Depois do especial Battle Of The Belts II do último sábado, a AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir do Petersen Events Center em Pittsburgh, Pensilvânia.

Resultados

– CM Punk venceu Dustin Rhodes
– Blackpool Combat Club (Bryan Danielson, Jon Moxley & ROH Pure Champion Wheeler Yuta) venceram Dante Martin, Lee Moriarty & Brock Anderson
– Wardlow venceu The Butcher
– Kyle O’Reilly venceu AEW World Tag Team Champion Jungle Boy (Men’s Owen Hart Tournament Qualifying Match)
– HOOK venceu Anthony Henry
– Britt Baker venceu Danielle Kamela (Women’s Owen Hart Tournament Qualifying Match)
– Darby Allin venceu Andrade El Idolo (Coffin Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– CM Punk venceu Dustin Rhodes:opener começou de forma técnica com Dustin Rhodes a levar a melhor nestes momentos iniciais, até ter cometido um erro que o fez aleijar-se no joelho.

Com isso, CM Punk fez do joelho esquerdo do seu adversário, o seu alvo preferencial de ataque num domínio que durou vários minutos, mas o “Natural” nunca se deu por vencido e começou a equilibrar o ímpeto deste combate.

As quase vitórias foram surgindo, em especial, o “Second City Saint” que quase venceu com um Figure 4-Leg Lock e Dustin Rhodes que também quase “roubou” a vitória com um Piledriver.

No final, o “Natural” contra-atacou um GTS, mas CM Punk com um pin rápido apanhou o seu adversário e garantiu assim mais uma vitória.

No final, os dois lutadores abraçaram-se e cumprimentaram-se em sinal de respeito, sendo que CM Punk também sinalizou que quer o título, o que fez o AEW World Champion “Hangman” Adam Page aparecer e acabámos por ter um cara a cara entre os dois lutadores.

A seguir tivemos a chegada de Wardlow à arena, com Mark Sterling a dizer que este vai ter de ser sempre acompanhado por um grupo de seguranças e andar algemado.

– Blackpool Combat Club (Bryan Danielson, Jon Moxley & ROH Pure Champion Wheeler Yuta) venceram Dante Martin, Lee Moriarty & Brock Anderson: O trio do Blackpool Combat Club entrou de forma bastante agressiva e nem a agilidade de Dante Martin ajudou os seus adversários.

A equipa de Bryan Danielson, Jon Moxley & Wheeler Yuta isolou Brock Anderson durante vários minutos, mas este conseguiu fazer o tag a Lee Moriarty que virou o combate do avesso e até conseguiu trocar strikes com o “American Dragon”.

No final, os três jovens ainda tentaram dar luta e ser agressivos, mas o Blackpool Combat Club virou o combate a seu favor e depois de destruírem os seus adversários com cotoveladas e pisões, Jon Moxley decidiu fechar o combate com o seu Paradigm Shift em Dante Martin.

Nos bastidores, os Young Bucks, Adam Cole e reDRagon não estavam muito animados com as derrotas recentes que têm tido, sendo que Kyle O’Reilly afirmou que hoje irá destruir Jungle Boy. Já Adam Cole relembrou que eles são a Undisputed Elite e que na próxima semana, eles deveriam lançar um open challenge para um 10-Man Tag Team Match, para mostrarem quem é que manda.

De seguida tivemos um video package da rivalidade entre Jay Lethal e Satnam Singh e o ROH World TV Champion Samoa Joe.

Na zona de entrada, tivemos Tony Khan que não perdeu tempo a apresentar o presidente da NJPW, Takami Ohbari, mas os dois foram interrompidos por Adam Cole que fez o anúncio que no dia 26 de Junho iremos ter o AEW x NJPW: Forbidden Door, onde as duas empresas vão apresentar o grande evento conjunto.

O líder da Undisputed Elite também anunciou que irá enfrentar Tomohiro Ishii num combate de qualificação para a Owen Hart Cup, e depois os dois foram interrompidos por Jay White. O neozelandês explicou rapidamente que este grande evento não é sobre a AEW e a NJPW, mas sim sobre a Undisputed Elite e o Bullet Club.

Nos bastidores, a TBS Champion Jade Cargill, acompanhada por Red Velvet & Kiera Hogan, desvalorizou o desafio que Marina Shafir representa. As duas irão enfrentar-se no próximo Rampage.

A seguir tivemos MJF num dos camarotes a insultar os fãs e Wardlow, que acabou por entrar sem música, ainda acompanhado pela equipa de seguranças e algemado.

– Wardlow venceu The Butcher: O combate entre os dois grandalhões começou de forma agressiva, sendo que só fora do ringue e com alguma batota à mistura é que The Butcher teve algum ímpeto, mas foi uma questão de tempo até dentro do ringue vermos a Powerbomb Symphony que arrecadou a vitória sem problemas.

A seguir ao combate, Wardlow voltou a ser algemado e saiu acompanhado pelos seguranças de MJF.

Nos bastidores, tivemos Eddie Kingston a desafiar Daniel Garcia para um combate no Rampage, com todos os elementos da Jericho Appreciation Society e Santana & Ortiz banidos da zona de ringue.

– Kyle O’Reilly venceu AEW World Tag Team Champion Jungle Boy (Men’s Owen Hart Tournament Qualifying Match): Este combate de qualificação começou com Jungle Boy a não conseguir colocar a sua velocidade em jogo e muito por culpa da técnica e agressividade de Kyle O’Reilly que durante vários minutos conseguiu dominar o campeão de equipas.

O jovem lutador nunca se deu por vencido e quando conseguiu impor a sua velocidade, este virou o combate do avesso e com isso a agressividade foi aumentando cada vez mais, o que fez com que as quase vitórias fossem aparecendo de parte a parte.

No final, Kyle O’Reilly conseguiu subir a parada e depois de um Brainbuster e o seu Knee Drop da terceira corda, o lutador da Undisputed Elite qualificou-se para o torneio.

No backstage, MJF mostrou-se irritado com Wardlow, tendo oferecido um envelope de dinheiro a Jake “Snake” Roberts que estava a deixar uma mensagem enigmática ao popular lutador, sendo que Lance Archer apareceu e afirmou que só quer destruir Wardlow.

– HOOK venceu Anthony Henry: O popular lutador entrou de forma dominante, sendo que Danhausen tentou amaldiçoar o jovem, mas sem efeito, tendo HOOK vencido o combate com o seu Redrum.

Danhausen perdeu a cabeça e foi ao ringue zangado por HOOK não ser amaldiçoado e que então o quer enfrentar num combate.

Nos bastidores, Frankie Kazarian estava a desafiar o TNT Champion Sammy Guevara, mas foi interrompido por Scorpio Sky que elogiou o veterano e pediu-lhe mais um favor, deixá-lo enfrentar primeiro o “Spanish God”. Frankie Kazarian afirmou que sempre apoiou Scorpio Sky e o irá continuar a fazer.

A seguir tivemos um video package da AEW Women’s World Champion Thunder Rosa, a mostrar que está disposta a enfrentar qualquer adversária.

No ringue, tivemos o TNT Champion Sammy Guevara e Tay Conti, com o campeão a insultar os fãs, mas rapidamente foi interrompido pelos Men of the Year e Dan Lambert que insultaram o campeão, tendo pedido um Ladder Match para Scorpio Sky pelo TNT Championship. O “Spanish God” aceitou o desafio, se Dan Lambert lhes desse um Mixed Tag Team Match, pedido esse que também foi aceite.

O video package que vimos em seguida foi da House of Black, com estes a deixar mais uma mensagem enigmática.

– Britt Baker venceu Danielle Kamela (Women’s Owen Hart Tournament Qualifying Match): Britt Baker ao jogar em casa, entrou de forma dominante, sendo que Danielle Kamela conseguiu virar o ímpeto a seu favor e dominar durante alguns minutos. A ex-campeã de forma agressiva e depois do seu Stomp e do Lock Jaw garantiu assim a qualificação para o Women’s Owen Hart Tournament.

Assim que o combate terminou, Britt Baker começou a insultar a divisão feminina da AEW, dando especial atenção à TBS Women’s Champion Jade Cargill.

A seguir tivemos um video package a promover a rivalidade entre Hikaru Shida e Serena Deeb, tendo ficado marcado uma Philly Street Fight para o próximo Dynamite.

– Darby Allin venceu Andrade El Idolo (Coffin Match): Blade & Marq Quen ajudaram Andrade El Idolo nos minutos iniciais deste Coffin Match, sendo que o trio estava a atacar carismático lutador, isto até o lutador dos Private Party meter-se com Sting que estava mascarado com uma máscara de Sting!!!

Os cinco ficaram envolvidos numa brawl, até o “Icon” decidir que era boa ideia saltar da zona dos fãs para cima dos seus adversários, para loucura dos fãs na arena.

Isso fez com que só Andrade El Idolo e Darby Allin continuassem a lutar e foi o mexicano que foi dominando esta “guerra” em especial fora do ringue onde foi castigando o popular lutador.

No final, Darby Allin conseguiu enfiar o mexicano dentro do caixão, sendo que José ainda tentou evitar a derrota do seu chefe, mas sem efeito e assim, Darby Allin conquistou mais uma vitória.


O que achaste deste AEW Dynamite?

11 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Mais uma quarta-feira, mais um excelente show da AEW. Realmente o quase um milhão de telespectadores semanais do dynamite é realmente pouco para a qualidade que entregam, talvez sejam as dores do crescimento. Não é perfeito, mas realmente, é o melhor show de wrestling semanal, na minha opinião claro! Boa noite a todos.

    • Cebola1 mês

      Assino em baixo o seu comentário

    • Willow1 mês

      A qualidade está superior a concorrência a bastante tempo.

  2. Excelente show com um grandiosíssimo anuncio! Dá pra sonhar com várias dream matches.

  3. L26MC1 mês

    Show porreiro.

    Bom combate entre o Dustin e o Punk.
    Combate muito técnico, mas acabou por fazer sentido, aquela perna do Dustin foi bastante castigada, durante o combate e o pin final do Punk, acabou por não descredibilizar de jeito nenhum o Dustin.
    – O Dustin sem sombra de dúvidas merece um título à cintura, pelo menos um bom grande reinado como TNT Champion. Não por solidariedade, mas sim por ele ser uma lenda do wrestling e ter uma qualidade gigante em ringue, com a idade que têm é incrível!
    – Adoro o Punk, mas tenho notado talvez uma fadiga, falta de força, em certas partes finais dos combates, não sei se pode ser da idade ou certamente de estar embaixo de forma. Uma boa dieta e mais ginásio resolviam um pouco desse assunto, visto que o seu corpo podia estar em melhor forma (parece).

    Kyle vs Jungle Boy, combate da noite!
    Gostei bastante da química que estes dois têm vindo a apresentar em ringue. Esta vitória foi mais que bem entregue, o Jungle já têm um grande destaque como campeão e têm sido visto como o grande futuro da empresa, já o Kyle precisava mesmo desta vitória, ele e o seu grupo têm sido só derrotas importantes nestes últimos tempos.
    – Nem me importo que o Kyle vença este torneio, ele foi tão bem a solo, no NXT, faltando só mesmo o título mundial, na altura, infelizmente não veio, mas sem dúvida que fez um trabalho enorme.

    Tenho gostado bastante dos segmentos entre o MJF e o Wardlow, até agora têm sido a storyline que têm me prendido mais ao ecrã, na história da empresa, estes dois têm sido ouro nestes shows semanais.

    Main Event, até que divertido, com um final péssimo.
    Este combates de coffin match, são terríveis, não consigo achar piada, ainda por mais quando repetem sempre a mesma receita, que é pôr sempre os grupos ao barulho em vez de ser 1v1. Não acho a estipulação interessante ou que ponha algum respeito na parte mais hardcore da coisa.
    O final, foi super mal feito, com o Andrade a estar dentro do “caixão” até estava quase a sair, vêm o seu assistente ataca o Darby, este consegue ripostar e basicamente dá com a porta do caixão no Andrade e final de combate.
    Espero que o Khan tenha noção do que está a fazer com o Andrade e possa o pôr de férias mais cedo, para quando voltar possa estar 100% a solo e com ideias para o tornar campeão de algo.

    A minha opinião como fã, que acompanha a AEW, desde o primeiro episódio, é preocupante, começa a parecer que o Khan ou não têm noção do que está a fazer ou não têm ideias para mais.
    Este combate pela sua construção, não têm categoria para ser main event.
    Parecendo ou não, não dando destaque ao título mundial e não havendo grandes segmentos, promos, combates como main event, acaba por refletir nas audiências e na falta de interesse dos fãs, nos seguintes shows.

    • Shockmaster1 mês

      Ironicamente o Andrade foi “buried” neste combate, o que basicamente resume o seu percurso na AEW até agora

  4. Shockmaster1 mês

    Andrade perdeu outra vez Wow. Eu não fico chateado pelo Darby ter ganho, só acho que tem feito um péssimo booking com o Andrade

  5. Shockmaster1 mês

    Punk e Dustin foi um excelente combate, o melhor da noite, um verdadeiro combate de pro wrestling. A AEW precisa de mais combates deste tipo, e não spot fests com 100 dives por segundo e 20 finishers

  6. Anónimo1 mês

    Punk vs Dustin Rhodes e Jungle Boy vs Kyle O’Reilly foram ótimos combates. Um PPV entre a AEW e NJPW, promete. Estreia do Hook no Dynamite, gostei, mas espero que em breve tenha combates mais longos. No main event não gostei muito do final.

  7. BRRM1 mês

    O Punk e o Dustin trabalharam um tipo de combate que não sendo novo, vai ser sempre bom de se ver pois faz sentido. Para além disso, a qualidade individual de ambos ajudou a garantir uma execução sem defeitos a apontar.

  8. Venho um bocado tarde, mas aqui vai.

    Gostei:
    – CM Punk vs Dustin Rhodes. Daqueles combates que era difícil de falhar. 2 veteranos, uma boa psicologia, um tremendo selling e um excelente combate, com o final a fazer lembrar o main event do SummerSlam 92 entre Bulldog e Bret. Bela forma de começar o Dynamite. E ainda temos um confronto entre Page e Punk… este combate vai ser brutal!
    – The Blackpool Combat Club vs Anderson, Martin e Moriarty. Já dá para ver mais coesão e química entre os homens liderados por William Regal. Aquele final de combate com os membros dos BCC a massacrar os adversários foi divertido de se ver e foi, em geral, um ótimo combate.
    – Entrevista com Adam Cole, The Young Bucks e reDRagon. Simples e eficaz. Logo de seguida, tivemos o grande anúncio de Tony Khan; é o evento entre a AEW e a NJPW! E ainda temos Adam Cole vs Tomohiro Ishii para o Rampage e o regresso de Jay White! A AEW olhou para este segmento de 5 minutos e pensou: como podemos arrebentar completamente com a indústria? E é assim que se faz. Fantástico trabalho, tudo aqui foi fantástico e é tudo excelentes notícias para o mundo do wrestling!
    – The Butcher vs Wardlow. Adoro isto do Wardlow entrar algemado, destrói o adversário e vai-se embora algemado. O storytelling na feud entre MJF e Wardlow está a ser incrível.
    – Kyle O’Reilly vs Jungle Boy. Mais um combate fantástico! Já vamos em 2 e ainda nem chegamos ao main event! (Alguém dê um prémio à pessoa que levou aquele cartaz a dizer ”Kyle fears Wagner” 😂😂😂)
    – Hook vs Anthony Henry. Hook destrói o pobre rapaz. Agora, tudo o que aconteceu entre Danhausen e Hook é pura comédia. Quem diria que uma feud entre Hook e Danhausen seria uma das minhas coisas favoritas?
    – Danielle Kamela vs Dr. Britt Baker DMD. O combate foi o que se esperava. A receção a Britt foi brutal, a promo pós combate foi também boa e Baker vs Jade Cargill é um futuro interessante.
    – Darby Allin vs Andrade El Idolo. O Sting a tirar uma máscara dele próprio para se revelar nunca vai deixar de ser engraçado. O combate… foi simplesmente mais um fantástico combate para concluir o show. Vários bons spots, boas sequências, tudo fantástico.

    Não Gostei:
    – Promo de Sammy Guevara e Tay Conti, interrompida pela America’s Top Team. O show estava a correr tão bem mas teve que chegar esta feud… Guevara e Conti conseguem ser um casal mais irritante que Cody e Brandi.

    Overall: 8/10. O Dynamite continua a sua ótima onda! Tirando a entrevista (positiva, mas curta) e o segmento pelo TNT Title, tudo neste show é de grande destaque!