A AEW transmitiu esta sexta-feira mais uma edição do Rampage no canal TNT, mas num horário especial, a partir do Fertitta Center em Houston, Texas, e rumo ao Double or Nothing do dia 29 de Maio.

Resultados

– House of Black (Malakai Black, Brody King & Buddy Matthews) venceram Dark Order (Evil Uno, Preston “10” Vance) & Fuego Del Sol
– Shawn Spears venceu Big Damo
– Kris Statlander venceu Red Velvet (Primeira Ronda do Women’s Owen Hart Tournament)
– Blackpool Combat Club (Bryan Danielson & Jon Moxley) venceram Dante Martin & Matt Sydal

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– House of Black (Malakai Black, Brody King & Buddy Matthews) venceram Dark Order (Evil Uno, Preston “10” Vance) & Fuego Del Sol: Este combate começou de forma equilibrada, mas a maior experiência enquanto equipa fez com que a House of Black ficasse no controlo durante alguns minutos. Ainda assim quando Fuego Del Sol fez o tag a Preston “10” Vance este usou a sua força para virar o ímpeto a favor da sua equipa e com isso as quase vitórias foram começando a aparecer. No final, a House of Black voltou a ter o controlo e este opener terminou quando Brody King acertou a Gonzo Bomb em Evil Uno.

Já depois do combate ter terminado, os Death Triangle apareceram e desafiaram a House of Black para um combate no Double or Nothing.

Nos bastidores, Max Caster e o Gun Clubb desejaram as melhores a Anthony Bowens.

Continuando pelo backstage, os ROH & AAA World Tag Team Champions FTR foram entrevistados e aceitaram o desafio dos Roppongi Vice para um combate.

– Shawn Spears venceu Big Damo: Big Damo usou a sua força para dominar desde cedo e até parecia que ia conseguir conquistar uma vitória fácil na sua estreia, porém quando falhou uma Vader Bomb, isso abriu espaço para Shawn Spears acertar uma joelhada, seguida do C4 e assim conquistar a vitória.

Assim que o combate terminou, o “Chairman” afirmou ser a criptonite de Wardlow e que no Steel Cage Match ele irá provar que é o “Giant Killer”.

– Kris Statlander venceu Red Velvet (Primeira Ronda do Women’s Owen Hart Tournament): Kris Statlander usou a sua força para controlar desde cedo, mas Red Velvet com alguma batota à mistura conseguiu ficar no controlo deste embate. Red Velvet dominou então durante alguns minutos e até quase venceu depois do seu Final Slice.

No entanto, Kris Statlander voltou a ter espaço para usar a sua força, o que fez com que também quase ganhasse. O final aconteceu quando a antiga alien fez um pin rápido que assim lhe assegurou a continuidade neste torneio.

Assim que o embate terminou, Kiera Hogan atacou Kris Statlander o que fez Ruby Soho vir ao ringue sendo que a vantagem numérica voltou a estar do lado das Baddies, quando a TBS Champion Jade Cargill se juntou às suas companheiras. O ataque só terminou quando Anna Jay apareceu e atacou Mark Sterling antes do trio de lutadoras sair de cena.

A seguir tivemos uma montagem com imagens de treinos dos Hookhausen e da dupla de Tony Nese e Mark Sterling.

Dan Lambert e os Man of the Year foram para o ringue e pediram a Sammy Guevara para este devolver o TNT Championship. O “Spanish God” e Tay Conti apareceram então no parque de estacionamento e em conjunto com Frankie Kazarian, destruíram o TNT Championship.

Nos bastidores, Tony Schiavone entrevistou Toni Storm e a Dr. Britt Baker DMD, com esta última a dizer que a sua adversária não irá conseguir vencê-la. Já a neozelandesa explicou que se a ex-campeã continua a falar muito, ela irá acabar por precisar de um dentista.

De seguida tivemos Matt Sydal a dizer que ele e Dante Martin vão vencer os Blackpool Combat Club. Já Jon Moxley afirmou simplesmente que o melhor que os lutadores têm a fazer antes de entrar em ringue com o Blackpool Combate Club, é perder a esperança.

Ainda antes do main event, a TBS Champion Jade Cargill desafiou Anna Jay para um combate pelo título.

– Blackpool Combat Club (Bryan Danielson & Jon Moxley) venceram Dante Martin & Matt Sydal: Bryan Danielson & Jon Moxley entrou de forma bastante agressiva e dominaram este main event desde o primeiro segundo.

A dupla do Blackpool Combat Club conseguiu manter Matt Sydal isolado durante vários minutos, até ao momento em que este fez o tag a Dante Martin que meteu o pé no acelerador e criou alguns problemas aos seus adversários.

Com o passar do tempo, a agressividade foi aumentando e isso beneficiou Bryan Danielson & Jon Moxley, sendo que depois de várias quase vitórias de parte a parte, o combate terminado quando o ex-AEW World Champion acertou o Paradigm Shift em Dante Martin.

Assim que o combate terminou a Jericho Appreciation Society atacou os membros do Blackpool Combat Club, o que fez com que Eddie Kingston, Santana & Ortiz viessem para o ringue e o Rampage terminou com uma brawl entre os 10 lutadores.


O que achaste deste AEW Rampage?

5 Comentários

  1. Velvet e Kris travaram uma das melhores batalhas femininas da AEW. Brilharam demais nesse match 😎♥️

  2. Dark Nash1 mês

    Não me lembro de um segmento tão ruim e um personagem tão chato quanto esse do Sammy Guevara, insuportável.

  3. Gostei:
    – The House Of Black vs Sol & The Dark Order. Vitória previsível para a House of Black. É a continuação do bom push aos heels com um combate decente.
    – Shawn Spears vs Big Damo. Apesar de ter sido muito curto, foi muito bem executado e é sempre bom ver o Big Damo (ex-Killian Dain). Isto fez-me lembrar do NXT em 2017, da feud entre Tye Dillinger e os Sanity… bons tempos.
    – Martin & Sydal vs Blackpool Combat Club. Bom combate aqui, com uma boa psicologia entre as 2 tag teams. Regal e Jericho a mandar vir nos comentários também ajudou imenso. Aproveito para desejar as melhoras a Bryan Danielson e esperemos que o que lhe aconteceu não seja grave.

    Não Gostei:
    – Kris Statlander vs Red Velvet. Elogio a exibição de Kris, que esteve muito bem, mas houve algo neste combate que não deu o clique para mim. Queria muito gostar dele, mas não consegui.

    Overall: 6/10. Não foi ótimo nem horrível; foi sólido para dar mais algum build a caminho do DoN. O meu destaque vai para Spears vs Damo que, mais uma vez, foi executado na perfeição.

  4. El Cuebro1 mês

    Esse negócio com o Bryan deu medo hein, a perna dele ficando presa entre o ringue e o prolongamento do stage, espero que esteja tudo bem com ele, no mais eu não gosto quando fazem este tipo de montagem, deveria ser a tradicional rampa até o ringue e não isso!

  5. Anónimo1 mês

    Bom main event.