A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, especial Grand Slam, a partir do Arthur Ashe Stadium em Queens, Nova Iorque.

Resultados

– Chris Jericho venceu ROH World Champion Claudio Castagnoli
– The Acclaimed (Anthony Bowens & Max Caster) venceram AEW World Tag Team Champions Swerve In Our Glory (Keith Lee & Swerve Strickland)
– AEW All-Atlantic Champion PAC venceu Orange Cassidy
– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm venceu Athena, Britt Baker e Serena Deeb
– Jon Moxley venceu Bryan Danielson (Final do Torneio pelo AEW World Championship)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Chris Jericho venceu ROH World Champion Claudio Castagnoli: Claudio Castagnoli entrou de forma agressiva e com isso dominou os minutos iniciais deste combate, mas Chris Jericho conseguiu aguentar a ofensiva do seu adversário e com alguma batota à mistura virou o ímpeto a seu favor.

O “Lionheart” dominou durante alguns minutos, mas o ROH World Champion nunca se deu por vencido e com a sua fora voltou a equilibrar as contas deste opener. Com o passar dos minutos, as quase vitórias e o cansaço foram aparecendo.

Claudio Castagnoli foi ficando frustrado com a resistência de Chris Jericho, tendo este tentado usar o seu bastão, mas o suíço não deixou que isso acontecesse, mas quando Claudio Castagnoli quase foi contra a árbitra, isso abriu espaço para o “Lionheart” acertar um low blow, tendo acertado logo a seguir o Judas Effect que lhe deu a vitória e o ROH World Championship.

Assim que o combate terminou, toda a Jericho Appreciation Society apareceu para festejar a vitória com o novo ROH World Champion.

A seguir, tivemos um video package a promover o combate pelo AEW World Championship entre Jon Moxley e Bryan Danielson.

– The Acclaimed (Anthony Bowens & Max Caster) venceram AEW World Tag Team Champions Swerve In Our Glory (Keith Lee & Swerve Strickland): A força e agilidade Keith Lee foi um problema para os Acclaimed nos minutos iniciais e quando estes pareciam que iam ficar no controlo, Swerve Strickland de forma algo batoteira virou o combate a favor da sua equipa.

Os Swerve In Our Glory isolaram Max Caster durante alguns minutos, mas o carismático lutador de forma incrível conseguiu acertar um Suplex em Keith Lee e fazer o tag a Anthony Bowens que virou o combate do avesso e ficou perto da vitória, isto até o “Limitless” o atirar para fora do ringue.

Swerve Strickland tentou fazer batota e isso quase deu a vitória aos Acclaimed não fosse uma quase lesão no joelho de Max Caster, sendo que as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes, em especial por parte dos campeões.

No final, Swerve Strickland começou a discutir com Billy Gunn, com Keith Lee a tentar acalmar o seu companheiro de equipa, mas isso só valeu uma distração do árbitro que permitiu a Anthony Bowens e ao Hall of Famer de atacarem Swerve Strickland, já em ringue, o campeão estava no chão e Max Caster com o seu Mic Drop deu os AEW World Tag Team Championships aos Acclaimed.

Nos bastidores, os FTR foram entrevistados e estes deram os parabéns aos Acclaimed, tendo sido interrompido pelos Gunn Club, que gozaram com os IWGP, AAA e ROH World Tag Team Champions.

A seguir, tivemos Wheeler Yuta a ser entrevistado, mas foi rapidamente interrompido por MJF, que não perdeu tempo a insultar o lutador do Blackpool Combat Club, tendo em seguida insultado os fãs no Arthur Ash Stadium. Wheeler Yuta não perdeu tempo a mencionar o noivado de MJF, e que a noiva do lutador se for inteligente irá abandonar o lutador.

MJF não perdeu tempo e começou a insultar todos os membros do Blackpool Combat Club, o que lhe valeu um estalo por parte de Wheeler Yuta, o “Salt of the Earth” respondeu com uma cabeçada, tendo também empurrado Tony Schiavone. O ex-ROH Pure Champion voltou ao ataque, mas W. Morrissey parou este ataque e ajudou MJF.

Em seguida, vimos images duma entrevista gravada anteriormente, tendo a TBS Champion Jade Cargill mostrado-se pouco preocupada com Diamante, que interrompeu a entrevista, tendo aparecido com Trina, algo que irritou a campeã.

– AEW All-Atlantic Champion PAC venceu Orange Cassidy: Orange Cassidy com a sua ofensiva pouco habitual entrou melhor, mas PAC usou a sua agressividade para virar rapidamente o ímpeto a seu favor.

O “Bastard” dominou durante vários minutos, mas o “Freshly Squeezed” nunca se deu por vencido e com as suas táticas estranhas, conseguiu ganhar espaço para virar o ímpeto a seu favor e a quase vencer o AEW All-Atlantic Championship, por várias vezes.

No final, PAC fugiu para fora do ringue e pegou no martelo do timekeeper e sem o árbitro ver acertou em Orange Cassidy, tendo vencido o combate com isso.

– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm venceu Athena, Britt Baker e Serena Deeb: Como seria de esperar esta Fatal 4-Way começou de forma caótica, com as quatro lutadoras a ter hipótese de vencer desde o primeiro segundo.

Rebel foi-se envolvendo neste combate e isso aumentou ainda mais o caos, sendo que Britt Baker e Serena Deeb foram tendo um maior controlo, mas rapidamente as quase vitórias voltaram a ser bastante frequentes.

Nos minutos seguintes, quase tivemos nova campeã por várias vezes, sendo que Britt Baker quase roubou o título, mas no final, Toni Storm apanhou a ex-campeã com um Crucifix Pin e reteve o seu título.

Assim que o combate terminou, Britt Baker atacou Toni Storm, isto até Jamie Hayter vir ao ringue, sendo que a britânica acabou por se juntar à sua velha amiga e as duas em conjunto com Serena Deeb atacaram Toni Storm e Athena, isto até Saraya (Paige) aparecer no Arthur Ash Stadium.

A seguir, tivemos um video package a promover o combate entre Darby Allin & Sting contra Brody King & Buddy Matthews.

– Jon Moxley venceu Bryan Danielson (Final do Torneio pelo AEW World Championship): Como seria de esperar, este main event começou de forma bastante agressiva e acabou por ser Bryan Danielson que levou a melhor, até cometer um erro que abriu espaço para Jon Moxley ter alguma ofensiva, mas não por muito tempo, pois o “American Dragon” veio com tudo para este Grand Slam.

O “Purveyor of Violence” nunca se deu por vencido, mas a agressividade de Bryan Danielson foi o grande diferenciador deste embate, mas Jon Moxley conseguiu ter algum ímpeto quando atacou a perna esquerda do seu amigo, mas ainda assim foi o “American Dragon” que se foi mantendo no controlo.

Com o cansaço, o equilíbrio foi também aparecendo, mas o nível de agressividade nunca diminuiu e com isso as quase vitórias foram começando a ser frequentes, com a primeira grande false finish, a pertencer Jon Moxley que acertou um Stomp, seguido do seu Death Rider, mas o “American Dragon” manteve-se em combate.

Nos minutos seguintes, ambos os lutadores foram ficando cada vez mais perto do título, em especial quando Jon Moxley acertou um Death Rider na rampa, sendo que este não parou de atacar e aplicou um Rear Naked Choke até que Bryan Danielson desmaiou, o que deu o terceiro AEW World Championship a Jon Moxley.


O que achaste deste AEW Dynamite Grand Slam?

35 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Já deram o título ao Jericho? Mas não era a AEW que dava oportunidade aos jovens?

    • The Name1 semana

      Sempre a reclamar tu 😂

    • Eles têm um gajo de 26 anos que vai ganhar o título mais tarde ou mais cedo… ah e é interessante diezeres isso porque logo a seguir à vitoria do jericho (que já agora vai ser altamente vê-lo como campeão da ROH, hilariante) o que aconteceu foi a vitória dos acclaimed, uma jovem tag team…

    • Vitor Oliveira1 semana

      Desde quando o Cesaro é jovem ??????

    • Facebook Profile photo

      Vitor era mais num sentido, se querem tirar o título ao Jericho que o deiam a alguém mais jovem e não ao Jericho

  2. The Name1 semana

    A única razão que vejo para o Jericho ganhar é talvez por causa do contrato televisivo da ROH, por um lado gostei que o Jericho vencesse porque têm estado em boa forma, mas outro triste por ver o Cláudio perder o título já.

  3. Facebook Profile photo

    Yoooo Listennnn

  4. Acclaimed campeã merecido, curiosamente uma dupla que veio do Dark, que um bando de imbecis gosta de falar mal.

  5. Saraya is All Elite!! Dessa ninguém estava mesmo à espera, em choque!

    • Facebook Profile photo

      Mesmo! Afastou várias vezes a hipótese de voltar, que não sabia qual o momento certo e de repente despede se da WWE e em poucos meses xuz Saraya is AllElite… Sem sequer haver spoilers! Muito bem jogado! Excelente adição ao roster feminino. Provavelmente a líder do balneário que a AEW precisava! (Feminina)

    • JJer7 dias

      Que choque, a Fed quase ficou out of business com esta grande contratação 😂😂😂😂😂

  6. jefferson silva1 semana

    cisco caiu no olho saraya is allelite

  7. The Name1 semana

    Saraya is All Elite! LFG! 🔥
    Espero que seja a mudança para um melhor booking da divisão feminina, acorda TK!

  8. Não se cansam nunca de dar um title ao Moxley hahahahaha

    • Willow1 semana

      Eu não curto que o título fique muito tempo com o mesmo lutador.

    • The Name1 semana

      Também pensei que fossem dar o título ao Mox mas por outro lado o Bryan só ia ter o título durante 1 mês e tal, ia ser um campeão de transição praticamente, tenho esperanças que o Bryan tire o título ao Mjf daqui a um longo tempo!

  9. Junior0071 semana

    Saraya vs jade pelo tnt title .

  10. Bruno+Vieira1 semana

    Se havia algum site que aceitasse apostas na AEW, estava mais que na cara que os The Acclaimed iam ganhar hoje. Easy money!

  11. Bankonthat7 dias

    Saraya OMG!!! Que pop, que theme song, que regresso! Amei!!

  12. L26MC7 dias

    O Khan tinha mais a ganhar, se ficasse calado e não falasse tanto.

    Que show incrível! Para mim, acertaram em tudo.

    – Ótima escolha ter o Jericho como campeão da ROH, espero que isto seja o início para trazerem o quanto antes os shows semanais da ROH, nem que criassem uma Stream para subscrever.
    A ROH, têm tudo para dar certo e se usarem o método de Brand Split, melhor ainda, há muito talento jovem que precisa brilhar e o Dynamite precisa de uma limpeza, é muita gente e muitos títulos a aparecerem num só show, semanalmente.

    – Acclaimed, campeões! Quem diria, uma equipa que começou bem lá embaixo e foi ganhando o seu carisma aos poucos e do nada é super querida pelos fãs, agora é investir num bom tempo de reinado, porque há muito tempo que a AEW não apresenta algo decente.

    – Grande estreia da Saraya, (Paige) ainda bem que veio para a AEW, para além de a valorizarem pode começar uma jornada nova, ainda não sei se como Wrestler ou Manager, qualquer das formas, quem a têm sai sempre a ganhar.

    – Acertaram dar o título ao Mox, pelo facto do Bryan merecer o seu momento, de futuro e ter um grande combate contra o MJF.
    Também gostei da decisão do MJF, não se pôr no combate, assim criam o tal “cash in” noutro show em que seja menos consistente em bons momentos.

  13. Bom show!

  14. Gostei:
    – Chris Jericho vs Claudio Castagnoli (c). Nunca pensaria ver o Jericho com o ROH Title. O final, apesar de uma porcaria, ainda fez algum sentido. Presumo que o Jericho só conquistou o título para tentar meter mais olhos na ROH quando conseguirem o acordo para a TV. Ótimo combate para começar o show, em geral.
    – The Acclaimed vs Swerve In Our Glory (c). Foi ótimo ver os Acclaimed a conquistarem os títulos, estou super feliz por eles, mas o combate não foi da mesma qualidade que o anterior no All Out. Foi bom, mas longe do anterior. Outra coisa que destaco é o Swerve; vai ser um heel brilhante na AEW.
    – Entrevista ao Wheeler Yuta, interrompido por MJF. Isto é MJF no seu melhor, destruindo Yuta verbalmente por completo. Também parece-me que isto vai preparar uma feud entre os Blackpool Combat Club e a The Firm, que não é algo que exatamente me interesse, mas vamos ver.
    – PAC (c) vs Orange Cassidy. Foi um ótimo combate. A versão do Revolution em 2020 continua a ser o melhor trabalho destes 2, mas este não foi mau. Mas o final foi confuso para mim: os Death Triangle são heels agora?
    – Storm (c) vs DMD vs Athena vs Deeb. Um combate decente, com as trocas entre Athena e Storm a serem a melhor coisa aqui. A estreia da Saraya é muito bem vinda, mas é um sentimento agridoce, pois a sua estreia atrasa o face turn da Jamie Hayter que, neste momento, seria a melhor jogada.
    – Bryan Danielson vs Jon Moxley. Fantástico combate, apesar de continuar a achar que podia ter sido melhor. Houve algo que faltou aqui, não sei o quê. Mesmo assim, não foi mau. Nem de perto. Foi mesmo muito bom e foi de longe o melhor combate da noite. Preferia que Danielson tivesse vencido, mas a vitória do Moxley também não me incomoda.

    Overall: 7/10. Show sólido. Destaco o combate de abertura, MJF a destruir Yuta, PAC vs Cassidy e o main event. Repito o que escrevi sobre a Saraya: muito bem vinda, mas atrasa o turn da Jamie que é uma má decisão, a meu ver.

  15. Nostradamus7 dias

    Gostei do show. A meu ver eles com estas escolhas demonstram que estão descontrolados e com receio da nova wwe. Esttao desesperados. Vamos ver. Não faz sentido tirar o titulo ao castannoli. Os campeões da wwe neste momento sao muito superiores aos da AEW em termos de qualidade, performance e ring skills.
    A cena do punk e dos elite juntamente com a Ascensão do triple h na wwe torna tudo muito dificil. Vamos ver

    • ”Os campeões da wwe neste momento sao muito superiores aos da AEW em termos de qualidade, performance e ring skills” É pra rir de um negocio desse…

    • Nostradamus6 dias

      Para rir? Então? Algum é superior a roman? Lashley? Usos? Ghunter?
      Ri-te então.

  16. Zoro7 dias

    Muito bom o show.
    Finalmente The Acclaimed campeões, e Paige é ALL ELITE!!!

  17. Mais uma notícia com muita choradeira. Gostei muito do show e a aew está a crescer.

  18. McIntyre7 dias

    Off topic
    Alguém sabe se há uma plataforma tipo WWE Network para a AEW?

  19. ROH World Championship – ⭐️⭐️⭐️ ¼

    AEW World Tag Team Championship – ⭐️⭐️⭐️ ½

    AEW All-Atlantic Championship – ⭐️⭐️⭐️ ½

    AEW Interim Women’s Championship – ⭐️⭐️⭐️ ¼

    AEW World Championship – ⭐️⭐️⭐️⭐️

    💥 A Saraya está de regresso ao mundo do wrestling. Porque importa? Foi a responsável pela Women’s Evolution na WWE, a primeira campeã feminina do NXT, traz credibilidade a uma divisao altamente criticada na AEW. Nada a apontar aqui. Absolute Shocker.

    🤢 Tudo bem que se distanciem do sports entertainment, mas há um huge gap entre isso e não haver qualquer storyline digna que justifique seja o que for. Se os win/loss records já não importam, como noticiado, se não há storylines, então os combates são marcados à moda de salada russa? Bad bad. Exemplo disso: no combate principal pelo título, entre Moxley e Danielson, houve pelo menos 3 filas de fãs à frente que viraram costas para gritar pelo MJF que estava nas bancadas.

  20. Anónimo6 dias

    Bom show. O combate pelos títulos de Tag Team apesar de não ter tido a qualidade do All Out, foi bom. Parabéns aos Acclaimed pela conquista. Ótima estreia da Paige. Destaco também o ótimo main event entre o Bryan vs Moxley.