A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir do Liacouras Center em Philadelphia, Pennsylvania.

Resultados

– Bryan Danielson venceu Matt Menard
– AEW World Champion Jon Moxley venceu Juice Robinson (Eliminator Match)
– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm venceu Serena Deeb (Lumberjack Match)
– Ricky Starks venceu Eli Isom
ROH World Champion Chris Jericho venceu Bandido

Vídeos

Watch Wrestling

Report

O Dynamite abriu com a Jericho Appreciation Society a fazer a festa de celebração da conquista do ROH World Championship por parte de Chris Jericho.

O “Lionheart” não perdeu tempo a dizer que é o ROH World Champion mais visto da história, e que hoje irá começar a era da Ring of Jericho.

O líder do grupo a seguir, virou atenções para o ROH Pure Champion Daniel Garcia e fez vários elogios ao jovem, tendo também oferecido-lhe um chapéu, algo que o jovem rejeitou, tendo logo a seguir dado um soco a Luigi Primo.

Daniel Garcia afirmou então estar farto, pois isto não foi o que ele pensou que seria o seu futuro, mas quando ia dizer o que lhe ia na alma, Chris Jericho interrompeu-o e mandou o jovem pensar duas vezes.

Quando finalmente, íamos ouvir Daniel Garcia a responder se era um wrestler ou um sports entertainer, Bryan Danielson apareceu no ringue.

O “American Dragon” não perdeu tempo a provocar Chris Jericho, tendo afirmado em seguida que respeita imenso Daniel Garcia e que ele é um adulto e pode fazer o que quiser. Se Daniel Garcia quiser pode ficar na Jericho Appreciation Society, mas se quiser fazer parte do Blackpool Combat Club também poderá fazer.

O “Lionheart” mandou o seu rival calar-se e afirmou que Daniel Garcia lhe pertence. Estas palavras irritaram o ROH Pure Champion e que ninguém manda nele, tendo começado a sugerir fazer equipa com Bryan Danielson e que seria engraçado enfrentar Sammy Guevara e Chris Jericho.

Matt Menard perdeu a cabeça e começou aos gritos com Daniel Garcia e começou a insultar Bryan Danielson e a dizer que lhe devia dar um soco. O “American Dragon” afirmou que se ele quiser pode fazer isso aqui e agora, pois Tony Khan deu-lhe autorização para ter um combate contra quem quisesse, e ele quer enfrentar “Daddy Magic”.

– Bryan Danielson venceu Matt Menard: Matt Menard tentou entrar melhor, mas Bryan Danielson usou a sua habitual agressividade e dominou os minutos iniciais deste opener.

Fora do ringue, “Daddy Magic” virou o ímpeto a seu favor e dominou durante alguns momentos, mas o “American Dragon” nunca se deixou dominar por completo, e no final, já depois de Claudio Castagnoli ter parado a interferência de Angelo Parker, Bryan Danielson acertou o seu Busaiku Knee, tendo aplicado em seguida o Lebell Lock que lhe deu a vitória.

A seguir tivemos um video package a promover o combate entre o AEW World Champion Jon Moxley e Juice Robinson.

Depois de revermos imagens do segmento da semana anterior entre MJF e Wheeler Yuta, tivemos uma entrevista do lutador dos Blackpool Combat Club, que se mostrou indignado por o “Salt of the Earth” ter atacado Tony Schiavone e também por saber que este não tem coragem para o enfrentar.

MJF interrompeu a entrevista e até elogiou as capacidades de Wheeler Yuta em ringue, mas que ele cometeu um erro ao tentar entrar numa guerra de palavras contra ele.

Wheeler Yuta estava decidido a andar à pancada com MJF, mas os Gunn Club apareceram enquanto o “Salt of the Earth” afirmou que o combate acontecerá na próxima semana.

Em seguida vimos um video package a promover o combate entre Darby Allin e Jay Lethal que acontecerá na próxima semana.

– AEW World Champion Jon Moxley venceu Juice Robinson (Eliminator Match): Juice Robinson atacou Jon Moxley durante a entrada do campeão e com isso conseguiu ter o ímpeto nos minutos iniciais deste combate.

O AEW World Champion nunca se deu por vencido e com o passar do tempo começou a equilibrar as contas deste combate e com isso o cansaço foi sendo cada vez mais evidente. Nos minutos seguintes, os dois lutadores tiveram várias quase vitórias, mas no final, Jon Moxley meteu o pé no acelerador e virou o combate a seu favor com uma Regal Knee, tendo em seguida aplicado o Cross Armbreaker que fez o seu adversário desistir.

Após o combate terminar, “Hangman” Adam Page veio ao ringue e ficou cara a cara com o AEW World Champion Jon Moxley, sendo que a partir do seu camarote, MJF ameaçou que iria fazer o cash-in após esse combate.

Enquanto vários seguranças separavam os dois lutadores em ringue, Wheeler Yuta atacou MJF no seu camarote.

A seguir, tivemos um video package a promover o combate entre o ROH World Champion Chris Jericho e Bandido.

A seguir, tivemos Saraya em ringue e esta afirmou que pode ter alguns problemas físicos, mas não está acabada e que irá ajudar à mudança da divisão feminina.

A britânica chamou então ao ringue, a AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm, Athena, Madison Rayne, Skye Blue e Willow Nightingale, tendo a nova lutadora da AEW elogiado a campeã isto, até que Britt Baker, acompanhada de Jamie Hayter, Rebel e Penelope Ford interromperam a promo.

A ex-campeã não perdeu tempo a falar da lesão no pescoço de Saraya e ainda deixou rasgados elogios a Serena Deeb, isto enquanto o público gritava por Jamie Hayter. O segmento terminou com Saraya a dizer que o embate entre Toni Storme e Serena Deeb será um Lumberjack Match.

– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm venceu Serena Deeb (Lumberjack Match): O combate começou de forma equilibrada, isto até Serena Deeb atirar Toni Storm para fora do ringue, onde foi atacada por outras lutadoras.

“The Professor” usou a sua técnica para dominar durante vários minutos, mas a campeã começou a aumentar o ritmo do combate e começou a equilibrar as contas, isto até que fora do ringue, as lutadoras começaram a lutar entre si.

Já dentro do ringue, a vitória foi ficando cada vez mais perto para ambas, mas no final, Toni Storm acertou o seu Avalanche Piledriver e conquistou a vitória.

Nos bastidores, Billy Gunn afirmou que o próximo Dynamite será o Nation Scissoring Day, tendo revelado que os Acclaimed irão defender os seus títulos no Rampage.

Keith Lee interrompeu-os e afirmou que Billy Gunn carregou os Acclaimed para a vitória e que Swerve Strickland ainda está irritado com isso, mas o veterano não se mostrou afetado.

Ainda no backstage vimos os Private Party a discutir com The Butcher & The Blade, tendo Andrade El Idolo relembrado os Private Party, que eles ainda trabalham para ele. Matt Hardy apareceu e disse aos jovens para deixarem Andrade El Idolo.

– Ricky Starks venceu Eli Isom: O “Absolute” não deu hipótese e rapidamente venceu depois de acertar um Spear e o seu Roshambo.

A seguir, tivemos um video package sobre a rivalidade entre Jungle Boy contra Christian Cage e Luchasaurus.

– ROH World Champion Chris Jericho venceu Bandido: Bandido entrou a 100 à hora e dominou os minutos iniciais deste main event e até quase venceu com um Frogsplash.

Chris Jericho conseguiu virar o ímpeto a seu favor e de forma agressiva, conseguiu controlar o seu adversário, mas o luchador nunca se deu por vencido e com a sua maior agilidade, voltou a equilibrar as contas do combate.

Nos minutos seguintes, as quase vitórias foram-se sucedendo e até quase tivemos novo campeão, mas no final, Chris Jericho com alguma batota à mistura virou o ímpeto definitivamente a seu favor e conquistou a vitória com o Liontamer.

Após o combate terminar, Chris Jericho pegou no microfone e afirmou estar decidido a destruir o legado da ROH, e por isso desafia Bryan Danielson para um combate no Dynamite do dia 12 de Outubro que acontecerá em Toronto. O episódio terminou com o “Lionheart” a atacar Bobby Cruise.


O que achaste deste AEW Dynamite?

11 Comentários

  1. Jr2 meses

    Aguardo o cash in do mjf o cara merece ser campeão, ele e o melhor produto do wrestling atualmente.

  2. DaniFixe2 meses

    De onde apareceu o Juice Robinson ?

  3. Facebook Profile photo

    Show foi bom graças aos seus segmentos, o combate de Jericho x Bandido foi incrível para dois caras com níveis diferentes de lutar, q Khan assine com Bandido para ontem, merece um contrato com AEW.
    Saraya já mostrou q mesmo inicialmente não podendo lutar será uma porta voz da divisão feminina da AEW, com certeza vira muita coisa em breve, assim Tony Khan vai valorizar suas mulheres q trabalham na sua companhia, mais gostaria de ver mais, o título de duplas deverá chegar, assim como o All Elite Women e até gente nova, por influência de Saraya, e o espaço necessário para a divisão feminina da AEW mostrar serviço, há muitas literalmente esquecidas dentro da AEW, e o combate feminino muito top de Storm de Deeb, obrigado Saraya.
    MJF vai enrolar até às vésperas do Full Gear, ele só vai fazer seu cash in próximo para anunciar q vai encarar Moxley no main event do Full Gear e ele sendo o novo campeão mundial.
    Danielson x Menard, esperado, Starks e sua vitória relâmpago, segmento da JAS demostra q Jericho poderá perder em Toronto para Danielson, destaque para os 2.0 e Anna Jay nós microfone e a Tay devorando pizza sem parar kkkk, Robinson x Moxley grande combate, mais torço q poderia aparecer de surpresa o Jay White mais apareceu o Hangman, dia 18/10 promete e vou está torcendo pro cowboy msm achando difícil tirar o título de Moxley.

  4. Foi um bom show. Mas acho que deveriam fazer defesas pelo título mundial da AEW apenas para Wrestlers da AEW com excepção de grandes nomes de outras empresas, e no caso do título mundial da ROH trazers sim wrestlers para serem conhecidos na empresa.
    Mas como disse no geral foi um bom show, sendo que o segmento da Saraya foi meio trapalhão mas de resto foi tudo positivo.

    • The Name2 meses

      O combate não era pelo título da aew era um eliminator match, se não acho que seria o main event em vez do Jericho vs Bandido, mas o main event foi espetacular, o Bandido devia de ter estado na aew desde o início!

    • Mesmo assim o Moxley já defendeu o título algumas vezes contra lutadores de outras empresas.

  5. Bruno Fec2 meses

    Bom show, a única parte má é quando Daddy Magic pega no microfone, essa é sempre a pior parte, por algum motivo que não percebo começa a gritar.
    Aquilo não é intensidade, é gritos só.

  6. WWE2 meses

    bom show

  7. Anónimo2 meses

    Destaco Moxley vs Juice, e o ótimo main event entre o Jericho vs Bandido.

  8. Bryan Danielson vs. Matt Menard – ⭐️⭐️ ¾

    Jon Moxley vs. Juice Robinson – ⭐️⭐️⭐️

    AEW Women’s World Championship – ⭐️⭐

    Ricky Starks vs. Ili Isom – ⭐️

    ROH World Championship – ⭐️⭐️⭐️ ¼