A All Elite Wrestling transmitiu esta sexta-feira, num dia e horário especial, a partir do Daily’s Place em Jacksonville, Flórida, mais uma edição do Dynamite no canal TNT, a última antes do Double or Nothing deste domingo, dia 30 de Maio.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Darby Allin venceu Cezar Bononi
– “Hangman” Adam Page venceu Joey Janela
– Jade Cargill venceu KiLynn King
– TNT Champion Miro venceu Dante Martin
– Scorpio Sky & Ethan Page venceram Evil Uno & Stu Grayson

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Darby Allin venceu Cezar Bononi: O opener deste Dynamite abriu com Darby Allin a tentar usar a sua velocidade, mas Cezar Bononi usou a sua força para controlar o ex-TNT Champion. O brasileiro dominou durante vários minutos, sendo que Darby Allin do nada virou o combate e venceu com o seu Coffin Drop.

Assim que o combate terminou, Darby Allin desafiou Ethan Page e Scorpio Sky a virem ao ringue e o combate do Double or Nothing começar já hoje, mas os dois lutadores recusaram este desafio e disseram que no domingo vai ser o fim de uma lenda e o início de outra.

Os Wingmen atacaram Darby Allin e Sting pelas costas, o que abriu espaço para Ethan Page e Scorpio Sky virem para o ringue e atacarem os seus rivais, mas a Dark Order veio em auxílio de Darby Allin e Sting.

De seguida tivemos Paul Wight a apresentar o Weigh-In entre Anthony Ogogo e Cody Rhodes, sendo que ambos os lutadores vieram acompanhados por bastantes pessoas. Quando parecia que tudo ia acontecer sem incidentes, por alguma razão QT Marshall quis conversa e quis que Anthony Ogogo pousasse nos cantos do ringue, mas foi sempre assobiado e acabaram por sair de cena, sem que houvesse confronto físico.

A seguir tivemos um video package sobre o Stadium Stampede Match entre os Inner Circle e os The Pinnacle, tendo sido mencionada a experiência do grupo liderado por Chris Jericho neste tipo de combate.

Nos bastidores tivemos imagens de uma brawl entre Christian Cage e “Powerhouse” Hobbs, brawl essa que teve de ser parada por vários árbitros.

– “Hangman” Adam Page venceu Joey Janela: Joey Janela tentou igualar a agressividade habitual de “Hangman” Page, mas não conseguiu, sendo que foi Adam Page que dominou os primeiros minutos do combate, pelo menos até o “Bad Boy” fazer alguma batota para virar o ímpeto a seu favor.

No entanto, o seu domínio não foi muito longo, pois “Hangman” usou a sua agressividade para voltar a ter o ímpeto a seu favor. Ainda assim, nos momentos finais, a primeira quase vitória foi de Joey Janela, mas no final Adam Page com o seu Buckshot Lariat venceu o combate.

Depois do combate, Taz tentou distrair “Hangman” Adam Page, mas este pegou no microfone e disse que até esperava isto de Taz e dos outros lutadores, mas perguntou a Brian Cage se ele realmente precisa da ajuda de alguém para lhe dar uma tareia. Brian Cage sentiu-se provocado e disse que no Double or Nothing nenhum membro da Team Taz vai estar perto do ringue.

Logo a seguir tivemos uma promo de Jon Moxley e Eddie Kingston e estes começaram a gozar com os ténis que roubaram aos Young Bucks, sendo que depois começaram a dizer que a dupla até pode ser uma melhor equipa e com mais experiência, mas que este combate vai ser uma guerra e eles são dois cães raivosos que vão ganhar os títulos.

No ringue, supostamente íamos ter Orange Cassidy, mas quem apareceu foi PAC, que afirmou que o AEW World Champion Kenny Omega é patético, tendo-o desafiado a vir para o ringue. Don Callis apareceu num ecrã, dizendo que PAC é um sociopata, mas tudo isto não passava de uma tentativa de distracção para que o “Belt Collector” atacasse o “Bastard”. Só que este estava preparado e só a chegada dos Good Brothers ao ringue ajudaram o campeão.

Quem acabou também por aparecer foi Orange Cassidy, que apresentou o contrato rasgado, tendo em seguida atacado os seus dois adversários e segurado no AEW World Championship, enviando assim uma mensagem enfática rumo ao Triple Threat Match do Double or Nothing.

Mais uma vez uma entrevista de Jade Cargill foi interrompida, sendo que Matt Hardy tentou convencer a lutadora, mas Mark Sterling apareceu e explicou que “Big Money Matt” não pode tentar contratar uma lutadora de outro manager, sendo que assim e de forma surpreendente descobrimos que Jade Cargill assinou com Mark Sterling.

– Jade Cargill venceu KiLynn King: Jade Cargill mostrou toda a sua força logo desde os primeiros momentos contra KiLynn King e assim dominou o combate e nunca mais saiu do controlo, tendo vencido com relativa facilidade com o… Glam Slam.

A seguir tivemos Jake Roberts e Lance Archer a falar sobre o combate contra o TNT Champion Miro e o “Murderhawk Monster” explicou que está ansioso para estar em ringue com o “Best Man” para lhe tirar o título.

– TNT Champion Miro venceu Dante Martin: Como seria de esperar, Miro destruiu Dante Martin, sendo que o jovem lutador ainda teve alguma ofensiva que ninguém esperava, mas de nada lhe valeu, pois acabou por desistir.

Assim que o combate terminou, Jake “The Snake” Roberts e Lance Archer apareceram e o agora manager explicou que Miro é um bully e que no Double or Nothing irá perceber que não conseguirá fazer isso com o “Murderhawk Monster”. Miro disse então porque é que Jake Roberts não tirava a trela a Lance Archer por uma vez na vida, algo que veio a arrepender-se pouco depois, quando Lance Archer entrou em ringue e atacou o campeão de tal forma que este teve de sair do ringue.

A seguir tivemos a celebração do aniversário do reinado de Hikaru Shida como a AEW Women’s World Champion, sendo que Tony Schiavone apresentou-lhe o novo cinturão do AEW Women’s World Championship.

A celebração foi depois interrompida por Britt Baker, que explicou quando vencer o título irá começar a era da DMD.

– Scorpio Sky & Ethan Page venceram Evil Uno & Stu Grayson: Evil Uno & Stu Grayson entraram de forma bastante dominante, sendo que tiveram o ímpeto do seu lado até que Scorpio Sky do nada virou o combate a favor da sua equipa.

O duo de Ethan Page e Scorpio Sky conseguiu isolar Stu Grayson durante alguns minutos, mas quando este fez o tag em Evil Uno, este usou a sua força para virar o combate do avesso.

A equipa da Dark Order quase venceu por algumas vezes, mas com alguma batota Scorpio Sky aplicou o seu Heel Hook em Stu Grayson, dando espaço para que Ethan Page acertasse o seu Ego’s Edge em Evil Uno, e assim venceram o combate.

Depois do combate, “All Ego” pegou no microfone e ia falar de Darby Allin e Sting, mas tivemos o ex-TNT Champion a aparecer com várias pessoas mascaradas de Sting. Seguiu-se uma pequena brawl, que foi ganha por Darby Allin e Sting.

De seguida tivemos Eric Bischoff a apresentar a celebração do Inner Circle e já com os cinco lutadores em ringue tivemos um video package que mostrou algum dos melhores momentos do grupo.

Todos os lutadores do grupo falaram da possibilidade de estarmos perto do fim do mesmo, sendo que todos afirmaram que vão fazer de tudo para que o Stadium Stampede Match não seja o fim dos Inner Circle.

Já depois de todos discursarem, tivemos os The Pinnacle a aparecem no titantron sendo que MJF e Wardlow tinham raptado Dean Malenko. Os Inner Circle foram a correr para o estádio dos Jacksonville Jaguars, mas tudo não passava de uma armadilha dos The Pinnacle, que atacaram os seus rivais, tendo tudo terminado com os FTR a fazer um Piledriver em Santana e Ortiz através de uma mesa.


O que achaste do AEW Dynamite desta semana?

7 Comentários

  1. Go-home show porreiro. Antes de mais, é muito bom ver tanto público presente para fazer a diferença e adorei a configuração do cenário e das câmaras que lembrou o Fight for the Fallen 2019 (também no Daily’s Place). Crédito para a AEW por ter tornado este início fim de semana entusiasmante para os fãs da empresa (especialmente quem está na arena a assistir).
    Sobre o episódio propriamente dito, o que mais gostei foi: o pós-combate de Adam Page vs Joey Janela em que o primeiro tem um bate-boca com Brian Cage; a brawl entre Lance Archer e Miro depois do match deste último; a revelação de um novo belt para representar o título feminino (maior do que o original finalmente e com um design melhor); e o segmento do main event.

  2. Gostei:
    – Após o combate, Darby Allin chama Sky e Ethan Page. Os 2 aparecem e dizem que não estão preparados para lutar. The Wingmen atacam Sting e Darby Allin até à Dark Order aparecer para os salvar. Bom segmento.
    – Promo package para o Stadium Stampede. Ótima!
    – Nos bastidores, Christian Cage e Powerhouse Hobbs meteram-se à bulha antes de serem separados. Bom.
    – Hangman Page vs Joey Janela num combate que até me surpreendeu, com Hangman Page até a sangrar. Um combate divertido que acordou o público. Isto devia ter aberto o show, na minha opinião.
    – Após o combate, Team Taz tenta atacar Hangman, mas Hangman pega no microfone e diz que isto era esperado de todos os membros da Team Taz, excepto Brian Cage. Cage diz que eles estarão sozinhos, 1-1 no domingo.
    – Mas vá, a promo recomeça e Moxley & Kingston até fazem um ótimo trabalho com a promo.
    – PAC vêm ao ring e quer Kenny Omega, mas Don Callis aparece no ecrã e diz que nem ele nem Kenny estão presentes. Omega tenta atacar PAC por trás, mas PAC já tinha antevisto isso. Os Good Brothers vêm para ajudar, mas também vêm os Lucha Brothers para equilibrar. Toda a gente vai embora e Kenny Omega sai por cima no confronto com PAC, e aparece Orange Cassidy. Cassidy entrega um envelope a Omega, com o contrato rasgado. Orange Cassidy sai por cima no segmento e termina a segurar o AEW Championship. Ótimo segmento.
    – Jade Cargill é entrevistada por Tony Schiavone, mas Matt Hardy interrompe, tentando convencê-la a juntar-se a ele mais uma vez, no entanto Mark Sterling aparece e diz que ela já têm representante. Bom segmento.
    – Lance Archer diz nos bastidores que quer que Miro vença, para ele poder derrotá-lo no domingo. Bom.
    – Miro derrotou Dante Martin num combate onde esteve muito bem.
    – Após o combate, Lance Archer e Jake Roberts aparecem, leva a uma luta entre os 2 grandalhões, com vitória de Archer, para desagrado de Miro.
    – Hikaru Shida veio ao ring festejar o seu reinado de 1 ano, e recebeu um novo título, maior que o anterior (graças a Deus). Shida fez uma ótima promo antes de Britt Baker dizer que, tal como a era 3:16, a nova era da AEW chegará e será D.M.D. Ótimo!
    – Ethan Page & Scorpio Sky vs Evil Uno & Stu Grayson. O combate foi divertido, talvez o melhor da noite, mas não vale a pena ver. Uso & Grayson com o respeito que merecem por parte do público, considerando que o público não queria saber deles antes do COVID, da última vez que tínhamos tido fãs.
    – Após o combate, Darby Allin e um montão de jobbers vestidos a Sting aparecem. Sky & Page arrumam todos estes até chegarem ao verdadeiro Sting, com o segmento a terminar com Allin & Sting no topo.
    – Para terminar a noite, Eric Bischoff fez uma celebração para os Inner Circle, onde cada membro falou sobre o que grupo significa para eles. Foi um segmento emotivo e o público estava interessado. No entanto, MJF apareceu no ecrã com Dean Malenko, grande amigo de Jericho, atado a um poste. Os Inner Circle foram o mais depressa possível ao estádio para salvar Malenko. No entanto, era uma armadilha e FTR & Spears atacaram o grupo no caminho. No estádio, FTR arrumaram Santana & Ortiz com piledrivers por 2 mesas. Que forma de terminar o show! Segmento que recomendo a verem, obviamente!

    Não Gostei:
    – No 1º combate com público de volta, temos Darby Allin vs Cezar Bononi. O combate teve um bom planeamento, com Darby a ultrapassar as dificuldades com o seu estilo único. No entanto, Bononi ainda está muito verde e alguns dos socos que ele deu foram claramente falsos, tem que melhorar nisso. Decente, mas os socos arruinaram.
    – Paul Wight apresenta um weigh-in entre Cody e Anthony Ogogo, e isto não foi um desastre, cumpriu o objetivo que é hype para o combate. Mas, como manda a Lei de Murphy, tudo o que podia correr mal, correu. Da última vez que fizeram isto, as balanças estavam mal e fizeram a mesma coisa desta vez. Havia fãs que não conseguiam ver por causa das bandeiras e o Cody não teve a reação que eles queriam, notava-se que queriam a arena toda a apoiá-lo mas não, até havia alguns a apupá-lo.
    – Isto aconteceu na versão ao vivo. Jon Moxley & Eddie Kingston estão a fazer uma promo mas são interrompidos a meio por anúncios… Por amor de Deus.
    – Jade Cargill vs Kilynn King e a Cargill finalmente enfrentou alguém que se compare a ela em termos de estatura. Jade esteve bem no combate e cumpriu o propósito. No entanto, é um combate medíocre.

    Overall: 7/10. Este go home show cumpriu o objetivo, hype para o PPV. O show focou-se nos combates do Double or Nothing e fez um ótimo trabalho! Mas a ação in ring, fraquinha. É capaz de ser a mais fraquinha desde a criação do show. No entanto, a ação in ring não era o foco, era sim o build para o PPV e fizeram de forma fantástica!

  3. Minun3 semanas

    Fico angustiado por ver tanta gente, por um lado é bom e eu sentia saudades, mas se dois ou três estiverem com o vírus pode voltar a infectar o restante (mesmo com a vacina) espero que a AEW tenha feito testes para portar tanta gente assim no estádio. Mas de resto foi normal, não vi nada de especial, além da promo do Inner Circle e o combate do Hangman Page.

  4. El Cuebro3 semanas

    Primeiramente muito bom ver o público de volta assim, grande energia presente! Gostei muito do show também, mas o Bononi perdendo assim já está ficando um tanto chato, ainda mais depois de toda a caridade demonstrada essa semana para com ele, espero que logo possamos vê-lo com o merecido destaque!

  5. Go home show muito bom rumo ao PPV.
    Destaques:
    -Bom opener entre o Darby e o Cesar.
    O pós combate foi bem executado.
    -Bom combate entre o Janela e o Hangman,e gostei do segmento entre o Hangman e o Cage no pós combate,e fez sentido o facto de o Cage acabar por não querer a team Taz e interferir a seu favor.
    -Estou entusiasmado para o combate entre o Archer e o Miro e aquela mini brawl que tiveram serviu para reforçar o meu interesse no combate.
    -Grande segmento do Inner Circle a fechar o show.

  6. Anónimo3 semanas

    Bom combate entre o Adam Page e Joey Janela, e bom segmento dos Inner Circle.

  7. Mais um show de qualidade, já não surpreende. Espero que o ppv corresponda ás expectativas