A All Elite Wrestling transmitiu esta quarta-feira, a partir do Daily’s Place em Jacksonville, Flórida, mais uma edição do Dynamite no canal TNT, a primeira sem a concorrência do WWE NXT.

O AEW Dynamite foi transmitido pela FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

AEW World Tag Team Champions The Young Bucks (Matt & Nick Jackson) venceram PAC & Rey Fenix
– Jade Cargill venceu Red Velvet
– Anthony Ogogo venceu Cole Carter
– Chris Jericho venceu Dax Harwood (Special Enforcer: Mike Tyson)
– Kris Statlander venceu Amber Nova
– TNT Champion Darby Allin venceu Matt Hardy (Falls Count Anywhere Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

O Dynamite abriu com os Young Bucks a explicarem porque atacaram Jon Moxley na semana anterior, tendo dito que escolheram a amizade e que eles mudaram, não em ringue, mas sim nos bastidores, porque estavam felizes pelo que estavam a fazer em vez de terem ambição de querer fazer mais e melhor, como tinham antes de vir para a AEW e que hoje irão mostrar a nova versão dos Young Bucks.

A seguir tivemos Mike Tyson a falar nos bastidores, mas a ser interrompido por MJF, que tentou convencer “Iron Mike” que este deveria atacar Chris Jericho e estar no lado certo da história. MJF tentou oferecer um cheque em branco a Mike Tyson para este fazer o seu trabalho sujo, mas o lendário boxer rasgou o cheque, para irritação do jovem lutador.

– AEW World Tag Team Champions The Young Bucks (Matt & Nick Jackson) venceram PAC & Rey Fenix: O combate entre os Young Bucks e PAC & Rey Fenix começou de forma bastante técnica e rápida, como seria de esperar, e foi o duo dos Death Triangle que conseguiram ganhar o domínio quando meteram a quinta mudança.

O problema foi quando os Young Bucks usaram alguma batota para virar o ímpeto a seu favor, mas foi difícil controlar Rey Fenix e quando PAC voltou ao ringue o inglês virou tudo novamente do avesso.

Só que os Young Bucks estavam decididos a usar mais alguma batota e com uma dupla Powerbomb no apron voltaram ao controlo, sendo que até deu tempo para gozarem com os seus adversários, e quando se está em ringue com PAC, essa ideia, mais cedo ou mais tarde vai correr mal.

Quando Rey Fenix entrou em ringue, os lutadores já estavam decididos em deixar as regras para trás e tivemos o caos instalado, com momentos incríveis por parte das duas equipas, tanto dentro como fora do ringue.

No final, por várias vezes pareceu que íamos ter novos campeões, mas os Young Bucks primeiro com um low blow em PAC e depois tendo tirado a máscara a Rey Fenix, ganharam espaço para acertar um Super Kick e assim vencer este combate.

Nos bastidores, “Hangman” Adam Page estava acompanhado pela Dark Order e quando lhe foi perguntado sobre The Elite, o cowboy da AEW fugiu à pergunta e saiu de cena, e ficámos a ver John Silver a treinar o seu ombro lesionado.

Noutra zona do backstage tivemos os Inner Circle e Mike Tyson, e Chris Jericho explicou que quando foram atacados pelos Pinnacle, eles perceberam que tinham de mudar a forma como se comportavam e a primeira pessoa a quem pediu desculpa foi a “Iron Mike”. O segmento terminou com Mike Tyson dizendo que mesmo sendo amigos, ele vai ser justo no combate entre o “Le Champion” e Dax Harwood.

– Jade Cargill venceu Red Velvet: Ainda antes da campainha tocar, já Red Velvet estava a atacar Jade Cargill e nem a força desta conseguiu controlar a agressividade da adversária nos primeiros momentos da contenda.

Só fora do ringue é que Jade Cargill conseguiu virar o ímpeto a seu favor e assim dominar durante vários minutos. Porém, Red Velvet estava decidida a vencer a sua rival e começou a equilibrar o combate com a sua velocidade.

Porém, um erro de Red Velvet foi o suficiente para que Jade Cargill, com o seu Jade In, vencesse o combate.

Em seguida tivemos a Britt Baker, que começou a fazer pouco do ranking feminino e disse que apesar de não ser relevante, ela vai continuar a ter vitórias, até conquistar o AEW Women’s World Championship.

– Anthony Ogogo venceu Cole Carter: O combate parecia que ia ser equilibrado, mas bastou um soco de Anthony Ogogo para deixar o seu adversário KO e o combate não pôde continuar. Assim, o ex-boxer olímpico venceu sem problemas este seu combate de estreia.

A seguir tivemos um video package de Miro a dizer que ainda não conseguiu falar com Kip Sabian e como não gosta de perder tempo, vai fazer o aviso a todos os campeões da AEW, pois ele quer ser campeão e vai sê-lo, mais cedo ou mais tarde.

– Chris Jericho venceu Dax Harwood (Special Enforcer: Mike Tyson): O combate entre Chris Jericho e Dax Harwood começou de forma bastante agressiva e os dois lutadores queriam usar armas fora do ringue, mas Mike Tyson não deixou que isso acontecesse. Ainda assim, a guerra entre estes dois continuou, tanto dentro como fora do ringue, e acabaram mesmo por usar armas, sem que “Iron Mike” fizesse algo para parar essa situação.

Dax Harwood finalmente conseguiu dominar o combate quando atirou Chris Jericho de ombro contra o poste, tendo dominado durante alguns minutos. Só que o “Le Champion” mostrou uma grande vontade de vencer e virou o ímpeto, tendo quase vencido com o seu Lionsault.

Os minutos finais foram bastante equilibrados e os dois lutadores quase venceram por várias vezes, mas o caos ficou instalado quando os outros lutadores dos The Pinnacle e do Inner Circle decidiram que estava na hora de vir lutar para perto do ringue. Cash Wheeler ainda tentou interferir, mas acabou por levar um grande soco de Mike Tyson.

Tudo isto abriu espaço para Chris Jericho acertar o seu Judas Effect e vencer o combate.

Já depois do combate, Chris Jericho anunciou que Mike Tyson faz agora parte do Inner Circle

No parque de estacionamento tivemos Alex Marvez a tentar entrevistar os Bullet Club, mas roubaram-lhe o microfone e entre insultos aos fãs, Kenny Omega reafirmou que é o melhor do mundo, os Young Bucks reafirmaram que são a melhor equipa do mundo e que qualquer equipa que os tente vencer, vai perder.

O segmento terminou com Don Callis a avisar-nos para estarmos preparados para sermos surpreendidos, tendo em seguida acertado um Superkick no cameraman.

Em seguida tivemos um video package sobre Thunder Rosa, onde a lutadora afirmou que tanto a NWA Women’s World Champion Serena Deeb como a AEW Women’s World Champion Hikaru Shida têm de estar atentas, porque ela quer dominar a divisão feminina.

– Kris Statlander venceu Amber Nova: Amber Nova ainda tentou dar luta, mas Kris Statlander usou a sua força e controlou sem problemas o combate, tendo-o vencido em poucos minutos neste seu regresso à competição.

Nos bastidores tivemos a entrevista a Team Taz, que ainda não conseguiu falar com Christian Cage e depois de uma pequena discussão, Taz afirmou que é melhor tanto Ricky Starks como Brian Cage ficarem nos bastidores enquanto ele tenta convencer o “Instant Classic” a juntar-se ao grupo.

No ringue tivemos então Christian Cage, que ia falar sobre o seu próximo combate, mas foi logo interrompido por Taz, que se mostrou irritado por ter de esperar uma semana. Quando Christian Cage recusou juntar-se à Team Taz, este foi insultado e Powerhouse Hobbs dirigiu-se ao ringue e tivemos uma pequena brawl entre o veterano e o jovem lutador.

Christian Cage até parecia que ia levar a melhor, mas uma distracção de Hook foi fatal e Powerhouse Hobbs passou os minutos seguintes a destruir o “Instant Classic”.

Em seguida tivemos o anúncio de que na próxima semana Tay Conti vai enfrentar a AEW Women’s World Champion Hikaru Shida, num combate que será pelo título.

– TNT Champion Darby Allin venceu Matt Hardy (Falls Count Anywhere Match): Desde o primeiro segundo deste embate, Matt Hardy usou uma cadeira para dominar o TNT Champion Darby Allin e assim o fez durante alguns minutos. Só que o pouco ortodoxo campeão conseguiu aguentar e, quando começou a equilibrar o combate, os Private Party e The Butcher & The Blade vieram em auxílio de “Big Money Matt”. Porém, tanto a Dark Order como Sting vieram ajudar o TNT Champion Darby Allin.

A confusão continuou durante vários minutos e quando Ethan Page e Scorpio Sky iam atacar Sting, Lance Archer não permitiu isso e ainda acertou o Blackout em Isiah Kassidy, como forma de aviso a Sting.

De regresso ao Falls County Anywhere entre Darby Allin e Matt Hardy, o veterano usou um low blow para voltar ao controlo do combate e nos bastidores acertou uma Leg Drop do topo das escadas, mas mesmo assim o TNT Champion foi sobrevivendo.

No final, Darby Allin pagou na mesma moeda, tendo também acertado um low blow, sendo que a seguir foi buscar o taco de Sting e destruiu Matt Hardy colocando-o na mesa de comentadores, para a seguir subir até a uma parte da estrutura do Daily’s Place e acertar o seu Coffin Drop para a vitória.


O que achaste do AEW Dynamite desta semana?

16 Comentários

  1. Erick Reins1 ano

    Meu deus como e que a AEW quer ter subida nas audiências com esse card as luta pode ate ser de uma boa qualidade mas os lutadores não tem relevância nenhuma quem vai ligar a TV pra ver Agogo? Pra v Dax Hawood ? Quem vai ligar a Tv pra v Jon Silver? QT Marshall? Ninguém! !

    • Bullet Club1 ano

      Acho que você não acompanha os que a rapaziada que assiste AEW gosta
      John Silver e o FTR são uns dos caras mais over da empresa

    • JOAOPEDROOOOO1 ano

      O problema nunca foi a qualidade, no wrestling. Na Attitude Era, quer na WWF ou na WCW, qualquer show tinha aí uns 20 wrestlers de qualidade e o resto era muito mau. Mas com o booking certo, as pessoas gostavam na mesma. Agora há mais talento no geral, mas o booking horrível e o politicamente correcto, vieram matar este desporto.

    • David Machado1 ano

      Concordo com o Erick.

    • Luan1 ano

      Concordo erick

    • Bea Ospreay1 ano

      Discordo erick.

    • Anónimo1 ano

      Tem sempre quem goste. Se não gostas passa a frente.

    • Erick, se todas as semanas fossem sempre os mesmos a aparecer irias gostar?

      Todos trabalham e e esforçam para ter tempo de antena, a AEW dá valor a isso.

  2. Mais um episódio consistente de construção. Ótimo combate inicial entre Young Bucks e PAC & Rey Fénix (embora um bocado longo, a meu ver), sendo que gostei da nova atitude prepotente dos (ainda) campeões. Também curti do match entre Chris Jericho e Dax Harwood e da interação entre Christian Cage, Taz e Will Hobbs.

  3. Jm1 ano

    Gostei. Eu não percebo esta gente que critica por tudo e por nada. Se no Show aparecem ex wrestlers da AEW é mau.. Se aparecem novas estrelas é mau.. Se fazem combates curtos é mau.. Se fazem combates longos é mau.. Se existem demasiadas stables é mau.. Se não existem stables é mau. Haja paciência. Acho que o pessoal está a apreciar cada vez menos Wrestling. Tudo critica como se fossem especialistas e ainda não percebi porque é que o Tony Khan ou o Vince ainda não vos veio contratar visto que são todos uns especialistas do melhor que existe no Mundo.

  4. Facebook Profile photo
    Nuno Nunes1 ano

    O main event foi um grande combat mas para mim o combate da noite foram os Bucks vs Death Triangle.

  5. Foi um bom episódio.
    Destaques:
    -Otimo opener entre os Bucks e os Death Triangle.
    -Combate entre o Jericho e o Dax e os desenvolvimentos da feud entre os IC e os Pinnacle aka Pinneaple.
    -Bom main event.
    -Interação entre o Christian e a Team Taz,bem como o tease de possível saída do Ricky e do Cage da Team Taz.

  6. Depois do dia conturbado no mundo de Wrestling, só tive tempo agora neste fim de noite para ver o Dynamite

    Gostei:
    – A promo dos Young Bucks a explicarem o porquê do heel turn. Senti que foi algo foleira, mas disseram o necessário.
    – O segmento entre MJF e Mike Tyson.
    – Young Bucks vs PAC & Rey Fenix. Um dos combates mais longos dos episódios recentes e valeu a pena, que combate que tivemos aqui. Os Bucks interpretaram o seu novo papel muito bem. Match of the Night, juntamente com outro.
    – Promo do Chris Jericho no backstage.
    – Jade Cargill vs Red Velvet. Ambas as atletas estiveram bem no combate e ambas tem futuro. Cada vez mais gosto da Jade!
    – Anthony Ogogo vs Cole Carter. Se mantiverem a consistência de os socos do Ogogo serem letais, eu não me importo com isso. Bom squash aqui.
    – Ótima promo do Miro.
    – Chris Jericho vs Dax Harwood foi um ótimo combate onde o Jericho fez, talvez, o seu melhor combate nos últimos tempos. O Harwood esteve bem, o Mike Tyson com os Pinnacle foi divertido e a luta no fim dá um sabor para o que podemos esperar no Blood & Guts.
    – A promo do Callis, Young Bucks & Omega com os Good Brothers deixou-me curioso. Surpresa a chegar? Talvez, e posso estar a sonhar demasiado, mas Ibushi?
    – Kris Statlander vs Amber Nova foi outro bom squash match. Não sou fã de mais do que 2 squashes num só show, mas foi bom. A Amber Nova promete.
    – A entrevista do Christian Cage e o ataque do Hobbs. O Hobbs pareceu uma estrela aqui e deixou-me a salivar para um combate entre os 2! Vamos ver como prossegue a história. Melhor segmento da noite.
    – Darby Allin vs Matt Hardy foi um valente Falls Count Anywhere. Sim, teve algumas partes ridículas, mas eu não tenho problemas com isso. Foi uma forma divertida de terminar o show com outro grande salto do Darby. Match of the Night, juntamente com Bucks vs PAC & Fenix.

    Não gostei:
    Nada.

    Overall: 8/10. Excelente forma de abrir o show e excelente forma de o terminar. O meio foi bom, deu para avançar as storylines. No entanto, os 2 squash matches é que deixam um sabor amargo, apesar de serem bons. Bom trabalho por parte da AEW.

  7. Bom episódio, essencialmente focado na construções das feuds atuais.

    Destaco pela positiva:

    – O bom opening entre os Young Bucks vs Death Triangle, acho que aquela promo do Don Callis a dizer que haveriam mais surpresas vai estar relacionada na inclusão de mais membros nos Bullet Club, talvez alguém vindo da NJPW.

    – Jade Cargill, um nome que devem fixar porque tem tudo para ser uma das melhores wrestlers femininas da actualidade.
    Espero é que tenha uma construção passo a passo até chegar ao título, porque de momento é o melhor nome para tirar o título à campeã.

    – A estreia do Ogogo, dá-me a entender que vai ser a estrela da nova stable.

    – O segmento do MJF a tentar comprar o Mike Tyson foi muito bom.

    – Promo do Miro, espero que deixe o Kip Sabian por terra e que parta mesmo para o ataque aos títulos, é demasiado talentoso para continuar preso ao Sabian.

    – Inicio da feud do Christian contra a Team Taz, na minha opinião a AEW devia blindar o Hobbs é muito talentoso, fiquei curioso para ver o combate dele contra o Christian.

    – E destaco também o main event, bem caótico como se estava à espera e com um bom final com aquela vibe à Jeff Hardy. Penso que próxima feud do Darby vai ser com o Lance Archer.

    Pela negativa não aponto nada. A AEW continua a fazer um bom trabalho e já soma uma “guerra” ganha à WWE, pessoalmente gostava de ver a AEW com duas brands e tem roster para tal mas veremos o que o futuro nos reserva.