A AEW transmitiu esta sexta-feira mais uma edição do Rampage no canal TNT, a partir da Agganis Arena em Boston, Massachusetts, rumo ao especial Battle Of The Belts II de 16 de Abril.

Resultados

– Bryan Danielson venceu Trent Baretta
– Swerve Strickland venceu QT Marshall
– Red Velvet venceu Willow Nightingale (Women’s Owen Hart Tournament Qualifying Match)
– Jon Moxley venceu ROH Pure Champion Wheeler Yuta (Non-Title Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Bryan Danielson venceu Trent Beretta: Este opener começou de forma bastante agressiva por parte dos dois lutadores, com Bryan Danielson a ganhar controlo fora do ringue, quando atirou o lutador dos Best Friends contra os degraus.

O “American Dragon” controlou Trent Baretta durante alguns minutos, mas este foi usando a sua velocidade para equilibrar e este até conseguiu ter algumas quase vitórias. Nos minutos finais, tivemos Trent Baretta quase a surpreender por várias vezes, mas Bryan Dnaielson acertou o seu Busaiku Knee, seguido da Gotch Piledriver e por fim decidiu acertar os seus habituais pisões antes de fazer o seu adversário desistir.

No balneário, Lexy Nair tentou entrevistar HOOK, mas este não lhe ligou nenhuma, tendo também voltado a ignorar uma maldição de Danhausen.

A seguir tivemos o TNT Champion Scorpio Sky afirmou que ele livrou-se dos open challenges, porque os lutadores têm de merecer uma oportunidade. Sammy Guevara & Tay Conti interromperam-nos e os dois começaram a insultar Dan Lambert, que acabou por responder e a dizer que eles são uma vergonha e que deveriam falar mais do que fazem em ringue e menos do que fazem no quarto.

Os insultos continuaram a aparecer, com o “Spanish God” a continuar a pedir um combate pelo TNT Championship.

A seguir tivemos um video package de Chris Jericho a dar o prémio de Sports Entertainer da semana a QT Marshall.

– Swerve Strickland venceu QT Marshall: Swerve Strickland entrou com tudo neste embate, mas QT Marshall com alguma batota virou o ímpeto a seu favor. O líder da Nightmare Factory dominou durante alguns minutos, mas o popular lutador conseguiu equilibrar este combate e depois do seu Backheel Kick na nuca do seu adversário venceu esta contenda.

Assim que o combate terminou, o FTW Champion Ricky Starks interrompeu a celebração e desafiou Swerve Strickland para um combate de equipas entre a dupla do FTW Champion Ricky Starks e Powerhouse Hobbs contra Swerve Strickland & Keith Lee.

De seguida tivemos um video package sobre Marina Shafir.

– Red Velvet venceu Willow Nightingale (Women’s Owen Hart Tournament Qualifying Match): Willow Nightingale usou a sua maior força para dominar os minutos iniciais deste embate, sendo que só quando falhou um Moonsault é que Red Velvet conseguiu ter alguma ofensiva.

Ainda assim, Willow Nightingale foi tendo mais ofensiva e quase venceu por várias vezes, mas no final Red Velvet acertou o seu pontapé rotativo e venceu este combate de qualificação.

Nos bastidores, Tony Nese estava irritado por não ser respeitado, e acabou por ser interrompido por “Smart” Mark Sterling que explicou que o “Premier Athlete” precisa é de um manager.

A seguir tivemos o ROH Pure Champion Wheeler Yuta a explicar que não tem medo de Jon Moxley e que este o irá respeitar quando o combate de hoje terminar. Já, Jon Moxley afirmou que hoje só tem um trabalho, fazer o jovem derramar sangue.

– Jon Moxley venceu ROH Pure Champion Wheeler Yuta (Non-Title Match): Wheeler Yuta atacou o seu adversário ainda antes deste entrar em ringue e tivemos uma grande brawl no meio do público a começar este main event.

Já em ringue, o embate estava mais equilibrado, mas foi novamente fora do ringue que o combate ficou virado do avesso, pois o “Purveyor of Violence” fez o jovem ficar a sangrar depois de um pisão contra os degraus.

O ex-AEW World Champion dominou então durante vários minutos, mas o ROH Pure Champion nunca se deu por vencido e com o passar do tempo foi equilibrando esta “guerra” e apesar de todo o sangue perdido, Wheeler Yuta conseguiu com um salto incrível fazer Jon Moxley atravessar uma mesa.

Nos minutos finais, Wheeler Yuta foi com tudo para cima do seu adversário, tendo acertado os pisões de Bryan Danielson e até roubado o Bulldog Choke ao seu adversário e por várias vezes quase surpreendeu, sendo que ia sempre sobrevivendo a tudo o que Jon Moxley fazia.

No final, o “Purveyor of Violence” já estava a ficar desnorteado com a resistência do seu adversário, acertou o seu Paradigm Shift, mas Wheeler Yuta conseguiu fazer o kick-out, mas o ex-campeão não perdoou e com um Rear Naked Choke fez o seu adversário desmaiar.

Depois desta “guerra” ter terminado, William Regal e Bryan Danielson vieram ao ringue, tendo o líder dos Blackpool Combat Club esticado a mão na direção de Wheeler Yuta que cumprimentou então William Regal, tendo assim o jovem finalmente ganho o respeito do britânico.


O que achaste deste AEW Rampage?

8 Comentários

  1. ótimo show com um excelente main event.
    Que construção do Yuta, a 2 semanas atrás ele não tinha esse apoio todo do público. Grazadeus uma empresa que sabe construir estrelas e não fica enfiando a mesma galera goela abaixo. Depois eu volto aqui pra ver os comentários dos floquinhos de neve reclamando do sangue.

  2. A AEW tem feito um ótimo trabalho na construção de novas estrelas

  3. Facebook Profile photo

    O Rampage como um todo foi ótimo mas vou focar-me no main event.

    Mox vs. Yuta: é assim que se fazem estrelas! O Yuta começou bem, a atacar o Mox sem parar para não lhe dar espaço, mas assim que têm espaço coloca logo o Yuta a sangrar, numa das melhoras utilizações de sangue, combate cheio de non-stop violence. Quando o Yuta dá kickout ao Paradigm Shift foi de arrepiar! Com a crowd totalmente investida no combate! [*****]

  4. Gostei:
    – Bryan Danielson vs Trent Beretta. Um ótimo combate para começar o show. Ritmo elevado e bons spots. O Trent conseguiu uma quantidade decente de ofensa no Danielson mas não foi suficiente para evitar a derrota.
    – Swerve Strickland vs QT Marshall. As noites de sexta-feira tem sido dominadas por Swerve e isto foi um bom combate para mostrar isso. O Tag Match da próxima semana promete esse mesmo nível de divertimento.
    – Red Velvet vs Willow Nightingale. Foi um bom combate de se assistir. Entende-se a frustração do público com a derrota da Willow, mas a AEW fez bem ao escolheu a Red Velvet para vencer.
    – Wheeler Yuta vs Jon Moxley. Apanhei alguém no Twitter que disse que este combate foi tudo o que Ambrose vs Lesnar na Mania 32 devia ter sido. E não podia concordar mais. Que fantástico main event e que forma de construir uma nova estrela em Wheeler Yuta! Maluco, a sangrar como tudo, mas recusa-se a desistir. Excelente trabalho por parte da AEW neste final de show.

    Não Gostei:
    – Promo dos Men of the Year e Dan Lambert, interrompidos por Sammy Guevara e Tay Conti. Esta storyline é a pior parte da AEW neste momento. É tão, mas tão má. E o público na arena tem a mesma opinião que eu: não apoiam os faces nem apoiam os heels. Não querem saber, tal como eu.

    Overall: 7/10. Um Rampage muito divertido, com o destaque a ser o combate de abertura e o fantástico main event. No entanto, tenho que também dizer o negativo: acabem com a storyline dos Men of the Year e Sammy/Tay!

  5. The Name10 meses

    Foi um bom Rampage esta semana!
    O main event foi espectacular, o Yuta têm vindo a crescer muito e a receber um grande push nas últimas semanas, assim é que se criam novas estrelas!
    E adorei quando o Yuta escreveu BCC no peito com o sangue dele!

  6. Anónimo10 meses

    Excelente main event entre o Moxely e Yuta.

  7. Kick_Ass10 meses

    Grande Rampage porra!
    Aquele main event foi muito bom! Que exibição do Yuta!!!