A AEW transmitiu esta sexta-feira mais uma edição do Rampage no canal TNT, especial Grand Slam, a partir do Arthur Ashe Stadium em Queens, Nova Iorque.

Resultados

Sting & Darby Allin venceram House of Black (Brody King & Buddy Matthews) (No Disqualification Match)
– FTW Champion HOOK & Action Bronson venceram 2point0 (Angelo Parker & Matt Menard)
– TNT Champion Wardlow & ROH World TV Champion Samoa Joe venceram Tony Nese & Josh Woods
– Jungle Boy venceu AEW World Trios Champion Rey Fenix
– Sammy Guevara venceu Eddie Kingston
– TBS Champion Jade Cargill venceu Diamanté
– “Hangman” Adam Page venceu a Grand Slam Golden Ticket Battle Royale
– Ricky Starks venceu Powerhouse Hobbs (Lights Out Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Sting & Darby Allin venceram House of Black (Brody King & Buddy Matthews) (No Disqualification Match): Sting & Darby Allin atacaram Brody King & Buddy Matthews logo na sua entrada, tendo este combate acontecido por toda a arena.

O caos foi sempre a nota de destaque neste opener, com os quatro lutadores a tentarem de tudo para vencer a equipa, sendo que na zona de entrada vimos, Darby Allin e Brody King a lutarem um contra o outro e ambos acabaram por atravessar uma mesa.

Já dentro do ringue, Buddy Matthews ia usar o taco de basebol para atacar Sting que estava algemado, mas as luzes da arena apagaram e quando se reacederam tivemos Great Muta, que atacou o australiano com a sua green mist. Tudo isto fez com que Sting tivesse hipótese de partir as algemas e acertar o Scorpion Deathdrop em Buddy Matthews que deu a vitória à sua equipa.

– FTW Champion HOOK & Action Bronson venceram 2point0 (Angelo Parker & Matt Menard): A dupla de HOOK & Action Bronson entrou de forma dominante, mas os 2Point0 conseguiram isolar o FTW Champion durante alguns minutos.

O jovem aguentou o ataque dos seus adversários e conseguiu fazer o tag a Action Bronson que virou o combate do avesso, tendo no final HOOK e o músico aplicado um duplo Redrum que fez os seus dois adversários desistirem.

Antes do próximo combate começar, “Smart” Mark Sterling afirmou que Tony Nese & Josh Woods iam vencer este embate e prometeu que Wardlow não lhe iria acertar uma Powerbomb.

– TNT Champion Wardlow & ROH World TV Champion Samoa Joe venceram Tony Nese & Josh Woods: A força de Wardlow & Samoa Joe foi um problema para os seus adversários desde cedo, sendo que Tony Nese ainda tentou usar a sua velocidade mas o “Samoan Submission Machine” não lhe deu hipótese tendo vencido quando acerotu o seu Muscle Buster.

Após o combate, Josh Woods & Tony Nese atacaram Samoa Joe pelas costas, mas Wardlow tirou-os do ringue. Mark Sterling tentou atacar Wardlow pelas costas, mas a ideia não foi a melhor, pois acabou nas mãos do seu rival, que lhe acertou uma Powerbomb Symphony.

Antes do próximo combate, tivemos Jungle Boy a falar deste embate contra Rey Fenix e de como se quer testar contra um dos melhores highflyers do Mundo.

– Jungle Boy venceu AEW World Trios Champion Rey Fenix: Os dois lutadores entraram a 100 à hora e acabou por ser Rey Fenix que foi levando a melhor nos minutos iniciais deste embate.

Ainda assim, Jungle Boy nunca se deixou controlar por completo e sempre que pode foi aumentando a agressividade, o que fez com que o combate fosse ficando cada vez mais equilibrado.

Nos minutos seguintes, os dois lutadores mostraram todas as suas capacidades de high flying e com isso as as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes. No final, Rey Fenix parecia estar no controlo, mas Jungle Boy com um pin rápido conquistou a vitória.

Os dois lutadores cumprimentaram-se após o combate, mas Christian Cage & Luchasaurus apareceram e atacaram Jungle Boy, com o “Instant Classic” a dizer a Jungle Boy para não aparecer no próximo Dynamite.

A seguir, tivemos, uma promo do ROH World Champion Chris Jericho a anunciar que a Jericho Appreciation Society irá fazer uma festa no próximo Dynamite.

– Sammy Guevara venceu Eddie Kingston: Eddie Kingston entrou de forma agressiva e dominou Sammy Guevara, até que fora do ringue, o “Spanish God” conseguiu virar o combate a seu favor, sendo que Tay Melo também atacou o “Mad King” nas costas do árbitro.

Sammy Guevara dominou durante alguns minutos, mas Eddie Kingston nunca se deixou ficar e foi aumentando a agressividade que o fez virar o combate a seu favor.

Nos minutos finais, ambos tiveram hipótese de vencer, mas o “Mad King” virou o combate a seu favor e aplicou o Stretch Plum que lhe deu a vitória. Porém, ao não largar a submissão, o árbitro reverteu a decisão do combate e deu a vitória a Sammy Guevara, o que fez com que Eddie Kingston atacasse vários membros do staff da AEW.

– TBS Champion Jade Cargill venceu Diamanté: Diamanté entrou de forma agressiva, mas a força de Jade Cargill foi um problema desde cedo e depois de acertar um F5 no apron, colocou a sua adversária no ringue e com o Jaded conquistou mais uma vitória. Após o combate, Trina deu um estalo a Diamanté e cumprimentou Jade Cargill.

– “Hangman” Adam Page venceu a Grand Slam Golden Ticket Battle Royale: Como qualquer Battle Royale, esta começou de forma caótica e com as eliminações a acontecerem desde os momentos iniciais deste embate.

As eliminações foram acontecendo com o passar dos minutos e com isso o ringue foi ficando cada vez mais vazio, sendo que os últimos quatro lutadores foram “Hangman” Adam Page, Rush, Jay Lethal e Penta El Zero Miedo. Jay Lethal conseguiu eliminar o luchador, mas rapidamente foi eliminado pelo ex-AEW World Champion, sendo que nos momentos seguintes, os últimos dois lutadores em ringue foram aumentando a agressividade, tendo no final, “Hangman” Adam Page acertado o seu Deadeye em Rush no apron e com isso venceu esta Battle Royale.

Antes do main event, Mark Henry entrevistou Powerhouse Hobbs e Ricky Starks que prometeram acabar um com o outro neste Lights Out Match.

– Ricky Starks venceu Powerhouse Hobbs (Lights Out Match): Os dois rivais entraram com tudo e o combate desenrolou-se tanto dentro como fora do ringue. As armas foram aparecendo desde cedo, tendo Powerhouse Hobbs tendo o ímpeto do seu lado, isto apesar de Ricky Starks nunca se ter dado por vencido.

O cansaço e o dano causado pelas várias armas foi começando a ser cada vez mais evidente e com isso as false finishes foram sendo cada vez mais frequentes neste main event.

Depois de lutarem na zona de entrada, já de novo em ringue, Ricky Starks fez Powerhouse Hobbs atravesar uma mesa com um Spear, tendo terminado o combate com o seu Roshambo.


O que achaste deste AEW Rampage Grand Slam?

10 Comentários

  1. House of Black vs Darby Allin & Sting – ⭐️⭐️⭐️⭐️

    Action Bronson & Hook vs. Matt Menard & Angelo Parker – ⭐️⭐️ ¾

    Josh Woods & Tony Nese vs. Wardlow & Samoa Joe – ⭐️⭐️

    Rey Fenix vs. Jungle Boy – ⭐️⭐️⭐️⭐️ ¼

    Eddie Kingston vs. Sammy Guevara – ⭐️⭐️⭐️ ½

    TBS Championship – ⭐️⭐️⭐️

    Golden Ticket Battle Royal – ⭐️⭐️⭐️ ½

    Lights Out Match – ⭐️⭐️⭐️ ¾

    💥 Ótimo inicio e fiquei surpreendido pelo Great Muta aparecer. Muito bem executado. Destaque para o combate atlético entre Ray Fenix e Jungle Boy. Nota para o facto de os dias de CM Punk na AEW devem estar contados: note-se que Adam Page é Candidato Principal, tendo algum destaque no main-event picture, facto que não acontecia desde que Punk apareceu. Ora, dada a animosidade entre eles os dois, é uma entrelinha a ter em conta. Parte positiva também é Tony Khan ter uma noção de quando erra e emendar (Starks/Hobbs no All Out altamente criticado, e recompensar vagamente aqui).

    🤷‍♂️ Pena que aparentemente o Wardlow saiu lesionado, espero que não a tenha piorado com o segmento final. É de pensar que para um horário menos preenchido que a WWE, as lesões não param de acontecer na AEW. A pensar… Noutra nota, alguém que se decida senão começo a achar que às Quartas é Jungle Boy e às Sextas já se mete o Jack Perry… Nonsense.

    🤢 Volto a dizer, a AEW tem um problema estrutural de não capitalizar em storylines que mantenham o público investido, e em não promover desenvolvimento de personagens, achando que o produto fica justificado como grande com combates mais stiff e atléticos. Por vezes funciona, mas 70% das vezes não, principalmente quando estão a competir com o mastermind nesses pontos como a WWE de Paul Levesque. Exemplo, há dias que só se fala de quem vai aparecer na WWE, simplesmente porque meteram uma música a tocar em live events e QR codes nos bastidores. Mais, a AEW falha em pontos chave como ter Dalton Castle & The Boys ou Briam Cage a aparecer, sem qualquer destaque a entrarem. Às vezes, o estilo de booking e produção não passa de um desejo de um miúdo de 14 anos, e não de alguém que pense um produto para TV.

  2. Eduardo Guimarães2 semanas

    Rampage muito divertido. Mas, ainda sem condições aquele final de luta de Eddie vs Sammy. Simplesmente deixassem o Eddie vencer e pronto, foi muito estranho aquele final. Toda hora um boicote ao Eddie, é um saco

  3. Mikas2 semanas

    Lethal, Cage e Archer muito mal usados na BR

    Miro e Ethan Page continuam a ser nada nesta AEW

    • coiso1 semana

      kk

      O Ethan anda com heat há 3 semanas, começa a ficar atento ao show.

  4. Concordo com o user Mikas, se bem que acho que o Tony está na minha opinião a fazer tempo para incluir maior parte desses wrestlers no ROH.
    Ethan Page vai fazer a diferença e vai aparecer cada vez mais, visto aparecer na nova stable que a meu ver vão conseguir todos os títulos que pretendem, ou seja o Ethan Page vai continuar na AEW e vai ser campeão.
    Miro tenho de concordar, está estranho o booking e está fraco, a não ser que estejam a planear que a Lana se torne All Elite e aí darem mais destaque a ele, que sim realmente merece.
    Quanto ao Rampage em si gostei de alguns combates, outros estiveram ao nível do rampage.
    A TBS champion chateia-me imenso, e o título tem de mudar de mãos, porque ela pode estar num nível físico incrível mas existe boas wrestlers femininas e ela não é de longe a melhor na divisão feminina.
    Wardlow está com um booking muito esquisito para um TNT Champion, tem de haver melhores combates, pois mais parece o booking do FTW Champion.
    Sting & Darby Allin acho que já mereciam um combate pelo título de tag team, apesar de querer claro a derrota dos mesmos mas merecem destaque.
    Não percebo o porquê do Jungle Boy vencer este combate, um bocado desnecessário e precisa de uma mudança de personagem.
    E finalmente Ricky Starks a vencer o combate, e gostava que fosse ele a tirar o TNT title do Wardlow.

  5. Gostei:
    – Sting & Allin vs The House Of Black. Foi ótimo, mas nada de fantástico. O momento com o Great Muta no final foi lindo e ajudou o combate.
    – The Jericho Appreciation Society vs Bronson & Hook. Foi divertido. O Hook destruiu todos, o Action Bronson até fez umas coisinhas giras. E os 2point0 são uma tag team que, apesar de nada demais, cumprem sempre.
    – Jungle Boy vs Rey Fenix. Fantástico combate, com estes 2 lutadores incríveis a entregar. Pena os fãs não estarem muito energéticos neste combate (já deviam estar lá para aí há 3 horas, portanto justo).
    – Eddie Kingston vs Sammy Guevara. Então, o Eddie Kingston foi desqualificado porque foi muito melhor que o seu adversário? Uma DQ por não largar a manobra mesmo após vencer é das decisões mais estúpidas que já vi. Mesmo assim, o combate foi bem sólido. É uma pena o final ter sido o que foi.
    – Golden Ticket Battle Royale. Demasiados low-midcarders num combate para determinar o candidato ao World Title, que torna o vencedor previsível. Mesmo assim, foi um combate sólido e Hangman vs Moxley vai ser interessante.
    – Powerhouse Hobbs vs Ricky Starks. 100x melhor que o seu combate no All Out (não era difícil). Tiveram tempo hoje, tiveram uma estipulação, e arrasaram, protagonizando um ótimo main event. O Starks sai deste combate uma completa estrela (também já o era, agora ainda mais).

    Não Gostei:
    – Wardlow & Joe vs Nese & Woods. Após a batalha entre Joe e Woods na semana passada, estava à espera de uma tag match competitiva. Longe disso. Uma squash, essencialmente, com umas powerbombs do Wardlow pós-combate.
    – Diamante vs Jade Cargill (c). Squash? Squash, claro.

    Overall: 7/10. Um ótimo Rampage, repleto de combates que justificaram o aumento especial desta semana para 2 horas. Destaco a tag match que abriu o show, Jungle Boy vs Fenix e o main event.

  6. The Name2 semanas

    No geral foi um bom show esta semana, props para as pessoas que estiveram no estádio, 5h de wrestling numa só noite é muito!

  7. Anónimo2 semanas

    Ótimo main event entre o Stakrs vs Hobbs, ao menos desta vez tiveram o devido tempo para fazer um bom combate.

  8. WWE1 semana

    bom