A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir do Wolstein Center em Cleveland, Ohio, rumo All Out do dia 4 de Setembro.

Resultados

– Jay Lethal venceu ROH, AAA & IWGP World Tag Team Champion Dax Harwood
– Colten Gunn venceu Billy Gunn
– Britt Baker venceu KiLynn King
– Jon Moxley venceu CM Punk (AEW World Championship Unification Match)
– Will Ospreay & Aussie Open (Kyle Fletcher & Mark Davis) venceram Death Triangle (PAC, Penta Oscuro & Rey Fenix) (Primeira Ronda do AEW World Trios Championship Tournament)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

Chris Jericho abriu o Dynamite e chamou Daniel Garcia, e este veio ao ringue e disse que ele estragou o seu momento com Bryan Danielson na semana passada. O “Lionheart” disse que o jovem é um sports entertainer, mas o “American Dragon” apareceu e disse que o jovem pode decidir ser o que quiser, mas que acredita que este é um wrestler.

Daniel Garcia acabou por não conseguir decidir se é um wrestler ou um sports entertainer, e abandonou o ringue depois de ter empurrado Chris Jericho.

Os dois veteranos ficaram no ringue e após uma troca de palavras, Chris Jericho desafiou Bryan Danielson para um combate no All Out, até que Jake Hager apareceu para atacar pelas costas o rival do seu parceiro.

– Jay Lethal venceu ROH, AAA & IWGP World Tag Team Champion Dax Harwood: Este foi um combate que começou muito forte para os dois lados, com grande equilíbrio. Depois de os dois trocarem submissões, Dax Harwood tentou utilizar o Sharpshooter, até que Sonjay Dutt envolveu-se no combate e deu a vantagem perfeita para Jay Lethal conseguir a vitória por roll-up, puxando a roupa do adversário para um maior aproveitamento.

Depois do combate, Sonjay Dutt revelou que Jay Lethal vai afinal juntar-se a duas estrelas que conhece desde que estava na TNA, que são os Motor City Machine Guns (Alex Shelley & Chris Sabin) no All Out.

Em entrevista no backstage, Thunder Rosa anunciou que está lesionada e precisa de afastar-se dos ringues. Foi também anunciado que uma Interim AEW Women’s World Champion será coroada no All Out.

– Colten Gunn venceu Billy Gunn: O combate começou com uma grande agressividade entre pai e filho. Graças a uma interferência de Stokely Hathaway, que conseguiu distrair Billy Gunn, o filho deste atingiu-o com um golpe baixo e um Colten 45 para conseguir a vitória.

Depois do combate, os The Acclaimed foram atacados por Austin & Colten Gunn, mas foram salvos pelos AEW World Tag Team Champions Swerve In Our Glory (Keith Lee & Swerve Strickland), que afugentaram os dois irmãos.

No backstage, os Death Triangle (PAC, Penta Oscuro & Rey Fenix) e os United Empire (Will Ospreay, Kyle Fletcher & Mark Davis) trocaram algumas palavras e provocações rumo à primeira semi-final do AEW World Trios Championship Tournament.

– Britt Baker venceu KiLynn King: KiLynn King começou em vantagem no início do combate, o que mudou depois da sua cara ser empurrada em direção ao turnbuckle. No final, Britt Baker golpeou a adversária com um Curb Stomp e colocou-a no Lock Jaw, que lhe deu a vitória.

Depois do combate, Britt Baker falou sobre o facto de estar envolvida no combate pelo Interim AEW Women’s World Championship no All Out, e chamou Toni Storm. Quando esta apareceu, foi atacada pelas costas por Jamie Hayter, que também está agendada para o combate. Hikaru Shida, o quarto elemento do combate, acabou por salvar Toni Storm.

No backstage, os AEW World Tag Team Champions Swerve In Our Glory (Keith Lee & Swerve Strickland) deram uma oportunidade pelos títulos aos The Acclaimed (Max Caster & Anthony Bowens) para o All Out.

– Jon Moxley venceu CM Punk (AEW World Championship Unification Match): Este combate teve um início explosivo, e ambos mostraram a sua agressividade e vontade de se tornarem derradeiros campeões. Já depois de CM Punk atingir o campeão interino com um Roundhouse Kick, este voltou a lesionar-se no mesmo pé.

Jon Moxley ficou com vantagem e atingiu duas vezes o Paradigm Shift e tornou-se o Undisputed AEW World Champion. Já CM Punk teve de ser ajudado para conseguir sair do ringue e regressar ao backstage, enquanto que o novo campeão festejou juntos dos fãs.

Nos bastidores, Christian Cage falou sobre os problemas que tem tido com Jungle Boy e aceitou o seu desafio para um combate no All Out.

A seguir, Ricky Starks foi ao ringue e ficou emocionado ao falar da recente traição de Powerhouse Hobbs e desafiou-o para um combate no All Out.

Nos bastidores, o Undisputed AEW World Champion Jon Moxley afirmou que este é o seu momento e que ele é a definição de pro wrestling.

– Will Ospreay & Aussie Open (Kyle Fletcher & Mark Davis) venceram Death Triangle (PAC, Penta Oscuro & Rey Fenix) (Primeira Ronda do AEW World Trios Championship Tournament): Este main event teve muita velocidade e bastantes movimentos aéreos, e todos os elementos do Death Triangle atingiram os adversários com um salto para fora do ringue.

O combate continuou muito intenso e as duas equipas estiveram niveladas. Quando PAC atingiu um Moonsault para fora do ringue, distraiu-se com uma pessoa com uma caixa na cabeça, e Kip Sabian atingiu-o pelas costas.

De volta ao ringue, Will Ospreay fechou o combate com o Os-Cutter em Rey Fenix, para garantir a vitória e passagem dos United Empire à próxima fase do AEW World Trios Championship Tournament.

Depois do combate, os vencedores foram confrontados por Kenny Omega & Young Bucks, rumo à semi-final que vai acontecer na próxima semana.


O que achaste deste AEW Dynamite?

29 Comentários

  1. Facebook Profile photo

    Prontos para mais um Dynamite incrível 💪🏻💪🏻

  2. Ronaldo1 mês

    JON MOXXXXXXXLEY !!!!!!!!

  3. Rui Arruda1 mês

    Aquele trios match 🔥🔥
    5 star match.
    Will Ospreay na minha opinião é o melhor wrestler do mundo neste momento.

  4. Dark Nash1 mês

    Seria maravilhoso o Mjf retornar só pra desafiar o Moxley, mas eu me contentaria até entre Hangman e Moxley também. E o Ospreay é um lutador fantástico, espetacular!

  5. BigMando1 mês

    Este unification match foi um flop literalmente! Ver o Moxley a squashar o Punk foi ridiculo sinceramente. Se o Punk não estava em condições de lutar, esperassem mais umas semanas e aí teria-se um combate digno pelo titulo

    • IKnowBest1 mês

      ou… ou.. é uma optima storyline para o Punk virar Heel.
      Os pormenores apontam para isso… O Punk a parar na rampa e ver o publico a apoiar o Moxley… O punk voltou cedo pelo publico e viraram-lhe as costas, etc… Alem de que eleva o Moxley para aquele patamar de “special”…

    • BigMando1 mês

      Aquela finish é muito fraca. O Death Rider é apenas um suplex. Como é que com dois signature moves se ganha um combate envolvendo o titulo mundial?
      E para mim o Moxley não é assim tão especial sinceramente, é um bocado overrated.

    • Dexter901 mês

      pelo contrário, foi uma decisão fantástica, adorei, dos melhores momentos que me lembro

    • A AEW praticamente autopromoveu o heel turn do Punk, o que foi uma bela ideia.
      Hangman vs Punk next….

    • Ricky1 mês

      “The biggest match in AEW’s Dynamite history” durou 3 minutos apenas e o pessoal diz que foi uma decisão fantástica meu Deus…

  6. JJer1 mês

    Que casa a arder lmao

  7. Facebook Profile photo

    Que booking completamente mau e dececionante.

    Os 30 primeiros minutos foram a melhor parte do Dynamite, ou pelo menos a mais bem bookada.

    Billy Gunn vs Colten Gunn não é um combate de Dynamite.

    Agora, Punk vs. Mox, é complicado, eu até não desgosto da ideia de fazerem um squash no Punk porem todo este segmento deles têm umas coisas más nele, então:
    – Como caralhos o Punk dá o Round High Kick COM O PÉ DIREITO E FICA A QUEIXAR-SE DO ESQUEDO, a sério é rir para chorar, por amor de deus…
    – Embora não desgostar da ideia da squash no Punk, isto afeta completamente a credibilidade do Punk, primeiro porque não entender de onde a dor vêm, segundo porque andou a semana passada a falar contra tudo e todos a dizer que é o melhor e depois perde assim, que puta de moral vais ter depois disto.
    – E por último, que excelente ideia de booking colocar um combate deste calibre de um importância no meio da PUTA DE UM RANDOM SHOW SEMANAL. Se realmente queria fazer a squash ou fazia no começo do Dynamite (e mesmo assim não seria a melhor escolha) ou colocavam no main event do All Out.

    Como se já não basta-se o lindo serviço de booking oferecido, ainda têm a lata de colocar a Thunder Rosa a sua lesão a necessidade de haver um título interino numa entrevista de backstage enquanto o Punk teve direito a 8 minutos quando aconteceu, e já nem vou falar do tempo do combate feminino para escrever um livro do tamanho dos Lusíadas.

    • BigMando1 mês

      Concordo contigo e acrescento algo que não colocaste aí: o finish do combate foi algo fraco. O Moxley faz literalmente dois signature moves e vence o combate.

    • What? O round kick foi uma coisa de génio na minha opinião o gajo vai dar com o pé bom porque não pode dar com o mau, não e assim tão difícil de entender, isto é storytelling por amor de deus…

      A ideia de ter o combate aqui foi do Mox que fez pressão para isso acontecer, o facto de não saber o que vai acontecer no all out é mais uma razão para ver o show.

      Já agora a Thunder está mesmo lesionada mas no entanto estão a haver reports que muitas outras não gostam dela no backstage, a Britt Baker não gosta nada dela e a Jamie Hayter está furiosa com ela porque a thunder partiu-lhe o nariz supostamente, essa situação fez com que a thunder ficasse fechada da casa de banho do show após isso para evitar encontrar-se com a Jamie…. tudo isto é completamente incrivel…

      E a AEW estava numa curva descendente, agora ganhou um certo momento e tem toda a gente a falar sobre isto…o produto está mesmo muito interessante na minha opinião… porque o Tony parece ter adicionado um elemento de imprevisibilidade ao produto que era uma coisa necessária…

    • Facebook Profile photo

      Eu entretanto já estive a rever o combate e já mudei a minha opiniao quanto ao mesmo e compreendi porque foi feito no Dynamite (embora ainda achasse que este podia ter aberto o show).

      Porém Simao, já agora obrigado pela resposta, quando eu falei do round kick é pq foi um botch do Punk, o Punk lesionou-se no pé direito e ele vai o round kick dar com o pé direito (faz sentido tá a proteger-se com tudo o que tem) porém ele ao cair no começa a queixar-se do pé esquerdo. A história é ele não estar 100% do pé direito logo ele devia queixar-se do direto, nao do esquerdo. Ele botchou essa parte. Não se me fiz entender.

  8. Kante_Touch_This1 mês

    Squah pelo título foi bem jogado, heel turn do CM Punk deve estar próximo.
    E aquele Main Event!? que maravilha!

  9. Cebola1 mês

    Punk heel is coming

  10. JOAOPEDROOOOOOO1 mês

    O Will Ospreay é brutal

  11. Heel-turn do Punk incoming..

  12. El Cuebro1 mês

    Um bom show num todo, gostei muito do main event, as lutadoras poderiam ter mais tempo de TV também!

  13. El Cuebro1 mês

    E outra coisa nem imaginava o retorno do Kip Sabian, a Penelope já havia retornado uns dias atrás, mas demorou para acontecer hein, no que me lembro ele se lesionou em 2021 ainda, espero que possam ter bons planos para ele, quem sabe teremos Kip vs PAC pelo All-Atlantic Title no All Out, seria uma luta interessante!

  14. Dexter901 mês

    adorei o squash, que grande decisão! carrega Moxley, o wrestler mais over da atualidade

  15. Adorei este dynamite e coloco num dos meus favoritos. Cada combate, promo, decisão levaram a que este fosse um dos melhores dynamites de sempre e vem aí um grande ppv.

  16. Anónimo1 mês

    O combate entre o Punk e Moxley foi bem dececionante, é bom que a AEW tenha algo preparado para justificar esse resultado. Boa promo do Ricky Starks, destaco também o ótimo main event.

  17. Jacob Cass1 mês

    This Moxley victory was a fluke.

  18. Que satisfação ver o queridinho do público perdendo em 3 minutos KKKKKKKKKKKKKKKKK