AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TNT, a partir do Fertitta Center em Houston, Texas, rumo ao All Out de 5 de Setembro.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

Sting & Darby Allin venceram 2point0 (Jeff Parker & Matt Lee) (Texas Tornado Tag Team Match)
– Sammy Guevara venceu Shawn Spears
– AEW World Tag Team Champion Young Bucks (Matt & Nick Jackson) venceram Jurassic Express (Jungle Boy & Luchasaurus)
– Thunder Rosa venceu Penelope Ford
– MJF venceu Chris Jericho

Vídeos

Watch Wrestling

Report

Os 2point0 (Jeff Parker & Matt Lee) e Daniel Garcia atacaram Jon Moxley e Eddie Kingston enquanto estes faziam a sua entrada, e quando chegaram ao ringue desafiaram Sting & Darby Allin a virem já para o ringue para eles abrirem as hostilidades, com o Texas Tornado Tag Team Match que já estava agendado.

– Sting & Darby Allin venceram 2point0 (Jeff Parker & Matt Lee) (Texas Tornado Tag Team Match): Darby Allin apareceu nas costas dos seus adversários e juntamente com o “Icon” dominaram tanto dentro como fora do ringue, sendo que só quando Daniel Garcia se meteu no combate é que os 2point0 começaram a dominar.

Porém e já com Daniel Garcia fora do combate depois de Eddie Kingston aparecer para atacar o jovem, os quatro lutadores acabaram por lutar no ringue e os 2point0 fizeram Sting atravessar uma mesa, mas o “Icon” levantou-se como se nada fosse e o choque foi demasiado para os seus adversários.

O lendário lutador acertou um duplo Scorpion Death Drop, antes de colocar os dois lutadores um em cima do outro e aplicar um duplo Scorpion Death Lock que lhe garantiu a vitória.

Em seguida vimos imagens de algo que aconteceu antes do Dynamite, sendo que Sammy Guevara estava no ringue com a sua namorada e pediu-a em casamento, pedido esse que foi aceite.

Nos bastidores, Shawn Spears e Tully Blanchard ironizaram sobre este pedido de casamento de Sammy Guevara, antes de dizer que se a noiva do “Spanish God” quiser, ele pode-lhe mostrar o que é um homem.

– Sammy Guevara venceu Shawn Spears: Shawn Spears tentou atacar Sammy Guevara pelas costas durante a sua entrada, mas foi uma má ideia, pois o “Spanish God” estava preparado para isto e usou toda a sua agressividade e agilidade para controlar o seu rival. Só que Tully Blanchard interferiu, tendo ajudado o seu lutador com um Assisted Piledriver, e isso virou o combate do avesso ainda antes deste ter começado.

Já com Tully Blanchard expulso pela árbitra, Shawn Spears dominou durante vários minutos, sendo que num momento na terceira corda, Sammy Guevara com um grande Cutter quase venceu o combate. O “Chairman” também quase venceu depois de um Avalanche Death Valley Driver.

O combate parecia que ia acabar depois do 630 de Sammy Guevara, mas Shawn Spears sobreviveu, mas se não foi bem foi a mal, e o “Spanish God” acertou 3 joelhadas no seu rival antes de acertar o GTH e assim vencer o combate.

Nos bastidores, o Impact World Champion Christian Cage ia ser entrevistado, mas foi interrompido por Don Callis e este começou a provocar o “Instant Classic” e a dizer que Kenny Omega lhe vai dar hipótese de ter o combate de 5 estrelas que ele sempre quis, mas no final vai levar um One Winged Angel e acabou. Christian Cage afirmou que ele está tão dentro da cabeça de Kenny Omega que nem sequer tem piada, e que ele já lhe tirou o Impact World Championship e que no All Out lhe vai tirar o AEW World Championship.

A seguir tivemos Dan Lambert no ringue da AEW e este desta vez veio acompanhado por Andrei Arlovski e Junior Dos Santos. Dan Lambert continuou a insultar a AEW os seus fãs, e quando Lance Archer parecia que se encaminhava para o ringue, Ethan Page e Scorpio Sky atacaram o “Murderhawk Monster” pelas costas, para felicidade do fundador da American Top Team.

Nos bastidores, Chris Jericho explicou que teve de passar por muita coisa para chegar a este combate e que pode não ter o Judas Effect, mas que ele tem o ímpeto e que MJF não é tão bom como pensa, e que hoje ele o vai vencer.

– AEW World Tag Team Champion Young Bucks (Matt & Nick Jackson) venceram Jurassic Express (Jungle Boy & Luchasaurus): Os Jurassic Express entraram melhor neste combate, tendo trabalhado em equipa para dominar os Young Bucks, mas os campeões com alguma batota à mistura conseguiram isolar Jungle Boy e colocaram-se no domínio.

Depois de vários minutos no controlo deste embate, Jungle Boy conseguiu sobreviver a toda a ofensiva dos Young Bucks e fazer o tag a Luchasaurus, que entrou com tudo e os Jurassic Express quase venceram por várias vezes.

O caos acabou por se instalar e já depois de Kenny Omega ter trazido uma cadeira para o ringue e de ter sido corrido por Christian Cage, parecia que íamos ter novos campeões, mas os Young Bucks foram sobrevivendo. No final e do nada, acertaram o BTE Trigger e retiveram os seus AEW World Tag Team Championships.

Assim que o combate terminou, a The Elite continuou a atacar os Jurassic Express e Christian Cage, sendo que este segmento terminou com Kenny Omega a acertar o One Winged Angel no “Instant Classic”.

No backstage, a AEW Women’s World Champion Britt Baker mostrou-se irritada por Red Velvet ter tentado tirar-lhe o título e apresentou a sua amiga Jaime Hayter. A britânica explicou que ela e Britt Baker já se conhecem há muito tempo e que ela mostrou o que consegue fazer no Rampage, e que se Red Velvet tiver coragem, elas irão lutar no Dynamite da próxima semana.

A seguir tivemos um video package a mostrar imagens da rivalidade que está a crescer entre Matt Hardy e Orange Cassidy, que teve grandes desenvolvimentos no Dark desta terça-feira.

De regresso ao ringue tivemos Tony Schiavone a apresentar Paul Wight e quando o gigante ia fazer um anúncio, QT Marshall interrompeu-o e começou a insultá-lo, antes de mostrar imagens das operações que este fez à sua anca. O gigante afirmou que isso não o irrita e que ele falou com Tony Khan, e no All Out irá regressar aos ringues para enfrentar QT Marshall.

Logo a seguir tivemos Jade Cargill e o seu advogado a anunciarem que no próximo AEW Rampage, Jade Cargill vai enfrentar Kiera Hogan, que veio recentemente do Impact Wrestling.

Nos bastidores, a The Elite estava a vangloriar-se de tudo o que tem feito, quando Tony Schiavone afirmou que vai haver um torneio para definir os próximos candidatos principais aos AEW World Tag Team Championships e que os Young Bucks vão ter de defender os títulos num Steel Cage Match no All Out.

No ringue, Taz e Hook apresentaram o FTW Champion Ricky Starks, que chamou Brian Cage, mas quando vimos imagens dos bastidores, “Powerhouse” Hobbs estava a atacar o “The Machine”. Este ainda assim foi dando luta e isso fez com que toda a Team Taz fosse para os bastidores.

Outra vez no backstage, os Death Triangle foram entrevistados e PAC voltou a mostrar-se feliz por ir enfrentar Andrade e que este tem zero hipóteses de vencer. “El Idolo” interrompeu a entrevista e explicou que se PAC quer o combate, então vai ter de aceitar as suas condições.

– Thunder Rosa venceu Penelope Ford: Thunder Rosa entrou melhor neste combate, mas Penelope Ford conseguiu virar o ímpeto a seu favor e dominou durante vários minutos. Thunder Rosa sobreviveu à ofensiva da “Superbad” e começou a equilibrar a contenda, sendo que foi ela que teve a primeira quase vitória.

No final, Penelope Ford tentou fazer Thunder Rosa desistir, mas a veterana conseguiu contra-atacar e foi a “Superbad” que teve de desistir para a adversária.

Nos bastidores, Arn Anderson e Brock Anderson foram entrevistados e o Hall of Famer falou de como Malakai Black chegou à AEW e virou o seu mundo do avesso, e que agora descobriu que o seu filho vai ter de o enfrentar. Arn Anderson tentou explicar ao seu filho o erro que era enfrentar Malakai Black, mas Brock Anderson afirmou que não está a pedir autorização ao seu pai para lutar e que o vai fazer de qualquer maneira.

A seguir, o TNT Champion Miro falou de como destruiu Fuego Del Sol e quer continuar a destruir adversários, e se ninguém o desafiar, ele lança o desafio… Por isso, o “Redeemer” anunciou que quer “conversar” com Eddie Kingston.

Em seguida tivemos Jon Moxley irritado por todos agora querem vir para a AEW e que foi ele que carregou a empresa às costas durante vários meses, e agora tem de ver Kenny Omega com um exército a protegê-lo, vê “Hangman” Page a não aguentar o seu drama escolar e que ainda tem de ver Christian Cage a lutar pelo título… e agora Daniel Garcia quer saber como é o main event, mas o melhor que tem a fazer é proteger o pescoço no Rampage, porque vai sofrer.

Ainda antes do main event da noite começar, o público da AEW decidiu que já que Chris Jericho não podia ter a sua theme song, eles iam cantar a “Judas”.

– MJF venceu Chris Jericho: Isto motivou Chris Jericho, que entrou com tudo neste main event, tendo dominado durante vários minutos, mas MJF com alguma batota à mistura fez do braço do “Le Champion” o seu alvo preferencial de ataque. MJF controlou o combate de forma bastante agressiva, atacando o braço lesionado sempre que podia, mas a verdade é que a primeira quase vitória pertenceu ao veterano, depois de acertar um Lionsault.

O cansaço foi-se começando a acumular e as quase vitórias foram começando a aparecer, em especial com MJF a tentar de tudo para fazer o seu rival desistir. No entanto, Chris Jericho ainda tinha um truque na manga, que era usar o seu taco de baseball e quando o fez a seguir ia acertar o Judas Effect, mas parou a tempo. Este erro custou-lhe caro, pois MJF aplicou o seu Salt of The Earth e “Le Champion” não teve outro remédio que não desistir.


O que achaste do AEW Dynamite desta semana?

27 Comentários

  1. O Jericho usa o taco porque o árbitro está distraído, tudo bem, mas depois tem uma “crise de consciência” e não usa o Judas Effect. Portanto, quebra as regras ao usar um taco de basebol para atingir o adversário, mas o Judas Effect? Eish isso não, isso já era quebrar a promessa looool

    • Anónimo1 mês

      Não estava escrito nas regras que ele não podia usar o taco de basebol mas sim que não podia usar o Judas Effect, ele se quisesse podia até dar 10 cadeiradas sem o referee ver que continuava a não podia usar o Judas Effect na mesma.

    • A árbitra devia se ter virado mais cedo, assim já fazia sentido o Chris Jericho não fazer o Judas Effect.

    • L26MC1 mês

      Simplesmente o acordo entre ambos era não haver finishers por parte do Jericho, acho que se explica bem ele não poder usar, mesmo estando a fazer batota com o taco.

      Se o Jericho vencesse usando o Judas effect, simplesmente o MJF ia anular a sua vitória, ia dizer que o Jericho quebrou as regras. Podia haver batota, mas sem usar finishers.

    • Anónimo e L26MC
      Mas não podia usar o Judas Effect porquê? O MJF simplemente ia anular a sua vitória, ok, mas também não ia anular a vitória se ele tivesse ganho com o taco? É que se não, é só estúpido. Quero dizer, usar um taco de basebol maçico tá tudo bem, mas uma cotovelada já não… Até pode fazer sentido para o booking, mas é estúpido.
      Contudo, pelo que disse o Luís Salvador, já faz muito mais sentido ter sido um botch da árbitra, é infeliz mas acontece.

    • O MJF fez questão de dizer que caso aplicasse o Judas Effect ele seria declarado vencedor, mas sim, acho que a árbita errou ao não se ter virado mais cedo

    • Concordo totalmente contigo W8_4_it(..Legendary). Eu estava convencido que o Jericho ia ganhar com o Judas Effect com a árbitra distraída, para o MJF declarar para a semana que a vitória ficava sem efeito, para ter-mos a batalha final no All Out. Usarem o bastão neste contexto foi desnecessário exatamente porque suscita essa falta de coerência que explicaste no primeiro comentário.

      Também me pareceu ser um erro da árbitra, bem o Jericho mais uma vez a improvisar no momento.

    • L26MC1 mês

      Se fosse um combate sem desqualificação ia ser a mesma coisa, ele não podia usar, foi o acordo que fez com o MJF.

  2. BRRM1 mês

    O público inteiro a cantar a música do Jericho foi algo mágico.

  3. Outro excelente episódio, pra variar!

  4. Facebook Profile photo

    isto e um mau negocio mfj tem 25 anos e poderoso e nao pode perder com o jericho de 52 anos e o sting que tem idade para ser meu tio avo pode bater na malta jovem e ganhar

    • O sting é parte da razao do darby que é dos mais jovens de lá estar como está, e perder para o sting nao é vergonha, estas a falar de um dos maiores nomes de sempre do pro wrestling e não foi um mjf que perdeu para o icon foram outros 2 que naontem grande relevo, os ex ever rise 😉

  5. Kay Orton1 mês

    Quem odeia AEW nunca deu uma chance pra empresa, isso pra mim já virou fato, abracem essa empresa amigos, vale MUITO A PENA !!
    Assisti o primeiro combate bem picotado, meus links pra assistir estão me deixando na mão, mas enfim um ótimo show, grandes combates, belos spots de Sammi e Shawn, excelente ver e ouvir uma crowd viva sem efeitos especiais de vaias e animação.
    AEW cada vez mais subindo de posição e se tornando uma ótima empresa de wrestling e entretenimento. MJF vencer já era esperado, mas é importante destacar que ele venceu um veterano, limpo e Jericho segue elevando MJF.

    8/10 pra mim está ótimo

  6. L26MC1 mês

    Que grande show!

    Primeiramente deixo a observação que o Sting têm sido só das melhores coisas que a AEW pode ter trazido, veio melhorar e ajudar muito, mas muito o Allin. Cada vez ambos estão mais populares. Só de pensar que podíamos ter tido uma otima storyline entre o Sting e o Taker, rumo à Wrestlemania.

    Bem, falando agora do combate, não achei que tivesse sido um bom combate de todo, mas teve o mais importante, que foi o entretenimento (Aquele momento que o Sting cai sobe a mesa e levantasse para executar de seguida os seus 2 finishers, foi qualquer coisa) e para mim foi sem dúvida a melhor escolha para início de show.

    De seguida tivemos Guevara vs Spears, espera um combate só para cimentar mais a rivalidade e acabou por surpreender-me totalmente, fizeram o combate da noite e um combate que encheu as medidas quer aos fãs presentes na arena, quer os de casa. Realmente foi um combate muito bem trabalhado e sem momentos entediantes.

    Bucks vs Jurassic Express, bom combate, com bons momentos, mas tenho a dizer que esperava mais da parte final, acho que os Jurassic acabaram por ceder fácil a vitória para os Bucks.
    Sobre a vitória, acho que os Jurassic estão num ótimo momento, têm uma enorme química com o público e estão numa altura que precisam de ouro para continuarem a crescer. Não critico a vitória dos Bucks, até perceber se realmente vamos ter um rematch de futuro ou não.

    Para mim, o ponto negativo vai para o combate da noite, que foi um combate muito parado e sem grandes momentos, não sei se estou a ser ridículo ao dizer isto, mas muito se deve à condição física do Jericho. Contudo, esperava muito mais visto que o MJF vs Jericho é só das maiores, senão a maior rivalidade de sempre que a AEW já desenvolveu.

    Ps. Nota para os fãs presentes na arena, tiveram fantásticos em todo o show, ainda mais quando cantaram “Judas”.

    • Rolf1 mês

      A cada combate que passa vê-se bem a limitação física do Jericho, uma pena. Sting com 12 anos a mais está melhor do que ele nesse ponto.

  7. Facebook Profile photo

    É em momentos como a entrada do Jericho, que percebemos o quão importante e mágicos os fãs presentes podem ser.

  8. Kick_Ass1 mês

    Grande episódio !
    Fiquei surpreso pela vitória do MJF, não estava á espera.

  9. Gostei:
    – Jon Moxley e Eddie Kingston iam fazer uma promo, mas são atacados por 2.0 e Daniel Garcia, que desafiam Darby Allin e Sting. Não é nada demais, mas é decente e pode sair algo daqui.
    – Sting & Darby Allin vs 2.0. É um combate com vários spots e o spot final em que Sting vai pela mesa mas ele dá no-sell e aplica um Double Scorpion Death Drop é brutal. É um bom combate e uma forma divertida de começar o show.
    – Sammy Guevara vs Shawn Spears. Um combate dividido, violento e com várias near falls! Foi tudo o que precisava de ser: uma autêntica brawl. 2 homens que se odeiam a matarem-se. É um combate fantástico para terminar a feud!
    – Promo de Dan Lambert, que termina com um ataque de Ethan Page e Scorpio Sky a Lance Archer. A promo do Dan Lambert é brutal. A intensidade que ele meteu na promo foi muito boa. Estou curioso para ver o que mais podem fazer com ele e com esta nova storyline de Sky & Page vs Lance Archer.
    – Promo de Chris Jericho onde fala sobre estas últimas semanas. Uma boa promo de Jericho, que meteu paixão e subiu o hype para o main event de hoje.
    – Jurassic Express vs Young Bucks pelos Tag Titles. Um combate com ritmo elevado. Jungle Boy é o destaque com uma grande exibição. A near fall em que parecia que os Jurassic Express iam ganhar foi muito boa. As distrações eram inevitáveis mas essas distrações ajudaram no build para Omega vs Cage no All Out. Um ótimo combate e boa progressão de storyline.
    – Após o combate, The Super Elite destroem Christian Cage e os Jurassic Express. É um bom segmento, apesar de já ser algo repetitivo.
    – Promo de Britt Baker, onde Jamie Hayter desafia Red Velvet para o próximo Dynamite. Mesmo com pouco tempo, Britt Baker consegue fazer uma boa promo.
    – Segmento entre Paul Wight e QT Marshall, onde Paul Wight anuncia o seu regresso aos rings e o 1º combate será com QT no All Out. As promos de ambos os lutadores são ótimas. Já não vemos Wight a lutar há mais de 1 ano portanto será interessante ver como se sairá neste PPV.
    – Entrevista aos Death Triangle, que termina com Andrade a entregar um enorme livro a Pac com condições para o combate entre os 2 acontecer. A continuação do build para um combate que de certeza que entregará.
    – Promo de Jon Moxley, onde insulta os Super Elite e Daniel Garcia. Esperemos que este seja o começo do regresso de Moxley ao topo. A meu ver, já esteve tempo suficiente no tag team division da AEW e acho que podemos começar a voltar a metê-lo no topo. E esta promo é um ótimo começo.
    – Após uma excelente entrada, das melhores que já vi como fã de wrestling, começamos o main event. Chris Jericho vs MJF. Temos um spot hilariante quando MJF segura na câmara e faz o dedo do meio para o público quando encontra Jericho que o mete no chão com um soco. MJF foca-se no braço de Jericho mas Jericho consegue revirar e aplica um belo Lionsault, dos tempos da WCW. Várias near-falls até ao fim do combate, quando Jericho hesita no Judas Effect com um árbitro com as costas viradas e MJF consegue a vitória. O público esteve elétrico neste combate e ajudou imenso. Um ótimo combate para terminar a noite!

    Não Gostei:
    – Sammy Guevara pede a sua namorada em casamento e Shawn Spears e Tully Blanchard gozam com isso. Felicidades tanto para Guevara como a sua namorada, mas a promo de Spears foi medíocre e algo genérica.
    – Segmento entre Christian Cage e Don Callis. Meh. Nada de especial aqui.
    – Entrevista com os Super Elite, onde é anunciado um torneio para determinar os #1 Contenders para enfrentar os Young Bucks no All Out numa Cage Match. Foram anunciadas 4 equipas e acho que será óbvio que serão os Lucha Bros a vencerem… É por isso que o segmento não foi lá grande coisa a meu ver.
    – Íamos ter o face to face entre Ricky Starks e Brian Cage, mas Brian meteu-se à bulha com Powerhouse Hobbs nos bastidores. Bem, este segmento foi um desperdício de tempo. Se não queriam fazer o segmento, podiam ter tido só a Team Tazz a atacar Cage nos bastidores, ou no ring.
    – Penelope Ford vs Thunder Rosa. Meh. Nada de mais neste combate. Foi para exibir Rosa.
    – Promo de Arn e Brock Anderson, onde Arn tenta convencer a Brock para não lutar com Malakai Black na próxima semana. É um segmento curto. Não sei como se sinto para ver um Brock Anderson vs Malakai Black, vamos ver.

    Overall: 7/10. Foi um ótimo show, retirando as constantes entrevistas. O combate de abertura, apesar de curto, foi divertido. Young Bucks vs Jurassic Express é um ótimo tag match, a continuação da feud entre Omega e Cage continua bem e o main event foi fantástico.

    • TakerVanderVaart231 mês

      Concordo com maior parte desta review. Daria também uma nota de 7/10 ou 7.5

  10. Que show incrível, como sempre, a AEW nunca falha.
    Que dizer do Sting? 62 anos e ainda nunca forma incrível, a lenda não para de crescer. Bom ver o regresso do Paul Wight, de resto foi tudo muito bom, o combate do Sammy e até o pedido de casamento, Jurrasic Express vs Young Bucks foi muito bom e gostei do aftermatch. Quanto ao main event, foi incrível ver a crowd cantar a música do Jericho, mas o combate, embora não tenha sido mau, esperava melhor tendo em conta a rivalidade que é, deixou um pouco a desejar, mas resta esperar, creio que as coisas entre o Pinnacle e Inner Circle só vão acabar no All Out

  11. Ótimo programa. O show começou bem com um Texas Tornado Tag Team Match porreiro entre Sting & Darby Allin e 2.0, tendo havido alguns spots “malucos” pelo meio. Bom combate (melhor do que estava à espera, honestamente) entre Sammy Guevara e Shawn Spears, com o primeiro a coroar o seu noivado de poucas horas através de uma vitória árdua.
    Destaco também: a interação engraçada entre Christian Cage e Don Callis; a promo de Dan Lambert e posterior ataque dos Men Of The Year a Lance Archer; a promo intensa por parte de Chris Jericho; o muito bom combate pelos AEW World Tag Team Championships entre Young Bucks e Jurassic Express; a promo intensa de Jon Moxley; e o emocionante main event com psicologia e storytelling praticamente exímios (btw, o facto do público ter cantado “Judas” como um coro à capela foi brutal e deixou-me arrepiado).

  12. El Cuebro1 mês

    Que momento foi a entrada do Jericho com o público cantando sem a música hein, emocionante mesmo, até a Dasha parou para ouvir, a Aubrey Adams também, incrível! Uma pena a intervenção da Elite para ajudar os Bucks, mas já era previsto também!

  13. Gostei deste Dynamite,muitos pontos de interesse.
    Destaques:
    -Bom opener entre os 2.0 e Darby e Sting.
    O Sting pareceu bastante bem neste combate e apesar de não ter a agilidade de outros tempos continua a ser bem certinho naquilo que faz.
    -Bom combate entre o Sammy G e o Spears,e vitória esperada para o Spanish God,agora espero ve-lo a fazer algo de diferente.
    -Combate muito bom e muito bem estruturado entre os Bucks e os Jurassic Express,e não me importava de ver rematch entre eles desta vez no AllOut.
    -Main event ótimo entre Jericho e o MJF.Gostei bastante do culminar desta história a volta dos “Labours of Jericho”.
    A forma como o MJF explorou o braço já fustigado do Jericho,o Jericho a ir para o Judas efect e quando esta prestes a aplicá-lo apercebe-se que não o pode usar e o MJF como sacana que é saca do move do Jericho.
    Vitória já esperada do MJF que ganha ainda mais heat com isto.
    Mas o que me agradou ainda mais que o combate foi a entrada do Jericho com o publico a cantar a sua música.Foi dos momentos mais incríveis que vi na história recente do pro wrestling.
    Isto sim é estar over com o público

  14. Anónimo1 mês

    Destaco a entrada do Jericho, foi bom de ver. Gostei do combate ente o Jericho e MJF, esperava um pouco mais, mas gostei na mesma. Está vitória do MJF sobre o Jericho ajuda a elevar mais a carreira.

  15. Hijo de Madre1 mês

    Gosto muito do Sting, mas imaginem que acontecia isto na WWE, um gajo de 62 anos a não vender uma double-powerbomb através de uma mesa… A hipocrisia a chegar

    • TakerVanderVaart231 mês

      Também achei esse momento um bocadinho demais, mas é o que é!

  16. El Cuebro1 mês

    O que acontece agora que o MJF venceu o Jericho, os “labours” continuam?