A All Elite Wrestling transmitiu esta quarta-feira, a partir do Daily’s Place em Jacksonville, mais um Dynamite no canal TNT, desta vez a segunda noite do especial New Year’s Smash e em concorrência com o WWE NXT.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– PAC venceu Eddie Kingston
– Miro venceu Chuck Taylor
AEW World Champion Kenny Omega & Impact Wrestling Tag Team Champions The Good Brothers (Karl Anderson & Doc Gallows) venceram Danny Limelight & Varsity Blondes (Brian Pillman Jr & Griff Garrison)
– FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) venceram Jurassic Express (Jungle Boy & Marko Stunt)
– NWA Women’s World Champion Serena Deeb venceu Tay Conti
– TNT Champion Darby Allin venceu Brian Cage

Vídeos

Watch Wrestling

Report

O Dynamite abriu com um video package a relembrar a rivalidade entre PAC e Eddie Kingston.

– PAC venceu Eddie Kingston: PAC entrou neste combate e mil à hora, usando a sua agilidade e strikes para dominar Eddie Kingston. Depois de um logo domínio e com alguma ajuda de Butcher & The Blade, o “Mad King” virou o ímpeto a seu favor.

Depois de alguns minutos de domínio, PAC conseguiu equilibrar o combate, sendo que os dois lutadores quase venceram por várias vezes. No final, foi PAC que acertou o seu Black Arrow e venceu o combate.

O ataque ia continuar, mas tivemos Lance Archer a aparecer em ringue e a expulsar o grupo de Eddie Kingston. O segmento terminou com o “Murderhawk Monster” a discutir com o “Bastard”, pelo que parece que acabou a curta aliança entre os dois.

– Miro venceu Chuck Taylor: Chuck Taylor entrou de forma dominante, mas a força de Miro foi um problema e o “Best Man”, depois de um longo domínio, venceu o combate. Assim, Chuck Taylor vai ser o mordomo de Miro.

Nos bastidores, os Private Party e Matt Hardy foram entrevistados, mas a dupla estava zangada pela quantidade de dinheiro que o veterano lhes está a tirar. Matt Hardy irritou-se com os Private Party e disse que eles deveriam seguir o que ele lhes diz e ficar calados.

De regresso ao ringue tivemos os Inner Circle para revelar as resoluções para 2021. Jake Hager pediu títulos, MJF a dizer que quer continuar a fortalecer as amizades no grupo e também que os gordos deviam acabar. Chris Jericho disse que queria ganhar os AEW World Tag Team Championships com MJF, o que fez com que Sammy Guevara se irritasse. O segmento terminou com a marcação de um Triple Threat Tag Team Match entre Chris Jericho & MJF, Santana & Ortiz e Sammy Guevara & Jake Hager para a próxima semana. A equipa que vencer será a Tag Team oficial dos Inner Circle.

Nos bastidores, a Dark Order foi entrevistada e afirmou que tudo que vão fazer a partir daqui é para honrar Brodie Lee e que na próxima semana “Hangman” Page voltará fazer equipa com a mesma. Foi pedido para que o cowboy lhes dissesse se ia juntar-se ao grupo ou não e este prometeu uma resposta para a próxima semana.

A seguir tivemos um video package a relembrar toda a rivalidade entre a Team Taz e o TNT Champion Darby Allin.

– AEW World Champion Kenny Omega & Impact Wrestling Tag Team Champions The Good Brothers (Karl Anderson & Doc Gallows) venceram Danny Limelight & Varsity Blondes (Brian Pillman Jr & Griff Garrison): Pensava-se que iam ser os AEW World Tag Team Champions Young Bucks a fazer equipa com o AEW World Champion Kenny Omega, mas foram os Impact Wrestling Tag Team Champions The Good Brothers que lutaram ao lado do “The Cleaner”, tendo sido anunciados por Don Callis.

O trio dominou a equipa de Danny Limelight e dos Varsity Blondes (Brian Pillman Jr & Griff Garrison) sem grandes dificuldades. Depois de um longo domínio, Danny Limelight conseguiu fazer o tag em Brian Pillman Jr. e este conseguiu virar o combate do avesso, sendo que em conjunto com Griff Garrison até quase venceram. No final e por muita luta que dessem, os Good Brothers acertaram o seu Magic Killer em Danny Limelight e venceram o combate.

Assim que o combate terminou, Jon Moxley dirigiu-se ao ringue e caos ficou instalado, com o “Death Rider” a atacar o trio. De forma inesperada tivemos os Lucha Bros a vir em auxílio de Jon Moxley. Uma grande brawl instalou-se no ringue do Dynamite, com vários lutadores e elementos dos bastidores da empresa a juntarem-se à confusão. Os Young Bucks vieram tentar acalmar os ânimos, enquanto Kenny Omega e Don Callis fugiram de cena.

O Waiting Room de Britt Baker, que teve Cody Rhodes como convidado, descambou rapidamente com a aparição de Jade Cargill, que foi interrompida por Red Velvet. Tivemos mais uma brawl, que foi interrompida por várias lutadoras.

Britt Baker mostrou imagens do seu ataque a Thunder Rosa e a própria lutadora apareceu no titantron e anunciou que as duas irão lutar no especial Beach Break de dia 3 de Fevereiro.

– FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) venceram Jurassic Express (Jungle Boy & Marko Stunt): Apesar de inesperado, Jungle Boy e em especial Mark Stunt entraram de forma dominante contra os FTR. Porém, esse domínio foi de pouca duração e os ex-AEW World Tag Team Champions isolaram Marko Stunt e dominaram durante vários minutos. Depois de um longo domínio, Jungle Boy entrou em ringue e mostrou todo o seu talento ao virar este Tag Team do avesso.

A dupla dos Jurassic Express até quase venceu, mas no final e com a ajuda de Tully Blanchard, os FTR com o Big Rig venceram o combate.

– NWA Women’s World Champion Serena Deeb venceu Tay Conti: O combate pelo NWA Women’s World Championship começou de forma bastante técnica, com Tay Conti de forma surpreendente a levar a melhor nos primeiros minutos contra a veterana Serena Deeb.

O equilíbrio acabou por ser a nota de destaque deste embate, sendo que no final e depois de várias quase vitórias, Serena Deeb acertou o seu Detox e reteve o NWA Women’s World Championship. Ainda assim, uma nota positiva para a lutadora brasileira, neste seu primeiro title match televisionado da carreira.

– TNT Champion Darby Allin venceu Brian Cage: O TNT Champion tentou usar a sua velocidade para dominar, mas a força de Brian Cage fez a diferença logo desde cedo, com “The Machine” a destruir o seu rival, em especial com um Military Press de dentro para fora do ringue, que fez Darby Allin atravessar uma mesa e começar a sangrar.

Apesar do claro domínio de Brian Cage, o TNT Champion não desistia e fazia questão de se safar dos pins ao 1 e de mostrar o dedo do meio ao seu rival, o que irritou o “The Machine” e o fez cometer um erro, pois ao ir buscar as escadas deu tempo para que o campeão recuperasse e atirasse o seu adversário contra as mesmas, tendo acertado em seguida um Coffin Drop.

Esta abertura fez com que Darby Allin equilibrasse durante alguns momentos, mas no final a vitória parecia que ia sorrir a Brian Cage e tudo por causa de uma interferência de Ricky Starks. Só que tivemos Sting a vir até ao pé do ringue e atacar o fala barato da Team Taz com o seu bastão.

Toda esta confusão abriu espaço para que Darby Allin acertasse uma Crucifix Bomb da terceira corda para a vitória.

O Dynamite terminou com Sting e o ainda TNT Champion Darby Allin no ringue.


O que achaste desta segunda noite do AEW Dynamite New Year’s Smash?

11 Comentários

  1. Bastante curioso para a disputa pelo TNT Championship 💥
    Bom Dynamite a todos!

    • Foi mais um bom Dynamite como era previsto!
      PAC vencer o Eddie Kingston era o resultado acertado pelo retorno recente do bastard.
      E na minha opinião a passagem do Miro até agora tem sido muuuuito abaixo do esperado, acho que o booking tem sido ruim, mas ele também não está muito bem, fora que aquelas caras e bocas que ele faz que acho muito desnecessárias, pra alguém que gosta de falar tanto, está devendo bastante.
      A continuação da história dos “Bullet Club” foi bem contada e pelo fato do Don Callis querer dar visibilidade ao IMPACT, fez total sentido introduzir os Good Brothers ao invés dos YB, estou curioso para saber que rumo vai tomar.
      Boa vitória dos FTR, com direito a surra do Stunt, pensa num miúdo chato, eu torço sempre pra ele tomar uma surra haha
      Um dos destaques da noite foi match entre a Serena Deeb vs Tay. QUE ORGULHO DA NOSSA BR!!! Ela evoluiu muito e tem um futuro promissor!
      (Fora aquele corpinho que só as nossas BR tem 😋)
      TNT Champion Darby Allin venceu Brian Cage – Gostei muito da história do combate! The Machine passando por cima e a resiliência do campeão, foi tudo muito bem feito. Parece mesmo que o Sting vai ser uma espécie de coach ou algo do tipo do Darby, o que na minha visão vai ajudar muito a sua carreira.

  2. Tag Team Slut. 😂😂😂😂🤣🤣
    Grande Sammy. Ri-me muito depois de ouvir isto.

    • El Cuebro2 semanas

      O momento Sammy Hager foi o melhor, nevermind Sammy!! hahahaha

  3. Foi um Dynamite solido com varios pontos interessantes.
    Destaques:
    -Main event de grande nivel entre o Darby e o Cage.
    A forma como mostraram a força do Cage foi incrivel,ele a atirar o Darby para fora do ringue como se não fosse nada.O Darby foi muita bem bookado neste combate,levou bastante tareia e a resistiu,mostando ainda uma atitude desafiante.
    Assim se booka um babyface como deve ser e o Starks vendeu bue bem a aparição do Sting.
    -Inner Circle mais uma vez a dar-nos grandes momentos de Tv,e aos poucos vamos notando cada vez mais fissuras no grupo.
    -Bom match entre PAC e Kingston
    -Callis muito bem a aproveitar-se do Omega para promover os seus wrestlers,os Good Brothers,deixando os Bucks lixados com essa atitude.

    • Anónimo2 semanas

      Verdade, os segmentos dos Inner Circle são sempre uma boa parte do show.

  4. Vitor2 semanas

    A Taynara fez história no dia de hoje! Merece ou não merece um post exclusivo ??? A menina é fera dms.

    • a2 semanas

      MESMO QUE ELA NÃO GANHOU EU FIQUEI BASTANTE FELIZ, ACREDITO QUE ELA VAI GANHAR UM TÍTULO AINDA NESSE 2021

  5. Eduardo2 semanas

    Belíssimo combate entre a Serena e a Tay, fiquei muito orgulhoso pela Tay estar representando tão bem o Brasil, mesmo não tendo conquistado o título. Ao que parece a AEW parece disposta a investir nela.

  6. L26MC2 semanas

    Se os Bucks, se juntarem ao Omega, Gallows e Anderson, seria interessante ver como será construído a storyline à volta dos títulos de Tags, visto que os Inner Circle, vão desafiar os campeões. Mas certamente ainda teremos os Lucha Bros vs Bucks, pelos títulos.
    Claro que espero um MJF e Jericho, campeões, embora vá mais uma vez ofuscar muito o Santana e Ortiz, quem sabe estes possam de futuro sair do grupo e rivalizar pelos títulos.

    O Cody vêm perdendo muito destaque desde que perdeu o título TNT, não sei se o foco dele neste momento vai passar por ajudar a divisão feminina a crescer, mas espero que não.
    Talvez gostasse de o ver a juntar-se aos “Bullet Club” mas visto que naquela entrevista ele disse que queria unir-se mais ao público, talvez o papel dele passe por ser um ótimo baby face, se assim for, que brevemente o Miro possa entrar em rivalidade com ele, para quem sabe ser o Miro, o próximo desafiante ao título TNT.

    Gostei muito do combate de Main Event, não que tenha sido um combate de outro mundo, até pelo contrário, mas gosto deste tipo de combate com objetividade, agressividade, em que o combate dura pouco e os lutadores estão sempre a tentar vencer a qualquer custo, sem quase pausas no combate.
    Ainda pensei que o Cage ia mesmo vencer o combate, tal era a forma que este ia dominando o combate, mas afinal ainda não é desta. Vamos lá ver se realmente teremos um Darby vs Sting ou se o Sting, vai ser só um anjo da guarda.

  7. Já soa redundante, mas foi mais um episódio do AEW Dynamite tremendamente consistente. Gostei do opener, o combate feminino foi a grande surpresa da noite para mim (Tay Conti esteve a um excelente nível contra uma veterana tão hábil como Serena Deeb) e o main event foi brilhante do ponto de vista do storytelling (contou com uma psicologia especialmente do meu agrado).