AEW transmitiu esta sexta-feira a segunda edição do seu novo programa televisivo de 1 hora, o Rampage no canal TNT, a partir do United Center em Chicago, Illinois, rumo ao All Out de 5 de Setembro.

O AEW Rampage é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Jurassic Express (Luchasaurus & Jungle Boy) venceram Private Party (Isiah Kassidy & Marq Quen) (Meia-final do AEW World Tag Team Championship Eliminator Tournament)
– Jade Cargill venceu Kiera Hogan
– Jon Moxley venceu Daniel Garcia

Vídeos

Watch Wrestling

Report

CM PUNK! CM PUNK! CM PUNK! e foi assim que começou o Rampage até tocar a música que se esperava e vermos CM Punk a entrar e o tecto do United Center a “explodir”. 

Depois de uma longa entrada, onde CM Punk até voou para o meio do público, este chegou ao ringue e começou por agradecer aos fãs e por dizer que sempre ouviu os fãs a gritarem por ele e que eles podem não ter tudo hoje, mas ele agora tem tempo.

A seguir, CM Punk explicou que se desapontou os fãs quando saiu de onde saiu, ele já não conseguia lá estar. O lutador falou da sua saída da ROH e que quando se dirigia para o ringue nesse dia ia a chorar, porque sabia que ia sair de um sítio incrível e que ia para um sítio que não tinha a certeza do que lhe ia acontecer, só sabia que naquele dia ele saiu do Pro Wrestling e agora está de volta.

O regressado lutador explicou que voltou porque quer lutar com os jovens da AEW e porque tem umas contas a acertar. A seguir tivemos imagens de Darby Allin e Sting no topo do United Center e o “Second City Saint” apontou as suas atenções para o jovem lutador e explicou que ele sabe como ele é duro e como ele aguenta tudo e que ele quer ajudar. Mas que Darby Allin pode não ter medo de nada, mas não existe nada mais perigoso do que lutar contra CM Punk, excepto lutar contra CM Punk em Chicago, e assim ficou marcado o combate para o All Out.

Nos bastidores, tivemos o Impact Wrestling World Champion Christian Cage a explicar que os Young Bucks não têm quem os ajude dentro da Steel Cage no All Out e que os Jurassic Express vão começar hoje o seu caminho rumo ao combate pelos AEW World Tag Team Championships, e que quanto a ele e Kenny Omega, o AEW World Champion sabe que ele o consegue vencer e ele irá fazer isso mais uma vez no All Out.

– Jurassic Express (Luchasaurus & Jungle Boy) venceram Private Party (Isiah Kassidy & Marq Quen) (Meia-final do AEW World Tag Team Championship Eliminator Tournament): Jungle Boy dominou sozinho os Private Party durante alguns minutos, usando toda a sua incrível velocidade e agilidade, sendo que o duo liderado por Matt Hardy só começou a dominar quando fez batota.

Os Private Party dominaram durante vários minutos, mas Jungle Boy conseguiu sobreviver a tudo e fez o tag a Luchasaurus e este usou a sua maior força para virar o combate do avesso, tal como já tinha feito no Dynamite contra os Young Bucks. Ainda assim, a primeira quase vitória pertenceu aos Private Party depois de um incrível Canadian Destroyer.

Depois de várias quase vitórias, incluindo uma tentativa de interferência de Matt Hardy, no final os Jurassic Express conseguiram a vitória e seguem em frente neste torneio para definir os próximos candidatos principais aos AEW World Tag Team Championships.

Nos bastidores, o AEW World Champion Kenny Omega e Don Callis estavam irritados por terem sido “roubados” por Christian Cage e o campeão prometeu que no All Out vai reformar o “Instant Classic” mais uma vez.

– Jade Cargill venceu Kiera Hogan: Kiera Hogan tentou dar luta apesar da diferença de tamanho, mas Jade Cargill com um pontapé seguido da sua versão do Glam Slam venceu este combate sem problemas.

A seguir tivemos Mark Henry a entrevistar Daniel Garcia e Jon Moxley, e o jovem lutador explicou que quer vencer o maior nome da AEW e assim tornar-se uma estrela. Jon Moxley ainda não tinha esquecido o ataque que aconteceu no Dynamite e explicou que Daniel Garcia tem mais hipóteses de o engravidar do que fazê-lo desistir no ringue, e que vai dar cabo dele.

– Jon Moxley venceu Daniel Garcia: Jon Moxley entrou de forma bastante agressiva e Daniel Garcia só vários minutos depois conseguiu ter alguma ofensiva, sendo que fez da perna esquerda do “Death Rider” o seu alvo preferencial de ataque.

O jovem lutador, apesar de ter uma desvantagem de força, quase fez Jon Moxley desistir, mas cometeu um erro e o ex-AEW World Champion aproveitou isso e aplicou o Bulldog Choke e Daniel Garcia teve de desistir.

Assim que o combate terminou, os 2point0 e Daniel Garcia atacaram Jon Moxley e Eddie Kingston, mas Darby Allin e Sting vieram ao ringue e limparam a casa num ataque que terminou com um Coffin Drop por parte do ex-TNT Champion.


O que achaste desta segunda edição do AEW Rampage?

19 Comentários

  1. TheFlyingTuga1 mês

    Logo a abrir… Pufaaaa

  2. luis1 mês

    Existe pessoas a chorar

  3. Dancan1 mês

    Quase cai em lágrimas aqui, CM Punk is BACK!!!

  4. Eeeeeeeeeeeeeita, calando a boca de muita gente!!

  5. JoãoRkNO1 mês

    7 anos, 7 anos que esperei por este momento, fuck, CM Punk is back babyyyyyyy

  6. Finalmente, passados 7 anos, nem parece real… Lá se foi o interesse para ver o resto do show hehe

    • JP1 mês

      Tony khan podia ter vindo a seguir e dizer “bom, pessoal é tudo o que e temos para hoje, obrigado por terem vindo!” e o pessoal e feliz para casa 😀

  7. Anonimo1 mês

    A única coisa que eu senti com este retorno, foi tristeza ao relembrar que nomes como Cody Rhodes, Omega e Young Bucks são criticados e “full of heat” mesmo sendo o coração e o suor que criaram toda a revolução e magia que hoje conhecemos como AEW. É fácil falar que “CM Punk vai fazer a diferença”, mas deveria ser fácil lembrar que All In, 2018 até ao dia de hoje, houve pessoas que fizeram muito mais que dificil.

    Vamos lá ver se o CM Punk tem o tomatinho no sitio para não enterrar talentos (a começar já com o Darby, porque se assim for, o punk nao será diferente do triple h que ele criticou), e saber que há ainda uma meia duzia de nomes na empresa mais interessantes que ele, para carregar o aew world championship.

  8. JoaoPedrooooooo1 mês

    O opening foi para ganhar em termos de audiências. O Rampage vai, provavelmente, ter mais audiências que o SD.

  9. Facebook Profile photo

    Foi um show de uma só pessoa basicamente e vou ser honesto, já nem me lembro de como foram os combates xD

  10. Gostei:
    – HE’S BACK!!!! Um dos pop’s mais altos que já ouvi, senão o mais alto! O momento mais esperado no mundo do wrestling nos últimos 7 anos, CM Punk está de volta! A grande frase da promo: Reformei-me do wrestling a 13 de agosto de 2005 (saída da ROH). Volto ao wrestling 20 de agosto de 2021. A reação do público foi enorme após isto. Ele depois vira-se para Darby Allin e Sting, que estão no topo da arena, como habitual. Vamos ter Punk vs Allin no All Out! Este segmento foi absolutamente perfeito. Segmento do ano, talvez da década (que ainda falta muitos anos para terminar) e talvez do século.
    – Jurassic Express vs Private Party. Um ótimo combate, com ritmo elevado. Nada de mais a dizer.
    – Promo package para Jade Cargill vs Kiera Hogan. Mostrou bem a razão pela qual este combate vai acontecer e o ódio entre as 2.
    – Promo entre Daniel Garcia e 2.0 e Jon Moxley. Garcia quer chegar ao topo e, para isso, tem que derrotar Mox. Mox diz ”tens mais chances de me engravidar do que me derrotar”. Ok. Esta promo foi muito boa.
    – Jon Moxley vs Daniel Garcia. Apesar de curto, ainda foi um bom combate. Este combate perdeu algum tempo devido ao segmento inicial, o que é totalmente justificável.
    – Após o combate, 2.0 e Daniel Garcia levaram uma coça de Mox, Eddie Kingston, Sting e Darby Allin. Isto foi para mandar o público para casa ainda mais feliz e resultou.

    Não Gostei:
    – Promo de Kenny Omega e Don Callis. Kenny Omega a dizer que esta noite foi dedicada a ele fez-me rir. A promo é simples, curta, mas eficaz.
    – Jade Cargill vs Kiera Hogan. Durou 1 minuto, foi uma squash basicamente. É uma pena. A Jade esteve ótima, mas gostava que tivesse durado mais tempo.

    Overall: 7/10. Só interessou 1 coisa neste show: o regresso de Punk. Foi, talvez, o segredo mais revelado pelo mundo inteiro e mesmo assim o pop foi… de outro mundo. O telhado da arena explodiu. Tal como já disse, segmento do ano. Talvez já da década e talvez do século (mais improvável este último.). Os 3 combates não tiveram muito tempo graças a isto, mas Jurassic Express vs Private Party ainda é um ótimo combate que vale a pena checar.

  11. Kick_Ass1 mês

    Ver o CM Punk de volta depois de tanto tempo foi brutal, na minha opinião foi o maior pop da história do pro wrestling!

    Mas também á que destacar um bom combate dos Private Party vs Jurassic Express com manobras do c******, aquele Super Canadian Destroyer foi espetacular :O

  12. Excelente episódio do Rampage.
    Destaques:
    -CM PUNK CM PUNK CM PUNK!!!
    O maior regresso da história do wrestling,um dos maiores pops da história…dos momentos mais mágicos da história e um momento para mais tarde recordar.
    Por muito tempo pensei que isto seria impossível,mas felizmente 7 anos depois um dos meus wrestlers favoritos de sempre está de volta.
    -Em relação a promo,foi também ela excelente e mal posso esperar para ver o match dele com o Darby no All Out.

    -Jurassic Express vs Private Party
    Foi um combate bastante bom e com spots bacanos como aquele destroyer a partir da 3 corda

  13. Que momento mágico, que golpe genial do Tony Kahn

  14. Kay Orton1 mês

    Gostei muito da vitória do Jon Moxley e do Jurasic Express foram bons combates e desenvolveram algo legal de assistir. Jade Cargill fez uma squash match na Kiera Hogan, não sou fã desses combates de 1 minuto ou 2 pois já vejo isso na WWE semanalmente então eu esperava bem mais da divisão feminina da AEW, porém pra história que vem sendo contada da pra entender.

    7/10

  15. Foi um programa porreiro que acabou por ser alavancado pelo estrondoso e eletrizante começo, com o tão esperado regresso de CM Punk ao Wrestling e a consequente estreia na AEW perante uma lotação quase esgotada no United Center.

    Também destacaria o combate de equipas entre Jurassic Express e Private Party, que foi cheio de non stop action (pun not intended xD). Os outros dois combates foram decentes (principalmente o main event) e serviram sobretudo para mostrar malta nova, mas não chegaram ao nível do tag team match.

  16. Anónimo1 mês

    O destaque deste show é o regresso do Punk.

  17. O principal foco deste Rampage foi claramente para o Best In The World CM PUNK.

  18. O maior pop da história do pro wrestling, sem palavras…