates of Agony vieram ao ringue e atacaram Wardlow, mas Samoa Joe veio ao ringue ajudar o seu amigo, mas a força dos números fez com que The Embassy dominasse durante algum tempo, isto até os FTR virem ao ringue, o que fez com que o grupo liderado por Prince Nana saísse de cena.

A seguir, tivemos Dr. Britt Baker DMD a dizer que Saraya não pode competir na AEW e que por isso a deveriam mandar embora de onde veio, e que esta é a sua casa.

– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm, Athena & Willow Nightingale venceram Jamie Hayter, Serena Deeb & Penelope Ford: Este Women’s Trios Match começou com a equipa de Toni Storm, Athena & Willow Nightingale no controlo, mas com alguma batota à mistura, Jamie Hayter, Serena Deeb & Penelope Ford conseguiram isolar a AEW Interim Women’s World Champion.

Toni Storm foi dominada durante vários minutos, mas conseguiu aguentar a ofensiva das suas adversárias e fez o tag a Willow Nightingale que quase venceu sozinha, não fosse mais uma batota de Serena Deeb.

O caos foi aumentando com o passar dos minutos, com as seis lutadoras em ringue quer fossem a lutadora legal ou não e com isso as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes.

No final, Penelope Ford parecia que estava melhor, mas Willow Nightingale apanhou-a com a Doctor Bomb e conquistou o combate.

Assim que este terminou, Britt Baker entrou em ringue e começou uma brawl com Saraya, e tivemos uma pequena luta entre as oito lutadoras.

A seguir, tivemos imagens duma entrevista a Rush, Private Party e Jose The Assistant, com este último a mostrar como “El Toro Blanco” irá vencer “Hangman” Adam Page, tendo também exigido que os Private Party fizessem o seu trabalho.

De regresso ao ringue tivemos os AEW World Tag Team Champions The Acclaimed e Billy Gunn a celebrar o National Scissoring Day. Os Acclaimed começaram então a falar das suas conquistas e a explicar o que é scissoring, tendo Anthony Bowens dito que eles são uma equipa a sério, ao contrário de Keith Lee e Swerve Strickland, tendo aproveitado para atirar algumas farpas a este último.

Billy Gunn a seguir deu uma tesoura gigante aos campeões de equipas, tudo parecia que ia terminar com os fãs e os Acclaimed a cumprimentarem-se da sua forma habitual, mas acabaram por ser interrompidos por Swerve Strickland.

O ex-campeão de equipas disse que isto era tudo uma idiotice e que na próxima semana quer enfrentar e vencer Billy Gunn.

Quando parecia que o segmento ia terminar, “Smart” Mark Sterling apareceu e tentou convencer os Acclaimed a juntarem-se a ele, mas acabou por ser atacado.

Em seguida, tivemos um video package a promover o combate pelo AEW World Trios Championship que acontecerá no Rampage entre os campeões Death Triangle e a Dark Order.

Nos bastidores, tivemos Madison Rayne a ser entrevistada ao lado de Skye Blue, mas as duas foram interrompidas por Tay Melo e Anna JayAS que começaram a gozar com a falta de carisma da jovem. Skye Blue não se deixou ficar e insultou as duas amigas e desafiou-as para um combate de equipas no Rampage.

– “Hangman” Adam Page venceu Rush: Os dois lutadores entraram de forma bastante agressiva e foi fora do ringue que Rush conseguiu virar o combate a seu favor e ficar no controlo durante alguns minutos. “El Toro Blanco” manteve-se no domínio, até que “Hangman” Adam Page usou a sua explosividade para equilibrar este embate.

Nos minutos seguintes, a agressividade foi aumentando ainda mais e com isso as false finishes foram aparecendo de forma cada vez mais frequente e quando parecia que Rush estava no controlo, “Hangman” Adam Page acertou uma grande Lariat, seguida da sua Buckshot Lariat que lhe deu a vitória.

Quando o combate terminou, os Private Party vieram ao ringue para atacar Adam Page, mas o AEW World Champion Jon Moxley apareceu vindo do público e pegou no microfone e explicou que há 3 anos que espera por este combate, pois eles já venceram toda a gente na empresa exceto um ao outro e que no dia 18 de Outubro irá fazer de tudo para o vencer, pois apesar de o respeitar enquanto lutador e pessoa, quando o combate começa, ele não respeita ninguém.

Jon Moxley já se preparava para sair de cena, mas “Hangman” Adam Page explicou que se o campeão está há espera por isto há 3 anos então para quê esperar mais. O “Purveyor of Violence” não achou piada a estas palavras e afirmou que tal como outros jovens na AEW, Adam Page falava demasiado e que por hoje ia passar, mas para a próxima, ele irá pagar pelo que disse.

Nos bastidores, Willow Nightingale mostrou-se muito feliz com a sua vitória e desafiou então a TBS Champion Jade Cargill para um combate no Battle of the Belts IV. Jade Cargill e as Baddies apareceram e gozaram com a hipótese de vitória da popular lutadora, mas Willow Nightingale afirmou que ela não será a 39ª vítima da campeã, mas sim primeira que a irá vencer.

– Luchasaurus venceu Fuego Del Sol: Luchasaurus entrou de forma destrutiva e venceu Fuego Del Sol sem problemas.

Assim que o combate terminou, Luchasaurus preparava-se para continuar a atacar o luchador, mas “Jungle Boy” Jack Perry com uma cadeira atacou o poderoso lutador. O jovem pegou então no microfone e disse que Luchasaurus partiu-lhe o coração, mas que ele irá destruí-lo e basta escolherem o local.

Christian Cage pegou então no microfone e afirmou que o combate não irá acontecer nesta cidade de fracassados, mas sim na próxima semana no Dynamite.

A seguir, tivemos um video package a promover o combate pelo AEW All-Atlantic Championship entre PAC e Trent Beretta que acontecerá no Battle of the Belts IV.

– ROH World Champion Chris Jericho & Sammy Guevara venceram Bryan Danielson & ROH Pure Champion Daniel Garcia: A dupla de Bryan Danielson & Daniel Garcia entrou de forma dominante, usando uma mistura de técnica e agressividade que os fez controlar durante vários minutos.

Chris Jericho e Sammy Guevara só conseguiram isolar o “American Dragon” após um pouco de batota e um Spanish Fly e com isso conseguiram manter-se no controlo nos minutos seguintes.

Bryan Danielson foi dominado durante algum tempo pelos seus adversários, mas nunca se deu por vencido e conseguiu ter uma abertura para fazer o tag a Daniel Garcia, que começou a trocar socos com o seu antigo mentor, tendo o jovem levado a melhor, tendo até quase vencido com o seu Dragon Tamer, mas Sammy Guevara ajudou o ROH World Champion.

Com o passar do tempo, as quase vitórias foram sendo frequentes, com Bryan Danielson e Daniel Garcia a usarem as cotoveladas habituais do “American Dragon”, mas Sammy Guevara conseguiu sobreviver e criar ofensiva que quase lhe deu a vitória.

Fora do ringue, Chris Jericho fez Bryan Danielson atravessar uma mesa com um Suplex, sendo que dentro do ringue, o “Spanish God” parecia estar perto de desistir para Daniel Garcia, mas o “Lionheart” usou o ROH World Championship para atacar o jovem e dar a vitória a Sammy Guevara.


O que achaste deste AEW Dynamite Anniversary?

10 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Babyface turn para Lethal?

  2. Facebook Profile photo

    Show bom, mais estragado por um nome, Sammy, sei q Andrade tbm tem culpa e acho q Khan tem q tomar atitudes contra Sammy tbm, corte do salário, suspensão pesada e até uma expulsão da AEW, o Andrade poderia seguir o msm caminho tbm, seria um favor pra todos, traz Archer pra JAS e resolve isso e faça o Andrade voltar pra WWE pra ficar no lado da Charlotte, quem sabe com o retorno de TayJay vem coisas boas pra Tay com Sammy fora da AEW, e ajudar Rush e Archer tbm, dois encrenqueiros junto com Punk, EVP, Kingston, Rosa dentre outros, AEW tá uma zona, isso é fato.

  3. Adorei o show. Um booking quase perfeito, promos muito boas e combates excelentes.
    Começou muito bem com MJF e Yuta e que combate fantástico que foi, poderia muito bem ter sido o main event.
    Seguido de Darby e Jay Lethal, estes dois são algo de especial e mostraram que podem fazer grandes coisas na AEW, e possivelmente um face turn do Lethal, simplesmente brutal.
    Wardlow vs Brian Cage foi muito bom, dois titans e defrontarem-se, só que não gostei a parte do Wardlow ter destruido no fim o Brian Cage, deveria ter sido um combate mais renhido até ao fim.
    The Acclaimed estão simplesmente fantásticos e a AEW a mostrar que sabe dar push aos seus wrestlers no momento certo, simplesmente fantástico o que esta tag team está a fazer.
    O trios match da divisão feminina não foi tão bom como o resto, e foi tudo um bocado forçado, percebo a intenção mas é aqui que a aew erra.
    Hangman Page e Rush, sendo que Rush foi das melhores contratações que AEW poderia ter feito, um wrestler em grande forma e muito ofensivo com uma personalidade bem latina que dá 10-0 ao seu parceiro de equipa, eu aplaudo de pé Rush e que belo combate que foi.
    Dinossauro e Dinossaurinho, e se o trio match das mulheres foi pouco convicente, este aqui foi horroso, booking desnecessário e promo má, não consigo gostar do mini dinossauro, e para mim se dizem que o Matt é só gritaria, o que dizer sobre o mini dinossauro? Se não fosse pelo Christian esta rivalidade seria 0.
    E o main event o que dizer? Grande história a acontecer, bela rivalidade entre JS e BCC, belo combate e a acabar muito bem.
    No fim aplaudo o booking que tem sido muito criticado.

  4. Vitor Oliveira2 meses

    F Brian Cage

    • coiso2 meses

      grande combate sim senhor. o melhor – de longe – desta era wardlow tnt champ

    • Vitor Oliveira2 meses

      @coiso ???? ngm criticou combate aqui cara.

  5. El Cuebro2 meses

    Espere um pouco Jay Lethal e MJF em possíveis face turns, é isso mesmo?!

  6. The Name2 meses

    Este show foi espetacular, só não gostei de ver o Sammy a ganhar no main event, de resto nada a apontar, dos meus shows preferidos deste ano! Apesar de todo o caos no backstage, isso não se notou dentro do ringue!

  7. Anónimo2 meses

    Ótimo combate entre o MJF vs Yuta, destaco também o ótimo main event.