A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir do North Charleston Coliseum em North Charleston, South Carolina, rumo ao Revolution de 3 de Março.

Resultados

– TNT Champion Christian Cage venceu Dustin Rhodes
– Best Friends (AEW International Champion Orange Cassidy & Trent Beretta) venceram Penta El Zero Miedo & Komander
Bullet Club Gold (Jay White, Austin & Colten Gunn) venceram ROH Six-Man World Tag Team Champions Mogul Embassy (Brian Cage, Toa Liona & Bishop Kaun)
– Deonna Purrazzo venceu Anna Jay
– Private Party (Isiah Kassidy & Marq Quen) venceram Top Flight (Dante & Darius Martin)
– AEW World Champion Samoa Joe venceu HOOK

Vídeos

Watch Wrestling

Report

Num Dynamite com três combates com títulos em jogo, o grande destaque vai para o embate entre Samoa Joe e HOOK pelo AEW World Championship. Os outros títulos defendidos foram o TNT Championship e os ROH Six-Man World Tag Team Championships.

10 Comentários

  1. Here we go…

    Ótimo início, não tem como ter luta ruim entre Christian e o Dustin. Só esperava algum avanço em storyline, mas ok.

    Don Callis Family tem tanto potencial e andam perdidos sempre revisitando rivalidade com Jericho e Omega, bom booking manda lembranças. Por falar em Jericho, o que é preciso pra esse cara sumir da TV por uns tempos? MEU DEUS.

    Boa tag, apesar dos envolvidos queria muito pular essa match pela sensação de já ter visto mil vezes (pelo meu tempo também). Gostaria muito que um dia o Trent fizesse um heel turn nos BFF, por que não dar uma chance? Rody vai vencer o IC no Revolution ok next! Só espero que desenvolvam bem essa rivalidade.

    Realmente me emocionei com o segmento do Mark Briscoe ❤️

  2. Nicholas and Matthew me lembrara muito sucession haha muito bom.

    Six man bastante boa também. Os ass boys são mesmo incríveis. Que unifiquem logo esses trios titles 👀 é um pouco triste ver Jay White brincando de trios, quando podia estar numa rivalidade solo com um Bryan, Mox ou mesmo Wardlow.

    Que estranho, do nada o booker lembrou que tem que colocar mulheres no show. Show de 2h, com 12 min pras mulheres. É de chorar. Só não parei de assistir aqui pelo ME e por que a Toni está nó possivelmente melhor momento de sua carreira, mais a vontade do que nunca com essa personagem. A Serena podia muito bem ter retornado aqui e rivalizar com a Purazzo, deixando o embate com a Timeless pro próximo PPV.

    Private Party são mesmo ótimos 👏🏻 divida logo esse roster pelo amor de Deus 🥲

    Ainda bem que continuei assistindo por que ME foi EXCELENTE, muito vibes de Lesnar vs Roman na WM31. O que o Hook apanhou não foi brincadeira 😹 porém foi um ótimo teste pra eie, vai evoluir muito ainda. E o Samoa Joe é sem palavras, vai aproveitar cada segundo disso.

    Final ok, mas podiam ter feito um cliffhanger melhor né? E Cadê o Jack Perry??? Vão mesmo deixar o possível maior heel que a AEW poderia ter no momento passar meses na NJPW? Por que não aproveitar o heat mds… Enfim. Relação de amor e ódio com a AEW nesse início de ano, pelo menos o Dynamite ainda vale a pena assistir, agora o Collision precisa urgente de uma salvação.

    Saudades rankings 👁👁

  3. Ronaldo1 mês

    Gostei que vão unificar os Trios da ROH com os da AEW, assim faz mais sentido., e não vejo o Jay White desvalorizado, queriam que ele ganhasse o World Tittle logo de cara? Ele teve uma feud boa com o MJF e me parece que ele está a gostar de trabalhar com os Gunns. O HOOK tem muito potencial assim como os Private Party. Dustin Rhodes entregou uma boa luta contra o Christian Cage (melhor heel da atualidade). Espero um reinado muito bom do Roderick Strong, gosto bastante do trabalho dele.

  4. Foi um show do ca**lho, no bom sentido, apesar de já terem havido melhores. Bons combates, avanço numa feud certa (international title) e noutra possível feud (storm vs purrazzo) e bons title matches.

  5. Marco1 mês

    O que mais uma semana fantástica, não pode, mas a AEW não estava num mau momento? O dave meltzer a dizer foi o programa mais visto por cabo a bater a NBA, não pode, mas a queda,o monopólio e agora? Calma talvez para a semana, viva a wwe camaradas (ironia)

  6. The Name1 mês

    Um show bem melhor do que a semana passada, a aew têm de continuar assim e melhorar cada vez mais, o caminho é este, e ainda há muito a melhorar !
    Aquele main event foi fantástico, incrivel!

  7. Amy1 mês

    Bom show

  8. Começámos mais uma edição do Dynamite com o Christian Cage a defender o TNT Title contra o Dustin Rhodes, combate pelo qual expressei 0 interesse na semana passada mas estaria a mentir se não dissesse que foi muito divertido de se assistir. A veterania de ambos saiu ao de cima aqui e fizeram um ótimo trabalho. De seguida, Cassidy & Beretta (CHAOS) enfrentaram o Penta e o Komander num combate algo ao calhas (o Cassidy e o Trent trabalharam um bocado como heels até) mas que ainda assim foi também bem divertido, com boa ação. O Roderick Strong, bem como o Taven e o Bennett, aparecem e o primeiro entrega uma boa promo que confirma o 2º combate do Revolution deste ano: Orange Cassidy vs Roderick Strong. Os Mogul Embassy defendem os ROH Trios Titles contra os Bullet Club Gold – antes demais, a nova theme dos Bang Bang Gang é brutal. O combate em si foi muito melhor do que esperava. Os BCG trabalharam como faces e realmente conectaram com a audiência, os Gunns tiveram a sua primeira grande exibição em muito tempo e os Mogul Embassy sempre funcionam como heels. Excelente trabalho da parte de todos! Para mim, isto só pode culminar numa coisa – BCG vs Acclaimed & Gunn para unificar os Trios Titles (ter 2 é demasiado). Jay vs Purrazzo… pá, custa-me a dizer, mas vamos no 2º combate da Purrazzo na AEW e nenhum deles foi propriamente bom. A Anna Jay, apesar de estar a melhorar, simplesmente não era a pessoa certa para meter em ring com a Deonna. No entanto, o que foi bom foi o pós-combate. A Toni Storm é simplesmente hilariante e meteu toda a gente a rir-se, desde o público, aos comentadores, a própria Deonna no ring. Eles estão a criar a rivalidade entre estas 2 com base na história passada e isso é ótimo, gosto imenso. De seguida, e tenho uma pergunta curiosa: nunca vi ninguém a dizer que Private Party vs Top Flight era uma dream match, porque raio os comentadores tiveram o tempo inteiro a dizer isso? O combate em si foi decente, graças aos últimos minutos. Atingimos o main event, Hook desafia Samoa Joe pelo AEW World Title. É isto! É assim que o talento mais jovem fica em melhor imagem aos olhos do público, dando uma boa luta ao World Champion, não a squashar jobbers todas as santas semanas. Para uma title match de quase 9 minutos, isto foi excelente. O uranage do Joe pela mesa foi brutal e o salto que dei na minha cadeira quando o Hook deu kick-out ao 1 após o Muscle Buster, lindo. Pós-combate, Hangman e Swerve voltam a aparecer, quase confirmando a Triple Threat para o Revolution. Excelente forma de terminar um bom episódio de Dynamite.