A AEW transmitiu esta quarta-feira uma edição especial do Dynamite no canal TNT, apelidada de Grand Slam, a partir do Arthur Ashe Stadium em Queens, Nova Iorque.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– AEW World Champion Kenny Omega vs Bryan Danielson (Time Limit Draw)
– MJF venceu Brian Pillman Jr.
– Malakai Black venceu Cody Rhodes
Sting & Darby Allin venceram FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood)
– AEW Women’s World Champion Britt Baker venceu Ruby Soho

Vídeos

Watch Wrestling

Report

Com surpresa, o AEW Dynamite Grand Slam começou com a entrada de Bryan Danielson e logo a seguir do AEW World Champion Kenny Omega, pelo que os fãs não tiveram de esperar muito pelo dream match.

– AEW World Champion Kenny Omega vs Bryan Danielson (Time Limit Draw): O dream match começou de forma equilibrada, mas a agressividade surgiu rapidamente e foi Bryan Danielson que ao início fez do braço esquerdo de Kenny Omega o seu alvo preferencial. Sem nunca baixar a agressividade, o AEW World Champion conseguiu virar o ímpeto a seu favor e dominou durante alguns minutos.

Já com os dois bem marcados desta guerra, o “American Dragon” começou a recuperar e até aplicou o seu Cattle Mutilation, mas o “Belt Collector” conseguiu trazer o combate para fora do ringue e depois de um Snap Dragon Suplex e um absurdo V-Trigger, voltou ao controlo deste embate.

Kenny Omega fez do pescoço de Bryan Danielson o seu alvo, mas este não veio à AEW para perder e recuperou, e começámos a ver os dois lutadores a ter cada vez mais dificuldade em sobreviver aos golpes que o outro ia fazendo.

A agressividade nunca baixou e as false finishes foram sendo cada vez mais frequentes, mas os dois continuavam em combate, para loucura do público (e minha). No final, esta guerra deixou marcas nos dois, que acabaram os 30 minutos de tempo limite ao soco e ao pontapé e tiveram de ser separados por vários árbitros.

Depois do combate, a The Elite veio ao ringue e atacou Bryan Danielson, mas os Christian Cage e os Jurassic Express  vieram em auxílio do “American Dragon”.

No ringue, CM Punk começou por explicar que está feliz por não ter de lutar no Dynamite e a seguir ao combate que tivemos, mas que está zangado por ter sido atacado pela Team Taz e feliz por estar à frente dos fãs. CM Punk explicou que a Team Taz cometeu um erro ao não tê-lo lesionado, pois assim deixaram-no viver e chegar ao Arthur Ashe Stadium, e que no Rampage ele vai meter Powerhouse Hobbs a dormir.

– MJF venceu Brian Pillman Jr.: O membro dos Varsity Blonds entrou com tudo para se vingar de MJF e deu uma tareia ao fala-barato durante vários minutos, mas o “Salt of the Earth” com alguma batota à mistura virou o embate a seu favor.

MJF dominou durante vários minutos, atacando sempre o braço esquerdo do lutador de segunda geração, mas Brian Pillman Jr. com um grande Crossbody equilibrou o combate, isto até o adversário usar Julia Hart para distrair o seu rival. No final, a lutadora quis vingar-se de MJF e conseguiu por momentos, mas este aplicou a sua submissão e Brian Pillman Jr. teve de desistir.

Nos bastidores, Chris Jericho & Jake Hager foram entrevistados e mostraram-se preparados para vencer os Men Of The Year (Scorpio Sky & Ethan Page) no Rampage Grand Slam.

– Malakai Black venceu Cody Rhodes: O embate entre estes dois rivais começou equilibrado, mas quando Cody Rhodes parecia estar no controlo, Malakai Black com uma joelhada virou o combate a seu favor e assim começou a dominar. O holandês dominou durante vários minutos, sendo que até acertou o seu pontapé rotativo, mas Cody Rhodes caiu redondo fora do ringue e foi isso que o salvou, que conseguiu voltar ao combate quando começou a atacar a perna esquerda do seu rival.

Cody Rhodes parecia estar por cima neste embate, mas foi atirado contra Arn Anderson, o que abriu espaço para que Malakai Black, nas costas do árbitro, acertasse com uma black mist na cara do seu rival e assim venceu mais uma vez o “American Nightmare”.

A seguir tivemos Sammy Guevara e o TNT Champion Miro a falarem do combate que irão ter no Dynamite da próxima semana.

– Sting & Darby Allin venceram FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood): O duo de Sting & Darby Allin entrou melhor neste embate, mas os FTR aproveitaram a tentativa de voar do ex-TNT Champion e atiraram o seu adversário contra o apron, e assim começaram a dominar este combate de equipas.

Os FTR dominaram durante alguns minutos, mas Darby Allin conseguiu sobreviver e fez o tag a Sting. O “Icon” entrou com tudo e virou o combate do avesso, sendo que só com tentativas de distracção por parte de Tully Blanchard é que pareceu que os FTR teriam hipótese de vencer.

No final, Sting aplicou o Scorpion Death Lock em Dax Harwood, sendo que quando Cash Wheeler tentou salvar o seu parceiro sofreu um Coffin Drop de Darby Allin, e assim o “Stinger” fez Dax Harwood desistir.

– AEW Women’s World Champion Britt Baker venceu Ruby Soho: Ruby Soho entrou disposta a tudo para sair deste main event e Dynamite Grand Slam com o AEW Women’s World Championship ao ombro, e dominou este embate até que fora do ringue a campeã o virou a seu favor.

Britt Baker dominou, mas Ruby Soho com o passar dos minutos começou a equilibrar e até foi a primeira lutadora a quase vencer, sendo que a dentista também quase venceu depois de um Air Raid Crash da segunda corda.

No final, parecia que Ruby Soho ia vencer este main event, mas Rebel e Jamie Hayter interferiram e abriram espaço para que a AEW Women’s World Champion conseguisse aplicar o seu Lock Jaw e mantivesse assim o seu título.


O que achaste deste AEW Dynamite Grand Slam?

29 Comentários

  1. Dragão4 semanas

    Omega x Danielson umas das melhores lutas de wrestling do ano. Embora poucos lembrem, eu acho que está no nível de Cesaro x Roman Reigns.

    • O ET Terrestre 👽4 semanas

      Está muito acima da luta do Cesaro com o Roman Reigns(que não foi nada má até)!

      Omega e Danielson deram uma “aula” de como fazer bom wrestling. Pena ter acabado por time limit e seria ótimo o Tony Khan aparecer e dizer para reniciarem o combate até haver um vencedor mas enfim.

    • Dragão4 semanas

      Uma das melhores, mas ouso a dizer que esta luta aí corre sério risco de ser a melhor é que o ano ainda não acabou.

      A dona WWE está de parabéns ficou com o filho do Mistério e mandou embora o Black, sabe tudo a WWE.

    • O ET Terrestre 👽4 semanas

      A WWE está cada vez mais desesperada e a ficar sem superstars de topo no roster!

  2. Facebook Profile photo

    Teve que vir o bryan para o omega ter uma luta decente de wrestling, ainda que com algumas falhas 🤷‍♂️. Aquele suplex da top rope, ainda que tenha sido fixe de se ver, foi tao fake… estava tao obvio que os dois estavam a colobarar para fazer aquilo… realismo > spots. E uma move como aquela, especialmente a um gajo com o historial do bryan, tem de acabar a luta. Ate gostei final, apesar de ser lazy writing. Excelente luta, mesmo assim.

    Estas promos do cm punk de que esta feliz por estar na aew e a mandar bocas a wwe sempre que pode ja enjoam.

    Boa luta do mjf x pillman, dois gajos que têm de ser main eventers no futuro, o mjf ja devia ser para ontem.

    Cody x black foi super sloppy, nao percebi para que serviu aquilo com o arn, e o black passar de squashar o cody para ter de roubar para ganhar com um roll-up… eu gosto do cody mas estes overbookings das suas lutas sao desnecessários.

    FTR mais uma vez a demonstrarem que sao de longe a melhor tag team do mundo, desde das indiretas ao sting com os calcoes à lá NWO à tentativa do piledriver do undertaker, tudo a correr bem e depois… perdem-me para um gajo de 62 anos… mas segundo algumas pessoas esta tudo bem com a divisao de tag team. Continuem la com as coregrafias dos young bucks enquanto os wrestlers a serio perdem para velhos.

    Britt x Ruby, eu pensava que isto seria o main event porque havia rumores da AJ Lee aparecer. Era a unica razao plausivel para isto ser o main event em vez do bryan. O que tivemos foi mais uma sloppy match com a ruby soho a dar kickout a um curb stomp. UM CURB STOMP. O Edge tem de ser hospitalizado depois de levar com um, mas e suposto eu achar credivel que um palito daqueles consegue dar kickout aquilo? E na sequência anterior ja tinha levado com a cara nas steel staps e com um superkick. Va la que ao menos a Britt Baker parece realmente uma estrela. Muito ma decisao ter isto como main event.

    Overall dou um 7/10, a primeira hora foi claramente superior a segunda, houve aqui situações de booking muito questionaveis, mas nao posso dizer que nao fiquei entretido. O grande destaque vai para a crowd, acho que nunca vi uma crowd tao animado ao vivo.

    • Wellinton Matos4 semanas

      Alguns bons pontos abordados por ti, mas discordo de outros. Nao vi problema na derrota dos FTR, visto que os mesmos só tiveram 3 derrotas nesse período todo de AEW não perdem aqui credibilidade, e o Sting Apesar de velho entregou um excelente combate. A divisão de Tags da AEW é muito boa, mas nem todos podem lá ser campeões ou nao perder. Ja o Main Event foi bom, e só foi esse pois a AEW queria que Omega vs Bryan fosse sem interrupções de comercial.

    • Edge884 semanas

      Concordo com a cena do punk, ele tem que virar a página , não vai resultar para sempre

    • Facebook Profile photo

      Eu que sou um fa mais casual da aew nao me lembro de nenhuma vitoria dos FTR, na memoria apenas aquela derrota estupida que serviu apenas para aumentar o ego dos young bucks, e estas duas ultimas lutas onde perderam. Vitórias no dark valem tanto como um golo em fora de jogo. Está a ser um booking horroroso. Mas sim, o Sting esteve em bom plano. Quanto ao combate do bryan, aquilo tem de ser um main event, especialmente porque tudo o que se seguiu nao chegou nem perto do que eles fizeram. A qualidade do show devia ser crescente, nao ao contrário. Pelo menos para mim 😉

    • Essa da Ruby ainda foi pior do que dizes 🤣 Primeiro ela levou com um Avalanche (no caso da middle rope) Air Raid Crash, pin da britt e nearfall, ruby rola para fora do ringue e vai “face-first” contra os degraus de aço depois volta para o ringue e leva com um curb stomp, pin da britt e nearfall outra vez e 10 segundos depois a ruby já está a fazer um roll up na britt loool e isto tudo num espaço de nem 1 minuto e meio…
      Em relação ao cody vs malakai, tirando esses pequenos momentos meios sloppy e o final estranho, até achei que foi uma luta bem agradável.
      No que diz respeito aos FTR concordo e, apesar de ter ficado impressionado com o Sting (ele esteve realmente muito bem), acrescento: E se tivesse acontecido uma coisa do género, ou seja, supostamente, a dita melhor tag team do mundo(até o CM Punk há uns dias quando fazia comentários no Rampage o disse) que está no auge da sua carreira perder para uma “lenda” já com +60 anos, mas “noutro canal” já ia andar aí tudo a protestar como se o mundo tivesse a terminar…
      P.s.: Querias dizer lazy writing ou lazy booking? hehehe

    • Facebook Profile photo

      Certo, nem me lembrei do facto de literalmente uns segundos depois ela ja estar tranquila da vida😂. Opah eu no cody x black fiquei confuso só. Sim, se isto fosse na wwe o escandalo que era, mas aqui e tudo mil maravilhas. Sim, lazy booking😂.

    • Em primeiro discordo da maioria das coisas que falarem. Depois, se deixamos passar certas coisas isso facilmente se explica pela vibe positiva do produto, a AEW não faz constantemente os fãs passarem por parvos e procura sempre agradar aos fãs, talvez por isso os fãs também simplesmente confiam no processo, a AEW já provou várias vezes que por vezes é preciso esperar pelo que vem

    • Pro wrestling not sports entertainment4 semanas

      David Machado ganharam o 1 combate ao Santana e ortiz, ganharam aos jurassic, ganharam ao hangman e ao Omega, aoa varsity salvo erro, tudo em dynamite

  3. Kay Orton4 semanas

    Eu saio muito feliz depois desse show, pois 2021 nos deu 35 minutos de Kenny Omega vs Bryan Danielson E SEM VENCEDOR, os próximos dias vão ser loucos, pois se sem vencedor eles ENTREGARAM TUDO QUE ESTÁVAMOS ESPERANDO….cara que loucura.

    MAIN EVENT FEMININO !!! Ruby Soho perdeu sua real chance de vencer Dr. Britt Baker D.M.D pois ela é uma ótima campeã e a postura dela mostra que esse reinado vai ser bem longo e Ruby ainda não estava pronta pra ser campeã. ela e Ruby Soho conseguiram um bom ritmo em ringue, ótima química, bons spots, e um combate bem credível.

    MJF é um grande heel porém um vendedor de golpes subestimado pelos fãs o cara tem moral pra ser um canalha, Brian Philman Jr realmente só precisava de uma oportunidade real pra mostrar que ele é bom, seu pai deve estar orgulhoso.

    Sting sendo o mais velho do roster entregando bons combates mostrando que tem mais um gás pra continuar, Darby Allin evoluindo cada vez mais em popularidade com o público, mostrando que mesmo perdendo pro CM Punk ela não foi enterrado nem de longe. FTR é uma tag team muito desvalorizada por alguns fãs pela época de WWE, pq pelo que eles entregam são combates simples e mesmo assim em alto nível MAS pra muitos eles são JOBBERS !!

    Cody vs Malakai Black, um bom combate pra rivalidade apenas continuar e acabou por roll up. Agora eu vou reclamar ? NÃO!!! roll up sendo usado da forma correta e sem ser algo massante todas as semanas é ÓTIMO, em 6 meses de AEW foi o 5 combate que eu assisti tendo roll up, isso fechou o combate de um bom jeito.

    uma crowd absolutamente enérgica do começo ao fim E COM REAÇÕES REAIS, sem nenhum efeito sonoro pra fingir emoções, apenas a realidade e o coração dos fãs acontecendo e gritando pros nossos olhos e ouvidos verem e sentirem a paixão e a verdade que essa empresa transmite. AEW mostrando que mesmo sendo um show comum, qualidade ainda vai existir, e o PRO WRESTLING não esta morto.

    VIDA LONGA, ALL ELITE WRESTLING !!!

    • Edge884 semanas

      O público da AEW tem sido um exemplo , nota se que são fanáticos

  4. Que belo show, esta empresa nunca desilude
    Omega vs Bryan foi tremendo, tinha que ser quando envolve dois dois melhores, senãos os dois melhores lutadores do mundo. O resultado foi o certo, nenhum dos dois podia perder, e os empates devem acontecer de vez em quando, protege os lutadores e dá realismo ao produto, desde que, não exagerem nisso.
    Seguidamente uma belo promo do CM Punk, quem sabe não esquece, e ninguém sabe melhor que o CM Punk
    MJF vs Pillmann, foi um boa forma do MJF voltar a se destacar e ter uma boa vitória e ao mesmo tempo consegui que o Pillmann tivesse também destaque na programação
    Malakai vs Cody não foi mau, mas também não foi muito bom. Acho que foi overbooked. Preferia que o Malakai ganhasse depois de um combate competitivo, e quem sabe num terceiro combate o Cody pudesse ter a sua vitória
    FTR vs Sting & Allin, isto é uma lição de como tratar uma lenda do wrestling, os FTR são uma grande equipa e raramente perdem, mas só de partilhar um ringue com o Sting já estão a ser valorizados, ele vai somando vitórias para mostrar que ainda é um dos melhores. No futuro, alguém da AEW, vai ter a honra de poder dizer que venceu o Sting, e esse tipo vai ser lançado imediatamente ao main event.
    Muito bem a AEW a dar o destaque ao combate feminino, e elas conseguiram dar um bom combate, não conhecia bem a Ruby e não sabia do que ela era capaz
    Duas horas que passaram a voar, dei por mim a desejar uma terceira hora, adivinha-se um rampage ainda melhor, esta empresa está on fire e fez-me gostar outra vez do wrestling, como não gostava desde que era uma criança a ver a Rutheless Agression. Muito obrigado por isto Tony Kahn, e como foi dito abaixo,
    VIDA LONGA, ALL ELITTE WRESTLING!!!

  5. DaniFixe4 semanas

    Bom episódio com excelentes combates. A vibração do público ajudou. Apenas achei o ambiente do Malakai vs Cody algo estranho. É de mim ou o público estava contra o Cody? E parece que o Cody está para virar Heel…

    • L26MC4 semanas

      O Black também têm o seu carisma. Talvez o público quisesse que o Black ganhasse para não ser mais um Cody vs Brodie 2.0.
      Para além disso, a Brandi estar ali como Manager não ajuda muito e também não reparei num indício de heel turn do Cody. Mas se um dia tiver essa turn, que seja para se juntar à Elite.

  6. Gostei:
    – Para surpresa minha e de muitos, o show começa com Kenny Omega vs Bryan Danielson! O público está em altas e que combate tivemos aqui… O combate está cheio de manobras de grande impacto e nenhum dos homens consegue derrotar o outro, com o combate a terminar empatado devido ao limite de tempo, marcando já uma desforra para o futuro. Isto é um combate que tem que absolutamente ver, um dos combates do ano!
    – Após o combate terminar, brawl enorme. The Elite e Danielson, Christian e Jurassic Express lutam todos. Um bom segmento para avançar isto, mas já começa a ser repetitivo.
    – Promo de CM Punk! Público sempre em altas com isto. Uma excelente promo de CM Punk, prometendo derrotar Hobbs da Team Tazz esta sexta. Vejam esta promo!
    – FTR vs Sting & Darby Allin. Um bom tag match aqui. O facto de Sting ainda aguentar em ring com a sua idade diz muito dele. Sting & Allin vencem.
    – Ruby Soho vs Britt Baker no main event pelo título. Um ótimo combate aqui. No final, Ruby consegue arrumar Rebel mas Jamie Hayter permite a vitória de Britt Baker que retém o título. Cada vez mais acho que estamos perto de ver Rebel a sair deste grupo da Britt.

    Não gostei:
    – MJF vs Brian Pillman. MJF mete Julia Hart à sua frente e Pillman hesita em atacar. Isto permite que MJF vença. Nada de mau, mas também nada de bom aqui.
    – Entrevista a Chris Jericho e Jake Hager. Eles falam dos Men of the Year. Promo básica, não há muito a dizer.
    – Malakai Black vs Cody Rhodes. É um combate decente, mas sinto que há distrações a mais, apesar de fazerem sentido. Tivemos o regresso de Brandi e Arn também distraiu. Black vence após cuspir uma mistura, que é estranho pois Black squashou este homem há uns meses e agora precisa de batota (??). Não gostei tanto deste combate como pensei que iria.
    – Video package para Miro vs Sammy Guevara. Meh. Não vejo porque Fuego del Sol continua a ter tanto foco nisto, mas pronto.

    Overall: 7/10. Este show teve um grande erro: Danielson vs Omega ter sido o combate de abertura. Tal como Punk disse “Nada conseguia seguir aquilo”. Até porque os outros combates não foram maus mas não os desfrutei assim tanto porque um dos combates do ano começou o show. A promo de Punk e o main event ainda são ótimos. No geral, um bom show.

  7. L26MC4 semanas

    Ótimo Dynamite!

    O show começou logo a lançar as cartadas todas para segurar os telespectadores em casa e fazer a arena explodir e que bom assim foi.

    Bryan vs Omega, que combate!! Adorei a forma como o combate foi ganhando ritmo nos primeiros minutos. Nos minutos finais eu nem queria saber quem iria ganhar já só queria ver mais e mais. Já era expectável ser o Bryan a vencer, até porque não tinha o título em jogo, mais expectável era, mas a AEW jogou muito bem e deu um resultado que embora muitos acreditassem no “não vencedor” ainda estavam mais inclinados para uma vitória do Bryan. Digo que quando acabou o combate e houve a invasão dos grupos ainda pensei que o Khan podesse aparecer e mandar sair os grupos todos e mandar reiniciar o combate até haver um vencedor (o que para mim era de mandar a casa abaixo).
    Espero que o próximo combate entre os dois seja um Iron Match com 60min, pelo título mundial, mas não descarto que o Page possa voltar e termos os 3 em rivalidade também.

    Pillman vs MJF, combate sem grande história e sem interesse (para mim) não foi um mau combate, mas pronto lá serviu para dar mais uma vitória ao MJF, o que na AEW conta bastante para os tais recordes.

    Sting e Allin vs FTR, não sei quanto a vocês mas eu adorei o combate, foi muito bem trabalhado, sem grandes confusões. A vitória já era esperada por parte do Sting e Allin, mas continuo a defender que há que dar mais importância às equipas raiz que trabalham juntas à anos e deviam perder muito menos para lutadores que se juntam numa noite ou estão juntos recentemente. Mas como é o Icon ainda desculpo.

    Black vs Cody, parece que a AEW ouviu-me, adorei a vitória do Black, assentou bastante bem, até para mostrar algo diferente para a rivalidade.
    Já sobre o combate, foi “ok”, deverá haver um 3° combate. O Cody e o Black são main eventers em qualquer empresa, duvido que não possam dar mais do que aquilo que deram neste combate. Se arriscasse em algo acreditaria que o próximo combate é um combate sem desqualificações, para que possam inserir mais violência e sangue ao combate, assim protegiam o Black, entregavam um ótimo combate e davam a vitória ao Cody.

    Soho vs Baker, mas então a divisão que vale 0 foi mais uma vez main event? Ainda por cima de um show que para muitos consideram o Bryan vs Omega um Dream match… não percebo a AEW, dar tanta importância a esta divisão, enfim…
    Bem, gostei do combate e gostei ainda mais da vitória da Baker. A Soho, foi uma adversária que punha em causa o reinado dela e isso ainda dignificou mais a sua vitória. Agora é ver quem é a próxima ameaça ao título.

    Num todo o show foi ótimo, porque não deixou nenhum ponto morto, teve a sua boa velocidade e passou rápido, o que para mim é positivo.

  8. BRRM4 semanas

    Que combate maravilhoso entre o Bryan e o Omega! O Bryan passou a maior parte do combate por baixo (vendendo a “ring rust”) mas ao mesmo tempo aguentou tudo e mais alguma coisa, contribuindo para o desespero do Kenny para o derrotar. O final pode não ter sido do agrado de muito mas, na minha opinião, foi mesmo o melhor a fazer. Agora deem-me uns 40 e tal minutos disto em PPV, por favor ahahah

  9. Que GRANDE combate a abrir o melhor do ano e o público ao rubro.

  10. Episódio bastante digerível. Adorei o opener (é um sério candidato a combate do ano), a promo que se seguiu por parte de CM Punk foi porreira, e os dois últimos combates também entregaram um bom nível.
    Ainda estava á espera de uma surpresa no final do show (AJ Lee, quiçá) mas isso aí é mais por uma pessoa já colocar a fasquia bastante alta xD No cômputo geral, mais um AEW Dynamite de ótima qualidade-

  11. Kick_Ass4 semanas

    Omega vs Danielson é um bom candidato a combate do ano, que combatezão!!
    A decisão do time limite foi acertada assim teremos outro combate em PPV.
    Iron man match era o ideal… Vamos sonhando 🙌🙏🙌🙏

    Black vs Cody foi interessante, o público do lado do Black e talvez um princípio de heel turn do Cody.
    Que erro tremendo fez a WWE em deixar sair estes dois antes de atingirem o seu potencial. 🤦

    • Espero que seja antes do ppv, essa honra tem que estar guardada para o Hangman

    • O cody ainda teve destaque na wwe com alguns titulos já o black é oncaso mais creepy na wwe, o homem era o melhor wrestler que eles tinham… e simplesmente foi encostado

    • Kick_Ass4 semanas

      @trouble, esse é um bom ponto, estou para ver como vão encaixar o Hagman nesta feud.
      Para mim era o lutador ideal para tirar o título ao Omega… escapava ao One Winged Angel como o primeiro lutador a o fazer e vencia o combate, iria sair com um hype gigante.

    • Kick_Ass4 semanas

      @Gangrel_Rules, o Cody merecia ter alcançado pelo menos a hipótese de lutar por títulos principais na WWE, tudo que era gimmick que lhe davam ele conseguia eleva-la, a WWE teve a chance de o fazer e errou em não apostar nele.
      O caso do Black é incrível…. era brutal no NXT e parecia bem encaminhado quando subiu e depois esqueceram-se dele… tem uma aura de invencível brutal ! são poucos os lutadores que a conseguem ter.

  12. Anónimo4 semanas

    Muito bom combate entre o Bryan e Omega, deviam ter sido o main event.

  13. Combate de abertura valeu ouro

    Sting é a prova viva que quem sabe nunca esquece, com anidade que tem e com a grave lesaonque teve (wwe) ainda vai ao turnbuckle fazer crossbodys como um jovem, grande atuação do icone, o homem chamado de Sting!

    Nao achei grande piada ao desfecho do cody vs black, preferia que acabasse.com um black mass e terminava esta feud que acho que era a altura certa de acabar

    A minha querida doutora continua lá como campeã e começo achar que nao á oponente para ela, deveriam de contratar um nome gigante do pro wrestling a divisao feminina precisa, a ruby foi uma exelente adicao mas é preciso um nome ainda mais forte, mais sonante neste mundo do wrestling