A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir do Liacouras Center em Philadelphia, Pensilvânia, rumo ao Double or Nothing do dia 29 de Maio.

Resultados

– Dax Harwood venceu Cash Wheeler (Men’s Owen Hart Tournament Qualifying Match)
– Blackpool Combat Club (Bryan Danielson, Jon Moxley & ROH Pure Champion Wheeler Yuta) venceram The Factory (QT Marshall, Aaron Solo & Nick Comoroto)
– Wardlow venceu Lance Archer
– Serena Deeb venceu Hikaru Shida (Philly Street Fight)
– Undisputed Elite (Adam Cole, Bobby Fish, Kyle O’Reilly, Matt & Nick Jackson) venceram Dante Martin, Lee Johnson, Brock Anderson & Varsity Blonds (Brian Pillman Jr. & Griff Garrison)
– Scorpio Sky venceu TNT Champion Sammy Guevara (Ladder Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Dax Harwood venceu Cash Wheeler (Men’s Owen Hart Tournament Qualifying Match): O combate entre os FTR começou de forma técnica, mas os parceiros de equipa começaram a aumentar a agressividade com o passar dos minutos, tendo sido Cash Wheeler que acabou por ter um pouco mais de ímpeto.

Ainda assim, como seria de esperar, o equilíbrio foi o que mais se viu neste opener, em especial por causa dos vários contra-ataques que ambos fizeram à ofensiva um do outro. No final, os dois caíram fora do ringue, o que fez com que Cash Wheeler se lesionasse no joelho, já em ringue Dax Harwood não quis aplicar o Sharpshooter, o que quase lhe valeu a derrota, mas com um contra-ataque com um pin rápido, este venceu e assim qualificou-se para o Men’s Owen Hart Tournament.

No final deste embate, como seria de esperar, os dois parceiros de equipa abraçaram-se.

Depois de ter sido anunciado que no Double or Nothing teremos o combate pelo AEW World Championship entre o campeão “Hangman” Adam Page e CM Punk, este último pegou no microfone e afirmou quando chegou à AEW não sabia se ainda conseguia competir, mas agora tem a certeza e que estes últimos meses foram de preparação para este momento e que ele não pode prometer uma vitória, mas promete que irá dar tudo para ser campeão.

Nos bastidores, Scorpio Sky e Dan Lambert falaram de Sammy Guevara, com o ex-TNT Champion a dizer que não veio para este Dynamite com vontade de perder e que se irá tornar novamente TNT Champion.

– Blackpool Combat Club (Bryan Danielson, Jon Moxley & ROH Pure Champion Wheeler Yuta) venceram The Factory (QT Marshall, Aaron Solo & Nick Comoroto): Como já vem sendo habitual o Blackpool Combat Club entrou de forma agressiva, mas Nick Comoroto usou a sua força para conseguir isolar o jovem lutador do trio liderado por William Regal.

O trio liderado por QT Marshall ainda dominou durante alguns minutos, mas quando Wheeler Yuta fez o tag a Bryan Danielson este foi destruindo os seus adversários, sendo que no final, Wheeler Yuta usou a sua técnica e agressividade para vencer Nick Comoroto, enquanto o “American Dragon” e o “Purveyor of Violence” aplicavam manobras de submissão, nos seus outros dois adversários.

Nos bastidores, Britt Baker, Jamie Hayter e Toni Storm foram entrevistadas, com esta última a chamar a sua amiga Ruby Soho que foi insultando a ex-campeã e a britânica, com estas a sair de cena.

Continuando no backstage, os AEW World Tag Team Champions Jurassic Express foram entrevistados, com Jungle Boy zangado com a sua derrota, com Christian Cage a dizer que ele parece um falhado a falar, mas ele não é um falhado e é um campeão e assim irá continuar durante muito tempo e que por isso desafiam qualquer equipa do Top 5, o “Instant Classic” foi imediatamente interrompido pelos FTW Champion Ricky Starks & Powerhouse Hobbs que desafiaram os campeões para um combate.

No camarote, MJF apareceu e começou a insultar os fãs na arena, antes de insultar mais uma vez Wardlow.

– Wardlow venceu Lance Archer: Lance Archer atacou Wardlow ainda antes do embate começar, mas este em ringue usou uma agilidade nunca antes vista e equilibrou a contenda, sendo que com o passar dos minutos, o que tivemos foi uma guerra entre estes dois poderosos lutadores.

Lance Archer acabou por ter um pouco mais de ímpeto e quase venceu depois do seu Blackout, mas Wardlow acertou um Swanton Bomb antes de aplicar a sua Powerbomb Symphony que lhe deu a vitória.

De seguida tivemos a Jericho Appreciation Society em ringue, com Angelo Parker a dizer que ser um Sports Entertainer é o melhor para o negócio e que eles prometeram a Tony Khan e agora prometem ao AEW Galaxy que não haverá fisicalidade com Eddie Kingston, Santana & Ortiz.

Já com estes três em ringue, Chris Jericho exigiu um pedido de desculpas, o que fez os seus ex-amigos insultarem-no. Daniel Garcia juntou-se aos insultos, até que Eddie Kingston fartou-se da conversa e explicou que não quer saber se é 3 contra 5 ou não, mas eles vão sofrer. A tensão aumentou bastante, quando Chris Jericho a dizer que colocou uma recompensa em nome do trio, o que fez o “Mad King” perder a cabeça e dizer que o “Le Champion” está com medo e que no final, ele irá apanhá-lo.

A seguir tivemos um video package do TNT Champion Sammy Guevara.

– Serena Deeb venceu Hikaru Shida (Philly Street Fight): A Philly Street Fight entre as duas rivais começou de forma bastante agressiva e Hikaru Shida entrou melhor, mas com uma cadeira, Serena Deeb fez do joelho esquerdo da sua adversária, o seu alvo preferencial de ataque, tendo assim veterana dominou durante vários minutos.

A ex-campeã não se deixou ficar, mesmo quando fica cega temporariamente e com a ajuda de um kendo stick começou a virar o ímpeto a seu favor.

Nos minutos finais, as duas lutadoras tiveram várias hipóteses para vencer, mas Serena Deeb com alguma batota à mistura, virou o ímpeto a seu favor e depois de atirar o joelho da lutadora nipónica contra uma cadeira, aplicou o Texas Cloverleaf e garantiu a vitória.

Nos bastidores, MJF foi entrevistado e depois de ter gritado com a entrevistadora, a seguir pegou no seu telefone e fez um telefonema, onde perguntou a um lutador se ele queria ganhar bastante dinheiro com um só combate. Depois do telefonema terminar, o jovem explicou que na próxima semana, Wardlow irá enfrentar um lutador, mais inteligente, mais forte e mais alto que o seu antigo guarda-costas e que isso é algo que ele não pode aprender (W. Morrissey).

Em seguida tivemos a House of Black que se preparava para desmascarar Fuego Del Sol, mas foram interrompidos pela voz de Alex Abrahantes, tendo este dito que eles desta vez não estão um passo à frente. Na zona de entrada, apareceu então Penta Oscuro e PAC, e em ringue tivemos Rey Fenix a fazer o seu regresso, com os Death Triangle a vencerem a brawl entre os dois trios.

No backstage, Swerve Strickland e Darby Allin foram entrevistados e os dois mostraram respeito um pelo outro, mas deixaram algumas farpas um ao outro, rumo ao combate que os dois terão no Rampage.

– Undisputed Elite (Adam Cole, Bobby Fish, Kyle O’Reilly, Matt & Nick Jackson) venceram Dante Martin, Lee Johnson, Brock Anderson & Varsity Blonds (Brian Pillman Jr. & Griff Garrison): O jovem quinteto dominou de forma surpreendente os minutos iniciais deste 10-Man Tag Team Match, mas a Undisputed Elite conseguiu colocar a sua experiência em ringue e dominaram durante vários minutos.

Os jovens tentaram dar luta, mas o caos criado pela Undisputed Elite foi demasiado para os seus adversários e depois do Boom em Lee Johnson venceram este embate.

 

A seguir tivemos imagens do parque de estacionamento da arena, com Matt Menard a mandar as câmaras seguirem-no, com a Jericho Appreciation Society a atacar os seus rivais, tendo este ataque fechado com Chris Jericho a atirar uma bola de fogo na cara de Eddie Kingston.

A seguir foi transmitido um video package e promo a promover um ROH World TV Championship Match entre o campeão Samoa Joe e Trent Beretta para o próximo Rampage.

– Scorpio Sky venceu TNT Champion Sammy Guevara (Ladder Match): Os dois rivais nem deixaram o combate começar de forma oficial para se começarem a atacar fora do ringue e tivemos um main event bastante agressivo desde o primeiro segundo, tendo Sammy Guevara mostrado a sua maior experiência em Ladder Matches. Porém neste tipo de combates, é difícil manter o controlo e os contra-ataques e os grandes riscos começaram a aparecer de forma cada vez mais frequente.

Scorpio Sky decidiu ir buscar um escadote que tinha arame farpado e isso provou ser uma má ideia, pois o “Spanish God” acabou por o fazer aterrar nesse escadote.

Tay Conti em seguida acertou um low blow em Dan Lambert, o que fez Paige VanZant vir ao ringue e este atacou a lutadora brasileira, num combate que foi ficando cada vez mais caótico.

No final e já depois das duas lutadoras terem-se colocado KO uma à outra, Scorpio Sky e Sammy Guevara lutaram no topo de um escadote e foi o lutador dos Men Of The Year que levou a melhor, tendo atirado o seu rival escadote abaixo e assim, conquistou o TNT Championship pela segunda vez.

A fechar o show ainda apareceu Frankie Kazarian, para cumprimentar o novo TNT Champion Scorpio Sky, lembrando que este último lhe prometeu uma oportunidade pelo título caso o conquistasse.


O que achaste deste AEW Dynamite?

19 Comentários

  1. JPB1 mês

    Não acredito na atual situação do TNT Championship! Está cada vez pior!

  2. A AEW não tem ideia do que faz com o TNT Championship.

  3. Cebola1 mês

    Grande luta pelo TNT Championship. Descordo dos dois comentários acima e acho que o titulo esta a ganhar bastante destaque e se tornando um titulo muito credivel.

  4. JokerLeadger1 mês

    Não é por um titulo mudar de mãos regularmente que perde a credibilidade. Nem todos os reinados têm de ser de 500 dias

    • Concordo, apesar de a storyline em si ser completamente descabida o guevara e a conti não passam de o edge e lita da wish mas pronto… queria que o scorpio ganhasse..

      Este pessoal fala tanto da attitude era e tal mas a mim parece que pouco ou nada viram, os titulos passavam a vida a mudar de mãos, até o título mundial e estamos a falar de uma das maiores eras do wrestling e vêm para aqui meia dúzia de gatos pingados falar das mudanças do título da TNT…

  5. BRRM1 mês

    Combate bastante bom entre o Dax e o Cash. Tiveram ali uns momentos que fizeram lembrar Bret vs Owen.

    Wardlow vs Archer foi nice, apesar de muito curto, e o Wardlow teria sempre que sair por cima mas não consigo deixar de pensar que o Lance podia ser mais bem aproveitado. Ele está constantemente a ser construído para perder combates importantes e eventualmente isso vai deixar de resultar. Ele é demasiado talentoso para ficar preso neste ciclo.

    Sinceramente não percebo o que estão a fazer com o TNT Championship. Deram o titulo ao Sammy provavelmente para este ganhar heat fácil, consumando o heel turn, e agora voltaram a pô-lo nas mãos do Sky que supostamente também é heel. Mais valia terem deixado o titulo com este último enquanto o Guevara iniciava outra storyline.

  6. O TNT championship tá igual ao 24/7 😂😂😂

  7. Rolf1 mês

    Não entendo o booking do TNT Championship, acho wue beira o ridículo e nem faz favores a ninguém.
    Metem o título no lutador que tenha capacidade de meter o título em outro patamar como o Miro.
    Tanto lutador que eu podia dizer, Pac, Lance Archer(em vez de ter este booking porco), Miro outra vez, Keith Lee, Ricky Starks, Jay Lethal…
    O Show em sim foi bacano, mas com alguns momentos negativos e repetitivos.
    Cash vs. Dax foi uma aula de pro wrestling, mesmo que ache difícil, gostava de vê-los a lutar outra vez em uma luta bem mais longa e com aLgo mais.

    • JokerLeadger1 mês

      De acordo com parte do teu comentário, mas tem que se ver que de todos os que listaste tens o Miro que está lesionado, todos os outros tão em rivalidades que apesar de não terem títulos envolvidos, têm tempo na TV, excepção feita ao Archer, aí posso concordar contigo

    • Rolf1 mês

      Sim, Joker! Mas nesto caso era não terem posto certos lutadores em rivalidades sem sentido, entendes?
      Mas, sim o Miro nao esta disponível, erro meu!

    • JokerLeadger1 mês

      Tem rivalidades que ate fazem algum. Death triangle vs House of black ainda tem muito por explorar (murphy vs pac vai ser muito bom), o starks e hobbs vao agora lutar pelos tag titles. Tambem nao achava correto porem o keith lee ja na rota de um titulo, passando a frente de quem la esta desde o inicio/ primeiros anos. Lethal faz sentido ir atras do ROH TV title, é um dos historicos da ROH. Sky sempre foi regular e merece agora um reinado decente com algumas vitorias. Sammy se fosse eu o booker punha o de volta junto dos JAS.

  8. Facebook Profile photo

    TNT 24/7 Championship, só pode!

    Não vejo problema no título mudar de mão rápido, mas esse storyline ta muito ruim, CHATA!

    Há sentido o título mudar de mãos quando a storyline é boa!!

  9. L26MC1 mês

    Bem este título TNT está no seu melhor 😂
    Não vejo mal o título mudar de mãos durante uma rivalidade 1,2x. A questão é que o Guevara tirou o título ao Miro, teve um mau reinado, perdeu o título para o Cody, rapidamente recuperou, teve um mau reinado novamente, perdeu rapidamente para o Scorpio, recuperou, não teve sequer tempo de reinado e voltou a perder… mural da história, não se valorizou o título, nem o lutador.

    Bom combate entre os FTR.

    Gostei bastante do combate entre o Wardlow e o Archer, dois grandes talentos, adoro os dois. O Wardlow é um verdadeiro monstro em ringue, porra que espetáculo que deu! Super habilidoso. Espero que em breve seja a par do MJF um grande main eventer.

    Gostei bastante da promo entre o Jericho e o Eddie, assim como o segmento na garagem.

    O Main Event, também foi bastante porreiro, pena a situação do título andar nesta bipolaridade.

    • TheFlyingTuga1 mês

      Ou seja, o problema é o Guevara. Sinceramente não vou muito á bola com ele e com o estilo dos combates dele. Acho que é high flying spots só porque sim.

      Quanto ao título, os restantes da companhia têm reinados bastante longos, por isso não vejo stress de ter um título mais rotativo.

    • L26MC1 mês

      Não, o problema não é o Guevara, ele é super talentoso e é um bom heel, o problema é não ter tempo para fazer algo de jeito e mostrar todo o seu potencial.
      O problema está em quem gere estas ideias de reinados.

      Não acho que os restantes reinados têm sido longos, tiveram tempos certos.

      – Os de Tags, rodaram bem de mãos, não houve ninguém com tempo exagerado, têm dado para rodar e fazer até bons reinados, tirando este último do Jurassic que têm ficado aquém.

      – O título mundial igualmente, têm sido bem gerido, o Omega que teve o reinado mais longo, justificou bem essa aposta e por mim tinha ficado até mais tempo. Ele fez um excelente trabalho, mas a AEW está cheio de grandes nomes, é difícil gerir tanto bom nome.

      – O título mundial feminino, é difícil ter uma opinião, a divisão têm estado a crescer aos poucos, houve até um bom reinado da Britt e uma escolha acertada na Thunder, para estar agora com o título.
      Antes disso, não posso criticar tanto porque o roster estava a criar ligação aos fãs.

      – O TBS, ainda agora começou e está a ter um grande arranque, a Jade e o título têm estado a valorizar-se bastante e para mim podem dar um grande reinado longo, a ela.

    • JokerLeadger1 mês

      Oa reinados dos babyfaces fica quase sempre aquem dos reinados dos heel, tem sempre aquela questao da jornada e das adversidades dos faces para tirar os titulos aos heel e depois ao contrario nao faz tanto sentido digamos assim.

  10. Anónimo1 mês

    Ótimo combate entre o Cash Wheeler e Dax Harwood. Destaco também o main event, gostei da vitória do Scorpio Sky, espero que agora mantenha o título por mais tempo, e não andem a trocar novamente de campeão tão cedo.

  11. Gostei:
    – Dax Harwood vs Cash Wheeler. Genial combate de wrestling! Era um combate com grandes expectativas (pelo menos da minha parte) e entregou completamente. Quando uma promotora de wrestling quiser fazer um combate entre parceiros de equipa, tomem este combate como exemplo. Vejam este combate!
    – Promo de CM Punk, que confirma o seu combate contra Adam Page no Double or Nothing. Uma ótima promo, para variar, de CM Punk. O combate vai ser ótimo.
    – The Blackpool Combat Club vs The Factory. Foi decente o suficiente, com Wheeler Yuta a ser o grande destaque. Os adversários não eram a melhor escolha, mas não me queixo imenso. A forma como Yuta já está over 1 mero mês depois de se associar aos BCC é algo de fantástico.
    – Lance Archer vs Wardlow. 2 grandalhões a fazerem manobras acrobáticas durante pouco mais de 5 minutos. Que combate fantástico, porra! Wardlow continua a ser bookado de forma brilhante.
    – Segmento entre a Jericho Appreciation Society, Eddie Kingston, Santana & Ortiz. AEW Galaxy… a JAS está a levar esta gimmick do sports entertainment ao extremo e eu adoro. Um ótimo segmento para aumentar ainda mais a animosidade entre todos estes homens.
    – Serena Deeb vs Hikaru Shida. Apesar de ter sido um ótimo combate, não estive tão entusiasmado porque já vimos este combate uma certa quantidade de vezes neste passado ano. A Deeb sai bem neste combate (possivelmente para avançar para uma feud com Thunder Rosa) mas Hikaru nem por isso, honestamente.
    – Segmento entre a House of Black e Death Triangle! Olá, PAC! Olá, Rey Fenix! Já tinha imensas saudades vossas! Que fantástico segmento e esta feud vai ser absolutamente brutal!
    – The Undisputed Elite vs The Varsity Blonds, Martin, Anderson & Johnson. Não foram exatamente as melhores escolhas para enfrentar a Undisputed Elite, mas ainda foi um combate decente.
    – Jericho Appreciation Society ataca Kingston, Santana e Ortiz. Se eu achava que o segmento em ring tinha aumentado a animosidade desta feud, então não sei o que isto faz… mais um ótimo segmento nesta feud.
    – Sammy Guevara (c) vs Scorpio Sky. Honestamente, começou um bocadinho medíocre mas a partir daquela queda horrível do Sammy (espero que esteja tudo bem), o combate melhora imenso. Ótimo combate, finalmente Sammy e Tay conseguem fazer um bom trabalho de heel e espero que isto termine a feud de vez.

    Não Gostei:

    Overall: 7/10. Mais um bom show. Apesar de algumas decisões um bocado fracas, elas são ofuscadas em grande parte por todas as outras ótimas coisas no show. Destaco o show inteiro, excetuando as tag matches que não tiveram nada demais.